US Open de 2009

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O US Open de tênis de 2009 foi um torneio de tênis que ocorreu entre 31 de Agosto e 14 de Setembro no USTA Billie Jean King National Tennis Center em Flushing Meadows, Nova York. No início, era planejado que o torneio acabasse no dia 13 de setembro, com a final do torneio masculino simples, mas devido à chuva, a final foi adiada em um dia. Assim como o Australian Open, o torneio tem partidas noturnas.

Arthur Ashe Kids' Day[editar | editar código-fonte]

O Arthur Ashe Kids' Day aconteceu no dia 29 de agosto de 2009, antes do começo do torneio. Foi apresentado uma partida de exibição de tênis envolvendo o jogador americano Andy Roddick e o britânico Andy Murray, e o ator e comediante Will Ferrell se juntou a eles. A vencedora do American Idol cantou seu sucesso "Battlefield", junto com as estrelas crescentes Honor Society e Justin Bieber. Mais tarde, houve partidas e competições que tinham Serena Williams, Ana Ivanović, Andy Roddick, Roger Federer, Maria Sharapova, Kim Clijsters e James Blake. O evento foi apresentado por Susie Castillo e Quddus.[1]

Jogadores Simples[editar | editar código-fonte]

Simples masculino
Simples feminino

Jogadores do dia[editar | editar código-fonte]

  • Dia 1: Bélgica Kim Clijsters, por fazer um retorno vitorioso para o Grand Slam, vencendo sua oitava partida seguida no US Open: ela não pode defender o título de 2005 dela em 2006 e estava aposentada em 2007 e 2008.[2]
  • Dia 2: Estados Unidos Jesse Witten, por derrotar o cabeça-de-chave 29 Rússia Igor Andreev 6–4, 6–0, 6–2 em sua primeira vitória na carreira em um grande Slam com 26 anos e rankeado em 276.[3]
  • Dia 3: Itália Flavia Pennetta, por continuar em seu grande verão em qual ela se tornou a primeira italiana no top 10 de jogadoras, vencendo Índia Sania Mirza 6–0, 6–0, que foi seu terceiro set consecutivo vencido por 6–0.[4]
  • Dia 4: Estados Unidos Melanie Oudin, rankeada em 70º, por eliminar uma grande favorita para vencer o título, a número #4 Rússia Elena Dementieva, após perder o primeiro set e superar uma contusão na coxa para vencer o último set.[5]
  • Dia 5: Itália Francesca Schiavone, por derrotar a cabeça-de-chave #8 Bielorrússia Victoria Azarenka apesar de perder o primeiro set e ter 29 anos de idade.[6]
  • Dia 6: Estados Unidos Melanie Oudin, por derrotar a antiga primeira do ranking mundial #1 e atual cabeça-de-chave nª 29 Rússia Maria Sharapova, perdendo o primeiro set e vencer por 7–5 no terceiro, seguindo sua vitória na quarta rodada do Wimbledon.[7]
  • Dia 7: França Jo-Wilfried Tsonga, por atuar de forma impecável nas três primeiras partidas, um de dois homens do top-10 a não perderem um set até a data. A vitória também o levou a pelo menos as oitavas-de-final nos quatro slams.[8]
  • Dia 8: Ucrânia Kateryna Bondarenko, por vencer Argentina Gisela Dulko em somente 47 minutos em dois sets por (6–0, 6–0), e por isso avançando para a primeira quarta-de-final em sua carreira.[9]
  • Dia 9: Croácia Marin Čilić, por derrotar o número 2 da ATP Reino UnidoAndy Murray em três sets.[10]
  • Dia 10: Bélgica Yanina Wickmayer, por derrotar Ucrânia Kateryna Bondarenko em somente dois sets e tornar-se a segunda jogadora belga nas semifinais.[11]
  • Dia 11: Argentina Juan Martín del Potro, por derrotar Croácia Marin Čilić em quatro sets para avançar para as semifinais do US Open pela primeira vez.[12]
  • Dia 12: Nenhuma partida jogada devido a chuva.
  • Dia 13: Dinamarca Caroline Wozniacki, por derrotar Bélgica Yanina Wickmayer 6–3, 6–3 nas semifinais, por isso se tornando a primeira dinamarquesa, homem ou mulher, a chegar em uma final do Grand Slam na Open Era.[13]
  • Dia 14: Suíça Roger Federer, por derrotar Sérvia Novak Djoković na semifinal por 7–6(3), 7–5, 7–5, e chegar e sua 21ª final de Grand Slam e sexta consecutiva final do US Open.[14]
  • Dia 15: Argentina Juan Martín del Potro, por vencer seu primeiro título de Grand Slam, terminado com a sequência de cinco campeonatos US Open vencidos por Suíça Roger Federer.[15]

