Tzicanistério

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tzicanisterião)
Ir para: navegação, pesquisa
Planta do complexo dos palácios imperiais de Constantinopla.

Tzicanistério (em grego: τζυκανιστήριον; transl.: tzykanisterion) foi um estádio para jogar tzicânio (em grego: τζυκάνιον; transl.: tzykanion, do persa tshu-qan), um tipo de polo adotado pelos bizantinos da Pérsia Sassânida.[1] De acordo com João Cinamo, o tzicânio foi jogado por dois times em cavalos, equipados com longas varas cobertas por redes, com que eles tentaram empurrar uma bola de couro em forma de maça para dentro do gol do time oposto. O esporte foi muito popular entre a nobreza bizantina: o imperador Basílio, o Macedônio (r. 867–886) destacou-se; imperador Alexandre (r. 870-913) morreu de exaustão enquanto jogava; e João I de Trebizonda (r. 1235–1238) morreu de uma ferimento fatal durante o jogo.[2]

O Grande Palácio de Constantinopla apresentou um Tzicanistério, construído pela primeira vez pelo imperador Teodósio II (r. 408–450) na parte sudeste do precinto do palácio. Foi demolido por Basílio, o Macedônio a fim de poder erguer Igreja Nova no local, e reconstruído em tamanho maior mais a leste, conectando-o ao Nova com duas galerias.[3] Além de Constantinopla e Trebizonda, outras cidades bizantinas possuíram Tzicanistérios, mais notadamente Esparta, Éfeso e Atenas, uma indicação de uma aristocracia urbana próspera.[4]

Referências

  1. Janin 1968, p. 118-119
  2. Kazhdan 1991, p. 1939
  3. Kazhdan 1991, p. 2137
  4. Laiou 2002, p. 643

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kazhdan, Alexander Petrovich. The Oxford Dictionary of Byzantium. Nova Iorque e Oxford: Oxford University Press, 1991. ISBN 0-19-504652-8
  • Janin, Raymond. Constantinople Byzantine. Développement urbaine et répertoire topographique. Paris: [s.n.], 1968.
  • Laiou, Angeliki E.. The Economic History of Byzantium from the Seventh through the Fifteenth Century. Washington: Dumbarton Oaks, 2002. ISBN 0-88402-288-9