União Presbiteriana de Adolescentes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de UPA (Presbiterianismo))
Ir para: navegação, pesquisa


A UPA, União Presbiteriana de Adolescentes, é uma sociedade interna da Igreja Presbiteriana do Brasil, destinada ao trabalho de todos os adolescentes da Igreja Presbiteriana entre as idades de 12 a 18 anos. Têm como objetivo organizar as atividades realizadas com os adolescentes de cada igreja local. Na UPA, os adolescentes têm a oportunidade de conviver com outros jovens participando de momentos de comunhão, louvor e reflexão bíblica. A UPA é organizada nacionalmente através de uma Confederação Nacional de Adolescentes.

A União Presbiteriana de Adolescentes nasceu em 9 de julho de 1967 na Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro, fruto do ministério de Dorcas Araújo Machado. A idéia de criar uma entidade interna específica para adolescentes surgiu da visão da irmã Dorcas, que sempre chegando mais cedo aos cultos, percebeu a necessidade de se trabalhar com o grande número de adolescentes que também chegavam mais cedo e que não possuíam nenhuma atividade direcionada. Preocupada com essa questão, solicitou o uso de um dos salões da igreja, para se reunir com os adolescentes. O Conselho aprovou, e assim nasceu a União Presbiteriana de Adolescentes.

Dorcas Machado se apegou a esse ministério, ensinando e dando oportunidades aos adolescentes de evangelismo pessoal, teatro, gincanas bíblicas, louvor e etc. Outras igrejas acompanharam a idéia, e muito rapidamente a UPA já estava em vários estados do Brasil, estruturando-se em UPAs locais, federações e confederações. A adolescência ganhava um cuidado especial, com um trabalho específico que resultou em conversões, amadurecimento e crescimento espiritual.

O trabalho com adolescentes atravessou, ao longo deste tempo, muitas transformações, mas a visão inicial, o carinho e o cuidado com a UPA vêm crescendo em todo o Brasil. O Supremo Concílio aprovou a criação de uma Secretaria Geral da Adolescência em 1986, e 10 anos depois era organizada a Confederação Nacional de Adolescentes. Na estrutura organizacional da Igreja Presbiteriana do Brasil além da Secretaria Geral, ainda existem as Secretarias Sinodais e Presbiteriais. Sem dúvida, é uma das entidades internas que mais crescem no Brasil.

Em cada igreja local, é organizada através de Diretorias, composta por um Presidente, Vice-presidente, Primeiro-Secretário, Segundo-Secretário e Tesoureiro, além de Conselheiro, escolhido pelo Conselho da Igreja.


Atualmente a Confederação Nacional da UPA é formada pelos cargos:

Presidente: Daniel Almeida Spínola,

Vice Presidente Região Centro Oeste: Helisa Evelyn Costa,

Vice Presidente Região Nordeste: Arnaldo Matias Cavalcante Neto,

Vice Presidente Região Norte: Lucas Rodrigues Ribeiro,

Vice Presidente Região Sudeste: Camila da Silva Stellet,

Vice Presidente Região Sul: Guilherme Brescovit Bandeira,

Secretário Executivo: Matheus Andreatta da Silva,

1ª Secretária: Letícia Rodrigues Motta,

2ª Secretária: Ingrid Dias Gouveia de Deus,

Tesoureira: Evellyn Letícia Gaspar Dolenkei.


História da UPA
[editar | editar código-fonte]

A União Presbiteriana de Adolescentes nasceu em 9 de julho de 1967 na Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro, fruto do ministério de Dorcas Araújo Machado, membro da igreja mãe do presbiterianismo brasileiro. A idéia de criar uma entidade interna específica para adolescentes surgiu da visão da irmã Dorcas, que sempre chegando mais cedo aos cultos, percebeu a necessidade de se trabalhar com o grande número de adolescentes que também chegavam mais cedo e que não possuíam nenhuma atividade direcionada. Preocupada com essa questão, Dona Dorcas solicitou o uso de um dos salões da igreja, para se reunir com os adolescentes. O Conselho aprovou, e assim nasceu a União Presbiteriana de Adolescentes.

Dorcas Machado se apegou a esse ministério, ensinando e dando aos adolescentes oportunidades de evangelismo pessoal, teatro, gincanas bíblicas, louvor e etc. Outras igrejas acompanharam a idéia, e muito rapidamente a UPA já estava em vários estados do Brasil,estruturando-se em UPA's locais, federações e confederações. A adolescência ganhava um cuidado especial, com um trabalho específico que resultou em conversões, amadurecimento e crescimento espiritual.