Resumos dia-a-dia[editar | editar código-fonte]

Dia 1 (31 de agosto)[editar | editar código-fonte]

Simon Greul sacando contra Giovanni Lapentti na primeira rodada

No primeiro dia, muitos cabeças de chave avançaram facilmente em sets seguidos (3 sets a zero no masculino ou 2 sets a zero no feminino): Roger Federer, James Blake, Lleyton Hewitt, Nikolay Davydenko e Radek Štěpánek. O dia também teve algumas surpresas, como Mikhail Youzhny derrotou o cabeça de chave 26 Paul-Henri Mathieu em quatro sets e o alto americano John Isner fazer o mesmo com cabeça de chave 28 Victor Hănescu, sendo que o segundo set chegou a um tie-break de 16-14. O excitante dia continuou com uma maratona de jogos que chegaram a cinco sets, com Simon Greul derrotando Giovanni Lapentti, Guillermo García López batendo Peter Polansky e Jan Hernych vencendo Rainer Schüttler. A última partida do dia teve Andy Roddick prevalecendo sobre Björn Phau por 3 sets a 0 em uma partida que começou as 11 horas da noite. [16] .

Venus Williams rebate contra Vera Dushevina no dia da abertura

No torneio feminino, a ex-número 1 do mundo, Kim Clijsters, abriu o dia vencendo Viktoriya Kutuzova perdendo somente dois games. Juntando-se a ela, defendendo o título de Wimbledon e do Australian Open estava Serena Williams, e também Amélie Mauresmo, Victoria Azarenka, Flavia Pennetta, Elena Vesnina, Agnieszka Radwańska, Li Na e Marion Bartoli, e todas venceram em dois sets. A australiana Samantha Stosur foi forçada pela veterana Ai Sugiyama a jogar três sets, Daniela Hantuchová passou pela americana Meghann Shaugnessy em três sets também. Na primeira partida noturna, Venus Williams conseguiu garantir sua vitória e evitar uma surpresa ao derrotar a russa Vera Dushevina em três sets bem disputados. Venus cometeu quatro faltas de pé na partida[17] . Com Venus e Serena avançando na primeira rodada, poucas americanas tiveram sucesso na primeira rodada, com Vania King, Bethanie Mattek-Sands, e Jill Craybas avançando. A austríaca e cabeça-de-chave 28 Sybille Bammer e a cabeça de chave 25 Kaia Kanepi foram as únicas cabeças-de-chave eliminadas no dia.

Cabeças de chave eliminados

Partidas

Partidas nas quadras principais[18]
Partidas no Arthur Ashe Stadium
Evento Vencedor Perdedor Placar
Simples feminino - Rodada 1 Bélgica Kim Clijsters [WC] Ucrânia Viktoriya Kutuzova 6–1, 6–1
Simples masculino - Rodada 1 Suíça Roger Federer [1] Estados Unidos Devin Britton [WC] 6–1, 6–3, 7–5
Simples feminino - Rodada 1 Estados Unidos Serena Williams [2] Estados Unidos Alexa Glatch [WC] 6–4, 6–1
Simples feminino - Rodada 1 Estados Unidos Venus Williams [3] Rússia Vera Dushevina 6–7(5), 7–5, 6–3
Simples masculino - Rodada 1 Estados Unidos Andy Roddick [5] Alemanha Björn Phau 6–1, 6–4, 6–2
Partidas no Louis Armstrong Stadium
Evento Vencedor Perdedor Placar
Simples feminino - Rodada 1 Bielorrússia Victoria Azarenka [8] Roménia Alexandra Dulgheru 6–1, 6–1
Simples masculino - Rodada 1 Estados Unidos John Isner Roménia Victor Hănescu [28] 6–1, 7–6(14), 7–6(5)
Simples feminino - Rodada 1 França Amélie Mauresmo [17] Alemanha Tatjana Malek 6–3, 6–4
Simples masculino - Rodada 1 Estados Unidos James Blake [21] Espanha Rubén Ramírez Hidalgo 6–1, 6–4, 7–5
Simples feminino - Rodada 1 Eslováquia Daniela Hantuchová [22] Estados Unidos Meghann Shaughnessy 6–2, 4–6, 6–1
Partidas no Grandstand
Evento Vencedor Perdedor Placar
Simples masculino - Rodada 1 Rússia Mikhail Youzhny França Paul-Henri Mathieu [26] 2–6, 7–5, 6–0, 6–2
Simples feminino - Rodada 1 Itália Flavia Pennetta Roménia Edina Gallovits 6–0, 6–4
Simples feminino - Rodada 1 Rússia Vera Zvonareva [7] Espanha Nuria Llagostera Vives 6–0, 6–4
Simples masculino - Rodada 1 Austrália Lleyton Hewitt [31] Brasil Thiago Alves 6–0, 6–3, 6–4
Fundo colorido indica partida noturna

