uBlock Origin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


uBlock Origin
Logótipo
Captura de tela
Interface pop-up do uBlock Origin
Autor Raymond Hill (gorhill)
Desenvolvedor Atual:
Raymond Hill
Anteriores:
Deathamns, Chris Aljoudi, Alex Vallat[1]
Lançamento 23 de junho de 2014 (8 anos)
Versão estável uBlock Origin
1.24.2 / 22 de novembro de 2019; há 2 anos[2]
Idioma(s) 63 idiomas[3]
Escrito em JavaScript
Sistema operacional Multiplataforma
Gênero(s) Extensão de navegador
Licença GPLv3
Página oficial github.com/gorhill/uBlock/

uBlock Origin ( /ˈjblɒk/ you-block) é uma extensão de navegador multiplataforma, livre e de código aberto para filtragem de conteúdo, incluindo bloqueio de anúncios. A extensão está disponível para diversos navegadores: Chrome, Chromium, Edge, Firefox, Opera e versões do Safari anteriores a 13.[4] O uBlock Origin recebeu elogios de sites de tecnologia e é relatado que consume muito menos memória do que outras extensões[5][6] com funcionalidade semelhante.[7][8] O objetivo declarado do uBlock Origin é fornecer aos usuários os meios para impor suas próprias escolhas (filtragem de conteúdo).[9][10]

Desde 2019, o uBlock Origin continua sendo desenvolvido e mantido ativamente pelo fundador e desenvolvedor Raymond Hill.[1]

História[editar | editar código-fonte]

uBlock[editar | editar código-fonte]

O uBlock Origin era inicialmente nomeado "μBlock" – o nome foi posteriormente alterado para "uBlock" para evitar confusão quanto à forma como a letra grega 'µ' em "µBlock" é pronunciada. O desenvolvimento começou a bifurcar a partir da base de código HTTP Switchboard, juntamente com outra extensão de bloqueio chamada uMatrix, projetada para usuários avançados.[11] O uBlock Origin foi desenvolvido por Raymond Hill para usar listas de bloqueios mantidas pela comunidade,[12] além de adicionar recursos e aumentar a qualidade do código para liberar padrões.[13] Lançada pela primeira vez em junho de 2014 como uma extensão do Chrome e Opera, em 2015, a extensão havia se expandido para outros navegadores.

O repositório oficial do projeto uBlock foi transferido para Chris Aljoudi[14] pelo desenvolvedor original Raymond Hill em abril de 2015, devido à frustração de lidar com solicitações. No entanto, Hill imediatamente se bifurcou[15] e continuou seus esforços no projeto. Mais tarde, essa versão foi renomeada para uBlock Origin e foi completamente divorciada do uBlock de Aljoudi.[16] Aljoudi criou o ublock.org para hospedar o uBlock, promover a extensão e solicitar doações. Em resposta, o fundador original do uBlock, Raymond Hill, afirmou que "as doações solicitadas pelo ublock.org não estão beneficiando nenhum dos que mais contribuíram para criar o uBlock Origin".[4] O desenvolvimento do uBlock parou em agosto de 2015 e foi atualizado esporadicamente desde janeiro de 2017. Em julho de 2018, o uBlock.org foi adquirido pelo AdBlock[17] e começou a permitir o "Anúncios Aceitáveis" (Acceptable Ads),[18] um programa do Adblock Plus que permite alguns anúncios considerados "aceitáveis", com o anunciante pagando o Adblock Plus.[19]

O uBlock Origin permanece independente e não permite o pagamento de anúncios.[20]

uBlock Origin[editar | editar código-fonte]

Raymond Hill, fundador e autor original do uBlock, continuou a trabalhar na extensão com o nome uBlock Origin a partir de 2015, às vezes estilizado como uBlock₀.[21] Em janeiro de 2018, a extensão uBlock Origin Chrome tinha 10 milhões de usuários ativos e a versão do Firefox tinha 5 milhões de usuários ativos.[22][23]

Uma pesquisa conjunta da Sourcepoint e da comScore relatou uma taxa de crescimento de 833% em um período de rastreamento de dez meses, terminando em agosto de 2015, o maior crescimento de software listado.[24] O relatório atribuiu o crescimento ao desejo dos usuários por bloqueadores puros, fora do programa "publicidade aceitável".

