Typhoid Mary

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Typhoid Mary
Outro(s) nome(s) Mary Walker
Espécie Mutante
Ocupação Assassina profissional
Afiliações Rei do Crime
Deadpool
Iniciativa
Criado por Ann Nocenti
John Romita Jr.
Primeira aparição Daredevil #254 (maio de 1988)
Editora(s) Marvel Comics
Espécie Mutante
Codinomes conhecidos Mary Tyfoid
Tyfoid
Bloody Mary
Mutante Zero

Mary Tyfoid (Mary Walker), também conhecida como Tyfoid, Bloody Mary I e mais recentemente como Mutante Zero [1] é uma personagem fictícia dos quadrinhos da Marvel Comics. Apareceu pela primeira vez como uma supervilã inimiga do Demolidor na revista americana Daredevil #254 de Maio de 1988, criada por Ann Nocenti e John Romita, Jr..

O nome da personagem foi retirado do apelido da pessoa da vida real Mary Mallon, conhecida como "Maria Tifóide".

Biografia ficcional[editar | editar código-fonte]

A vilã Mary Tyfoid é inimiga e também foi amante do Demolidor. Ela possui poderes psiônicos, incluindo telecinésia leve e forte pirocinese (capacidade de provocar chamas), além de ser uma grande artista marcial. Geralmente ela trabalha como assassina contratada pelo crime organizado e sofre de graves problemas mentais.Como Mary Walker ela é tímida, quieta e pacifista. Já Tyfoid é aventureira, desinibida e violenta. Bloody Mary é uma violenta assassina que odeia todos os homens.

Sua enfermidade deve-se a um acidente envolvendo o Demolidor em início de carreira. Ao perseguir um bandido até o bordel onde ela trabalhava, Mary acabou em pânico e foi jogada pela janela. Teria sido nesse momento que sua personalidade se fraccionou e surgiu a de Mary Tyfoid, com a ideia de vingança contra os homens que não deveriam feri-la novamente [2].

Em sua primeira aventura ela conheceu o Demolidor como a tímida Mary, ao mesmo tempo que foi contratada como assassina pelo Rei do Crime [3]. Em sua personalidade de Tyfoid ela começa um romance com o Rei do Crime, ao mesmo tempo que como Mary ela se tornou amante de Matt Murdock [4]. Contratando Bullet, Guerrilheiro e Balaço, ela atacou o Demolidor [5] e lutou pessoalmente contra o herói [6].

Tornando-se a capanga favorita do Rei do Crime, Tyfoid frequentemente lutava e mantinha uma relação de amor e ódio contra o Demolidor até que desapareceu. Por intermédio do hipnotismo, Mary conseguiu suprimir suas outras personalidades e durante algum tempo levou uma vida normal como atriz de telenovela. Em Atos de Vingança, Tyfoid ressurgiu e foi enviada pelo Doutor Destino para aprender os segredos da tecnologia Kimeliana do Quarteto Futuro [7]. Novamente contratada pelo Rei do Crime ela encontrou o Mercenário [8]. Ajudou o Rei do Crime a escapar de um ataque do Ossos Cruzados [9]. Lutando para manter as personalidades múltiplas sob controle, ela conheceu Mary Jane Watson e lutou contra o Homem-Aranha quando Bloody Mary se tornou dominante e começou a matar homens que cometeram violência doméstica. Reassumindo o controle, Mary voluntariamente se entregou a polícia para tratamento.

Confinada em uma instituição mental, cada uma das personalidades de Mary contratou um mercenário para eliminar as outras. Mary e Tyfoid alugaram Deadpool e Bloody Mary contratou Vamp/Animus. Deadpool derrotou esse mas se recusou a matar Mary [10]. Tyfoid e Deadpool tiveram algumas aventuras juntos incluindo uma viagem para Nova Iorque para uma luta contra o Demolidor quando, ao ser novamente jogada por uma janela, ela recobrou sua memória. Deadpool tentou fazer com que Tyfoid continuasse como a personalidade dominante, mas não deu certo e os dois se separaram.

Durante a Guerra Civil, Mary é encontrada por Henry Peter Gyrich e recrutada para o programa Iniciativa. Nas aventuras começa a aparecer o "Mutante Zero", apresentado como um mutante sem registro até que o mesmo é revelado como uma nova personalidade de Mary Tyfoid [11].

Adaptações[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • Em 2018 a personagem aparece na segunda temporada da série em live action Punho de Ferro (Iron Fist) da Netflix. Nessa versão ela é uma ex militar que trabalha como mercenária. Duas de suas personalidades são abordadas na série, a meiga artista Mary e a violenta mercenária Walker. Fica entendido que existe uma terceira personalidade que não era de conhecimento das outras duas, que aparentemente é mais violenta e sanguinária do que Walker.

Filmes[editar | editar código-fonte]

  • Uma vilã chamada Typhoid (interpretada por Natassia Malthe) apareceu em Elektra, bem diferente do personagem dos quadrinhos. No filme ela é uma assassina do Tentaculo que mata com o toque. Tyfoid beija Elektra e com isso a contamina com veneno que quase a mata.

Vídeogames[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Daredevil vol. 1 #255-257, 259-260, 292-300
  • Daredevil vol. 2 #46-50
  • Captain America vol. 1 #373-377
  • Marvel Comics Presents vol. 1 #109-116, 123-130, 150-151

Referências

  1. Dan Slott: Taking The Initiative - Newsarama
  2. Deadpool/Daredevil Annual 1997
  3. Daredevil #254 a 2565
  4. Daredevil #257
  5. Daredevil #258
  6. Daredevil #260
  7. Power Pack #53
  8. Captain America #373
  9. Captain America #376
  10. Deadpool Vol. 1 #7
  11. Avengers: The Initiative #20

Ligações externas[editar | editar código-fonte]