UCI World Tour de 2014

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cycling (road) pictogram.svg
UCI World Tour 2014
IV Edição
28 corridas
2014
Classificações
Individual Espanha Alejandro Valverde
Equipas Espanha Movistar
Países Espanha Espanha
Cycling current event.svg
2013 << 2014 >> 2015

O UCI World Tour 2014, foi a quarta edição do máximo calendário ciclista a nível mundial.

Contou com 28 corridas, as mesmas que na edição anterior. Como nos últimos dois anos, também integrou o calendário a contrarrelógio por equipas do campeonato do mundo que se disputou em Ponferrada. O calendário começou a 21 de janeiro na Austrália com o Tour Down Under e finalizou a 14 de outubro na China com o Tour de Pequim.

Os ganhadores finais foram Alejandro Valverde, Movistar e Espanha, na classificação individual, por equipas e por países respectivamente. O corredor que mais corridas ganhou foi o australiano Simon Gerrans, o qual se levou 4 das 28 corridas disputadas. E os corredores que mais vitórias de etapa conseguiram em corridas UCI World Tour foram Tony Martin e Nacer Bouhanni com 7 vitórias a cada um.

Equipas (18)[editar | editar código-fonte]

Ver UCI ProTeam

Estas equipas tiveram a participação assegurada e obrigada em 28 corridas do UCI World Tour (ainda que o Astana se autoexcluiu do Tour de Pequim como teve 2 casos de doping nos últimos doze meses, cumprindo assim com as normas do MPCC (Movimento por um Ciclismo Credível).[1] A diferença de anos anteriores em que várias equipas pugnavam por um lugar entre as 18 formações UCI ProTeam, e contratavam ciclistas com pontos para melhorar no ranking de mérito desportivo, esta luta prévia foi praticamente desnecessária. Os desaparecimentos das equipas Euskaltel Euskadi e Vacansoleil-DCM, reduziu a quantidade de equipas a 17, ficando um lugar mais para algum aspirante. O único que solicitou a licença UCI ProTeam foi o Europcar, com o qual se completaram as 18 equipas.[2]

Código
UCI
Equipa
ALM França Ag2r La Mondiale
AST Cazaquistão Astana Pro Team
BEL Países Baixos Belkin-Pro Cycling Team
BMC Estados Unidos BMC Racing Team
CAN Itália Cannondale
FDJ França Fdj.fr
GRS Estados Unidos Garmin Sharp
LAM Itália Lampre-Merida
LTB Bélgica Lotto Belisol
MOV Espanha Movistar Team
OPQ Bélgica Omega Pharma-Quick Step Cycling Team
OGE Austrália Orica GreenEDGE
EUC França Team Europcar
GIA Países Baixos Team Giant-Shimano
KAT Rússia Team Katusha
SKY Reino Unido Team Sky
TCS Rússia Tinkoff-Saxo
TFR Estados Unidos Trek Factory Racing

Também, como vem sendo habitual, também participaram selecções nacionais (com corredores de equipas dos Circuitos Continentais UCI) nas corridas de países com pouca tradição ciclista que foram o Tour Down Under (selecção chamada UniSA-Austrália), a Volta à Polónia (selecção chamada Reprezentacja Polski) e no Grande Prémio do Quebec e Grande Prémio de Montreal (Equipe Canadá) que só tiveram uma permissão especial para correr nessas corridas mais especificamente;[3] essas participações produzir-se-ão sem que os corredores de ditas selecções possam aspirar a obter pontuação (nem obviamente essa selecção nem a equipa oficial do corredor).[4] Por outra parte também participaram equipas de categoria Continental no Contrarrelógio por equipas do Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada. Essas corridas com esses convites especiais foram as únicas excepções nas que se permitiu correr a corredores sem passaporte biológico já que algum dos corredores não estiveram em equipas aderidas a dito passaporte.[5]

Ver artigo principal: Circuitos Continentais UCI#2014

Também, também puderam participar mediante convite equipas de categoria Profissional Continental (segunda categoria) ainda que sem poder puntuar.

