Turismo na região Sudeste do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro, a segunda maior cidade e principal pólo turístico do Brasil. Na imagem, a enseada de Botafogo e a estátua do Cristo Redentor.
Niterói, a segunda cidade mais visitada do estado.
Teleférico do Pão de Açúcar, um dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro.
Paraty, uma das cidades mais visitadas do estado.

O Rio de Janeiro possui diversas atrações.Por sua beleza é chamado de cidade maravilhosa

A capital fluminense é internacionalmente conhecida pela beleza de suas praias e morros, além de ser um grande pólo de turismo cultural, contemplada por diversos museus, teatros e casas de espetáculos. Segundo a EMBRATUR, é o destino mais procurado pelos turistas estrangeiros que visitam o Brasil a lazer, e o segundo colocado no turismo de negócios e eventos.[1][2] Abriga também a maior floresta urbana do mundo, no Parque Estadual da Pedra Branca.[3] O Cristo Redentor, eleito uma das sete maravilhas do mundo moderno, o morro do Pão de Açúcar (com seu famoso teleférico), a lagoa Rodrigo de Freitas, as praias de Copacabana, Ipanema e Barra da Tijuca, a floresta da Tijuca, a Quinta da Boa Vista, a Cinelândia, o Largo do Boticário, o Jardim Botânico e o Estádio do Maracanã estão entre os principais pontos de visitação. Entre os maiores eventos do calendário carioca, destacam-se o Carnaval, o Festival Internacional de Cinema, a Mostra do Filme Livre, a Bienal do Livro, o Fashion Rio, o Anima Mundi e a festa do réveillon em Copacabana. Quanto aos pontos de referência do turismo cultural, podem-se elencar, entre tantos, o Museu Histórico Nacional, o Museu Nacional de Belas Artes, o MAM, o Real Gabinete Português de Leitura, o Palácio do Catete e o Theatro Municipal.

No sul do estado, a cidade de Paraty, com sua arquitetura colonial, e Angra dos Reis, com suas ilhas e Ilha Grande são os destaques. Ao norte do estado, são muito procuradas as praias da região dos Lagos, com Búzios, Cabo Frio, Arraial do Cabo e Rio das Ostras. A região serrana conta com Teresópolis, Petrópolis e a vila de Visconde de Mauá, no município de Itatiaia, como refúgios de inverno para se aproveitar o frio.

As cidades mais visitadas são Rio de Janeiro, Niterói, Paraty, Angra dos Reis, São Gonçalo, Cabo Frio, e Búzios.

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Santos, maior cidade do litoral paulista.
Fontes do Parque do Ibirapuera. O parque é um dos principais pontos turísticos de São Paulo.
Guarujá, uma das cidades mais famosas do litoral paulista.

Em São Paulo o turismo é diversificado. Com 39.827.690 habitantes (IBGE/2007)[4], é o estado mais populoso do Brasil, e principal motor econômico do país.

A capital paulista é o principal centro financeiro e a maior cidade do Brasil. Contando com a maior rede hoteleira do país, oferece vários pontos de entretenimento, centros culturais, museus, parques e diversos tipos de arquitetura, presentes principalmente na região central. Segundo a EMBRATUR, a cidade é destino mais procurado pelos estrangeiros que viajam ao Brasil a negócios, eventos e convenções, e a terceira colocada nas viagens de lazer.[2] Após receber o título de capital mundial da gastronomia, a cidade conta com grande procura pelo turismo gastronômico. Muitos dos melhores restaurantes do Brasil encontram-se na capital paulista, com uma enorme variedade de culinárias para todos os bolsos.

Os principais eventos do calendário paulistano são: o réveillon da avenida Paulista, a Parada do Orgulho Gay (a maior do mundo), a Bienal de Arte de São Paulo, a Bienal do Livro de São Paulo, a São Paulo Fashion Week, o Carnaval de São Paulo, o Anima Mundi, a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o Salão do Automóvel e o Grande Prêmio do Brasil. Entre os principais pontos de visitação, encontram-se a avenida Paulista, o MASP, o Museu da Língua Portuguesa, o Museu do Ipiranga, o Memorial da América Latina, o Parque do Ibirapuera e o Parque da Independência.

O estado possui três regiões metropolitanas: a Região Metropolitana de São Paulo, a Baixada Santista e a Região Metropolitana de Campinas. Santos, a principal cidade da Baixada Santista, possui algumas das praias mais visitadas, juntamente com Ilhabela, Ubatuba e Caraguatatuba. No interior paulista, entre as cidades mais visitadas estão: Campinas, Atibaia, Aparecida, Bragança Paulista, São José dos Campos, Campos do Jordão e Sorocaba.

Minas Gerais[editar | editar código-fonte]

Belo Horizonte, a sexta maior cidade do Brasil.
Ouro Preto, primeira cidade brasileira a ser declarada pela UNESCO Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, em 1980.

É o maior estado em extensão territorial. Sua capital, Belo Horizonte, é a sexta maior cidade e compõe a terceira maior região metropolitana do Brasil. Possui vários pontos de entretenimento, museus e centros culturais, sendo ainda conhecida como a capital dos bares, sede de eventos como o Comida di Buteco, maior evento gastronômico de Minas Gerais e um dos maiores do Brasil.

Além da capital mineira, cidades muito procuradas são: Ouro Preto, Mariana, Diamantina, Tiradentes, Uberlândia, Juiz de Fora e Congonhas. O estado não possui praias, porém, é muito procurado pela tranqüilidade do campo, sendo também um dos principais pólos de turismo histórico no Brasil.

O Estado possui, além disso, diversas opções de ecoturismo, como a região da Serra do Cipó, da Serra do Caraça, da Serra da Canastra - em que se localiza a nascente histórica do Rio São Francisco - e a terceira maior cachoeira do país, a Cachoeira do Tabuleiro.

Espírito Santo[editar | editar código-fonte]

Vitória, a menor capital da região Sudeste, porém com o maior IDH.
Vila Velha, a cidade mais populosa do estado.

É o terceiro maior estado em extensão territorial, porém, o menor em população e economia. Sua capital é Vitória, mas a cidade mais populosa é Vila Velha.

O estado demonstra um grande potencial turístico, embora pouco explorado. Conta com a versatilidade de ter o clima de montanha a menos de duas horas da praia, construções históricas, belezas naturais, construções e até cidades inteiras fundadas por imigrantes italianos e alemães inteiramente preservadas, dentre outras atrações.[carece de fontes?]

Em setembro de 2006, surgiu o "Projeto Visitar", que visa à revitalização do centro de Vitória. O projeto encontra-se na etapa inicial e, com a abertura dos seculares patrimônios para visitação na capital do estado, contabilizou mais de dez mil visitantes nos primeiros seis meses.

As cidades mais visitadas são: Vitória, Vila Velha, Serra, Guarapari, Linhares, Iriri, São Mateus, Marataízes, Conceição da Barra, incluindo as dunas e a vila de Itaúnas.

Referências

  1. «As cidades mais visitadas, segundo a pesquisa da Embratur». Prefeitura de Balneário Camboriú. 16 de janeiro de 2008. Consultado em 21 de junho de 2008. 
  2. a b EMBRATUR (2006). «Anúario Estatístico Volume 33 2006» (PDF). Ministério do Turismo. Consultado em 22 de junho de 2008. 
  3. «A maior floresta urbana do mundo». Parque Estadual da Pedra Branca. Consultado em 07 de junho de 2008. 
  4. «Estimativas / Contagem da População 2007». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 14 de novembro de 2007. Consultado em 30 de junho de 2008. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.