Saltar para o conteúdo

Tupolev Tu-126

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tu-126
(OTAN: Moss)
Avião
Tupolev Tu-126
Descrição
Tipo / Missão AWACS
País de origem  União Soviética
Fabricante Tupolev
Período de produção 1965-1968
Quantidade produzida cerca de 12
Desenvolvido de Tupolev Tu-114
Primeiro voo em 23 de janeiro de 1962 (62 anos)
Introduzido em 1965
Aposentado em 1984
Tripulação 12
Especificações
Dimensões
Comprimento 56,5 m (185 ft)
Envergadura 51,4 m (169 ft)
Altura 16,05 m (52,7 ft)
Área das asas 311,1  (3 350 ft²)
Alongamento 8.5
Peso(s)
Peso vazio 103 000 kg (227 000 lb)
Peso carregado 171 000 kg (377 000 lb)
Propulsão
Motor(es) Kuznetsov NK-12MV
Potência (por motor) 14 795 hp (11 000 kW)
Performance
Velocidade máxima 790 km/h (427 kn)
Velocidade de cruzeiro 520 km/h (281 kn)
Alcance (MTOW) 7 000 km (4 350 mi)
Autonomia 20 h(s)
Teto máximo 10 700 m (35 100 ft)
Aviônica
Tipo(s) de radar(es) Liana
Notas
Fonte[1]

O Tupolev Tu-126 (Designação OTAN: Moss) foi uma aeronave AWACS desenvolvida a partir do avião comercial soviético Tupolev Tu-114 pela Tupolev. Operou pelas forças armadas da União Soviética de 1965 a 1984.

Projeto e desenvolvimento

[editar | editar código-fonte]

Em 1958 havia uma preocupação crescente com uma ameaça de ataque nuclear americano contra a União Soviética vindo do norte, sendo necessário um novo sistema áereo de radar, que poderia evitar problemas e gastos com a criação de radares baseados em solo para cobrir a enorme costa norte soviética. Foi então solicitado à Tupolev desenhar uma aeronave AEW&C. Após tentar instalar a instrumentação de radar projetada em um Tu-95 e um Tu-116, foi tomada a decisão de utilizar o Tupolev Tu-114 com sua fuselagem mais larga. Isto resolveu problemas como a refrigeração dos equipamentos e espaço para o operador que existiam nos projetos do Tu-95 e Tu-116. Para alcançar o alcance requerido, a aeronave recebeu um receptor para reabastecimento aéreo. O Tu-126 tinha uma tripulação de 12 pessoas e levava o radar Liana (Designação OTAN Flat Jack) em um rotodome montado sobre a fuselagem. Não possuía a capacidade de detectar alvos abaixo de sua linha de horizonte, logo sua penetração era considerada pela OTAN um tanto irrelevante.[2]

O primeiro protótipo voou em 23 de Janeiro de 1962.[3] Os testes continuaram até o outone de 1964, mostrando que o radar era efetivo sobre a água mas ruim sobre o solo.[3] Descobriu-se também que as grandes hélices contrarotativas dos quatro motores afetavam seriamente o desempenho do radar. Este problema era apenas marginal quando utilizado com um novo radar, designado Shmel.[4]

Histórico operacional

[editar | editar código-fonte]
Um A-4E do USS Intrepid interceptando um Tu-126 sobre o Mar Mediterrâneo em 1973

O Tu-126 entrou em serviço em 1965, apesar de ter sido identificado pela inteligência ocidental apenas em 1968, após aparecer em um documentário soviético.[3] Oito aeronaves de produção foram construídas além de um protótipo entre 1965 e 1968[3][1] e todos eram baseados em Šiauliai. A inteligência ocidental estimou que o desempenho de seu radar era inferior a seus equivalentes, não sendo capaz de detectar mísseis de cruzeiro ou uma pequena aeronave voando baixo. Entretanto, alega-se que o Tu-126 tinha um poderoso equipamento de bloqueio. O Tu-126 foi usado pela Força Aérea Soviética até ser substituído pelo Beriev A-50. Um único Tu-126 foi também emprestado para a Índia durante a Guerra Indo-Paquistanesa de 1971.[1] O último Tu-126 foi aposentado em 1984.[5]

 União Soviética
Notas
  1. a b c Gunston 1995, p. 434.
  2. «Russian and Former Soviet Union avionics items» (em inglês). Arquivado do original em 7 de Julho de 2012 
  3. a b c d Duffy and Kandalov 1996, p. 136.
  4. «Beriev A-50 Mainstay» (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2018. Arquivado do original em 25 de novembro de 2010 
  5. «Tupolev TU-126 Moss.» (em inglês) 
Bibliografia
  • Duffy, Paul; Kandalov, Andrei (1996). Tupolev: The Man and His Aircraft. Shrewsbury, Reino Unido: Airlife. ISBN 1-85310-728-X 
  • Gunston, Bill (1995). The Osprey Encyclopedia of Russian Aircraft 1875–1995. Londres, Reino Unido: Osprey. ISBN 1-85532-405-9 
  • Taylor, John W.R. (1988). Jane's All The World's Aircraft 1988–89. Coulsden, Surrey, Reino Unido: Jane's Information Group. ISBN 0-7106-0867-5 

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Tupolev Tu-126
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.