Corridas[editar | editar código-fonte]

O calendário de 28 corridas deu-se a conhecer a 26 de setembro de 2013.[6]

Data Corrida Vencedor Equipa do vencedor
21-26 de janeiro Austrália Tour Down Under Austrália Simon Gerrans Orica GreenEDGE
9-16 de março França Paris-Nice Colômbia Carlos Betancur Ag2r La Mondiale
12-18 de março Itália Tirreno-Adriático Espanha Alberto Contador Tinkoff-Saxo
23 de março Itália Milão-Sanremo Noruega Alexander Kristoff Katusha
24-30 de março Espanha Volta à Catalunha Espanha Joaquim Rodríguez Katusha
28 de março Bélgica E3 Harelbeke Eslováquia Peter Sagan Cannondale
30 de março Bélgica Gante-Wevelgem Alemanha John Degenkolb Giant-Shimano
6 de abril Bélgica Tour de Flandres Suíça Fabian Cancellara Trek Factory Racing
7-12 de abril Espanha Volta ao País Basco Espanha Alberto Contador Tinkoff-Saxo
13 de abril França Paris-Roubaix Países Baixos Niki Terpstra Omega Pharma-Quick Step
20 de abril Países Baixos Amstel Gold Race Bélgica Philippe Gilbert BMC Racing
23 de abril Bélgica Flecha Valona Espanha Alejandro Valverde Movistar
27 de abril Bélgica Lièje-Bastogne-Lièje Austrália Simon Gerrans Orica GreenEDGE
29 de abril-4 de maio Suíça Tour da Romandia Reino Unido Chris Froome Sky
9 de maio-1 de junho Itália Volta a Itália Colômbia Nairo Quintana Movistar
8-15 de junho França Critérium de Dauphiné Estados Unidos Andrew Talansky Garmin Sharp
14-22 de junho Suíça Volta à Suíça Portugal Rui Costa Lampre-Merida
5-27 de julho França Volta a França Itália Vincenzo Nibali Astana
2 de agosto Espanha Clássica de San Sebastián Espanha Alejandro Valverde Movistar
3-9 de agosto Polónia Volta à Polónia Polónia Rafał Majka Tinkoff-Saxo
11-17 de agosto Benelux Eneco Tour Bélgica Tim Wellens Lotto Belisol
23 de agosto-14 de setembro Espanha Volta a Espanha Espanha Alberto Contador Tinkoff-Saxo
24 de agosto Alemanha Vattenfall Cyclassics Noruega Alexander Kristoff Katusha
31 de agosto França Grande Prémio de Plouay França Sylvain Chavanel IAM Cycling
12 de setembro Canadá Grande Prémio de Quebec Austrália Simon Gerrans Orica GreenEDGE
14 de setembro Canadá Grande Prémio de Montreal Austrália Simon Gerrans Orica GreenEDGE
21 de setembro Espanha Contrarrelógio por equipas do
Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada
[* 1]
Estados Unidos BMC Racing BMC Racing
5 de outubro Itália Giro de Lombardia República da Irlanda Daniel Martin Garmin-Sharp
10-14 de outubro China Tour de de Pequim Bélgica Philippe Gilbert BMC Racing

Referências

Classificações[editar | editar código-fonte]

Estas são as classificações finais:[1]

Nota: ver Barómetros de pontuação

Classificação individual[editar | editar código-fonte]

Posição Corredor Equipa Pontos
1.º Espanha Alejandro Valverde Movistar 686
2.º Espanha Alberto Contador Tinkoff-Saxo 620
3.º Austrália Simon Gerrans Orica GreenEDGE 478
4.º Portugal Rui Costa Lampre-Merida 461
5.º Itália Vincenzo Nibali Astana 392
6.º Colômbia Nairo Quintana Movistar 346
7.º Reino Unido Chris Froome Sky 326
8.º Noruega Alexander Kristoff Katusha 321
9.º República da Irlanda Daniel Martin Garmin Sharp 316
10.º França Jean-Christophe Péraud Ag2r La Mondiale 300

Classificação por países[editar | editar código-fonte]

A classificação por países calcula-se somando os pontos dos cinco melhores corredores da cada país. Os países com o mesmo número de pontos classificam-se de acordo a seu corredor melhor classificado.