Dia 12 (11 de setembro)[editar | editar código-fonte]

Todas partidas que deveriam ser realizdas neste dia foram adiadas devido à chuva contínua.

Partidas nas quadras principais[19]
Partidas no Arthur Ashe Stadium
Evento Vencedor Perdedor Placar
Simples masculino - quartas de final Espanha Rafael Nadal [3] vs Chile Fernando González [11] 7-6(4), 6-6 (3-2) (Suspenso, adiado)
Simples feminino - semifinais Bélgica Kim Clijsters [WC] vs Estados Unidos Serena Williams [2] Cancelado
Duplas masculinas - Final República Checa Lukáš Dlouhý [4] Índia Leander Paes [4] vs
Índia Mahesh Bhupathi [3] Bahamas Mark Knowles [3]
Cancelado
Partidas no Grandstand
Evento Vencedor Perdedor Placar
Simples feminino - semifinais Bélgica Yanina Wickmayer vs Dinamarca Caroline Wozniacki [9] Cancelado

Dia 13 (12 de setembro)[editar | editar código-fonte]

Rafael Nadal só precisou de 34 minutos para acabar com um desanimado Fernando González após o jogo interrompido pela chuva no dia anterior, ao vencer por 7-6 (4), 7-6 (2), 6-0, e assim começando as partidas no Arthur Ashe Stadium. Nadal vencia por 7-6 e 3-2 no tiebreak do segundo set quando a partida foi suspensa no dia anterior. O jogo foi continuado ao meio-dia do sábado. Gonzales tinha que vencer o segundo set para ter uma chance de ganhar a partida, mas ele fez três erros não-forçados de forehand dando uma vantagem de 6-2 para Nadal. A forehand era a melhor habilidade de González. O quarto set point de Nadal - ele havia desperdiçado três antes do tiebreak - terminou com um retorno de backhand de González na rede. González cedeu duas faltas duplas no primeiro game do terceiro set, incluindo um break point. Não foi surpresa que o tenista temperamental de 29 anos atirou a própria raquete no chão por causa do desgosto. Após Nadal garantir o game seguinte, as coisas estavam acabadas. González, que perdeu dois set points no primeiro game que Nadal sacou, obteve 12 pontos e 21 erros não forçados.

Kim Clijsters ganhou uma vaga na final simples feminina após um final dramático de partida contra Serena Williams. Após perder o primeiro set por 6-4, Williams atirou sua raquete no chão com muita força, resultando em uma aviso de violação de conduta. No segundo set, perdendo por 4-5 (15-30), Williams cometeu uma falta no saque em seu segundo saque, dando Clijsters dois match points em 15-40. Williams começou a discutir com o juiz de linha, que reportou ao juiz principal. Como resultado, foi penalizada novamente, resultando em uma penalidade de ponto para Williams, o que resultou na vitória de Clijsters por 6–4 7–5 sem jogar o match point[20] . Williams mais tarde admitiu que estava convencida que tinha feito a falta mesmo.[21] Após conseguir sua décima terceira vitória consecutiva no US Open, Clijsters enfrentaria na final a jovem dinamarquesa Caroline Wozniacki na final, que derrotou a jogadora não-cabeça-de-chave Yanina Wickmayer 6–3 6–3.[22]

