União da Ilha do Governador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de União da Ilha)
Ir para: navegação, pesquisa
União da Ilha
Bandeira do GRES União da Ilha do Governador.jpg
Fundação 7 de março de 1953 (64 anos) [1][2][3]
Escola-madrinha Portela [1][2]
Cores

Azul

Branco

Vermelho
Símbolo Lira e cavalo-marinho [1]
Bairro Cacuia [1]
Presidente Ney Filardi [4]
Presidente de honra Paulo Amargoso (in memoriam) [5]
Carnavalesco Severo Luzardo [6]
Intérprete oficial Ito Melodia [7]
Diretor de carnaval Wilsinho Alves [8]
Diretor de harmonia Valber Frutuoso [9]
Diretor de bateria Mestre Ciça [10]
Rainha da bateria Gracyanne Barbosa
Mestre-sala e porta-bandeira Phelipe Lemos e
Dandara Ventapane [11]
Coreógrafo Marcio Moura [12]
Desfile de 2018
Enredo "Brasil, bom de boca"
Posição de desfile 3° escola a desfilar na segunda-feira (12/02/2018)
Site oficial
www.gresuniaodailha.com.br

Grêmio Recreativo Escola de Samba União da Ilha do Governador (frequentemente referida apenas como União da Ilha) é uma escola de samba da cidade do Rio de Janeiro. Foi fundada em 7 de março de 1953 pelos amigos Maurício Gazelle, Quincas e Orphylo, que estavam na Estrada do Cacuia, principal local de desfile do carnaval da Ilha do Governador, assistindo à apresentação de pequenas escolas de samba e blocos de vários bairros da Ilha. Foi quando decidiram que o bairro do Cacuia deveria ter uma escola de samba que o representasse. Atualmente, a escola está sediada na Estrada do Galeão, no bairro do Cacuia.[2][13]

Foi vice-campeã do Grupo Especial do Carnaval em 1980.

Lugar de origem[editar | editar código-fonte]

Vista aérea da Ilha do Governador, a maior ilha da Baía de Guanabara.

A União da Ilha tem forte ligação com o seu lugar de origem, o bairro do Cacuia, um dos quatorze que integram a Ilha do Governador, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro.[14]

A Ilha do Governador foi descoberta por navegadores portugueses em 1502, enquanto era habitada por índios Temiminós.[14][15] Recebeu seu nome em 1567, quando o então governador-geral do Estado do Brasil, Mem de Sá, doou ao seu sobrinho, Salvador Correia de Sá ("Velho Governador"), mais da metade do seu território.[14] Em meados do século XIX, a região do Cacuia deu lugar à fazenda São Sebastião, com atividades voltadas para a exploração de cal de mariscos e a extração de saibro.[16] No século XX, o bairro se consolidou como área residencial, com comércio e serviços ao longo das estradas do Cacuia e do Galeão.[16] O carnaval da região era festejado com banhos de mar à fantasia e os desfiles dos ranchos carnavalescos (dentre os mais conhecidos estavam o Caprichosos da Ilha, o Embaixadores da Folia, a Nova Embaixada e o Recreio da Ilha).[17] Mesmo com a inauguração da Ponte do Galeão e o sistema de transportes de barcas, era caro e difícil participar do desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro.[17][18] Com isso, a Ilha do Governador tinha o seu próprio concurso. O desfile era realizado na Estrada do Cacuia, e contava com a participação das escolas de samba Império da Ligação, Paraíso Imperial, Unidos da Cova da Onça e Unidos da Freguesia.[18][17]

São comuns, nos sambas da escola, citações e referências à Ilha do Governador, assim como expressões que simbolizam o ato de atravessar a Baía de Guanabara, da Ilha ao Centro da cidade, como nos sambas de 1982 ("A minha alegria atravessou o mar / E ancorou na passarela"); 1990 ("Sonhando o mar atravessei"); 1992 ("Sou mais minha Ilha / Tu és meu amor / Em ti me planto / Ilha do Governador"); 1999 ("Assim a Ilha vem pra festa / Atravessando o mar azul"); entre outros.[2][1]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Apesar de sediar o desfile de carnaval, Cacuia não tinha nenhuma escola de samba representante. O bairro possuía um time de futebol, o União Futebol Clube.[19] A equipe tricolor, de cores azul, vermelho e branco, era comandada pelo técnico Maurício Gazelle. Seus jogadores moravam na Ilha e disputavam campeonatos locais.[17] Na terça-feira de carnaval, 5 de março de 1953, os amigos Maurício Gazelle, Joaquim Lara de Oliveira ("Quincas") e Orphilo Bastos acompanhavam os desfiles das escolas de samba da Ilha do Governador, na Estrada do Cacuia, quando tiveram a ideia de fundar uma escola que congregasse o time e os torcedores do União Futebol Clube e que representasse o bairro do Cacuia - até então sem escola de samba.[20] O trio apresentou a sugestão aos outros colegas do time e marcaram uma reunião para discutir a proposta.[2][1]

Fundação[editar | editar código-fonte]

A Escola de Samba União (mais tarde, União da Ilha do Governador) foi fundada em 7 de março de 1953, durante uma reunião no armazém de Maurício Gazelle, na Rua Itapissuma, número 252.[17] Segundo a ata de fundação da escola, cerca de 231 sambistas estiveram presentes no armazém, sendo que 59 se comprometeram a pagar uma taxa associativa para ajudar a custear a nova escola de samba.[17] Os 59 sócios-fundadores da agremição foram: Maurício Taufie Gazelle; Orphilo Bastos; Joaquim Lara de Oliveira; Paulo Amargoso; Julio Taufie Gazelle; Avelino de Souza; Josino Duarte; Dázio de Almeida Vasconcellos; Cláudio Macedo; Ary Nogueira da Silva; Sebastião Pinheiro; Olindo da Cruz; Albino Francisco da Rocha; Moysés da Silva; Jorge Pereira de Paula; Erotildes F. Peçanha; João Teles de Menezes; Wilson Sada; João Teles de Menezes Junior; Hélio da Silva; Floriano Silva Pereira; Antônio Ignácio Paquier; Zadival de Oliveira; Nicolau Tolentino da Costa; Guaracy Teles de Menezes; Gileno Ferreira; Setembrino Vieira de Mello; Wilson Vinhais; Branco Dante Arpino; Antônio Diniz; João Monteiro de Almeida; Sebastião Antônio de Souza; Floriano de Souza; Altair da Silva; Euzébio dos Santos; Wanderley Paulo da Costa; Honório José Barbosa; João de Souza Costa; Rubens de Oliveira; Victor Leitão; Eliseu Silva; Manoel Pereira; Walter Leitão; Joel S. Silva; Porcino Soares dos Santos; Edno Pessoa Marques; Lano Pessoa Marques; Wilson Ferreira Brito; Ary Gonçalves; José Narciso Gomes da Vinha; José Francisco de Azevedo; Hélio Gomes da Purificação; José Ignácio dos Anjos; Hugoneles A. Cunha; Egídio Gomes da Purificação; Jorge Ignácio dos Anjos; Ely Ferreira; José Taufie Gazelle e Walter da Silva Mattos.[21] Na mesma reunião, Maurício Gazelle foi eleito o primeiro presidente da agremiação e Paulo Amargoso foi eleito o vice-presidente.[17]

Nome, cores e apadrinhamento[editar | editar código-fonte]

O nome (União) e as cores (azul, vermelho e branco) foram herdados do time de futebol dos fundadores, o União Futebol Clube. A escola alterou o seu nome para "União da Ilha do Governador" apenas em 1960, quando foi aprovada para participar dos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro.[17]

Em 1958, então penta-campeã do carnaval da Ilha, a União procurava uma escola para lhe apadrinhar. A Portela estava no auge de sua popularidade, conquistando naquele mesmo ano, o seu décimo terceiro título no carnaval carioca e tinha a preferência dos torcedores da União para batizar a escola. Além disso, Paulo Amargoso, vice-presidente da União, tinha vários amigos na Portela. Em um determinado dia do ano de 1958, um grupo de sambistas da União foi à Portela formalizar o pedido. Na quadra da escola, foram recebidos por Natal, que aceitou a incumbência e marcou a data de batismo. No dia marcado, foi a vez da Portela comparecer à quadra da União para a cerimônia de batizado. Participaram da confraternização o compositor Monarco; o casal de mestre-sala e porta-bandeira portelense, Benício e Vilma Nascimento; além de Natal. Na ocasião, Aurinho da Ilha e Didi fizeram uma composição para registrar o momento.[22] A União da Ilha também cita a Portela em seu samba-enredo de 1980, no trecho "Obrigado madrinha Portela / Que me ajudou a caminhar".[2]

Bandeira e Brasão[editar | editar código-fonte]

O modelo antigo de pavilhão da escola, carregado pelo segundo casal da agremiação no desfile de 2010.

