Turistas (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Turistas
Turistas (PT/BR)
 Estados Unidos
 Brasil

2006 •  cor •  89 min 
Direção John Stockwell
Produção John Stockwell
Todd Wagner
Mark Cuban
Roteiro Michael Arlen Ross
Elenco Olivia Wilde
Melissa George
Josh Duhamel
Desmond Askew
Lucy Ramos
Beau Garrett
Gênero Terror
Suspense
Música Paul Haslinger
Edição Jeff McEvoy
Distribuição Estados Unidos Fox Atomic
Brasil Paris Filmes
Lançamento Estados Unidos 1 de dezembro de 2006
Brasil 16 de fevereiro de 2007
Idioma Inglês
Português
Orçamento US$ 10 milhões[1]
Receita US$ 14.690.987[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Turistas é um filme de terror produzido em 2006, realizado por John Stockwell. O filme estreou nos Estados Unidos e no Canadá em 1 de dezembro de 2006 e no Brasil em 16 de fevereiro de 2007.

Os protagonistas são Josh Duhamel, Melissa George, Olivia Wilde, Desmond Askew, Beau Garrett e Max Brown que vivem turistas roubados e sequestrados por uma gangue para extração de órgãos. A atriz portuguesa Olga Diegues participa também no filme, interpretando o papel de uma turista sueca.

A repercussão do filme no Brasil começou após a publicação de uma reportagem da Folha Online, que já previa a polêmica que o filme suscitaria, tendo em vista a série de clichês e estereótipos sobre o país e os brasileiros que o filme faz questão de dramatizar e exacerbar até ao limite.

Os irmãos Alex (Josh Duhamel) e Bea (Olivia Wilde), ambos americanos, estão entre os passageiros de um ônibus brasileiro, que carrega turistas e brasileiros. Eles estão com Amy (Beau Garrett), a melhor amiga de Bea, com todos decididos a aproveitar da melhor maneira possível os encantos do Brasil. Porém o motorista perde o controle do ônibus e o trio por pouco não consegue escapar do acidente, antes que o ônibus caísse em um penhasco. O trio se junta à australiana Pru (Melissa George) e aos britânicos Finn (Desmond Askew) e Liam (Max Brown), que também sobreviveram ao acidente. O grupo decide ir até a praia para encontrar um bar que Finn e Liam ouviram falar, ao invés de esperar com os moradores locais por um novo ônibus. Lá, eles encontram bebidas exóticas e pessoas dançando, o que faz com que todos se divirtam. Porém logo eles começam a se sentir mal e desmaiam, acordando horas depois sozinhos na praia. O grupo foi roubado, sendo que agora todos estão sem seus passaportes e sem dinheiro algum. Eles chegam à uma cidade próxima, onde reencontram Kiko (Agles Steib), um adolescente brasileiro que conheceram na festa da noite anterior. Kiko lhes oferece uma casa na floresta, onde todos podem se hospedar. Eles aceitam a oferta, já que na vila há pessoas que usam métodos brutais e não têm nenhuma compaixão por turistas. Quando percebem, eles caem nas garras de uma quadrilha de tráfico de orgãos e o pesadelo está só começando.

Recepção[editar | editar código-fonte]

O filme causou controvérsia no Brasil e o ator norte-americano, Josh Duhamel desculpou-se ao governo brasileiro e ao povo brasileiros durante a mostra do Tonight com Jay Leno.

Essa repercussão é semelhante ao episódio "Blame it on Lisa" (em português: O Feitiço de Lisa) da série Os Simpsons, onde eles vem ao Brasil. Nesse episódio são mostradas até coisas que não são verdade, como um ataque de macacos em pleno Rio de Janeiro, programas infantis com conteúdo erótico e uma população sexualmente agressiva, além de Homer ser sequestrado. Coincidência ou não, a Fox Atomic é uma subsidiária da 20th Century Fox, a mesma produtora da série.

O filme foi boicotado no Brasil por causa da imagem retratada do país, e ator americano Josh Duhamel pediu desculpas ao governo brasileiro e ao povo brasileiro durante uma aparição no The Tonight Show com Jay Leno. Ele disse que não era a intenção do filme para parar de turistas de visitar o Brasil. Embratur, órgão do governo brasileiro de turismo, emitiu um comunicado grato pela má recepção crítica na América do Norte. A agência afirmou que eles não sentem que Turistas prejudicaria a imagem do Brasil como espectadores iria diferenciar a realidade da ficção.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Não recomendado para menores de 18 anos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Já que o filme é ambientado no Brasil, as músicas de sua Trilha Sonora são de compositores brasileiros. São elas:

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • No cartaz do filme, abaixo da palavra "Turistas" há uma frase escrito "Go home", que traduzido em português significa: "Vão pra casa".
  • Em alguns países o filme recebeu o título de Paradise Lost.
  • Originalmente, o filme também foi filmado na Guatemala nas partes em que eles estão fugindo dentro da floresta, a cidade em que são quase espancados foi gravada em Ubatuba (SP), as cenas logo no começo em que o motorista perde o controle do ônibus são filmadas também em Ubatuba e emLençóis (BA), não se sabe qual das imagens das cidades citadas foram ao ar e o paraíso beira-mar onde são drogados e roubados são filmados na praia do Promirim Ubatuba (SP). A cachoeira onde mergulham é a cachoeira do rio Promirim em Ubatuba.
  • Originalmente, o destino deles, era Florianópolis, mas acabaram parando em Recife. Em uma parte do filme, um dos personagens fala: "Nós queríamos ir para Florianópolis, 6 modelos da Sport Illustrated são de lá, quem sabem as garotas de lá também sejam assim."

Referências

  1. a b «Turistas (2006)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 11 de julho de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]