Ulisses Machado Pereira Viana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ulisses Machado Pereira Viana (6 de setembro de 184810 de setembro de 1911[1]), o Conde de Ulisses Viana, foi advogado, jornalista e político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Recife, filho de Ana de Morais e do major Antônio Machado Pereira Viana. Formou-se em Direito pela Faculdade de Recife, em 1870, e, logo após, iniciou sua carreira como advogado. Também lançou-se como jornalista, tendo sido, por algum tempo, articulista e redator-chefe do Jornal do Recife.[2]

Simpatizante ao Partido Liberal, quando este ascendeu ao poder, em 1878, foi nomeado presidente da província da Paraíba, por carta imperial de 19 de fevereiro daquele ano. Tomou posse em 11 de março seguinte, e permaneceu no cargo até 20 de fevereiro de 1879, passando a administração por motivo de moléstia.

Retomou a carreira política logo após, eleito deputado provincial e geral por Pernambuco. Encontrava-se no exercício dessa função quando da queda do regime monárquico. Abandonou então o cenário político, dedicando-se apenas à advocacia no Rio de Janeiro, onde viveu seus últimos anos.[2]

Foi agraciado pelo Papa Pio X com o título de conde.[3]

Casou-se duas vezes. A primeira vez, em 1874, com Ana Ambrosina de Oliveira Fonseca, filha de Cândida Josefina de Oliveira Fonseca e do advogado Joaquim José da Fonseca. Dessa união, nasceram cinco filhos:

Viúvo em 1884, Ulisses casou-se novamente com Francisca de Sousa Leão (†22 de julho de 1915[11]), filha do Visconde de Campo Alegre. Não deixou prole deste matrimônio.

O Conde de Ulisses Viana faleceu aos 63 anos e seus restos mortais foram inumados no Cemitério de São João Batista, em Botafogo.[2]

Referências

  1. «Acervo por autor "Vianna, Ulysses Machado Pereira, 1848-1911"». Consultado em 12 de setembro de 2016 
  2. a b c «Conde de Ulysses Vianna». memoria.bn.br. A Província. 12 de setembro de 1911. p. 1. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  3. «Notas e Notícias». memoria.bn.br. Gazeta de Notícias. 3 de agosto de 1906. p. 1. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  4. «Fallecimentos». memoria.bn.br. Jornal do Commercio. 22 de outubro de 1939. p. 11. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  5. «Casamentos». O Paiz. 20 de abril de 1911. p. 3. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  6. «Atos religiosos». memoria.bn.br. Correio da Manhã. 12 de abril de 1957. p. 21. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  7. «Enlaces matrimoniaes». memoria.bn.br. Cidade do Rio. 9 de setembro de 1901. p. 2. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  8. «Árvore genealógica de Alice da Fonseca Viana». Geneanet.org. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  9. «Registro de casamento». FamilySearch.org. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  10. «Registro de casamento». FamilySearch.org. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  11. «Fallecimentos». memoria.bn.br. O Paiz. 24 de julho de 1915. p. 5. Consultado em 7 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
José Paulino de Figueiredo
Presidente da província da Paraíba
1878 — 1879
Sucedido por
Filipe Benício da Fonseca Galvão


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.