A bandeira, ou pavilhão, da escola possui dezesseis raios de cores intercaladas (quatro azuis, quatro vermelhos e oito brancos), partindo do brasão da escola (que se encontra ao centro) em direção às extremidades da bandeira. O modelo foi implantado no desfile de 1987, e desde então teve pequenas variações de ano a ano, como por exemplo, a disposição dos raios azuis e vermelhos, ora intercalados com os raios brancos, ora em duplas com um raio branco ao meio. O pavilhão original da escola era liso, de cor branca, com o brasão da escola ao centro. Após a troca em 1987, ainda foi carregado pelo segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira da agremiação durante alguns desfiles.[22]

O brasão da escola foi redesenhado em 1970 pelo então carnavalesco da agremiação, Edson Machado, e pelo diretor Paulinho Barbudo, sendo utilizado pela primeira vez no carnaval de 1971, na estreia da agremiação no Grupo 2. Seguindo os preceito da heráldica, o brasão consiste em um escudo, com uma faixa branca diagonal, tendo em seu interior a inscrição "União". A faixa branca divide o escudo em dois lados. O lado superior, de cor vermelha, tem o desenho de uma lira dourada, que representa a música. O lado inferior, de cor azul, tem o desenho de um cavalo-marinho dourado, representando o mar da Ilha do Governador. Ramos de louro dourados circundam o brasão na parte inferior. Mais abaixo, a inscrição "da" e uma faixa branca com a inscrição "Ilha do Governador". Acima do brasão, uma águia, representando a Portela, escola-madrinha da União. E mais acima, a inscrição "G.R.E.S." (Grêmio Recreativo Escola de Samba). As cores das letras das inscrições e a estilização dos desenhos representados no brasão costumam sofrer pequenas variações a cada ano.[22] Algumas fontes afirmam que o desenho da águia teria sido ideia de Natal da Portela.[1] Outras fontes afirmam que a ideia foi do carnavalesco Edson Machado.[22] O brasão original da agremiação continha menos detalhes. Consistia em um escudo com três listras, nas cores da escola, e a inscrição "G.R.E.S.U.I.G." (Grêmio Recreativo Escola de Samba União da Ilha do Governador).[22]

História[editar | editar código-fonte]

A União da Ilha do Governador manteve-se algum tempo entre o segundo e o terceiro grupos e em 1974, quando foi campeã do segundo grupo, obteve o acesso ao grupo principal, a partir do ano seguinte.

De 1977, com o enredo "Domingo", a 1980, quando ficou em segundo lugar com o enredo "Bom, Bonito e Barato", a União da Ilha fez bons desfiles. O samba “É hoje O Dia”, de 1982, é um dos mais conhecidos e regravados da história do Carnaval.[carece de fontes?] A escola levou para a Sapucaí desfiles leves, baratos e animados. Esta seria a marca registrada da União da Ilha, mantida até hoje. Suas fantasias costumam ser leves, sem grandes esplendores, facilitando o desfile para o componente. A escola também consegue estabelecer uma boa comunicação com o público, sendo consideradas uma das mais simpáticas do carnaval carioca.[carece de fontes?] O Amanhã foi o samba enredo da União da Ilha em 1978 e neste mesmo ano foi gravada por Elizeth Cardoso, mas foi com a primeira gravação de Simone, em 1983 (CD Delírios e Delícias e regravada no CD Simone ao vivo), que ela se popularizou.

Nos anos mais recentes, o desfile mais lembrado da União da Ilha foi em 1989. O samba-enredo "Festa profana" trazia o refrão "Eu vou tomar um porre de felicidade, vou sacudir eu vou zoar toda cidade". Este samba é cantando até hoje nos quatro cantos do país.[carece de fontes?] Naquele ano, a escola ficou em terceiro lugar. Acredita-se que a escola teria perdido o carnaval pelo fato da bateria ter desfilado sem chapéus.

Em 1991 a escola fez uma homenagem a Didi, o poeta que ganhou 22 disputas de samba enredo. O samba trazia os versos "Hoje eu vou tomar um porre, não me socorre, que eu tô feliz" e "Bebo vem bebo vai, que nem maré, balança mas não cai, boêmio é", além de frases como "Garçom, garçom bota uma cerva bem gelada aqui na mesa". Sem sombra de dúvida, um grande carnaval sob a voz do grande mestre Aroldo Melodia.

O último bom resultado foi obtido em 1994, com "Abrakadabra", em que chegou em quarto lugar, sua última participação no Desfile das Campeãs. Desde então, não vem obtendo boas colocações.

1995 foi o último ano de Aroldo Melodia como intérprete e fora isso a Ilha acabou não tendo o mesmo resultado do ano anterior, ficando na 9ª colocação. No ano seguinte Aroldo teve um derrame, e o intérprete passa a ser seu filho, Ito Melodia, que tem o mesmo timbre de voz do pai.

Desfile de 98 que trouxe pela primeira vez para Cacuia o Estandarte de Ouro de melhor enredo.

Em 1997 a Ilha vem falar da cidade maravilhosa um sonho de Pereira Passos, mais a Ilha não foi feliz na parte do abre alas, não veio e a falta de dinheiro que já atingia várias escolas como a Estácio de Sá que caiu naquele ano. Resumindo, a Ilha ficou em 12º lugar, quase caindo para o acesso A. Muitos críticos, condenaram a escolha desse enredo, porque o ex-Prefeito Pereira Passos expulsou grande parcela da população carente de sua época do centro da cidade e sendo as escolas de samba fruto da criação desse segmento da população homenagear essa personalidade não seria algo confortável.

Em 1998 Ito Melodia deixa a escola, entrando no seu lugar Rixxah, ex-Portela. A União falou de Fatumbi, a Ilha de Todos os Santos. Porém um dos índios da segunda alegoria despencou antes do começo do desfile por causa de um adereço pesado e uma rachadura no pescoço do adereço, fazendo com que a escola fosse prejudicada. Nesse ano a Ilha ficou em 9º lugar com 255,0.

Em 1999 a Ilha sofre um incêndio no seu barracão perto do carnaval. Mesmo assim refez os carros e conseguiu desfilar, ficando na 10ª colocação com total de 253,0.

Em 2000, com "Pra não dizer que não falei das flores", a União da Ilha chegou em oitavo lugar, abordando um dos períodos mais nebulosos dos 500 anos do Brasil: a ditadura militar, de 1964 a 1985.

Em 2001 trazendo Wander Pires como Intérprete, apresentou o Enredo "A União Faz a Força", apesar do desfile empolgante, a precariedade de algumas alegorias, fez com que a escola ficasse no penúltimo lugar, apenas a frente da Paraíso do Tuiuti que também foi rebaixada naquele ano.

Em 2002, de volta ao grupo de Acesso, falando sobre a cidade de Duque de Caxias, fez um belo desfile, e foi bastante elogiada, mas não conseguiu atingir a primeira colocação permanecendo no Acesso, inclusive tendo desfilado no mesmo grupo com a sua coirmã menor Boi da Ilha, tendo também a volta do intérprete Ito Melodia para a Escola, onde permanece até hoje.

Em 2003, homenageando a escritora Maria Clara Machado, candidata ao título, consegue apenas o vice campeonato.

De 2004 a 2008 teve altos e baixos com a falta de recursos, fazendo desfiles para se manter. Apesar disso, em 2005 conquistou o vice-campeonato do Acesso A.

Em 2008, mesmo sem muitos recursos, a escola fez um desfile de garra, e reeditou o É hoje, o que lhe valeu a quinta colocação.

Em 2009, a escola insulana escolheu o enredo "Viajar é preciso - viagens extraordinárias através de mundos conhecidos e desconhecidos", do carnavalesco Jack Vasconcelos, sagrando-se campeã do carnaval do Grupo de Acesso A com 239,9 pontos, voltando após o seu rebaixamento em 2001, ao Grupo Especial em 2010.

Após 9 anos no Grupo de Acesso a União da Ilha voltou ao Grupo Especial.

Para 2010, contratou a carnavalesca Rosa Magalhães, e apresentou um enredo que falava do famoso personagem da literatura espanhola, Dom Quixote de La Mancha. Em sua disputa interna de sambas de enredo, a escola optou por fundir duas composições finalistas, pegando por base o samba de Grassano, Gabriel Fraga, Márcio André Filho, João Bosco e Arlindo Neto, e juntando com segundo refrão da parceria de Gugu das Candongas, Marquinho do Banjo, Barbosão, Ito Melodia e Léo da Ilha ("nesse feitiço/ tem castanhola/ a bateria hoje deita e rola").[23] Algumas modificações nas letras e melodia foram feitas para harmonizar o samba, uma vez que logo o seu anúncio, os comentaristas em geral criticaram a fusão, embora elogiassem a qualidade do samba.[24][25]. No dia do desfile, a frente da bateria, junto com a rainha Bruna Bruno, veio também, como madrinha, Luciana Picorelli. Abrindo o desfile do grupo especial, o carnaval da Ilha foi parcialmente ofuscado por alguns problemas nos carros alegóricos. A escola terminou em 11º lugar, escapando de um novo rebaixamento.

