Ulisses Rocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2014)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

Ulisses Gomes da Rocha Junior, Bauru, 20 de novembro de 1959, mais conhecido como Ulisses Rocha, é um jornalista[1], apresentador de televisão e cineasta brasileiro.[2]

Ulisses Rocha, brazilian journalist and filmmaker

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no interior de São Paulo e ainda nos primeiros anos de vida mudou-se com a família para São João del Rei, Minas Gerais, onde permaneceu até a adolescência. Filho de uma dona de casa (D. Luzia) e de um caixeiro viajante (Seo Ulisses), viveu na cidade histórica mineira por oito anos e concluiu o curso de tornearia mecânica, pelo Senai. Em 1976, sua família retorna a São Paulo. Começa a trabalhar como office-boy e, no ano seguinte, inicia um curso de inglês, que mudaria a sua vida logo em seguida.

Em 1978, passa a trabalhar como guia turístico da Cidade de São Paulo e, em 1980, passa a acompanhar excursões pelo Brasil e exterior, seguindo por algumas empresas do setor turístico e hoteleiro. Em 1987 presta o vestibular em Comunicação Social nas FIAM e gradua-se em 1991.

Carreira[editar | editar código-fonte]

No início de 1992, inicia a carreira como repórter no Sistema Globo de Rádio, atuando na Rádio Globo São Paulo e Rádio CBN, onde permanece cerca de três anos.

Em 1994, inicia na Rede Manchete, e depois de alguns meses muda-se para a Rede Bandeirantes de televisão, em ambas como repórter.

A carreira de Ulisses começa a dar um salto em 1 de fevereiro de 1996, ao iniciar na Rede Record. Nos primeiros meses, fazia reportagens para o Jornal da Record, mas logo foi transferido para o Cidade Alerta. Foi apresentador do programa, aos sábados, até 2003. No jornalístico permaneceu por 8 anos, período em que realizou coberturas nacionais e internacionais, além de 12 documentários para o extinto Repórter Record.

Em 2004 é transferido para o Domingo Espetacular, onde permanece cerca de dois anos. É neste período que o jornalista consegue entrevistar o então porta-voz das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, Raúl Reyes, numa reportagem que quase lhe custou a vida.

No final de 2005 deixa a Record. Em 2007, passa pelo SBT, como editor do Jornal da Massa. Retorna à Rede Record, em 2010, como apresentador do Balanço Geral de Ribeirão Preto. Retorna ao SBT, onde atua no SBT Repórter[3], Boletim de Ocorrências[4] e Jornal SBT Manhã.

Em 2013 retorna à Rádio Globo São Paulo, permanecendo até fevereiro de 2014. Desde 2005 é professor universitário e, atualmente, leciona na faculdade FIAM.

O primeiro longa metragem[editar | editar código-fonte]

Em 2013, o jornalista roda o seu primeiro filme documentário de longa metragem, Mães Solteiras, com 81 min de duração[5]. A produção contou com a ajuda de profissionais de audiovisual, que contribuíram voluntariamente para a realização do projeto. O filme, finalizado em janeiro de 2014, atualmente[quando?] está inscrito em festivais no Brasil e no exterior.

Referências

  1. Portal dos Jornalistas. Ulisses Rocha. http://www.portaldosjornalistas.com.br/perfil.aspx?id=16066
  2. Entrevista SBTpedia: Ulisses Rocha http://www.sbtpedia.com.br/2011/07/entrevista-sbtpedia-ulisses-rocha.html
  3. Programa SBT Repórter destaca trabalho do Hospital de Medicina Alternativa. http://www.saude.go.gov.br/index.php?idMateria=104240
  4. TV FOCO. Ulisses Rocha fará reportagens para o “SBT Repórter” http://otvfoco.com.br/audiencia/ulisses-rocha-fara-reportagens-para-o-sbt-reporter/#ixzz30Vxx8Ywc
  5. Comunique-se, 2014. Repórter da Rádio Globo lança documentário "Mães Solteiras" http://portal.comunique-se.com.br/index.php/comunicacao/73672-reporter-da-radio-globo-lanca-documentario-maes-solteiras