Unidade Popular (Grécia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Unidade Popular
Λαϊκή Ενότητα, Laïkí Enótita
Líder Panagiotis Lafazanis
Fundação 21 de agosto de 2015
Ideologia Comunismo
Socialismo
Marxismo
Nacionalismo de esquerda
Eurocepticismo
Espectro político Extrema-esquerda[1]
Publicação Iskra
Antecessor SYRIZA (cisão)
Grupo no Parlamento Europeu Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Nórdica Verde
Parlamento Helénico
0 / 300
Parlamento Europeu
1 / 21
Cores Vermelho
Página oficial
http://laiki-enotita.gr
Política da Grécia



A Unidade Popular (em grego: Λαϊκή Ενότητα, Laïkí Enótita) é um partido grego criado no dia 21 de agosto de 2015 por 25 deputados, até então representantes do Syriza[2] que racharam com o seu antigo partido, opostos ao acordo do primeiro-ministro Alexis Tsipras com a troika. É liderado pelo antigo Ministro da Energia, Panagiotis Lafazanis, e inclui mais outros dois ex-ministros de Tsipras, Dimitris Stratoulis and Konstantinos Isyhos, assim como sua ex-presidente do parlamenta grego, principal responsável pela auditoria da dívida grega, Zoe Konstantopoulou.[3]

Referências

  1. «New Greek political party to be called Popular Unity». ITV (em inglês). 21 de agosto de 2015. Consultado em 21 de agosto de 2015.. Far-left rebels in Greece's Syriza party have broken away to form a new party... 
  2. «Greece crisis: Syriza rebels form new Popular Unity party». BBC News (em inglês) 
  3. ««Λαϊκή Ενότητα» το κόμμα Λαφαζάνη με 25 βουλευτές ΒΙΝΤΕΟ» (em grego)