Desfile de 2011 em que a Ilha ganhou pela primeira vez o Estandarte de melhor escola e pela segunda de melhor enredo.

No carnaval de 2011 a União da Ilha apresentou o enredo O Mistério da Vida, que conta sobre a evolução das espécies e sobre o cientista inglês Charles Darwin. A escola teve como carnavalesco Alex de Souza, advindo da Vila Isabel. Dias antes do desfile de 2011, o barracão da União da Ilha, que fica localizado na Cidade do Samba, sofreu um incêndio de grandes proporções que atingiu também os barracões da Portela e da Grande Rio, além do galpão da LIESA. Apesar do incêndio, e de não ter sido julgada, a escola apresentou um desfile grandioso. Seus componentes desfilaram como que se tivessem disputando a briga pelo título. Neste ano a escola conquistou, além da simpatia do público, três troféus Estandarte de Ouro, promovido pelo Jornal O Globo, nas categorias Melhor Escola do Grupo Especial, Melhor Enredo e Melhor Intérprete com Ito Melodia.

Em 2012 a União da Ilha contou novamente com o carnavalesco Alex de Souza e teve como tema a cidade de Londres, sede das Olimpíadas de 2012. O título do enredo foi: "De Londres ao Rio: Era uma vez... uma Ilha". O enredo foi baseado na cultura britânica e nas olimpíadas de 2012, fazendo uma alusão aos jogos olímpicos de 2016 a serem realizados no Rio de janeiro. De acordo com o carnavalesco, a escola se apresentou de forma lúdica e literária, e fez uma versão bem carioca dessa festa. A comissão de frente da Ilha protagonizou um momento histórico ao unir Maria Augusta, ex-carnavalesca da escola, e o folclórico gari Renato Sorriso. O grupo representou a guarda real da monarquia britânica, fazendo uma brincadeira entre o rígido protocolo militar e o suingue do samba carioca. Uma grande sacada do carnavalesco Alex de Souza, que simplesmente arrebatou o público e conquistou para a escola o troféu Estandarte de Ouro na categoria melhor Comissão de Frente. Apesar do bom desempenho, a escola terminou o campeonato de 2012 em oitavo lugar.

Desfile de 2014 onde a União da Ilha foi agraciada com o Estandarte de Ouro como melhor enredo.

No ano de 2013, a escola apresentou o enredo "Vinícius, no Plural. Paixão, poesia e Carnaval", uma homenagem ao poeta Vinícius de Moraes.[26]

Em 2014, a escola levou para avenida o enredo: É Brinquedo, é brincadeira. A Ilha vai levantar poeira![27]. A Escola Surpreendeu a todos fazendo um lindo desfile e sendo apontada com fortíssima candidata ao sábado das campeãs. Na Apuração a expectativa se concretizou, a Ilha ficou em quarto lugar, à frente de escolas tradicionais como Beija-Flor, Imperatriz e Mangueira, e ainda liderou no início da apuração. No fim ficou melhor do que o esperado, e parece que a ilha voltou a ser a escola dos anos 80 e início de 90.

Antes do carnaval 2014, a tricolor da Cacuia, assim como a sua madrinha Portela, já definiu o enredo pra 2015, que será sobre os 450 anos da cidade do Rio de Janeiro[28]. Algum tempo depois mudou seu tema para ''Beleza Pura?'' Que trata da forma de se enxergar a beleza.ficando muito aquém do ano passado, ao ficar na 10ª colocação.

Depois do carnaval, a escola que definiu seu enredo de 2016, antes do carnaval 2015, que será sobre os Jogos Olímpicos, no qual apos a saída de Alex de Souza, apostou no retorno de Paulo Menezes e Jack Vasconcelos, como carnavalesco, e teve a mudança de rainha de bateria onde após 11 anos à frente da bateria. Bruna Bruno abdicou-se do trono e foi substituída pela bela Bianca Leão.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Ney Filardi, atual presidente da Ilha

Presidência[editar | editar código-fonte]

Presidente Mandato Ref.
Maurício Taufie Gazelle 1954 - 1955 [29][30]
Antonio Ribeiro 1956 - 1959 [31][32]
Jucy Curvello 1974 - 1976 [29][33]
Paulo Amargoso 1977 - 1980 [29][34]
Roberto Maia dos Santos 1981 - 1983 [29][35]
Maurício Taufie Gazelle 1984 - 1987 [29][36]
Roberto Maia dos Santos 1988 - 1990 [37][38]
Giovanni Riente 1991 - 1993 [29][39]
Jorge Taufie Gazelle ("Peixinho") 1994 - 1999 [29][40]
Alfredo Fernando da Silva ("Fumaça") 2000 - 2002 [29][41]
Jorge Taufie Gazelle ("Peixinho") 2003 - 2004 [42][29]
Giovanni Riente 2005 - 2007 [29][43]
Márcio André 2008 [29][44]
Ney Filardi 2009–presente [29][45]

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Ito Melodia, atual intérprete da União da Ilha.
Carnavais Intérprete oficial Referências
1970–1983 Aroldo Melodia [46]
1984 Quinzinho [47]
1985 Quinho [48]
1986–1987 Aroldo Melodia [46]
1988–1990 Quinho [48]
1991–1992 Aroldo Melodia [46]
1993 Maurício Maia [49][39]
1994 Quinho [48]
1995 Aroldo Melodia [46]
1996 Aroldo Melodia e Ito Melodia [46][50]
1997 Ito Melodia [50]
1998 Rixxah [51]
1999 Maurício Maia e Roger Linhares [49][52]
2000 Serginho do Porto [53]
2001 Wander Pires [54]
2002–presente Ito Melodia [50]

Comissão de frente[editar | editar código-fonte]

Comissão de Frente de 2017 que ganhou o Estandarte de Ouro.
Comissão de Frente de 2012, ganhadora do Estandarte de Ouro, com a participação de Maria Augusta.
Coreógrafo(a) Período Ref.
Aurinho da Ilha e Getúlio Barbosa 1990 [38]
Décio de Oliveira Santos 1991 [55][56]
Roberto Lima 1992 - 1993 [57][39]
Dill Costa 1994 - 1996 [58][59]
Charles Nelson 1997 [60][61]
Carlos Muvuca 1998 [62][63]
Nino Giovanetti 1999 [40][64]
Rosana Fachada e Suzana Braga 2000 [65][66]
Stelinha Cardoso 2001 [67][68]
Jussara Padua 2002 [41][69]
Luciana Yegros 2003 - 2006 [42][70]
Vívian Borges 2007 [43]
Handerson Big 2008 [44][71]
Luciana Yegros 2009 - 2010 [72][73]
Roberto Lima 2011 [74][75]
Sérgio Lobato 2012 - 2013 [76][77]
Jaime Arôxa 2014 [78][79]
Patrick Carvalho 2015 - 2016 [80][81]
Carlinhos de Jesus 2017 [82]
Marcio Moura 2018 - [83]

Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Mestre-sala e Porta-bandeira da escola no carnaval de 2014.
Porta-bandeira da escola no carnaval de 2017.
Casal Período Ref.
Robertinho e Nanci 1976 - 1978 [33][84]
Peninha e Adriana 1983 - 1985 [35][85]
Bagdá e Juju Maravilha 1986 - 1987 [86][36]
Peninha e Adriana 1988 [37]
Bagdá e Irene 1990 [38]
Alex e Irene 1991 - 1992 [55][57]
Cláudio e Regina 1993 [39]
Alexandre e Babi 1994 [58]
Paulo Roberto e Babi 1995 [87][88]
Jerônimo e Andréa 1997 - 1998 [60][62]
Robson Sensação e Ana Paula 1999 - 2001 [40][67]
Fábio e Irinéa Ferreira 2002 [41][69]
Marquinhos Sorriso e Janaína 2003 - 2004 [42][89]
Toninho e Babi 2005 [90][91]
Rogerinho Rosa e Priscila Rosa 2006 - 2008 [70][44]
Alex Pedreira e Mara Rosa 2009 [72][92]
Alex Pedreira e Simone Pereira 2010 [73][93]
Ronaldinho e Verônica Lima 2011 - 2012 [74][76]
Ubirajara Claudino e Cristiane Caldas 2013 [77][94]
Marcinho e Cristiane Caldas 2014 - 2015 [95][78]
Marcinho e Shayene Santos 2016 [96][97]
Phelipe Lemos e Dandara Ventapane 2017–presente [97]