Cabeças de chaves eliminados

Partidas nas quadras principais[23]
Partidas no Arthur Ashe Stadium
Evento Vencedor Perdedor Placar
Simples masculino - quartas de final Espanha Rafael Nadal [3] Chile Fernando González [11] 7–6(4), 7–6(2), 6–0
Simples feminino - semifinais Bélgica Kim Clijsters [WC] Estados Unidos Serena Williams [2] 6–4, 7–5
Partidas no Louis Armstrong Stadium
Evento Vencedor Perdedor Placar
Duplas femininas - Semifinais Zimbabwe Cara Black [1] Estados Unidos Liezel Huber [1] vs
Austrália Samantha Stosur[3] Austrália Rennae Stubbs [3]
5–7 (suspensa, adiada)
Simples feminino - semifinais Dinamarca Caroline Wozniacki [9] Bélgica Yanina Wickmayer 6–3, 6–3
Fundo colorido indica partida noturna

Dia 14 (13 de setembro)[editar | editar código-fonte]

Na primeira partida, Juan Martin del Potro derrotou o número 3 do ranking Rafael Nadal facilmente, vencendo por 6-2, 6-2, 6-2, e assim se tornou o primeiro finalista do torneio simples masculino. A vitória convincente de del Potro levou ele a sua primeira final de Grand Slam.

Na segunda semifinal do torneio de duplas femininas, Cara Black e Liezel Huber venceram Samantha Stosur e Rennae Stubbs em três sets e se tornaram as finalistas, defendendo o campeonato conquistado em 2008.

Lukáš Dlouhý e Leander Paes venceram o torneio de duplas masculinas ao baterem Mahesh Bhupathi e Mark Knowles também em três sets.

O adversário de del Potro na final foi decidido em um duelo entre o número 1 do mundo Roger Federer e o número quatro do mundo Novak Djokovic, que havia perdido para Federer no torneio de 2007. Federer despachou seu oponente em três sets seguidos, 7-6(3), 7-5, 7-5, e assim restando somente 2 jogadores dos 128 iniciais.

Na final feminina, Kim Clijsters, que estava fora do ranking, marcou um impressionante retorno ao tênis profissional com uma vitória de 2 sets a 0 sobre a cabeça de chave 9 Caroline Wozniacki, vencendo por 7-5, 6-3, e assim garantindo seu segundo título de Grand Slam.

Cabeças de chaves eliminados

Partidas

Partidas nas quadras principais[24]
Partidas no Arthur Ashe Stadium
Evento Vencedor Perdedor Placar
Simples masculino - semifinais Argentina Juan Martín del Potro [6] Espanha Rafael Nadal [3] 6–2, 6–2, 6–2
Simples masculino - semifinais Suíça Roger Federer [1] Sérvia Novak Djokovic [4] 7–6(3), 7–5, 7–5
Simples feminino - Final Bélgica Kim Clijsters [WC] Dinamarca Caroline Wozniacki [9] 7–5, 6–3
Partidas no Louis Armstrong Stadium
Evento Vencedor Perdedor Placar
Duplas femininas - semifinais Zimbabwe Cara Black [1]
Estados Unidos Liezel Huber [1]
Austrália Samantha Stosur [3]
Austrália Rennae Stubbs [3]
5–7, 6–3, 6–1
Duplas masculinas - Final República Checa Lukáš Dlouhý [4]
Índia Leander Paes [4]
Índia Mahesh Bhupathi [3]
Bahamas Mark Knowles [3]
3–6, 6–3, 6–2
Fundo colorido indica partida noturna

Dia 15 (14 de setembro)[editar | editar código-fonte]

As irmãs Williams derrotaram Cara Black e Liezel Huber em sets seguidos para vencer o campeonato de duplas femininas, 6-2 6-2.

Juan Martín del Potro venceu Roger Federer em cinco sets. Ao fazer isso, tornou-se o terceiro argentino a vencer o US Open, e primeiro sul-americano a vencer um Grand Slam masculino em uma quadra dura.

Houve controvérsia durante a cerimônia de apresentação quando o Mestre de Cerimônias inicialmente não deixou del Potro a falar o seu discurso em espanhol pois ele estava sob pressão da transmissora de TV americana, a CBS, para terminar a cerimônia o mais rápido possível[25] .