Em janeiro de 2016, o uBlock Origin foi adicionado aos repositórios do Debian 9 e Ubuntu 16.04.[25][26] A extensão foi premiada como "Escolha do Mês" pela Mozilla em maio de 2016.[27]

Nik Rolls lançou oficialmente o uBlock Origin para o navegador Microsoft Edge em 11 de dezembro de 2016.[28]

O projeto recusa especificamente doações.[4]

Referências

  1. a b «Contributors to gorhill/uBlock». GitHub (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  2. «Releases · gorhill/uBlock» (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  3. «uBlock — Translation Project on Crowdin». Crowdin (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  4. a b c «uBlock Origin: An efficient blocker for Chromium and Firefox. Fast and lean. - gorhill/uBlock» (em inglês). 18 de janeiro de 2020. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  5. «uBlock, the Memory-Friendly Ad-Blocker, Is Now Available for Firefox». Lifehacker (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  6. Brinkmann, Martin (10 de outubro de 2014). «How to add custom filters to Chrome ad-blocking extension µBlock» (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  7. Schofield, Jack (29 de janeiro de 2015). «Are there any trustworthy sources for downloading software?». The Guardian (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  8. «µBlock aims to block ads without draining system resources - ExtremeTech». www.extremetech.com (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  9. «uBlock Origin: An efficient blocker for Chromium and Firefox. Fast and lean. - gorhill/uBlock». 18 de janeiro de 2020. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  10. Gardiner, Michael (5 de novembro de 2015). «Adblock Plus vs. Ghostery vs. Ublock Origin: Not All Adblockers Were Created Equal». International Business Times. Consultado em 18 de janeiro de 2020. Arquivado do original em 28 de agosto de 2016 
  11. «uMatrix: Point and click matrix to filter net requests according to source, destination and type: gorhill/uMatrix» (em inglês). 18 de janeiro de 2020. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  12. «uBlock for Chrome is a resource-friendly adblocker by the HTTP Switchboard author - gHacks Tech News». www.ghacks.net. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  13. «uMatrix: Point and click matrix to filter net requests according to source, destination and type: gorhill/uMatrix». 18 de janeiro de 2020. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  14. «Please clarify uBlock₀ vs. uBlock · Issue #38 · gorhill/uBlock». GitHub (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  15. «uBlock» (em inglês). 27 de abril de 2015. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  16. «uBlock Origin: An efficient blocker for Chromium and Firefox. Fast and lean. - gorhill/uBlock» (em inglês). 18 de janeiro de 2020. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  17. «An update on uBlock». ublock.org. 13 de julho de 2018. Consultado em 4 dezembro de 2019 
  18. «uBlock Incorporates Acceptable Ads». 21 de fevereiro de 2019. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  19. «About Adblock Plus». adblockplus.org (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  20. «uBlock Origin: An efficient blocker for Chromium and Firefox. Fast and lean. - gorhill/uBlock». 18 de janeiro de 2020. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  21. «Official uBlock Origin add-on lands for Firefox - gHacks Tech News». www.ghacks.net. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  22. «uBlock Origin». chrome.google.com (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  23. «uBlock Origin :: Statistics Dashboard :: Add-ons for Firefox». addons.mozilla.org. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  24. «The Ad Blocker Landscape: What You Need To Know Today». Marketing Land. 14 de outubro de 2015. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  25. «Debian -- Details of source package ublock-origin in sid». packages.debian.org. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  26. «ublock-origin package : Ubuntu». launchpad.net. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  27. «May 2016 Featured Add-ons». Mozilla Add-ons Blog (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  28. «uBlock Origin adblocker now available for Microsoft Edge via the Store». Windows Central. 11 de dezembro de 2016. Consultado em 18 de janeiro de 2020