Bateria[editar | editar código-fonte]

Ciça, na Ilha desde 2015. Em 2017 fez com que a Baterilha levasse o Estandarte de Ouro, que não vinha a 28 anos.
Direção de bateria Período Ref.
Mestre João Sérgio 1975 - 1978 [98][84]
Mestre Bira 1979 - 1984 [99][100]
Mestre Paulão 1985 - 1989 [85][101]
Mestres Paulão, Odilon, Tilico e Felício 1990 [38]
Mestre Odilon 1991 [55][56]
Mestre Paulão 1992 - 1999 [57][40]
Mestre Bira 2000 - 2002 [65][41]
Mestre Paulão 2003 - 2006 [42][70]
Mestre Riquinho 2007 - 2013 [102][43]
Mestres Riquinho, Odilon e Paulão 2013 [103][77]
Thiago Diogo 2014 [78][104]
Mestre Ciça 2015–presente [105][106]

Corte da bateria[editar | editar código-fonte]

Bruna Bruno a rainha que mais vezes esteve a frente da Baterilha.
Período Rainha de bateria Madrinha de bateria Ref.
1992 Enoli Lara
1993-2004 Deise Nunes
2005 Bruna Bruno Thatiana Pagung [107]
2006-2009 Bruna Bruno [107]
2010 Bruna Bruno Luciana Picorelli [107]
2011-2015 Bruna Bruno [107]
2016 Bianca Leão [107]
2017 Tânia Oliveira [108][109]
2018 Gracyanne Barbosa

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Ref.
2014-2016 Marcio André Válber Frutuoso [78]
2017 - atualmente Wilsinho Alves Válber Frutuoso

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Carnavais da União da Ilha
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalescos Ref.
1960 3.º Lugar Grupo 3 "Homenagem às forças armadas"
Compositores: Aurinho da Ilha e Didi
Djalma [110][111]
1961 Vice-campeã Grupo 3 "Rio, sempre Rio" Djalma [110]
1962 14.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 2 "Homenagem a Catulo da Paixão Cearense"
Compositores: Aurinho da Ilha e Didi
Djalma [110][112]
1963 10.º Lugar Grupo 3 "Garimpeiros do Araguaia" Nelson [110]
1964 10.º Lugar Grupo 3 "Riquezas do Brasil" Nelson [110]
1965 5.º Lugar Grupo 3 "De Estácio a Lacerda" Nelson [110]
1966 4.º Lugar Grupo 3 "A queda da Monarquia" Djalma [110]
1967 3.º Lugar Grupo 3 "Epopeia dos Palmares" D. Lopes [110]
1968 11.º Lugar Grupo 3 "A Revolução dos Alfaiates" Nelson [110]
1969 5.º Lugar Grupo 3 "Imagens do Brasil" Moleque [110]
1970 Vice-campeã Grupo 3 "O sonho de um sambista"
Compositores: Mundinho e Paulinho
Edson Machado [110][113]
1971 14.º Lugar Grupo 2 "Ritual afro-brasileiro"
Compositor: Aurinho da Ilha
Edson Machado [110][114]
1972 8.º Lugar Grupo 2 "A festa da cavalhada"
Compositor: Bossa Nova
Maria Augusta [110]
1973 9.º Lugar Grupo 2 "Y Juca Pirama"
Compositores: Barbicha, Jangada, Juca da Praia e Waldir da Vala
Maria Augusta [110]
1974 Campeã Grupo 2 "Lendas e festas das yabás"
Compositores: Aroldo Melodia e Leôncio da Silva
Mário Barcellos [110]
1975 9.º Lugar Grupo 1 "Nos confins de Vila Monte"
Compositor: Cezão
Mário Barcellos [110]
1976 9.º Lugar Grupo 1 "Poemas de máscaras e sonhos"
Compositores: Da Vala, L. Barbicha, Wilson Jangada, Dito e Mestrinho
Maria Augusta [110]
1977 3.º Lugar Grupo 1 "Domingo"
Compositores: Waldyr da Vala, Aurinho da Ilha, Ione do Nascimento e Adhemar de A. Vinhaes
Alcione Barreto, Adalberto Sampaio e Maria Augusta [110]
1978 4.º Lugar Grupo 1 "O amanhã"
Compositor: João Sérgio
Maria Augusta [110]
1979 5.º Lugar Grupo 1A "O que será?"
Compositores: Didi e Aroldo Melodia
Adalberto Sampaio [110]
1980 Vice-campeã Grupo 1A "Bom, bonito e barato"
Compositores: Robertinho Devagar, Jorge Ferreira e Edinho Capeta
Adalberto Sampaio [115][116]
1981 7.º Lugar Grupo 1A "1910, burro na cabeça"
Compositores: Franco, Barbicha, Jangada e Dazinho
Adalberto Sampaio [110]
1982 5.º Lugar Grupo 1A "É hoje"
Compositores: Didi e Mestrinho
Max Lopes [110]
1983 7.º Lugar Grupo 1A "Toma lá dá cá"
Compositores: Robertinho Devagar e Armandinho
Wany Araújo [110]
1984 5.º Lugar Grupo 1A
(Domingo)
"Quem pode pode, quem não pode..."
Compositores: Didi e Aurinho da Ilha
Geraldo Cavalcanti [110]
1985 12.º Lugar Grupo 1A "Um herói, um enredo, uma canção"
Compositores: Didi, Aurinho da Ilha e Aritana
Luís Orlando [110]
1986 5.º Lugar Grupo 1A "Assombrações"
Compositores: Robertinho Devagar, Marcio André, Armandinho e Barbicha
Arlindo Rodrigues [110]
1987 9.º Lugar Grupo 1 "Extra, extra"
Compositores: J. Brito e Bujão
Alexandre Louzada [110]
1988 6.º Lugar Grupo 1 "Aquarilha do Brasil"
Compositores: Robertinho Devagar e Marcio André
Max Lopes [110]
1989 3.º Lugar Grupo 1 "Festa profana"
Compositores: J. Brito e Bujão
Ney Ayan [110]
1990 7.º Lugar Grupo Especial "Sonhar com rei dá João"
Compositores: J. Brito e Bujão
Ney Ayan [110]
1991 9.º Lugar Grupo Especial "De bar em bar, Didi, um poeta"
Compositor: Franco
Rogério Figueiredo e Ely Peron [110]
1992 10.º Lugar Grupo Especial "Sou mais minha Ilha"
Compositores: Carlinhos Fuzil, Maurício 100 e Marquinhos do Banjo
Luiz Fernando Reis [110]
1993 11.º Lugar Grupo Especial "Os maiores espetáculos da Terra"
Compositores: Bicudo, Djalma Falcão e Guará da Empresa
Sylvio Cunha [110]
1994 4.º Lugar Grupo Especial "Abrakadabra, O despertar dos mágicos"
Compositores: Almir da Ilha e Franco
Chico Spinoza [110]
1995 11.º Lugar Grupo Especial "Todo dia é dia de Índio"
Compositores: Almir da Ilha e Franco
Chico Spinoza [110]
1996 12.º Lugar Grupo Especial "A Ilha faz uma viagem a pintada encantada"
Compositores: Alberto Varejão e Vicentinho
Chico Spinoza [110]
1997 12.º Lugar Grupo Especial "Cidade Maravilhosa, o sonho de Pereira Passos"
Compositores: Bujão, Carlinhos Fuzil e Wanderlei Novidade
Roberto Szaniecki [110]
1998 9.º Lugar Grupo Especial "Fatumbi - A ilha de todos os santos"
Compositores: Márcio André, Almir da Ilha e Maurício 100
Milton Cunha [110]
1999 10.º Lugar Grupo Especial "Barbosa Lima, 101 anos do sobrinho do Brasil"
Compositores: Bicudo, Djalma Falcão, Dito e Jota Erre
Milton Cunha [110]
2000 8.º Lugar Grupo Especial "Pra não dizer que não falei de flores"
Compositores: Marquinhos do Banjo, Niva e Franco
Mário Borriello [110]
2001 13.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo Especial "A União faz a força, com muita energia!"
Compositores: Marcio André, Djalma Falcão, Almir da Ilha e Dito
Wany Araújo [110]
2002 3.º Lugar Grupo A "Folias de Caxias - De João a João... É o carnaval da União!"
Compositores: Maurício 100, Carlinhos Fuzil, Ronaldo Maiato, Muca, Ronald, Niva e Régis
Mário Borriello [110]
2003 Vice-campeã Grupo A "Chega em seu cavalinho azul uma bruxinha boa. A Ilha trouxe do céu Maria Clara Machado"
Compositores: Marcio André, Almir da Ilha, Miguel e Roxinho
Paulo Menezes [110]
2004 7.º Lugar Grupo A "Com pandeiro ou sem pandeiro... eu brinco. Com dinheiro ou sem dinheiro... eu também brinco!"
Compositores: Tote, Tino Ayres, Miguel e Carlinhos do Sete
Paulo Menezes [110]
2005 Vice-campeã Grupo A "Das veredas dos trilhos a um sonho de fé... A Ilha traz a conquista do pináculo, Corcovado tentação"
Compositores: Djalma Falcão, Bicudo e Marco Moreno
Alaôr Junior e Antônio Roberto [110]
2006 3.º Lugar Grupo A "Das minas del Rei São João"
Compositores: Maurício Maia, Ricardo Grassano, Carlinhos Fuzil, Niva, Muca, Alberto Varjão, Carlinhos Daninho, Adilson Cobra Criada, Bebeto do Arrastão e Pinto
Jack Vasconcelos [110]
2007 4.º Lugar Grupo A "Ripa na tulipa, Ilha!"
Compositores: Alberto Varjão, Carlinhos Fuzil, Jorginho, Mauricio Maia e Niva
Paulo Menezes, Jack Vasconcelos e André Marins [110]
2008 5.º Lugar Grupo A "É hoje o dia"
(Reedição do enredo de 1982)Compositores: Didi e Mestrinho
Jack Vasconcelos [110]
2009 Campeã Grupo A "Viajar é preciso - Viagens extraordinárias através de mundos conhecidos e desconhecidos"
Compositores: Gugu das Candongas, Léo da Ilha, Sardinha, Rafael Bronze e Marcinho
Jack Vasconcelos [110]
2010 11.º Lugar Grupo Especial "Dom Quixote de La Mancha, o cavaleiro dos sonhos impossíveis"
Compositores: Grassano, Gabriel Fraga, Márcio André Filho, João Bosco, Arlindo Neto, Gugu das Candongas, Marquinho do Banjo, Barbosão, Ito Melodia e Léo da Ilha
Rosa Magalhães [110][117]
2011 Hors concours Grupo Especial "O mistério da vida"
Compositores: Gugu das Candongas, Marquinhus do Banjo, João Paulo, Márcio André Filho, Arlindo Neto e Ito Melodia
Alex de Souza [117]
2012 8.º Lugar Grupo Especial "De Londres ao Rio: Era uma vez... uma Ilha"
Compositores: Carlinhos Fuzil, Fabiano Fernandes, Aloisio Villar, Cadinho e Roger Linhares; e Alberto Varjão, Allan, Eduardo, Márcio André Filho e Marquinho do Banjo
Alex de Souza [117]
2013 9.º Lugar Grupo Especial "Vinícius, no plural. Paixão, poesia e carnaval"
Compositores: Ginho, Júnior, Vinícius do Cavaco, Eduardo Conti, Professor Hugo e Jair Turra
Alex de Souza [26][117][118]
2014 4.º Lugar Grupo Especial brinquedo, é brincadeira. A Ilha vai levantar poeira!"
Compositores: Paulinho Poeta, Régis, Gabriel Fraga, Carlinhos Fuzil, Canindé e Flávio Pires
Alex de Souza [27][119][78]
2015 9.º Lugar Grupo Especial "Beleza Pura?"
Compositores: Djalma Falcão, Carlos Caetano, Gugu das Candongas, Beto Mascarenhas, Roger Linhares e Marco Moreno
Alex de Souza [120] [121][122]
2016 11.º Lugar Grupo Especial "Olímpico por natureza. Todo mundo se encontra no Rio!"
Compositores: Marquinhos do Banjo, Cap. Barreto, Miguel, Roger Linhares, Paulo Guimarães, Dr. Robson, Jamiro Faria e Gugu das Cadongas
Paulo Menezes e Jack Vasconcelos [123]
2017 8.º Lugar Grupo Especial "Nzara Ndembu - Glória ao senhor tempo"
Compositores: Marinho, Lobo Junior, Felipe Mussili, Beto Mascarenhas, Dr. Robson, Rony Sena, Marcelão e MM
Severo Luzardo [124]
2018 Grupo Especial "Brasil, bom de boca" Severo Luzardo [125]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Títulos da União da Ilha
Divisão Títulos Carnavais Referências
Trophy (transp. Simón Bolívar Cup).png Grupo 2
(Atual Série A)
2 1974, 2009 [126][127]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Estandarte de Ouro[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Estandarte de Ouro
Estandartes de Ouro do GRES União da Ilha do Governador
Categoria Total Ano Referências
Escola 1 2011 [128][129]
Comunicação com o público
(Categoria extinta em 1984)
1 1977 [130]
Samba-enredo 1 1977 [131]
Enredo 3 1998, 2011 e 2014 [132][129][133]
Bateria 5 1978, 1981, 1985, 1989 e 2017 [134]
Intérprete 5 1986, 2010, 2011, 2016 e 2017 [135][129][136]
Porta-bandeira 1 1995 [137]
Mestre-sala 1 1976 [138]
Comissão de frente 2 2012 e 2017 [139][140]
Ala 5 1976, 1982, 1996, 2013 e 2016 [141][142][136]
Passista masculino 1 1995 [143]
Revelação 2 1998 e 2014 [144][133]
Personalidade 2 1977, 1995 [145]
Destaque feminino
(Categoria extinta em 1986)
1 1982 [146]