Cabeças de chaves eliminados

Partidas

Partidas nas quadras principais[26]
Partidas no Arthur Ashe Stadium
Evento Vencedor Perdedor Placar
Duplas femininas - Final Estados Unidos Serena Williams [4]
Estados Unidos Venus Williams [4]
Zimbabwe Cara Black [1]
Estados Unidos Liezel Huber [1]
6–2, 6–2
Simples masculino - Final Argentina Juan Martín del Potro [6] Suíça Roger Federer [1] 3–6, 7–6(5), 4–6, 7–6(4), 6–2

Principais Finais[editar | editar código-fonte]

Categoria Campeão Vice-Campeão Resultado
Simples Masculino Argentina Juan Martin del Potro Suíça Roger Federer 3-6, 7-6(5), 4-6, 7-6(4), 6-2
Simples Feminino Bélgica Kim Clijsters Dinamarca Caroline Wozniacki 7–5, 6–3
Duplas Masculinas República Checa Lukáš Dlouhý
Índia Leander Paes
Índia Mahesh Bhupathi
Bahamas Mark Knowles
3–6, 6–3, 6–2
Duplas Femininas Estados Unidos Serena Williams
Estados Unidos Venus Williams
Zimbabwe Cara Black
Estados Unidos Liezel Huber
6–2, 6–2
Duplas Mistas Estados Unidos Carly Gullickson
Estados Unidos Travis Parrott
Zimbabwe Cara Black
Índia Leander Paes
6-2, 6-4

Cabeças-de-chave[editar | editar código-fonte]

Ausências: David Nalbandian e Dominika Cibulková

Referências

  1. The US Open 2009 - Grand Slam Tennis - Official Site by IBM. Página visitada em 2009-09-06. Cópia arquivada em 2009-09-10.
  2. Player of the Day: Day 1. usopen.org (2009-08-31). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  3. Player of the Day: Day 2. usopen.org (2009-09-01). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  4. Player of the Day: Day 3. usopen.org (2009-09-02). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  5. Player of the Day: Day 4. usopen.org (2009-09-03). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  6. Player of the Day: Day 5. usopen.org (2009-09-04). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  7. Player of the Day: Day 6. usopen.org (2009-09-05). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  8. Player of the Day: Day 7. usopen.org (2009-09-06). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  9. Player of the Day: Day 8. usopen.org (2009-09-07). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  10. Player of the Day: Day 9. usopen.org (2009-09-08). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  11. Player of the Day: Day 10. usopen.org (2009-09-09). Página visitada em 2009-09-14. [ligação inativa]
  12. Player of the Day: Day 11. usopen.org (2009-09-10). Página visitada em 2009-09-14. Cópia arquivada em 2009-09-16.
  13. Player of the Day: Day 13. usopen.org (2009-09-12). Página visitada em 2009-09-14. Cópia arquivada em 2009-09-16.
  14. Player of the Day: Day 14. usopen.org (2009-09-13). Página visitada em 2009-09-14. Cópia arquivada em 2009-09-16.
  15. Player of the Day: Day 15. usopen.org (2009-09-14). Página visitada em 2009-09-14. Cópia arquivada em 2009-09-17.
  16. Coffey, Wayne. "Roddick show improve form", Daily News, 2009-09-01. Página visitada em 2009-09-06.
  17. Venus struggles in opener. Página visitada em 2009-09-06. Cópia arquivada em 2009-09-07.
  18. Day 1 Schedule. USOpen. Página visitada em 2009-09-12. Cópia arquivada em 2009-09-16.
  19. Day 12 Schedule. USOpen. Página visitada em 2009-09-12.
  20. Statement from Tournament Referee Brian Earley. USOpen.org. Página visitada em 2009-09-13. [ligação inativa]
  21. Clijsters' comeback continues after Williams loses cool. USOpen.org. Página visitada em 2009-09-13. [ligação inativa]
  22. Wozniacki advances to first career Grand Slam final. USOpen.org. Página visitada em 2009-09-13. [ligação inativa]
  23. Day 13 Schedule. USOpen. Página visitada em 2009-09-12.
  24. Day 14 Schedule. USOpen. Página visitada em 2009-09-12.
  25. "Can I Speak In Spanish?", New York Times (blog), 2009-09-15.
  26. Day 15 Schedule. USOpen. Página visitada em 2009-09-13.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Torneio de Wimbledon 2009
Grand Slam de tênis
Sucedido por
Open da Austrália de 2010