O Supremo Concílio de 1986, percebendo o amadurecimento do trabalho em âmbito nacional e a necessidade de estruturá-lo, nomeou o primeiro Secretário Geral do Trabalho de Adolescência, Presbítero Ozael Agostinho Quaresma, para o período de 1986/1990. Federações e Confederações foram organizadas em todo o país, dando à UPA a mesma estrutura das demais entidades internas. Foi organizado o I Congresso Nacional de UPAs, em 1989, em Governador Valadares/MG, com a presença de mais de 1000 adolescentes e líderes. Neste período foi criado o símbolo nacional da UPA, oficializado o Moto, que já vinha sendo usado no leste de Minas e definido o quarto domingo de julho como o Dia Nacional do Adolescente Presbiteriano.

Em 1990, o Supremo Concílio nomeou o Rev. Anderson Sathler para a Secretaria Geral da Adolescência, para o período 1990/1994. Novas federações e confederações foram organizadas. Neste tempo foi criado o Jornal dos adolescentes, o Projeto de Colaboradores Regionais, Encontros de Líderes de Adolescentes, o Hino Oficial da UPA e organizado o II Congresso Nacional, em 1993, em Coronel Fabriciano/MG, com mais de 1000 adolescentes e líderes.

O Supremo Concílio de 1994 nomeou o Rev. Armando Araújo Silvestre para a Secretaria Geral da Adolescência para o período de 1994/1998. Neste período o Jornal do Adolescente foi transformado em Suplemento Adolescente, sendo publicado como encarte do Jornal Brasil Presbiteriano. Foram realizados nos anos ímpares os encontros regionais, chamados de ReUPAs: em 1995 - Itapema/SC, Campo Grande/MS, Aracaju/SE, Porto Velho/RO, Itapecerica da Serra/SP; em 1997 - Rio Branco/AC, Cuiabá/MT, Gramado/RS; em 1999 - Jiparaná/RO, Luiziânia/GO, Belo Horizonte/MG, Florianópolis/SC. Em 1996, na cidade de Serra Negra/SP, aconteceu o III Congresso Nacional, o NaUPA 96, com a presença de cerca de 2000 adolescentes e líderes. Neste Congresso foi organizada a Confederação Nacional de Adolescentes e eleita a sua primeira diretoria. Em 1998 foi realizado o NaUPA 98, não como congresso, mas sim como encontro de líderes e adolescentes, com mais de 650 participantes. O Supremo Concílio de 1998 não realizou eleições para secretários gerais, ficando marcadas estas eleições para a Reunião Extraordinária em julho de 1999, a partir do qual

assumiu a Secretaria Geral o Rev. Haveraldo Ferreira Vargas Júnior, permanecendo até 2010 quando é eleito o Rev. Carlos Eduardo Aranha Neto. Em 2014, em sua reunião ordinária, o Supremo Concílio da IPB elege o Rev. Esdras Emerson de Souza para a Secretaria.

Projetos[editar | editar código-fonte]

A UPA desenvolve alguns projetos bem interessantes. Você pode implementá-los em sua igreja:

  • Alunos de Cristo - Este é um programa que visa à Evangelização dos alunos em escolas, bem como nos mais variados ambientes educacionais, fazendo uso, para isso, do potencial dos adolescentes, através de dinâmicas interativas e contextualizadas.
  • Pé na Estrada - O Pé na Estrada é um programa missionário, de envolvimento, visando unir o adolescente com a UPA, e a UPA ao Reino de Deus.
  • Turma do Consolo - É o serviço de ministração da Palavra de Deus por meio da visitação hospitalar e a orfanatos, creches, asilos, ocasião na qual ocorre a transmissão de providência de Deus para a vida humana (palavras de consolo). São atendidas todas as pessoas que se encontram nos ambientes visitados.
  • Sede de Justiça - Sede de Justiça é um programa da Secretaria Nacional do Trabalho da Adolescência que visa despertar o adolescente para realização de projetos sociais, fazendo diferença para criar, solucionar e transformar sua realidade através do poder de Deus.
  • Vale a Pena Esperar - É um programa que visa a conscientização dos adolescentes quanto a uma sexualidade sadia.

Datas Comemorativas[editar | editar código-fonte]

A UPA celebra o Dia Nacional do Adolescente Presbiteriano no quarto domingo de julho. Anualmente, é realizado em cada estado o DNA, Dia Nacional do Adolescente Presbiteriano.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Igreja Presbiteriana do Brasil

Ligações externas[editar | editar código-fonte]