UEFA Futsal Cup

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
UEFA Futsal Cup
UEFA Futsal Cup
Logo UEFA Futsal Cup.png
Logótipo da UEFA Futsal Cup
Dados gerais
Organização UEFA
Edições 16 (2016-17)
Outros nomes Taça UEFA de Futsal
Taça UEFA Futsal
Local de disputa Europa
Sistema Grupos, Eliminatórias e Final Four
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

A Taça UEFA de Futsal (UEFA Futsal Cup em inglês) é a competição anual de equipas de futsal europeias. Foi fundada em 2002 em lugar do Campeonato Europeu de Clubes, antigo campeonato europeu que nunca foi reconhecido como oficial mesmo após realizadas 15 edições.

História[editar | editar código-fonte]

Existiram diversas competições europeias de clubes não oficiais antes do começo da Taça UEFA de Futsal, com os vencedores a serem sempre os clubes anfitriões e sempre originários de Espanha, Rússia ou Itália, com o ISK Dina Moskva a arrecadar três títulos.

A temporada 2001/02 marcou a realização da primeira edição da Taça UEFA de Futsal, sendo que a prova expande-se a passo rápido. O primeiro torneio foi disputado no molde de uma fase final, em Lisboa, com as oito melhores equipas europeias, em Fevereiro de 2002. O Playas de Castellón FS, de Espanha, foi o vencedor, derrotando o Action 21 Charleroi na final.

Em 2002/03, o torneio culminou com uma eliminatória final a duas mãos entre o Castellón e o Charleroi, em Abril e Maio de 2003. Uma vez mais, a formação espanhola saiu vitoriosa do confronto, averbando o seu segundo título europeu consecutivo.

A prova de 2003/04 contou com a presença de 33 equipas oriundas de 32 países, mas o domínio espanhol continuou. No entanto, um novo nome foi inscrito no troféu, quando o Inter FS venceu o Benfica com um resultado total de 7-5.

Por fim, a hegemonia espanhola terminou em 2004/05, quando o Action 21 Charleroi corrigiu os desempenhos de 2002 e 2003 e ergueu finalmente o troféu. E fê-lo de forma emocionante, derrotando o MFK Dinamo Moskva por 4-3, na Bélgica, antes de dois golos no prolongamento terem selado o empate (6-6) em Moscovo, garantindo um triunfo com um resultado total de 10-9.

Em 2005/06, Inter e Dínamo - chegaram à final, após vencerem o FC Shakhtar Donetsk e o Kairat Almaty, respectivamente, cabendo a vitória final à equipa espanhola, que reconquistou o troféu depois de ter vencido a primeira mão por 6-3 e ter sobrevivido à deslocação a Moscovo, conseguindo um resultado total de 9-7.

Pela primeira vez, 40 clubes participaram na edição de 2006/07, com uma ronda preliminar e uma principal antes da Ronda de Elite, com 16 equipas, na qual Inter, Dínamo, Charleroi and Murcia FS foram os vencedores de cada grupo. Este quarteto ganhou o direito de prosseguir para a "final four" do evento, para a qual a cidade de Múrcia foi escolhida como anfitriã. A equipa da casa perdeu frente aos rivais espanhóis do Boomerang nas meias-finais, mas a turma de Madrid foi derrotada na partida decisiva pelo Dínamo, dois dias mais tarde, com o Múrcia a ficar em terceiro lugar.

Em 2007/08, a prova foi alargada a 44 clubes, mas, pela primeira vez, sem a presença do Charleroi, depois de ter perdido o título belga. O formato manteve-se e, mais uma vez, os quatro vencedores de cada grupo, neste caso Dínamo, Múrcia, Kairat e os estreantes russos do MFK Sinara Ekaterinburg, atingiram a "final four", acolhida pelos detentores do título. No entanto, a equipa moscovita ficou somente no terceiro lugar, depois de ter perdido nas grandes penalidades frente ao Múrcia, mas ganharam 5-0 ao Kairat, que tinha sido batido pelo Ekaterinburg, por 4-1. E foram os finalistas russos do ano anterior, que nunca tinham ganho o título interno, que arrebataram o europeu, depois de um empate a quatro golos frente ao Murcia, seguido de um sucesso por 3-2 nas grandes penalidades.

