Turibio Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Turíbio Santos)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Turibio Santos
Informação geral
Nome completo Turibio Soares Santos
Nascimento 7 de março de 1943 (75 anos)
Origem São Luís, MA
País Brasil Brasil
Gênero(s) música clássica, choro
Ocupação(ões) Violonista
Compositor
Musicólogo
Instrumento(s) violão
Página oficial Turibio.com.br

Turíbio Soares Santos (São Luís, 7 de março de 1943) é violonista, compositor e musicólogo brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Turíbio Soares Santos é natural de São Luís, Maranhão, nascido em 7 de março de 1943. Ainda na infância, ele e sua família passaram a ter residência no Rio de Janeiro.[1][2]

A sua motivação para a carreira de músico e influência musical se deve aos seus pais, em que seu pai também era um violonista, tendo realizado algumas apresentações, além de ser seresteiro. Sua mãe o motivou a se matricular em cursos de musica, onde teve entre os seus professores Antonio Rebelo e Oscar Cáceres. Outra grande influência foi Heitor Villa-Lobos, a quem passou a apreciar a obra ainda quando era adolescente. Chegou a ser convidado por Arminda Villa-Lobos e Herminio Bello de Carvalho a gravar os Doze Estudos do compositor como parte do acervo do Museu Villa-Lobos.[1][2]

Ainda jovem, iniciou a carreira internacional, percorrendo os cinco continentes e contando com um repertório majoritariamente composto por obras da música brasileira, e adquirindo um prêmio em Paris na ORTF em 1965. Contou também com boas avaliações dos críticos do periódico The New York Times, Le Figaro, entre outros.[1]

Em 1986, foi convidado para a direção do Museu Villa-Lobos, função que realizou até 2010. Também foi responsável por criar os primeiros cursos de violão na UFRJ e também na UniRio, além de ter fundado em 1983 a Orquestra Brasileira de Violões.[1][2]

Ao longo de sua carreira, acumulou uma discografia de mais de setenta álbuns.[1]

Foi indicado para assumir uma cadeira na Academia Brasileira de Música e também na Academia Maranhense de Letras. Entre as homenagens, foi condecorado com o grau de oficial da Ordem do Cruzeiro do Sul e da Légion d’Honneur.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Música Erudita

Referências

  1. a b c d e f «Violonista Turíbio Santos fala na ABL sobre "A encruzilhada do violão na trajetória de Villa-Lobos", no dia 12 de julho, terça-feira, às 17h30min». Academia Brasileira de Letras. Consultado em 9 de agosto de 2017. 
  2. a b c «Cliquemusic : Artista : Turíbio Santos». cliquemusic.uol.com.br. Consultado em 9 de agosto de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Turibio Santos

Precedido por
José Francisco das Chagas
Academia Maranhense de Letras - cadeira n.º 28
2015 — atualidade
Sucedido por
incumbente
Ícone de esboço Este artigo sobre músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.