Outros prêmios[editar | editar código-fonte]

Outros prêmios recebidos pelo GRES União da Ilha do Governador.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
1990 Cidadão Samba Edson da Silva Monteiro Grupo Especial [147]
1999 Tamborim de Ouro Personalidade (Aroldo Melodia) Grupo Especial [148]
Ala das baianas
2002 S@mba-Net Melhor comunicação com o público Grupo A [149][150]
Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Fábio e Irinéa Ferreira)
Personalidade masculina (Aroldo Melodia)
2003 S@mba-net Melhor desfile do ano Grupo A [151][152]
Conjunto alegórico
Conjunto de fantasias
Ala das crianças
2004 S@mba-Net Enredo ("Com pandeiro ou sem pandeiro... eu brinco. Com dinheiro ou sem dinheiro... eu também brinco!") Grupo A [153][154]
Conjunto de fantasias
Ala ("Elvis Presley")
Troféu Jorge Lafond Bateria (Diretor responsável: Mestre Paulão) [155]
2005 S@mba-Net Melhor comunicação com o público Grupo A [156][157]
Comissão de frente (Coreógrafa: Luciana Yegros)
Ala de crianças
Troféu Jorge Lafond Samba-enredo
("Das veredas dos trilhos a um sonho de fé... A Ilha traz a Conquista do Pináculo, Corcovado Tentação")
[158]
Mestre-sala (Toninho)
Velha guarda
2006 S@mba-Net Melhor desfile do ano Grupo A [159][160]
Conjunto alegórico
Conjunto de fantasias
Alegoria ("Fausto Barroco")
Troféu Apoteose Melhor escola do ano [161]
Troféu Jorge Lafond Melhor comunicação com o público [162]
Ala de passistas
Rainha de bateria (Bruna Bruno)
2007 S@mba-Net Melhor comunicação com o público Grupo A [163][164]
Ala de baianas
Troféu Jorge Lafond Harmonia (Diretor responsável: David Lenie) [165]
Ala de passistas
Troféu Parangolé André Marins (Pela interatividade com o público) [166]
2008 Estrela do Carnaval Melhor escola do Grupo A Grupo A [167][168]
S@mba-Net Melhor comunicação com o público [169][170]
Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Rogerinho Rosa e Pryscilla Rosa)
Velha guarda
Troféu Jorge Lafond Ala de passistas [171]
2009 Estrela do Carnaval Comissão de frente (Luciana Yegros) Grupo A [172]
Bateria (Diretor responsável: Mestre Riquinho)
Plumas & Paetês Diretor de bateria (Mestre Riquinho) [173]
S@mba-Net Bateria (Diretor responsável: Mestre Riquinho) [174][175]
Velha guarda
Troféu Jorge Lafond Melhor escola [176]
Rainha de bateria (Bruna Bruno)
2010 Troféu Manchete Revelação (Bruna Bruno) Grupo Especial [177]
Troféu Jorge Lafond Personalidade (Ito Melodia) [178]
Plumas & Paetês Carpinteiro (José Castelo) [179]
2011 Tamborim de Ouro Intérprete (Ito Melodia) Grupo Especial [180][181]
Prêmio especial pela superação após o incêndio nos barracões da Cidade do Samba (Grande Rio, Portela e União da Ilha)
Gato de Prata Rainha de bateria (Bruna Bruno) [182]
Troféu Jorge Lafond Personalidade (Ney Fillardis) [183]
Plumas & Paetês Carnavalesco (Alex de Souza) [184]
Figurinista (Alex de Souza)
Pesquisador (Alex de Souza)
Diretor de carnaval (Marcio André)
Diretor de harmonia (Almir Frutuoso)
2012 Tamborim de Ouro Ala das baianas Grupo Especial [185][186]
Estrela do Carnaval Conjunto de alegorias [167][186]
Troféu Jorge Lafond Personalidade (Jéssica Pimentinha) [187]
Tupi Carnaval Total Carnavalesco (Alex de Souza) [186]
Plumas & Paetês Desenhista (Alex de Souza) [188]
2013 SRZD-Carnaval Carnavalesco (Alex de Souza) Grupo Especial [189]
Estrela do Carnaval Intérprete (Ito Melodia) [190]
Veja Rio Intérprete (Ito Melodia) [191][192]
Gato de Prata Enredo ("Vinícius, no plural. Paixão, poesia e carnaval") [193]
Plumas & Paetês Pesquisador (Alex de Souza) [194]
2014 Estrela do Carnaval Enredo ("É Brinquedo, é brincadeira. A Ilha vai levantar poeira!") Grupo Especial [167][195]
Conjunto de alegorias
S@mba-Net Enredo ("É Brinquedo, é brincadeira. A Ilha vai levantar poeira!") [196][197]
Intérprete (Ito Melodia)
Gato de Prata Enredo ("É Brinquedo, é brincadeira. A Ilha vai levantar poeira!") [198]
Carnavalesco (Alex de Souza)
Intérprete (Ito Melodia)
Troféu Apoteose Comissão de frente (Coreógrafo: Jaime Arôxa) [199]
Veja Rio Rainha de bateria (Bruna Bruno) [200]
Plumas & Paetês Carpinteiro (José Batista Jorge) [201]
Iluminador (Paulo Cesar Magalhães e Sergio Damião)
Pintor (Cássio)
Destaque de luxo masculino (Leandro Fonseca)
2015 Tamborim de Ouro Homenagem especial (Bruna Bruno) Grupo Especial [202]
S@mba-Net Enredo ("Beleza pura?") [203][204][205]
SRZD-Carnaval Rainha de bateria (Bruna Bruno) [206]
Tupi Carnaval Total Comissão de frente (Coreógrafo: Patrick Carvalho) [207]
Plumas & Paetês Maquiador artístico (Jorge Abreu) [208]
2016 Tamborim de Ouro Comissão de frente (Coreógrafo: Patrick Carvalho) Grupo Especial [209]
Plumas & Paetês Coreógrafo de comissão de frente (Patrick Carvalho) [210]
Prêmio Machine Coreógrafo de comissão de frente (Patrick Carvalho) [211][212]
Troféu Bateria Diretor de bateria (Mestre Ciça) [213]
Ala de caixa
2017 Passista Samba no Pé Passista Revelação Masculino (Beto Freitas) [214]