A edição 2008/09 voltou a contar com a participação de 44 equipas e foram novamente os cabeças-de-série a atingir a fase final: Ekaterinburg (escolhido como anfitrião), Dínamo, Inter (agora conhecido como Interviú Madrid) e Kairat. O Inter bateu o Kairat por 5-0 nas meias-finais, enquanto o Ekaterinburg levou ao rubro um pavilhão esgotado com um triunfo por 2-0 sobre o Dínamo, que viria a perder a medalha de bronze face a uma derrota por 1-0 ante o Almaty. Registou-se nova derrota russa na final, já que o Interviú venceu por 5-1 e alcançou o seu terceiro sucesso na competição.

Em 2009/10 a fase final da prova teve algumas novidades, já que o anfitrião Benfica qualificou-se, juntamente com os italianos do Luparense C/5, o Araz Naxçivan, do Azerbaijão, além dos espanhóis do Inter. A final, entre Benfica e Inter, fez as delícias dos 9.400 adeptos que marcaram presença no Pavilhão Atlântico, um recorde em termos de assistência. O Benfica venceu mesmo em casa, por 3-2, conquistando a sua primeira Taça UEFA de Futsal.

Os rivais citadinos Benfica e Sporting apurara-se para a fase final de 2010/11, que não continha nenhuma equipa da Espanha ou da Rússia. O Ekaterinburg e o Araz foram suplantados na ronda de elite pelo estreante italiano ASD Città di Montesilvano C/5, que viria a conquistar o primeiro título para o seu país com uma vitória por 5-2 frente ao Sporting - o anterior campeão Benfica e o anfitrião Kairat Almaty saíram derrotados das meias-finais.

O troféu regressou a Espanha em 2011/12, já que o estreante FC Barcelona venceu o Sporting por 5-1, tendo batido o Dínamo na final (3-1), erguendo o troféu em Lleida, perante uma assistência de 5.000 espectadores. O Marca, também em estreia, deixou pelo caminho o Montesilvano na ronda de elite e venceu o Sporting nos penalties, no jogo de atribuição do terceiro lugar.

O Iberia Star Tbilisi, única equipa que marcou sempre presença na prova, estreou-se na fase final em 2012/13 e acolheu o evento. Contudo, o Kairat Almaty conquistou o primeiro troféu da UEFA para o Cazaquistão, tendo batido o FC Barcelona nas meias-finais por 5-4. Na final, levou a melhor sobre o Dínamo por 4-3. O Dínamo, por seu lado, havia vencido o Iberia Star por 5-2, tendo perdido por 4-1 ante o Barça no jogo de atribuição do terceiro lugar.

O Barcelona recuperou o título em 2013/14, e mais uma vez o Dínamo foi finalista vencido, por 5-2, após prolongamento. O Araz recebeu a fase final, a primeira vez que um torneio da UEFA teve lugar no Azerbaijão, e apesar de ter perdido com o Barcelona nas meias-finais, após penalties, terminou a prova no terceiro lugar, graças à vitória sobre o Kairat, cujo reinador terminou com a derrota por 2-1 frente ao Dínamo, nas meias-finais.

Kairat voltou a ser campeão em 2014/15. Um recorde de 12076 espectadores em Lisboa (no mesmo recinto de 2002 e 2010) viu o FC Barcelona bater o Sporting Clube de Portugal nas meias-finais, mas o Barça acabaria por perder depois com o Kairat, 3-2. O Dina estreou-se nesta competição, onde terminou no quarto lugar.

Um novo nome ficou escrito no troféu em 2015/16, pois os estreantes russos do Ugra Yugorsk bateram o Inter (anfitrião do evento em Guadalajara) por 4-3, numa final emocionante. O Benfica adicionou a medalha de bronze relativa ao terceiro posto ao título conseguido em 2010 e ao segundo lugar de 2004, ao ganhar ao Pescara, também pela primeira vez na Europa, no desempate por grandes penalidades.

