Uitotos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cocar uitoto feito com pele do porco-espinho exposto no American Museum of Natural History

Os uitotos são um grupo indígena brasileiro que habita o médio rio Solimões, no estado do Amazonas, mais precisamente nas Áreas Indígenas Barreira da Missão, Méria e Miratu, além da Colômbia e do Peru. [1] [2]

A língua uitoto faz parte da família línguística que abrange as línguas "Uitotan - Proto-Bora-Muinane". [3] Outros "Witotoans", portanto são os Boras (população de 1.640) e Miranhas (população 300), que falam línguas Uitoto semelhantes e vivem na foz do Cahuinarí, bem como sobre o Igara-Paraná. Outros falantes de línguas Uitoto são cerca de 250 e o 500 indios "Andoke Muinane", que vivem principalmente ao longo do Caquetá. [4]

Economia[editar | editar código-fonte]

O sistema econômico é baseado na "agricultura itinerante, com rodizio de "roças" e queimadas, caça, pesca e coleta de produtos silvestres. Cada chácara tem uma área de metade a dois hectares. As principais culturas são mandioca brava e macacheira, inhame, "mafafa" ou "mangará", pimenta, pupunha, bananas, abacate, (Pouteria caimito), (Poraqueiba sericea) e milho. Constituintes do rapé e amendoim são cultivadas em um pequeno lote separado fertilizados com cinzas. [5]

Um estudo etnobotânico da comunidades indígena murui-muinane (= Uitoto, Witoto, Huitoto) localizada na Colômbia, apresenta uma lista de 54 espécies de plantas (50 gêneros e 32 famílias) utilizados. Apenas seis destas espécies (11%) utilizados são de plantas não são nativas da América. Arecaceae e Fabaceae foram as famílias com o maior número de espécies utilizadas. As três categorias de uso com o maior número de espécies de plantas utilizadas foram: alimentos (27 spp.), Medicina (15) e artesanato (15). Estas 54 espécies de plantas são responsáveis por 19% das plantas úteis murui registrados para uma comunidade que vive em uma reserva florestal em Putumayo. [6] Entre as espécies listadas com propriedades psicoativas podem ser citadas a "coca" (Erythroxylum coca), o "miege" (Theobroma cacao) e o "yagé" (Banisteriopsis sp.) além do citado rapé com tabaco.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Uitotó Dicionário WEB Acesso Fev. 2015
  2. "Witoto." Encyclopedia Britannica. Retrieved Fev 2015.
  3. Bora at Ethnologue (17th ed., 2013) Acesso Fev. 2015
  4. FLOWERS, Nancy M. Witoto. Everyculture.com Acess. Fev. 2015
  5. Pineda Camacho, Roberto: "Witoto";. Introdução à Colômbia ameríndia : 151-164. Bogotá: Instituto Colombiano de Antropologia. 1987.
  6. Frausin, Gina and Trujillo, Edwin and Correa, Marco and Gonzalez Betancourt, Victor Hugo (2010) Plantas útiles en una comunidad indígena murui-muinane desplazada a la ciudad de florencia (caquetá-colombia). Mundo Amazonico; Vol. 1 (2010); 267-278 Mundo Amazónico; Vol. 1 (2010); 267-278 Mundo Amazónico; Vol. 1 (2010); 267-278 2145-5082 2145-5074. PDF Acess. Fev. 2014