Turma da Colina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Turma da Colina foi o nome dado a um grupo de jovens brasileiros que se reuniam, entre o final da década de 1970 e o começo da década de 1980, na Colina (conjunto de prédios habitacionais na UnB), em Brasília, no Distrito Federal. Esses jovens eram nada menos que o futuro do rock brasileiro. Nessa turma estavam figuras como Renato Russo, Fê Lemos e Flávio Lemos, André Pretorius, Philippe Seabra entre outros.

Desses encontros surgiram a Plebe Rude, XXX e Aborto Elétrico, que se desmembrou gerando a Legião Urbana e Capital Inicial.

Foi nesse contexto que o punk foi, literalmente, apresentado para aqueles jovens. Por volta de 1978, entrou para a turma Andre Fredrik Pretorius, filho do embaixador da África do Sul, que trazia consigo uma vasta bagagem cultural e política. André trouxe, de uma de suas viagens a Europa, vários discos de punk rock daquele período. Como naquela época o material era muito difícil de ser achado, virou logo referência da turma que tinha como guru Renato Russo.

André foi, além de tudo, um dos primeiros parceiros musicais de Renato Russo. Em 1978 André, Renato, Fê e Flavio lemos, criaram o Aborto Elétrico, banda que revolucionou o rock brasileiro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rock é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.