Escola mirim[editar | editar código-fonte]

Em 2014, a União da ilha fundou a escola de samba mirim Cavalinhos Marinhos da Ilha, a primeira desse tipo da ilha do governador, que deverá estrear no carnaval de 2016 [215].

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Baltar, Anderson; Leal, Eugênio; Dattoli, Vicente (2017). As Primas Sapecas do Samba - Alegria, Crítica e Irreverência na Avenida 1.ª ed. Rio de Janeiro: Nova Terra. ISBN 978-85-61893-42-2 
  • Bastos, João (2010). Acadêmicos, unidos e tantas mais - Entendendo os desfiles e como tudo começou 1.ª ed. Rio de Janeiro: Folha Seca. ISBN 978-85-87199-17-1 
  • Cabral, Sérgio (2011). Escolas de Samba do Rio de Janeiro 1.ª ed. São Paulo: Lazuli; Companhia Editora Nacional. ISBN 978-85-7865-039-1 
  • Diniz, André (2012). Almanaque do Samba - A história do samba, o que ouvir, o que ler, onde curtir 1.ª ed. Rio de Janeiro: Zahar. ISBN 978-85-37808-73-3 
  • Diniz, André; Cunha, Diogo (2014). Na Passarela do Samba - O Esplendor das Escolas em 30 anos de desfiles de carnaval no Sambódromo 1.ª ed. Rio de Janeiro: Casa da Palavra. ISBN 978-85-7734-445-1 
  • Gomyde Brasil, Pérsio (2015). Da Candelária à Apoteose - Quatro décadas de paixão 3.ª ed. Rio de Janeiro: Multifoco. ISBN 978-85-7961-102-5 
  • Neto, Paulo (2011). Espelho Meu - Um estudo sobre a União da Ilha 1.ª ed. Rio de Janeiro: Torre. ISBN 978-85-7961-297-8 

