Turismo no Cazaquistão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Centro de Nur-Sultã, capital do Cazaquistão.
Grande Lago de Almaty
Lago Issyk

O Cazaquistão é o nono maior país do mundo em área e o maior país sem litoral. Hoje, o turismo não é um componente importante da economia. Em 2014, o turismo representou apenas 0,3% do PIB do Cazaquistão, mas o governo tem planos de aumentá-lo para abranger 3% do PIB até 2020.[1][2] O país herdou a cultura da antiga Rota da Seda, estilo de vida nômade e da União Soviética que teve grande influência em sua formação. Essa mistura torna o Cazaquistão um país bem diferente de qualquer outro país da região e do mundo.[3]

De acordo com o Relatório de Competitividade em Viagens e Turismo de 2017 do Fórum Econômico Mundial (FEM), o PIB da indústria de viagens e turismo no Cazaquistão é de US$ 3,08 bilhões ou 1,6% do PIB total. O FEM classifica o Cazaquistão em 81º em seu relatório de 2017, quatro posições a mais em comparação com o período anterior.[4] O Cazaquistão recebeu 6,5 milhões de turistas em 2016.[5]

Indústria[editar | editar código-fonte]

Em 2012, o Cazaquistão ficou em 51º lugar no mundo em termos de número de chegadas de turistas. Em 2000, 1,47 milhão de turistas internacionais visitaram o Cazaquistão, e esse número aumentou para 4,81 milhões em 2012.[6] O The Guardian descreve o turismo no Cazaquistão como "extremamente subdesenvolvido", apesar das atrações das dramáticas paisagens de montanhas, lagos e desertos do país.[7] Os fatores que impedem um aumento nas visitas turísticas incluem "infraestrutura precária", "serviço precário" e as dificuldades logísticas de viajar em um país geograficamente enorme e não desenvolvido. Mesmo para os habitantes locais, férias no exterior podem custar apenas metade do preço de férias no Cazaquistão.[7] Turistas sofisticados, como o Príncipe Harry da Grã-Bretanha, visitam o país para esquiar.[8]

De acordo com a firma de consultoria britânica Brand Finance, o Cazaquistão é uma das marcas nacionais de crescimento mais rápido em 2019. O país ficou em 44º lugar no relatório de 2019, 7 pontos a mais do que no ano anterior. De acordo com o relatório, uma boa marca nacional pode ajudar a impulsionar o turismo receptivo e promover a cooperação econômica com outros países.[9]

Iniciativa governamental[editar | editar código-fonte]

O Governo do Cazaquistão, há muito caracterizado como autoritário com um histórico de abusos dos direitos humanos e repressão da oposição política,[10] lançou uma iniciativa denominada "Plano de Desenvolvimento da Indústria do Turismo 2020". Esta iniciativa visa estabelecer cinco grupos de turismo no Cazaquistão: cidade de Nur-Sultã, cidade de Almaty, leste do Cazaquistão, sul do Cazaquistão e oblasts do oeste do Cazaquistão. Também busca investimentos de US$ 4 bilhões e a criação de 300 mil novas vagas de emprego na indústria do turismo até 2020.[11][7]

Em maio de 1999, a Associação de Turismo do Cazaquistão (KTA) foi fundada com a aprovação do Presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev. A KTA é uma organização não-comercial e não governamental que inclui os seguintes membros: a Associação de Hotéis e Restaurantes do Cazaquistão, sistemas computadorizados de reserva Amadeus, operadoras de turismo, seguradoras, companhias aéreas, universidades e a mídia. O principal objetivo da associação é proteger os interesses de mais de 400 membros, fazendo lobismo junto ao governo e promovendo o turismo na economia nacional.[12]

A comédia Borat de 2006, que retratou o Cazaquistão como um país comicamente retrógrado, racista e antissemita, resultou em um aumento no turismo.[13] O governo proibiu o filme e divulgou anúncios para defender a honra da nação. Em contraste, após o lançamento da sequência, Borat Subsequent Moviefilm, em 2020, a agência nacional de turismo Kazakh Tourism adotou o bordão do filme como seu slogan – Cazaquistão. Muito agradável! – e produziu vários vídeos com ele.[14]

Política de vistos[editar | editar código-fonte]

Política de vistos do Cazaquistão
  Cazaquistão
  Isento de visto (90 dias)
  Isento de visto (30 dias)
  Isento de visto (14 dias)
  Visto exigido

O Cazaquistão oferece um regime de isenção de visto permanente por até 90 dias para cidadãos da Armênia, Bielorrússia, Geórgia, Moldávia, Quirguistão, Mongólia, Rússia e Ucrânia e por até 30 dias para cidadãos da Argentina, Azerbaijão, Sérvia, Coreia do Sul, Tajiquistão, Turquia e Uzbequistão.[15]

