Uncle Tom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O personagem Uncle Tom (Pai Tomás) em um livro de 1901

Uncle Tom (em português, Pai Tomás) é um termo pejorativo usado para descrever um afro-americano que, aparentemente, age de uma forma subserviente às figuras de autoridade do americano branco, ou procurando a integração com este por meio de uma desnecessária acomodação.

Origem da expressão[editar | editar código-fonte]

A expressão "Uncle Tom" deriva do personagem homônimo que deu o título ao romance de 1853 de Harriet Beecher Stowe, Uncle Tom's Cabin (A cabana do Pai Tomás), apesar de a questão de se o próprio personagem ser merecedor ou não do termo pejorativo que lhe é atribuído ser alvo de debate. Stowe nunca tencionou que "Uncle Tom" fosse um personagem merecedor de escárnio. O sentido pejorativo do termo desenvolveu-se a partir do modo como as versões posteriores do personagem, despojadas de sua força original, foram retratadas no palco.[1]

Referências

  1. Keyes, Allison (29 de novembro de 2002). «NPR : A New Look at 'Uncle Tom's Cabin'». The Tavis Smiley Show. NPR. Consultado em 9 de janeiro de 2008 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.