Em 2017–18 a UEFA reformulou a competição, permitindo a participação, para além do campeão europeu em título e do campeão nacional de cada federação membro, dos segundos classificados das 3 federações melhor colocadas no ranking (o vice campeão da quarta federação também participará caso o campeão europeu assegure qualificação via campeonato nacional). Passaram a existir 2 caminhos: o A para equipas melhor cotadas, em que se apuram 12 equipas para a ronda de elite, e o caminho B para equipas pior colocadas no ranking, que para além de prever uma fase preliminar, apenas apura 4 equipas para a fase de elite.

Para 2018–19 estão previstas novas alterações ao formato com mudança do nome da competição para Liga dos Campeões da UEFA de Futsal (UEFA Futsal Champions League).

Vencedores[editar | editar código-fonte]

UEFA Futsal Cup[editar | editar código-fonte]

Época Sede-Final Campeão Resultado Vice-campeão 3º Classificado Resultado 4º Classificado
2017/18 Hungria Gyor Espanha Inter FS
5 - 2
Portugal Sporting CP Espanha FC Barcelona
7 - 1
Hungria Győri ETO FC
2016/17 Cazaquistão Almaty Espanha Inter FS
7 - 0
Portugal Sporting CP Cazaquistão Kairat Almaty
5 - 5
(6-5 g.p.)
Rússia Gazprom-Ugra Yugorsk
2015/16 Espanha Guadalajara Rússia Gazprom-Ugra Yugorsk
4 - 3
Espanha Inter FS Portugal SL Benfica
2 - 2
(2-0 g.p.)
Itália ASD Pescara
2014/15 Portugal Lisboa Cazaquistão Kairat Almaty
3 - 2
Espanha FC Barcelona Portugal Sporting CP
8 - 3
Rússia MFK Dina Moskva
2013/14 Azerbaijão Baku Espanha FC Barcelona
5 - 2
Rússia Dínamo Moscovo Azerbaijão Araz Naxçivan
6 - 4
Cazaquistão Kairat Almaty
2012/13 Geórgia Tbilisi Cazaquistão Kairat Almaty
4 - 3
Rússia Dínamo Moscovo Espanha FC Barcelona
4 - 1
Geórgia Iberia Star Tbilisi
2011/12 Espanha Lérida Espanha FC Barcelona
3 - 1
Rússia Dínamo Moscovo Itália Marca Futsal
3 - 3
(4-3 g.p.)
Portugal Sporting CP
2010/11 Cazaquistão Almaty Itália Montesilvano
5 - 2
Portugal Sporting CP Cazaquistão Kairat Almaty
3 - 3
(5-3 g.p.)
Portugal SL Benfica
2009/10 Portugal Lisboa Portugal SL Benfica
3 - 2
Espanha Boomerang Interviú Azerbaijão Araz Naxçivan
2 - 2
(5-4 g.p.)
Itália Luparense
2008/09 Rússia Ecaterimburgo Espanha Boomerang Interviú
5 - 1
Rússia Ekaterinburg Cazaquistão Kairat Almaty
1 - 0
Rússia Dínamo Moscovo
2007/08 Rússia Moscovo Rússia Ekaterinburg
4 - 4
(3-2 g.p.)
Espanha ElPozo Múrcia
Rússia Dínamo Moscovo
5 - 0
Cazaquistão Kairat Almaty
2006/07 Espanha Múrcia Rússia Dínamo Moscovo
2 - 1
Espanha Boomerang Interviú
Espanha ElPozo Múrcia
1 - 1
(4-3 g.p.)
Bélgica Action 21 Charleroi
Época Campeão Resultado Vice-campeão Semi-Finalistas derrotados
2005/06 2 mãos Espanha Boomerang Interviú
9 - 7 (6–3, 3–4)
Rússia Dínamo Moscovo
Cazaquistão Kairat Almaty e Ucrânia Shakhtar Donetsk
2004/05 2 mãos Bélgica Action 21 Charleroi
10 - 9 (4–3, 6–6)
Rússia Dínamo Moscovo
Espanha El Pozo Múrcia e Espanha Boomerang Interviú
2003/04 2 mãos Espanha Boomerang Interviú
7 - 5 (4–1, 3–4)
Portugal SL Benfica
Bélgica Action 21 Charleroi e Espanha Playas de Castellón
2002/03 2 mãos Espanha Playas de Castellón
7–5 (1–1, 6–4)
Bélgica Action 21 Charleroi
Itália Furpile Prato e Espanha Boomerang Interviú
2001/02 Portugal Lisboa Espanha Playas de Castellón
5 - 1
Bélgica Action 21 Charleroi
Croácia MNK Split e Portugal Sporting CP