O Cazaquistão estabeleceu um regime de isenção de visto para cidadãos de 45 países, incluindo os da União Europeia e os estados membros da OCDE, Estados Unidos, Emirados Árabes Unidos, Coreia do Sul, Austrália e Nova Zelândia.[16]

Em setembro de 2020, o Cazaquistão começou a emitir vistos eletronicamente.[17] O país também ampliou a lista de países cujos cidadãos podem obter vistos de negócios de entrada única, vistos de turista e vistos de tratamento médico online. A nova lista inclui 109 estados.[17]

Chegadas por país[editar | editar código-fonte]

A maioria dos visitantes que chegam ao Cazaquistão eram das seguintes nacionalidades:[18]

País 2016 2015 2014 2013
 Uzbequistão Aumento 2 459 757 Aumento 2 297 180 Baixa 2 107 177 Aumento 2 494 568
 Rússia Baixa 1 587 409 Baixa 1 646 568 Baixa 1 757 721 Aumento 1 780 574
 Quirguistão Baixa 1 348 709 Aumento 1 359 625 Baixa 1 308 139 Baixa 1 382 706
 Tajiquistão Aumento 207 009 Aumento 158 507 Baixa 137 443 Aumento 186 214
 China Aumento 117 465 Baixa 111 706 Aumento 228 617 Aumento 205 066
 Azerbaijão Aumento 94 846 Aumento 89 296 Baixa 83 174 Aumento 112 617
 Alemanha Aumento 90 286 Aumento 88 346 Aumento 79 572 Baixa 75 491
 Turquia Baixa 89 611 Aumento 106 301 Aumento 104 986 Aumento 92 070
 Ucrânia Baixa 73 390 Aumento 97 100 Aumento 84 932 Aumento 82 971
 Belarus Aumento 63 520 Aumento 62 786 Aumento 55 356 Aumento 55 090
 Turcomenistão Baixa 63 156 Aumento 69 230 Aumento 66 938 Aumento 47 711
 Estados Unidos Baixa 26 402 Aumento 29 124 Aumento 25 824 Baixa 22 508
 Armênia Baixa 26 097 Baixa 37 461 Baixa 39 934 Aumento 54 244
 Coreia do Sul Aumento 22 276 Aumento 22 046 Aumento 20 445 Baixa 16 620
 Reino Unido Baixa 20 166 Aumento 24 201 Aumento 23 036 Baixa 22 389
Total Aumento 6 509 390 Aumento 6 430 158 Baixa 6 332 734 Aumento 6 841 085

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Joanna Lillis for EurasiaNet, part of the New East. «Summer holiday in Kazakhstan? Astana eases visa restrictions to attract tourists | World news». The Guardian. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  2. «Kazakhstan: Astana Announces Visa-Free Travel for 10 High-Investing States». EurasiaNet.org. 16 de junho de 2014. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  3. «Why Kazakhstan?». kazakhstan.travel. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  4. «Country profiles». Travel and Tourism Competitiveness Report 2017 (em inglês). Consultado em 7 de abril de 2017 
  5. «A Vision for New Visitors». The Business Year. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  6. «International tourism, number of arrivals – Kazakhstan». Mecometer.com. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  7. a b c Lillis, Joanna (17 de julho de 2014). «Summer holiday in Kazakhstan? Astana eases visa restrictions to attract tourists». The Guardian. Consultado em 11 de dezembro de 2015 
  8. «Prince Harry in Kazakhstan: ski resorts and other attractions». The Daily Telegraph. Consultado em 11 de dezembro de 2015 
  9. «Nation Brand report 2019» (PDF). Brand Finance 
  10. Zarakhovich, Yuri (27 de setembro de 2006). «Kazakhstan Comes on Strong». Time. Consultado em 13 de dezembro de 2015 
  11. «Kazakhstan to develop its tourism industry. Environment. Tengrinews.kz». En.tengrinews.kz. 18 de junho de 2014. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  12. «Две крупнейшие ассоциации туризма в Казахстане отмечают дни рождения» 
  13. «Borat 'has given Kazakhstan tourist boost'». The Telegraph (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2020 
  14. Stein, Joel (26 de outubro de 2020). «Kazakhstan, Reversing Itself, Embraces 'Borat' as Very Nice». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 26 de outubro de 2020 
  15. «Visa Information». Timatic. IATA. Consultado em 30 de abril de 2016. Arquivado do original em 14 de março de 2014 
  16. «Kazakhstan abolishes visa requirements for travellers from 45 countries». The Lonely Planet 
  17. a b «Kazakhstan amends regulations on visa issuance to foreign nationals». kazakh-tv.kz 
  18. «Туризм Казахстана. 2.4 Количество посетителей по въездному туризму». stat.gov.kz. Consultado em 16 de novembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Turismo no Cazaquistão
Wikivoyage
O Wikivoyage possui o guia Cazaquistão