Tupanatinga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Tupanatinga
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 20 de dezembro
Fundação 20 de dezembro de 1963
Gentílico tupanatinguense
Lema Crescendo e produzindo
Prefeito(a) Manoel Tomé (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Tupanatinga
Localização de Tupanatinga em Pernambuco
Tupanatinga está localizado em: Brasil
Tupanatinga
Localização de Tupanatinga no Brasil
8° 45' 10" 37° 20' 24" 8° 45' 10" 37° 20' 24"
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Agreste Pernambucano IBGE/2008[1]
Microrregião Vale do Ipanema IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Ao norte, Sertânia; ao sul, Itaíba; a leste Buíque e a oeste, Ibimirim.
Distância até a capital 281 25 km
Características geográficas
Área 795,638 km² [2]
População 28 172 hab. estatísticas IBGE/2014[3]
Densidade 35,41 hab./km²
Altitude 714 m
Clima Semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,519 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 124 862 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 4 999 87 IBGE/2012[5]
Página oficial

Tupanatinga é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Administrativamente, o município é composto apenas pelo distrito sede e pelos povoados de Cabo do Campo, Mata Verde, Boqueirão e Baixa Grande.

História[editar | editar código-fonte]

Tupanatinga, antes Vila Santa Clara, fazia parte do território do Município de Buíque. Algumas tentativas foram realizadas para que houvesse a emancipação e o senhor Cícero Major, chegou a ser nomeado prefeito do suposto município que se tentava criar. Contudo, talvez por motivos políticos, a proposta não foi à frente e não foi nesse momento que Tupanatinga passou a cidade. Meses depois, foi nomeado para o cargo de Prefeito o senhor OTACÍLIO DE ABREU CAVALCANTI que por orientação do saudoso GOVERNADOR PAULO GUERRA e Dr. João Roma, dono do Cartório do mesmo nome, Registrou o ato de posse e publicou no Diário Oficial. É importante destacar também que em razão da amizade e respeito, o senhor prefeito nomeado Otacílio de Abreu Cavalcanti obteve o apoio do Prefeito Jonas Camelo, da Cidade de Buíque, a qual Tupanatinga era distrito.

Assim teve início a consolidação de TUPANATINGA como município do estado de PERNAMBUCO. Desse modo, a instalação de Tupanatinga como um município independente de Buíque só ocorreu em 16 de março de 1964, e esse homem simples, o Senhor Otacílio de Abreu Cavalcanti, nomeado como Prefeito, conseguiu levar a frente o sonho de emancipação do povoado à cidade.

Ainda está longe de ser um dos municípios mais bem desenvolvidos do estado de Pernambuco, mas cidade hoje encontra-se asfaltada, sinalizada e bem iluminada.O período mais propício para a visitação é o das festas no mês de Agosto.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 08º45'12" sul e a uma longitude 37º20'23" oeste, estando a uma altitude de 710 metros. Sua população estimada em cerca de 26.172

ha

  1. a b "Divisão Territorial do Brasil". Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). "Área territorial oficial". Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. "Estimativa Populacional 2014". Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014. 
  4. "Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil". Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 01 de outubro de 2013. 
  5. a b "Produto Interno Bruto dos Municípios 2012". Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2014. 

bitantes.

Possui uma área de 795,64 km².

Fronteiras[editar | editar código-fonte]

AO NORTE Com Sertânia Começa na foz do Riacho das Galinhas, no Riacho do Mel, sobe por este até a foz do Riacho Mimoso.

A LESTE Com Buíque Começa na foz do Riacho Mimoso, no Riacho do Mel, daí em reta para o ponto mais alto da Serra da Mina Grande, daí em reta para a nascente do Riacho Mota, desce por este até sua foz no Riacho do Pinto ou Pilões, desce por este até sua foz no Rio Ipanema, desce por este até a foz do Riacho Mandacaru.

AO SUL Com Itaíba Começa na foz do Riacho Mandacaru, no Rio Ipanema sobe o Riacho Mandacaru até sua nascente, daí em reta para a nascente do Riacho São Gonçalo.

A OESTE Com Ibimirim Começa na nascente do Riacho São Gonçalo, em reta para a extremidade oriental da Serra do Quiridalho, daí em reta para a foz do Riacho das Galinha, no Riacho do Mel, ponto inicial.

Base Cartográfica: MI(S) 1445, 1367 Ano: 1982, 1969. Órgão SUDENE.

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município está localizado no Polígono das Secas. O relevo é movimentado. As altitudes variam entre 650 e 900 metros.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação nativa é composta pela caatinga hiperxerófila.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município situa-se nos domínios das bacias hidrográficas dos rios Ipanema e Moxotó. Seus principais tributários são os riachos: da Casa de Pedra, do lambedor, Paus de Leite, do Mel, do Socorro, Grota Serra Verde, Mina Grande, do macaco, da Barra, Mandacaru, dos Porcos, Riachão e Mandacaruzinho, todos de natureza intermitente.

Ainda há acúmulo de água nas lagoas das Cobras, da Samambaia e do Jucá.

Economia[editar | editar código-fonte]

Agricultura, pecuária e comércio.

Principais produtos: Feijão em grão, milho em grão, mandioca e castanha de caju. (Fonte IBGE - Censo Demográfico 2000)

Festividades Tradicionais[editar | editar código-fonte]

Festa da Padroeira Santa Clara[editar | editar código-fonte]

Comemora-se no período de 7 a 16 de julho.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.