Referências

  1. a b c d e f g «Dados básicos». Site Galeria do Samba. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 27 de março de 2016 
  2. a b c d e f «Sambas e resultados da União da Ilha do Governador». Site Sambario Carnaval. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2017 
  3. «União da Ilha». Site Academia do Samba. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2017 
  4. http://www.gresuniaodailha.com.br/historia.htm Ficha técnica União da Ilha
  5. http://www.gresuniaodailha.com.br/historia.htm Ficha técnica União da Ilha
  6. http://www.carnavalesco.com.br/noticia/exclusivo-conhea-a-equipe-da-unio-da-ilha-para-o-carnaval-2017/16808 Exclusivo: conheça a equipe da União da Ilha para o Carnaval 2017
  7. http://www.gresuniaodailha.com.br/historia.htm Ficha técnica União da Ilha
  8. http://www.carnavalesco.com.br/noticia/exclusivo-conhea-a-equipe-da-unio-da-ilha-para-o-carnaval-2017/16808 Exclusivo: conheça a equipe da União da Ilha para o Carnaval 2017
  9. http://www.gresuniaodailha.com.br/historia.htm Ficha técnica União da Ilha
  10. http://www.gresuniaodailha.com.br/historia.htm Ficha técnica União da Ilha
  11. http://www.carnavalesco.com.br/noticia/exclusivo-conhea-a-equipe-da-unio-da-ilha-para-o-carnaval-2017/16808 Exclusivo: conheça a equipe da União da Ilha para o Carnaval 2017
  12. http://www.carnavalesco.com.br/noticia/marcio-moura-e-o-novo-coreografo-da-comissao-de-frente-da-uniao-da-ilha/49957
  13. «União da Ilha, alegria que atravessa o mar para colorir a Apoteose». Site d'O Globo. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 
  14. a b c «Ilha do Governador». Site d'O Globo. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2015 
  15. «Temiminós». Site Revista de História. Consultado em 6 de agosto de 2017. Arquivado do original em 13 de março de 2016 
  16. a b «Cacuia». http://portalgeo.rio.rj.gov.br/. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2016 
  17. a b c d e f g h Baltar, Anderson; Leal, Eugênio; Dattoli, Vicente (2017). As Primas Sapecas do Samba - Alegria, Crítica e Irreverência na Avenida 1.ª ed. Rio de Janeiro: Nova Terra. pp. 26–29. ISBN 978-85-61893-42-2 
  18. a b «História da União da Ilha do Governador». Site Oficial da União da Ilha do Governador. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 24 de janeiro de 2017 
  19. «Histórico». Site Academia do Samba. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2017 
  20. «União da Ilha no Dicionário MPB». Site Dicionário MPB. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2017 
  21. «Sócios-fundadores da escola». Site Oficial da União da Ilha do Governador. Consultado em 7 de agosto de 2008. Arquivado do original em 7 de agosto de 2018 
  22. a b c d e Baltar, Anderson; Leal, Eugênio; Dattoli, Vicente (2017). As Primas Sapecas do Samba - Alegria, Crítica e Irreverência na Avenida 1.ª ed. Rio de Janeiro: Nova Terra. pp. 72–75. ISBN 978-85-61893-42-2 
  23. Ramiro Costa, para o SRZD Carnavalesco. «Entre uma bela melodia e um samba forte, Ilha fica com os dois e faz fusão». Consultado em 2 de novembro de 2010 
  24. Bruno Guedes, para o Samba Rio Carnaval. «Os sambas de 2010 por Bruno Guedes». Consultado em 2 de novembro de 2010 
  25. Luiz Carlos Rosa, para o Samba Rio Carnaval. «Os sambas de 2010 por Luiz Carlos Rosa». Consultado em 2 de novembro de 2010 
  26. a b «União da Ilha define título do enredo de 2013». O Dia. 16 de maio de 2012. Consultado em 17 de maio de 2012 
  27. a b Patrícia Raposo (14 de abril de 2013). «A União da Ilha vai voltar a fazer Carnaval', garante Ney». SRZD - Carnaval/RJ. Consultado em 21 de abril de 2014 
  28. Galeria do Samba (8 de janeiro de 2014). «Carnaval 2015: União da Ilha também confirma enredo sobre os 450 anos de fundação do Rio». 22:00. Consultado em 9 de janeiro de 2014 
  29. a b c d e f g h i j k l Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 11 de maio de 2014 
  30. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1954 - Força Aérea Brasileira - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 19 de março de 2016 
  31. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1956 - Epopéia do Petróleo - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 19 de março de 2016 
  32. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1959 - Paisagens da Ilha - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 19 de março de 2016 
  33. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1976 - Poemas de máscaras e sonhos - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  34. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1980 - Bom, Bonito e Barato - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 19 de março de 2016 
  35. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1983 - Toma lá, dá cá - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  36. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1987 - Extra! Extra! - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  37. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1988 - Aquarilha do Brasil - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  38. a b c d «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1990 - Sonhar com rei dá João - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  39. a b c d «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1993 - Os maiores espetáculos da terra - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  40. a b c d «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1999 - Barbosa Lima, 101 anos do Sobrinho do Brasil - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  41. a b c d «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2002 - Folias de Caxias: de João a João... É o carnaval da União - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  42. a b c d «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2003 - Chega em seu cavalinho azul uma bruxinha boa. A Ilha trouxe do céu Maria Clara Machado - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  43. a b c «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2007 - Ripa na tulipa, Ilha! - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  44. a b c «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2008 - É hoje o dia! - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  45. «Ney Filardis é eleito presidente da União da Ilha». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 19 de março de 2016 
  46. a b c d e «Aroldo Melodia». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  47. «Quinzinho». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  48. a b c «Quinho». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  49. a b «Maurício Maia». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  50. a b c «Ito Melodia». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  51. «Rixxah». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  52. «Roger Linhares». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  53. «Serginho do Porto». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  54. «Wander Pires». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  55. a b c «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1991 - De bar em bar, Didi, um poeta - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  56. a b «União da Ilha 1991». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  57. a b c «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1992 - Sou mais minha Ilha - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  58. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1994 - Abrakadabra, o despertar dos mágicos - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  59. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1996 - A Viagem da Pintada Encantada - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  60. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1997 - Cidade maravilhosa, o sonho de Pereira Passos - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  61. «União da Ilha 1997». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  62. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1998 - Fatumbi, a ilha de todos os santos - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  63. «União da Ilha 1998». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  64. «União da Ilha 1999». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  65. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2000 - Pra não dizer que não falei das flores - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  66. «União da Ilha 2000». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  67. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2001 - A União faz a força, com muita energia - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  68. «União da Ilha 2001». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  69. a b «União da Ilha 2002». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  70. a b c «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2006 - As minas Del Rei São João - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  71. «União da Ilha 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  72. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2009 - Viajar é preciso - viagens extraordinárias através de mundos conhecidos e desconhecidos - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  73. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2010 - Dom Quixote de La Mancha, o cavaleiro dos sonhos impossíveis - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  74. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2011 - O mistério da vida - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  75. «União da Ilha 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  76. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2012 - De Londres ao Rio: Era uma vez... uma Ilha... - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  77. a b c «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2013 - Vinicius, no plural. Paixão, poesia e carnaval - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  78. a b c d e Galeria do Samba. «Carnaval de 2014 É brinquedo, é brincadeira: A Ilha vai levantar poeira!». Consultado em 11 de maio de 2014. Cópia arquivada em 14 de maio de 2014 
  79. «Comissão de frente da União da Ilha impressiona público na Sapucaí - O Dia na Folia - O Dia». O Dia. Consultado em 19 de março de 2016 
  80. «Patrick Carvalho é o novo coreógrafo da União da Ilha». SRZD. 6 de maio de 2014. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 
  81. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2016 - Olímpico por natureza, todo mundo se encontra no Rio! - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  82. «Carlinhos de Jesus assume comissão de frente da Ilha». sambarazzo.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  83. «Marcio Moura é o novo coreógrafo da comissão de frente da União da Ilha». Carnavalesco. Consultado em 20 de março de 2017 
  84. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1978 - O amanhã - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  85. a b «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1985 - Um herói, uma canção, um enredo - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  86. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1986 - Assombrações - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  87. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1995 - Todo dia é dia de índio - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  88. «União da Ilha 1995». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  89. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2004 - Com pandeiro ou sem pandeiro... Eu brinco. Com dinheiro ou sem dinheiro... Eu também brinco! - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  90. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 2005 - Das veredas dos trilhos a um sonho de fé... A Ilha traz a conquista do Pináculo, Corcovado tentação! - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 15 de março de 2016 
  91. «União da Ilha 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  92. «União da Ilha 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  93. «Experientes, porta-bandeira e mestre-sala recomeçam juntos na União da Ilha - 08/02/2010 - Carnaval 2010 - UOL Carnaval». carnaval.uol.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  94. «Ubirajara e Cristiane Caldas são apresentados para comunidade da lha». Carnavalesco. Consultado em 15 de março de 2016 
  95. «Christiane Caldas, porta-bandeira da União da Ilha, desmaia em desfile». globo.com. 17 de fevereiro de 2015. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 
  96. «Shayene Santos é a nova primeira porta-bandeira da União da Ilha». ilhacarioca. 21 de fevereiro de 2015. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 
  97. a b «De casa nova! Casal Phelipe Lemos e Dandara acerta com a União da Ilha». sambarazzo.com.br. Consultado em 15 de março de 2016 
  98. «União da Ilha 1975». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 19 de março de 2016 
  99. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1979 - O Que Será ? - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 19 de março de 2016 
