Ulme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Ulme  
—  Freguesia  —
Brasão de armas de Ulme
Brasão de armas
Ulme está localizado em: Portugal Continental
Ulme
Localização de Ulme em Portugal
Coordenadas 39° 18' 58" N 8° 25' 48" O
País  Portugal
Concelho CHM.png Chamusca
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Mário João Amaro Ferreira (PS)
Área
 - Total 121,8 km²
População (2011)
 - Total 1 277
    • Densidade 10,5 hab./km²
Gentílico: Ulmense, Pinéu
Código postal 2140
Orago Santa Maria
Concelho extinto de Ulme
Fundação do concelho 18 de Fevereiro de 1561
Extinção do concelho 24 de Outubro de 1855
Freguesias do concelho Ulme; Bemposta; Chouto; Vale de Cavalos (incluindo Parreira, entretanto criada)
Antigos Concelhos de Portugal Flag of Portugal.svg

Ulme é uma freguesia portuguesa do concelho da Chamusca, com 121,8 km² de área e 1 277 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 10,5 hab/km². A sede localiza-se na aldeia que lhe dá nome, Ulme. Os seus habitantes são chamados de "pinéus".

Fundada e povoada por colonos provenientes da actual Alemanha nos alvores da nacionalidade, a aldeia de Ulme pertenceu desde o século XIV à Casa dos Silvas. Recebeu foral em 1561 juntamente com a Chamusca, durante o reinado de D. Sebastião (outorgado por D. Catarina de Áustria). Após a Restauração, em 1640, passou a pertencer à "Casa das Rainhas". Foi vila e sede de concelho até 24 de Outubro de 1855, sendo então integrada no concelho da Chamusca. Era constituído por uma freguesia e tinha, em 1801, 1 059 habitantes. Após as reformas administrativas do início do liberalismo, foram-lhe anexadas as freguesias de Bemposta (entre 1836 e 1844), Chouto e Vale de Cavalos.[1] Tinha, em 1849, 2 352 habitantes. Muitos dos seus habitantes continuam a chamar a Ulme "vila", evidente nas quatro torres do brasão. A extinção do concelho de Ulme e a consequente anexação ao concelho da Chamusca constituem a última etapa de um processo de prolongada decadência da aldeia dos "pinéus". Ulme não conseguiu rivalizar com a então florescente "terra branca", que devido à sua localização geográfica junto ao Tejo, ofuscou desde o seu início a primeira. A Chamusca apenas se tornou freguesia no século XV, antes não era mais que uma quinta da freguesia de Ulme. Mas o seu desenvolvimento, sobretudo a partir do século XVIII, lançaria Ulme na obscuridade. As epidemias que proliferaram no início do século XIX, como o paludismo, devido à implementação do cultivo de arroz, fizeram o resto. Em 1855, até o presidente da câmara municipal de Ulme havia trocado a povoação pela vila vizinha e rival, Chamusca.

A freguesia engloba uma série de casais e pequenas aldeias nas margens da Ribeira de Ulme. A sede da freguesia, a aldeia de Ulme, conta com mais de 700 habitantes, enquanto que na aldeia de Semideiro e lugares circundantes residem cerca de 400 indivíduos. O sector primário é a principal actividade da população da freguesia, embora possua também alguma indústria (papel, tijolo, extracção de água).

Ulme é actualmente uma povoação pequena, onde a Igreja Católica tem ainda bastantes seguidores. Religiosidade e tradição são o cartão de visita das suas gentes numa aldeia conhecida pelo seu forte conservadorismo.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Ulme[2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 072 1 115 1 054 1 243 1 391 1 366 1 652 2 065 2 296 2 477 2 247 1 961 1 635 1 502 1 277
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 183 191 769 359 12,2% 12,7% 51,2% 23,9%
2011 127 129 661 360 9,9% 10,1% 51,8% 28,2%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

Património[editar | editar código-fonte]

Colectividades[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Paróquia de Ulme». Arquivo Distrital de Santarém. Consultado em 31 de Outubro de 2013 
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.