Campeonato Europeu de Clubes[editar | editar código-fonte]

Ano Cidade-Sede Campeão Resultado Vice-campeão
2000/01 Espanha Castellón Espanha Playas de Castellón 4-2 Rússia MFK Dina Moskva
1999/00 Espanha Segovia Espanha Caja Segovia 4-1 Itália BNL Calcetto Rome
1998/99 Rússia Moscovo Rússia MFK Dina Moskva 2-1 Itália Lazio
1997/98 Espanha Talavera de la Reina Espanha CLM Talavera 3-3 (5-4 g.p.) Rússia MFK Dina Moskva
1996/97 Rússia Moscovo Rússia MFK Dina Moskva 2-2 (7-6 g.p.) Itália BNL Calcetto Rome
1995/96 Itália Roma Itália BNL Calcetto Rome 5-4 Espanha P. Lepanto Zaragoza
1994/95 Espanha Maspalomas Rússia MFK Dina Moskva 6-5 Espanha Maspalomas Sol Europa
1993/94 Espanha Madrid Espanha Marsanz Torrejón 11-3 Croácia MNK Uspinjaca
1992/93 prova não disputada
1991/92 prova não disputada
1990/91 Espanha Madrid Espanha Interviú Lloyd´s 7-0 Portugal AR Freixieiro
1989/90 Itália Roma Itália Roma RCB 2-1 Espanha La Garriga-Isolar
1988/89 Hungria Debrecen Croácia MNK Uspinjaca 3-0 Croácia MNK Kutina
1987/88 Eslovénia Velenje Bélgica ZVK Ford Genk 3 a 0 na série Países Baixos FC Kras Boys
1986/87 Países Baixos Maastricht Dinamarca Næstved IF 7-0 Bélgica ZVK Hasselt
1985/86 Itália Roma Países Baixos Drei Keuninge 3-3 (4-3 prol.) Bélgica ZVK Hasselt
1984/85 Itália Viterbo Bélgica ZVC Hoboken 3-3 (4-3 prol.) Países Baixos FC Kras Boys

Títulos por países[editar | editar código-fonte]

UEFA Futsal Cup[editar | editar código-fonte]

País vencedores Clubes vencedores
Flag of Spain.svg Espanha 9 Inter FS (5), Playas de Castellón (2), FC Barcelona (2)
 Rússia 3 Ekaterinburg (1), Dínamo Moscovo (1), TTG-Ugra Yugorsk (1)
Cazaquistão Cazaquistão 2 Kairat Almaty (2)
 Portugal 1 SL Benfica (1)
 Bélgica 1 Action 21 Charleroi (1)
 Itália 1 Montesilvano (1)

Campeonato Europeu de Clubes[editar | editar código-fonte]

País Vencedores Finalistas Clubes vencedores
Flag of Spain.svg Espanha 5 3 Interviú Lloyd's, Marsanz Torrejón, CLM Talavera, Caja Segovia, Playas de Castellón
 Rússia 3 2 MFK Dina Moskva (3)
 Itália 2 3 Roma RCB, BNL Calcetto Rome
 Bélgica 2 2 ZVC Hoboken, ZVK Ford Genk
Holanda Holanda 1 2 Drei Keuninge
 Croácia 1 2 MNK Uspinjaca
 Dinamarca 1 0 Næstved IF
 Portugal 0 1 AR Freixieiro

Ligações externas[editar | editar código-fonte]