Tupolev Tu-334

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tu-334
Avião
Tu-334 no MAKS Air Show de 2007
Descrição
Tipo / Missão Avião comercial narrow-body
País de origem  Rússia
Fabricante Tupolev
Quantidade produzida 2
Custo unitário US$16 milhões
US$43-44 milhões (versão executiva)
Desenvolvido de Tupolev Tu-204
Primeiro voo em 8 de fevereiro de 1999 (19 anos)
Tripulação 2-3
Passageiros 102 passageiro(s)
Especificações (Modelo: Tu-334-100)
Dimensões
Comprimento 31,26 m (103 ft)
Envergadura 29,77 m (97,7 ft)
Altura 9,38 m (30,8 ft)
Área das asas 83,23  (896 ft²)
Alongamento 10.6
Peso(s)
Peso vazio 28 950 kg (63 800 lb)
Peso máx. de decolagem 47 900 kg (106 000 lb)
Propulsão
Motor(es) Progress D-436T1
Força de empuxo (por motor) 7 484 kgf (73 400 N)
Performance
Velocidade de cruzeiro 820 km/h (442 kn)
Alcance (MTOW) 3 150 km (1 960 mi)
Notas
Fonte[1]
Um Tu-334 no MAKS (show aéreo) em 2007, Moscou
Um Tu-334 se apresentando no MAKS 2007
Um Tu-334 no MAKS 2007, Moscou

O Tupolev Tu-334 (em russo: Туполев Ту-334) foi um projeto de avião comercial russo de curto-médio alcance com o objetivo de substituir as aeronaves Tu-134 e Yak-42 em operação ao redor do mundo. A célula era baseada em uma fuselagem encurtada do Tu-204 e uma versão menor da asa desta aeronave. Diferente do Tu-204, entretanto, o Tu-334 tinha cauda em T e motores montados nas laterais da fuselagem traseira ao invés de sob a asa. Com a racionalização das companhias aeronáuticas russas em 2009 para formar a United Aircraft Corporation, o programa foi cancelado.[2]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Cabine do Tu-334

O projeto foi iniciado no começo da década de 1990, mas foi lentamente continuado devido a falta de investimentos após a queda da União Soviética. Um protótipo foi apresentado em 1995, mas não passava de um mockup com poucos sistemas instalados. A primeira aeronave funcional voou em 8 de Fevereiro de 1999, e mais tarde no mesmo ano, foi acordado que a MiG teria parte na produção do avião comercial. Após alguma demora, foi emitido o certificado tipo russo, em 30 de Dezembro de 2003.[3]

O desenvolvimento se manteve lento devido a problemas financeiros. Por isto, a certificação da aeronave e sua entrada em produção em série foi adiada várias vezes. Em Dezembro de 2006, haviam pedidos firmes da aeronave para sete companhias aéreas, incluindo a Atlant-Soyuz, além de intenções de compra de 24 outras companhias para adquirir 297 aeronaves.[4][5] O valor por unidade da versão executiva era estimada entre US$43–44 milhões.[6]

Um dos clientes para o tipo seria o Irã. A Organização de Indústrias da Aviação do Irã (IAIO) estava em negociação para adquirir licenças de produção da aeronave no Irã em 2011 e fabricá-lo completamente em 2015 em conjunto com o Tu-214.[7] Entretanto, nenhuma destas negociações se concretizaram antes do cancelamento do programa.

Em 2008, a Tupolev relatou que um total de 100 companhias aéreas demonstraram interesse em adquirir o Tu-334; em 31 de Julho de 2008, o Diretor da Tupolev Sergei Ilyushenkov anunciou que a produção deveria iniciar até Janeiro de 2009.[6] Entretanto, esta data passou sem qualquer progresso na produção em série do Tu-334.

Em 2009, com o projeto estando extremamente atrasado e apenas duas aeronaves construídas e voando dez anos após o primeiro voo, o projeto foi revisado durante a racionalização das companhias aeronáuticas russas, que levou à formação da United Aircraft Corporation. Em 2009, foi tomada a decisão de descontinuar o programa do Tu-334 e focar os esforços no Sukhoi Superjet 100, Antonov An-148, e Irkut MC-21.[2]

Variantes[editar | editar código-fonte]

Tu-334-100
Versão básica, com acomodação para 72 passageiros em configuração de classe mista (12 na primeira classe e 60 em classe turística) ou 102 passageiros em uma configuração de alta densidade. Dois motores turbofan Progress D-436T1 com 73,6 kN de empuxo são utilizados.[8]
Tu-334-100C
Versão proposta "combi" (passageiros/carga) do Tu-334-100.[8]
Tu-334-120
Derivado planejado do Tu-334-100, motorizado com dois Rolls-Royce BR715-55 de 88,9 kN.[8]
Tu-334-100D
Versão maior planejada com maior alcance. A fuselagem seria aumentada em 54 cm e a asa ficou com 32,61 m. Motorizado com dois Progress D-436T2 de 80,4 kN.[1]
Tu-334-120D
Baseado no Tu-334-100D, mas com dois motores Rolls-Royce BR-715-55.[8]
Tu-336
Versão proposta para utilização de Gás natural liquefeito, com tanques de combustível criogênicos sobre a cabine de passageiros.[8]
Tu-354
Versão alongada, originalmente designada Tu-334-200. A fuselagem era 390 cm (154 in) maior se comparado ao Tu-334-100, com acomodação para até 126 passageiros. Motorizado com dois motores Progress D-436T2 ou Rolls-Royce BR-715-55, o trem de pouso do Tu-354 foi reforçado para utilizar truques de quatro rodas.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. a b c Jackson 2003, pp. 432–433.
  2. a b Daly, Kieran (11 de Agosto de 2009). «Russia's United Aircraft reaches maturity» (em inglês). Flightglobal 
  3. «Tupolev: News 2003/2004» (em inglês). Arquivado do original em 7 de Março de 2012 
  4. Flight International, 3–9 de Outubro de 2006
  5. Roy Cochrun. «Roy's Russian Aircraft Resource» (em inglês) 
  6. a b «Russia to launch production of Tu-334 airliner within 6 months» (em inglês). RIA Novosti. 31 de Julho de 2008 
  7. John Pike. «Tu-334» (em inglês) 
  8. a b c d e Jackson 2003, p. 432.
Bibliografia
  • Gordon, Yefim; Rigamant, Vladimir (2005). OKB Tupolev: A History of the Design Bureau and its Aircraft. Hinckley, Inglaterra: Midland Publishing. ISBN 1-85780-214-4 
  • Jackson, Paul (2003). Jane's All The World's Aircraft 2003–2004. Coulsdon, Reino Unido: Jane's Information Group. ISBN 0-7106-2537-5