Posição País Pontos Top 5 corredores
1.º
Flag of Spain.svg Espanha 1834 Valverde (686), Contador (620), Rodríguez (286), Sánchez (123), Intxausti (119)
2.º
 Itália 1070 Nibali (392), Aru (248), Pozzovivo (197), Ulissi (125), Nizzolo (108)
3.º
 Bélgica 1006 Gilbert (272), Vanmarcke (216), Van Avermaet (210), Wellens (204), Vanendert (104)
4.º
 França 987 Péraud (300), Bardet (247), Pinot (162), Gallopin (140), Rolland (138)
5.º
 Países Baixos 957 Mollema (246), Dumoulin (240), Terpstra (200), Kelderman (162)), Boom (109)

Classificação por equipas[editar | editar código-fonte]

Esta classificação calcula-se somando os pontos dos cinco melhores corredores da cada equipa. Se obtêm-se pontos no Campeonato Mundial Contrarrelógio por Equipas, contam-se para a classificação, sempre que esses pontos estejam entre os 5 melhores pontuações da esquadra. As equipas com o mesmo número de pontos classificam-se de acordo a seu corredor melhor classificado.

Posição Equipa Pontos Top 5 corredores
1.º
Espanha Movistar 1440 Valverde (686), Quintana (346), Intxausti (119), CRE Campeonato Mundial de Ciclismo (110), Izagirre (105), Lobato (74)
2.º
Estados Unidos BMC Racing 1212 Gilbert (272), van Garderen (219), Van Avermaet (210), CRE Campeonato Mundial de Ciclismo (200), Evans (188), Sánchez (123)
3.º
Rússia Tinkoff-Saxo 1186 Contador (620), Majka (241), Kreuziger (135), CRE Campeonato Mundial de Ciclismo (120), Rogers (60), Bennati (10)
4.º
Bélgica Omega Pharma-Quick Step 1016 Kwiatkowski (257), Terpstra (200), Urán (173), Martin (146), CRE Campeonato Mundial de Ciclismo (140), Vandenbergh (100)
5.º
Austrália Orica GreenEDGE 953 Gerrans (478), CRE Campeonato Mundial de Ciclismo (170), Chaves (80), Albasini (80), Impey (73), Matthews (72)

Progresso das classificações[editar | editar código-fonte]

Corrida
(Vencedor)
Classificação individual Classificação por equipas Classificação por países
Tour Down Under
(Simon Gerrans)
Simon Gerrans Orica GreenEDGE Austrália
Paris-Nice
(Carlos Betancur)
Carlos Betancur Lampre-Merida
Tirreno-Adriático
(Alberto Contador)
Ag2r La Mondiale
Milão-Sanremo
(Alexander Kristoff)
Movistar
E3 Harelbeke
(Peter Sagan)
Volta à Catalunha
(Joaquim Rodríguez)
Alberto Contador Ag2r La Mondiale Espanha
Gante-Wevelgem
(John Degenkolb)
Tour de Flandes
(Fabian Cancellara)
Omega Pharma-Quick Step
Volta ao País Basco
(Alberto Contador)
Paris-Roubaix
(Niki Terpstra)
Amstel Gold Race
(Philippe Gilbert)
Flecha Valona
(Alejandro Valverde)
Lièje-Bastogne-Lièje
(Simon Gerrans)
Tour da Romandia
(Chris Froome)
Volta a Itália
(Nairo Quintana)
Nairo Quintana
Critérium do Dauphiné
(Andrew Talansky)
Alberto Contador
Volta à Suíça
(Rui Costa)
Volta a França
(Vincenzo Nibali)
Movistar
Clássica de San Sebastián
(Alejandro Valverde)
Alejandro Valverde
Volta a Polónia
(Rafał Majka)
Eneco Tour
(Tim Wellens)
Vattenfall Cyclassics
(Alexander Kristoff)
Grande Prémio de Plouay
(Sylvain Chavanel)
Grande Prémio do Quebec
(Simon Gerrans)
Volta a Espanha
(Alberto Contador)
Alberto Contador
Grande Prémio de Montreal
(Simon Gerrans)
Giro de Lombardia
(Daniel Martin)
Alejandro Valverde
Tour de Pequim
(Philippe Gilbert)
Final Alejandro Valverde Movistar Espanha

Referências

  1. «UCI World Tour Ranking - 2014». www.uci.html.infostradasports.com 
  1. O contrarrelógio por equipas do Mundial é um caso especial já que não está integrado no calendário UCI World Tour mas se puntua para a classificação por equipas de dito calendário mundial de máxima categoria.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]