  100. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1984 - Quem Pode, Pode, quem não Pode ... - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 19 de março de 2016 
  101. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1989 - Festa profana - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 19 de março de 2016 
  102. «União da Ilha tem novo mestre de bateria». O Globo. Consultado em 19 de março de 2016 
  103. «Ilha reúne Riquinho, Odilon e Paulão em sua bateria». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 19 de março de 2016 
  104. «Thiago Diogo sai da União da Ilha e seu destino pode ser a Grande Rio». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 19 de março de 2016 
  105. «Mestre Ciça é da União da Ilha». www.gresuniaodailha.com.br. Consultado em 19 de março de 2016 
  106. «Mestre Ciça é a nova aposta da União da Ilha para 2015». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 19 de março de 2016 
  107. a b c d e Uol (3 de fevereiro de 2015). «Após 11 anos, Bruna Bruno deixará o posto de rainha da União da Ilha». Consultado em 8 de novembro de 2015 
  108. EGO. «Acabou o mistério! Ex-panicat Tânia Oliveira é a nova rainha da Ilha». Consultado em 14 de dezembro de 2016 
  109. EGO (9 de janeiro de 2017). «Tânia Oliveira revela 'truque' para não mostrar demais em noite de coração». Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  110. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome SambaRioCarnaval_-_sambas
  111. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1960 - Homenagem às Forças Armadas - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 4 de março de 2016 
  112. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1962 - Homenagem a Catulo da Paixão Cearense - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 4 de março de 2016 
  113. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1970 - Sonho de um sambista - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 4 de março de 2016 
  114. «União da Ilha do Governador - Carnaval de 1971 - Ritual afro-brasileiro - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - União da Ilha do Governador. Consultado em 4 de março de 2016 
  115. «Carnaval de 1980 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Carnavais. Consultado em 19 de março de 2016 
  116. Hiram Araújo. Carnaval: Seis Milênios de História. Editora Gryphus. Rio de Janeiro: 2003. págs.422 e 548
  117. a b c d «Desfiles e Enredos». Portal Academia do Samba. Consultado em 21 de fevereiro de 2010 
  118. SRZD. «Ouça o samba da União da Ilha para o Carnaval 2013». Consultado em 9 de janeiro de 2016 
  119. «Abrinq apoia União da Ilha do Governador em 2014». Carnavalesco. 18 de abril de 2013. Consultado em 21 de abril de 2013 
  120. Carnavalesco (22 de junho de 2014). «Confira a sinopse do enredo da União da Ilha para 2015». 03h43 
  121. Carnaval Carioca (22 de junho de 2014). «"Beleza pura?", então confira a sinopse da União da Ilha do Governador». 11h16 
  122. Carnavalesco. «Ouça o samba-enredo da União da Ilha para o Carnaval de 2015». Consultado em 9 de janeiro de 2016 
  123. G1. «União da Ilha: 'Olímpico por natureza. Todo mundo se encontra no Rio'». Consultado em 9 de janeiro de 2016 
  124. «União da Ilha:'Nzara Ndembu - Glória ao senhor tempo» 
  125. «Conheça o enredo da União da Ilha para o Carnaval 2018 - Carnavalesco». Carnavalesco. 11 de julho de 2017 
  126. «Carnaval de 1974 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Carnavais. Consultado em 15 de abril de 2016 
  127. «Carnaval 2009 - NOTÍCIAS - União da Ilha é campeã do Grupo de Acesso A do Rio». g1.globo.com. Consultado em 15 de abril de 2016 
  128. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Escola». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  129. a b c «Campeões do Estandarte de Ouro». Jornal Hoje. Consultado em 15 de abril de 2016 
  130. Academia do Samba. «título=Estandarte de Ouro - Comunicação com o Público». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  131. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Samba Enredo». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  132. Jornal O Globo. «Estandarte de Ouro - Enredo». Consultado em 5 de março de 2014 
  133. a b «Salgueiro leva o Estandarte de Ouro de melhor escola». O Globo. Consultado em 15 de abril de 2016 
  134. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Bateria». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  135. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Intérprete». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  136. a b «Mangueira ganha o Estandarte de Ouro de melhor escola». O Globo. Consultado em 9 de fevereiro de 2016 
  137. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Porta-Bandeira». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  138. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Mestre-Sala». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  139. Jornal O Globo. «título=Estandarte de Ouro - Melhor Comissão de Frente». Consultado em 21 de fevereiro de 2012 
  140. «Unidos de Vila Isabel leva o prêmio Estandarte de Ouro 2012». O Globo. Consultado em 15 de abril de 2016 
  141. Jornal O Globo. «título=Estandarte de Ouro - Ala». Consultado em 15 de fevereiro de 2013 
  142. «Mangueira ganha o Estandarte de Ouro 2013 e se mantém na liderança». O Globo. Consultado em 15 de abril de 2016 
  143. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Passista Masculino». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  144. Jornal O Globo. «Estandarte de Ouro - Revelação». Consultado em 5 de março de 2014 
  145. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Personalidade». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  146. Academia do Samba. «título=Estandarte de Ouro - Destaque Feminino». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  147. «Cidadão Samba - Premiados». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de junho de 2016 
  148. «Tamborim de Ouro 1999». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 15 de abril de 2016 
  149. «S@mba-Net - 2002». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  150. «Premiação S@mba-Net 2002». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  151. «S@mba-Net 2003». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  152. «Premiação S@mba-Net 2003». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  153. «S@mba-Net - 2004». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  154. «Premiação S@mba-Net 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  155. «Troféu Jorge Lafond 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  156. «S@mba-Net - 2005». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  157. «Premiação S@mba-Net 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  158. «Troféu Jorge Lafond 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  159. «S@mba-Net - 2006». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  160. «Premiação S@mba-Net 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  161. «Rádio 94FM entrega domingo o Troféu Apoteose os melhores do Carnaval 2006». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 18 de abril de 2016 
  162. «Troféu Jorge Lafond 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  163. «S@mba-Net - 2007». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  164. «Premiação S@mba-Net 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  165. «Troféu Jorge Lafond 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  166. «Troféu Parangolé 2007». Academia do samba. Consultado em 14 de junho de 2016 
  167. a b c «Confira aqui todos os ganhadores do ESTRELA DO CARNAVAL de 2008 a 2014». Carnavalesco. Consultado em 18 de abril de 2016 
  168. «Estrela do Carnaval 2008». academiadosamba.com. Consultado em 13 de maio de 2016 
  169. «S@mba-Net - 2008». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  170. «Premiação S@mba-Net 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  171. «Troféu Jorge Lafond 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  172. «Estrela do Carnaval 2009». academiadosamba.com. Consultado em 13 de maio de 2016 
  173. «Plumas e Paetês 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  174. «S@mba-Net - 2009». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  175. «Premiação S@mba-Net 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  176. «Troféu Jorge Lafond 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  177. «Rádio Manchete faz festa nesta quinta-feira para entregar o Troféu Manchete aos melhores do Carnaval». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 18 de abril de 2016 
  178. «Troféu Jorge Lafond 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  179. «Plumas e Paetês 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  180. «Tamborim de Ouro 2011». academiadosamba.com. Consultado em 15 de abril de 2016 
  181. «Superação após incêndio também vale Tamborim». O Dia Online. 12 de março de 2011. Consultado em 15 de abril de 2016 
  182. «Troféu Gato de Prata aos melhores do carnaval 2011 é neste sábado». Carnavalesco. Consultado em 18 de abril de 2016 
  183. «Troféu Jorge Lafond 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  184. «Plumas e Paetês 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  185. «Tamborim de Ouro 2012». academiadosamba.com. Consultado em 15 de abril de 2016 
  186. a b c «Agora é a vez das premiações aos melhores do carnaval 2012». tititidosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  187. «Troféu Jorge Lafond 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  188. «Plumas e Paetês 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  189. «Vila ganha Prêmio SRZD-Carnaval 2013 de melhor desfile no ano!». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 18 de abril de 2016 
  190. «Vila Isabel ganha ESTRELA DO CARNAVAL 2013 como Desfile do Ano do Grupo Especial». Carnavalesco. Consultado em 18 de abril de 2016 
  191. «'Veja Rio' premia hoje os grandes nomes do Carnaval». Leo Dias. Consultado em 18 de abril de 2016 
  192. «Premio VEJA Rio de Carnaval 2013 elege melhores da Sapucaí». Aberje. Consultado em 18 de abril de 2016 
  193. «Troféu Gato de Prata: SRZD é homenageado pela cobertura do Carnaval». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 18 de abril de 2016 
  194. «Prêmio Plumas & Paetês divulga lista com seus vencedores». MARQUÊS DA FOLIA. Consultado em 18 de abril de 2016 
  195. «Portela vence o Estrela do Carnaval 2014 como desfile do ano». Carnavalesco. Consultado em 18 de abril de 2016 
  196. «S@mba-Net - 2014». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  197. «Confira a lista dos vencedores do Troféu S@mba-Net 2014». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 18 de abril de 2016 
  198. «5ª Festa de entrega do Troféu Gato de Prata aos melhores do Carnaval 2014 em julho ‹ Rota do Samba». www.rotadosamba.com. Consultado em 18 de abril de 2016 
  199. «Confira os vencedores do troféu Apoteose do Samba». Carnavalesco. Consultado em 18 de abril de 2016 
  200. «Samba e celebração - VEJA Rio». VEJA Rio. Consultado em 18 de abril de 2016 
  201. «Conheça os premiados do Prêmio Plumas & Paetês Cultural de 2014». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 18 de abril de 2016 
  202. «Salgueiro é a vencedora do Tamborim de Ouro - O Dia na Folia - O Dia». O Dia. Consultado em 15 de abril de 2016 
  203. «S@mba-Net - 2015». www.sambanet.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  204. «Samba-Net será em 16 de maio». Rádio Arquibancada - O melhor do carnaval. Consultado em 18 de abril de 2016 
  205. «Em noite de festa, Sambanet premia os melhores do Carnaval 2015». sambarazzo.com.br. Consultado em 18 de abril de 2016 
  206. «Prêmio SRZD-Carnaval/RJ 2015: São Clemente vence como melhor escola». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 18 de abril de 2016 
  207. «Tupi Carnaval Total 2015». carnaval.tupi.am. Consultado em 18 de abril de 2016 
  208. «Prêmio Plumas & Paetês Cultural será entregue sábado na Cidade do Samba». Carnavalesco. Consultado em 18 de abril de 2016 
  209. «Salgueiro é hexacampeã do prêmio Tamborim de Ouro - O Dia na Folia - O Dia». O Dia. Consultado em 15 de abril de 2016 
  210. «Confira a relação dos agraciados com Prêmio Plumas & Paetês Carnaval 2016». Manchete Online na Folia. Consultado em 18 de abril de 2016 
  211. «Prêmio 'Machine Bastidores do Carnaval Carioca': SRZD fatura o de melhor cobertura». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 18 de abril de 2016 
  212. «Prêmio Machine - Bastidores do Carnaval Carioca será entregue hoje com festa na quadra da Estácio». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 18 de abril de 2016 
  213. «Troféu Bateria 2016». www.trofeubateria.com.br. Consultado em 8 de junho de 2016 
  214. «Prêmio Passista Samba no Pé divulga os vencedores do Carnaval 2017 – Revista Carnaval». revistacarnaval.com.br. Consultado em 10 de março de 2017 
  215. O Globo (19 de setembro de 2014). «União da Ilha funda a primeira escola mirim do bairro, mirando o carnaval de 2016». Consultado em 11 de janeiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias