Umi ga Kikoeru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Umi ga Kikoeru
海がきこえる
Eu Posso Ouvir o Oceano (PRT/BRA)
 Japão
1993 •  cor •  72 min 
Direção Tomomi Mochizuki
Produção Nozomu Takahashi
Toshio Suzuki
Seiji Okuda
Roteiro Kaori Nakamura
Baseado em Umi ga Kikoeru, de Saeko Himuro
Elenco Nobuo Tobita
Toshihiko Seki
Yōko Sakamoto
Gênero drama
Música Shigeru Nagata
Cinematografia Atsushi Okui
Direção de arte Naoya Tanaka
Edição Takeshi Seyama
Companhia(s) produtora(s) Studio Ghibli
Distribuição Nippon TV
Lançamento 5 de maio de 1993
Idioma japonês
Página no IMDb (em inglês)

Umi ga Kikoeru (海がきこえる?), é um telefilme produzido pelo Studio Ghibli em 1993. Dirigido por Tomomi Mochizuki e escrito por Kaori Nakamura, o filme foi baseado na light novel homónima escrita por Saeko Himuro. O filme estreou em 5 de maio de 1993 no Japão pelo canal de televisão Nippon TV.[1]

O filme foi ambientado na cidade de Kōchi, na ilha japonesa de Shikoku. Trata-se de um triângulo amoroso que se desenvolve entre dois melhores amigos e uma nova garota que é transferida para uma escola de Tóquio.

O filme foi uma tentativa do Studio Ghibli para permitir que seus funcionários mais jovens fizessem um filme razoavelmente barato. No entanto, ele acabou não dando muito por causa do orçamento.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Após o divórcio dos pais de Rikako, uma estudante de Tóquio, ela é transferida para um colégio de Kochi, uma cidade litorânea remota da capital. Ela é inteligente, se dedica muito aos estudos e aos desportos. Mas não consegue se adaptar à vida social da escola. No mesmo colégio chegam Taku Morisaki e Yutaka Matsuno, que sempre foram melhores amigos, no entanto Rikako será o estopim do fim amizade dos dois.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Taku Morisaki (杜崎 拓 Morisaki Taku?)
Dublado por Nobuo Tobita.
O protagonista. Taku, precisando de dinheiro para a viagem escolar para o Havaí, vai até um restaurante, para trabalhar como garçom e ajudar nas despesas, tem notas baixas e seus professores o desaprovam.
Yutaka Matsuno (松野 豊 Matsuno Yutaka?)
Dublado por Toshihiko Seki.
O melhor amigo de Taku e também rival amoroso por causa de Rikako. Yutaka e Taku se tornaram amigos quando eles fizeram campanha contra o cancelamento de sua viagem escolar do ensino médio devido a baixa pontuação do teste da escola.
Rikako Muto (武藤 里伽子 Muto Rikako?)
Dublada por Yōko Sakamoto.
A menina que Taku e Yutaka estão interessados.
Yumi Kohama (小浜 裕実 Kohama Yumi?)
Dublada por Kae Araki.
A amiga mais próxima de Rikako em Kōchi.
Akiko Shimizu (清水 明子 Shimizu Akiko?)
Dublada por |Yuri Amano.
A presidente do grêmio estudantil.
Okada (岡田?)
Dublado por Jun'ichi Kanemaru.
O ex-namorado de Rikako. Enquanto em Tokyo, Rikako se dirige a um restaurante no hotel para se encontrar com Okada. Ao longo da refeição ela descobre que ele não é o tipo de pessoa que ela pensava que ele era. Ele também começou a namorar a melhor amiga de Rikako.
Tadashi Yamao (山尾 直 Yamao Tadashi?)
Dublado por Hikaru Midorikawa.
Grande amigo de Taku, que tem uma queda por Yumi. Ele confessa esse amor a todos na reunião de classe antes da chegada de Yumi, antes de ficar inconsciente devido ao excesso de consumo de álcool.
A mãe de Taku.
Dublada por Ai Satō.
O pai de Rikako.
Dublado por Kinryū Arimoto.
Diretor
Dublado por Takeshi Watabe. (Ele também atuou como instrutor do dialeto Kōchi para o elenco)

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme foi produzido pelo Studio Ghibli, mas grande parte da animação foi produzida com o apoio de J.C.Staff, Madhouse Studios, e Oh! Production, que haviam trabalhado com o Studio Ghibli em projectos anteriores.

Este filme é o primeiro anime do Studio Ghibli dirigido por outra pessoa que não seja Hayao Miyazaki ou Isao Takahata. Tomomi Mochizuki, que tinha 34 anos na época, foi chamado para dirigir o filme. O filme foi uma tentativa de fazer um anime único pelos jovens membros da equipe, principalmente em seus 20 e 30 anos. Seu lema era produzir "rápido, barato e com qualidade", mas acabou não dando muito certo no final por causa do orçamento e da programação.[2]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A Disney ficou com os direitos do filme nos Estados Unidos.[3] Em 2008, a distribuidora Wild Bunch anunciou que licenciaria o filme para outras distribuidoras da Europa, incluindo Optimum.[4] Foi lançado no Reino Unido sob o título de Ocean Waves em 25 de janeiro de 2010[5] pouco antes do lançamento de Gake no Ue no Ponyo,[6][7] como parte do Studio Ghibli Collection e carregando uma classificação PG do BBFC.[8] Tal como aconteceu com o filme Memórias de Ontem, foi lançado somente com legendas.

Na Espanha o filme foi distribuído por Aurum e lançado em DVD em novembro de 2008. O DVD inclui faixas de áudio japonês e espanhol e legendas em espanhol. Foi intitulado como Puedo escuchar el mar.

Na Austrália o filme foi distribuído por Madman Entertainment e lançado em DVD com legendas.

Referências

  1. "Umi Ga Kikoeru". www.bcdb.com, 13 de maio de 2012 (em inglês)
  2. Toyama, Ryoko. «Umi ga Kikoeru: Frequently Asked Questions» (em inglês). Nausicaa.net. Consultado em 13 de fevereiro de 2009 
  3. «The Disney-Tokuma Deal» (em inglês). Nausicaä.net. Consultado em 5 de janeiro de 2011 
  4. Hopewell, John (19 de fevereiro de 2008). «Wild Bunch blazes sales trail» (em inglês). Variety. Consultado em 17 de junho de 2008 
  5. «Ocean Waves». Optimum Home Entertainment film details web-page (em inglês). Optimum Releasing. Consultado em 10 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 10 de outubro de 2010 
  6. «BVA» (em inglês) 
  7. «Nausicaa.net» (em inglês) 
  8. «Ocean Waves». Film Ratings (em inglês). British Board of Film Classification. 13 de julho de 2009. Consultado em 27 de julho de 2009. Arquivado do original em 13 de agosto de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Umi ga Kikoeru
Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.