Unidos de Manguinhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manguinhos
Bandeira do GRES Unidos de Manguinhos.png
Fundação 23 de abril de 1964 (54 anos)
Escola-madrinha Mangueira[1]
Cores

Verde

Rosa

Branco

Símbolo Harpa
Bairro Manguinhos
Presidente Carlos Alberto Costa
Carnavalesco Diângelo fernandes
Intérprete oficial Barata Benevenuto
Diretor de bateria Jean Baleado
Rainha da bateria Ysa Santos
Mestre-sala e porta-bandeira Paulo Menezes e Laís Menezes
Desfile de 2019
Posição de desfile escola a desfilar no dia 09/03/2019

Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Manguinhos é uma escola de samba da cidade do Rio de Janeiro, fundada a 23 de abril de 1964. Sendo situada na Avenida dos Democráticos, no bairro de Manguinhos.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1989, appresentou um bom carnaval desfilando com cerca de 2 mil componentes, 15 destaques, 6 alegorias e uma bateria com 150 instrumentistas dirigida pelos mestres "Tererê" e "João".

Em 2008, falando sobre Ivo Meirelles apresentou um bom carnaval e conseguiu um vice-campeonato no Grupo de acesso D. no ano de 2009, a escola de Manguinhos, homenageou o compositor Arlindo Cruz, com o enredo O poeta de Madureira… Arlindo Cruz. Contudo, a agremiação ficou em 11ºlugar com 156 pontos, salvando-se por um décimo do rebaixamento para o antigo Grupo de acesso D.

Em 2010, a agremiação sofre uma reestruturação contratando novo casal de mestre-sala e porta-bandeira, além de um novo carnavalesco, Diangelo Fernandes, que em 2009, foi vice campeão com a GRES Flor da Mina do Andaraí. Assim, Manguinhos define o enredo sobre o folclore denominado Manguinhos, sagrados e profano Unidos no folclore brasileiro, terminando na 14º colocação com 148,1 pontos, pois desfilou sem a ala das baianas, perdendo 20 pontos e sendo rebaixada para o Grupo Rio de Janeiro 3, em 2011.

No Carnaval de 2011, a escola foi a última a desfilar na madrugada de segunda para terça, apresentando um enredo sobre o Carnaval: "Carnaval, folia, Manguinhos, eterna Magia" com autoria de Diangelo Fernandes. Apresentou visual colorido, sobressaindo suas cores principais e samba assinado por Leozinho Nunes, cantor de apoio da Império da Praça Seca, que desfilou no mesmo grupo. Conseguindo o 4º lugar.

Em 2012, homenageou sua madrinha,com o enredo Manguinhos canta: Mulheres Mangueirense orgulho da comunidade e da nação, de autoria de Carlinhos Twister e desenvolvido pelo carnavalesco Diangelo Fernandes.[2] Nesse ano, a agremiação apresentou sérios problemas de harmonia e na interpretação do samba enredo ao longo do desfile, acabou rebaixada, a princípio, para o grupo E. Com a criação da Série A, continuou no mesmo grupo por mais um ano. Em 2013, com o retorno do antigo carnavalesco Leonardo Soares, apresentou o enredo "De repente Manguinhos", conquistando o 6º lugar.

Em 2014, homenageou a escola de samba Unidos da Tijuca[3] de autoria de Leonardo Soares. Sendo a última agremiação a desfilar na terça de carnaval, sendo desenvolvido pelo carnavalesco Diangelo Fernandes, a escola conseguiu a terceira colocação, ascendendo ao grupo C.

No carnaval 2015 a escola reeditou o samba enredo "A festa do negro soberano!" alcançando o 9ª lugar, mas enfrentando a reorganização de grupos das escolas de sambas,a Unidos de Manguinhos estava entre as 6 ultimas colocadas do grupo C sendo assim rebaixada para o grupo D.

Já para o carnaval 2016 a escola contrata o carnavalesco Tarcisio Zanon, que desenvolve o enredo " Bebeto o rei do swing" ficando em 11° lugar.

No carnaval 2017 a escola desfila com o enredo "GRES Unidos de Manguinhos apresenta... No só para quem pode, Boêmios e Periquitos da Mangueira", fazendo homenagem as alas tecnicas da escola Mangueira, enfrentando muitos problemas em desenvolvimento e administrativos a escola amarga a 11ª colocação e assim sendo mais uma vez rebaixada.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Ulisses Américo Santiago 1997 - 2018 [4]
Carlos Alberto Costa 2018 - Atualidade

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2010 Comissão Comissão Mestre Rato
2011 Henrique Cesar Comissão Denilson Duarte
2012 Marquinhos da Mangueira Comissão Denilson Duarte
2013 Marquinhos da Mangueira Comissão Marquinhos Mancha [5]
2014 Marquinhos da Mangueira Maquias Valadares Carlos [6]
2015 Marquinhos da Mangueira Antonio Britto Denilson Duarte [7]
2016 Marquinho da Mangueira Comissão
2017 Marquinho da Mangueira
2018 Henrique Cesar Cicinho Primeiro Jean Baleado

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Período Intérprete oficial Referência
2005–2008 Ronielson [8]
2009–2010 Vadinho Freire [8]
2011–2013 W. Franco [8]
2014–2016 Barata e Marcello Poesia [8]
2017 Marcello Poesia [8]
2018 Henrique César
2019 Barata Benevenuto
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Unidos de Manguinhos

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2010 Sanderson Lima
2011 Adilson Lourenço
2012 Adilson Lourenço
2013 Dino Nogueira
2014 Dino Nogueira [6]
2015 Paula Cristina
2016
2017 Fabio Victorelli
2018 Adilson Lourenço

Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Marlucce e Wallace Pessoa [6]
2018-Atualmente Paulinho e Laís Menezes

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Unidos de Manguinhos
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Ref.
1965 7.º Lugar Grupo 3 "Os bravos soldados do fogo, há 109 anos a serviço do povo - Homenagem ao Corpo de Bombeiros" Nilton Costa
1966 Vice-campeã Grupo 3 "Homenagem a D. Pedro I" Nilton Costa
1967 12.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 2 "Espumas flutuantes, homenagem a Castro Alves" Nilton Cost
1968 18.º Lugar Grupo 3 "A fonte dos amores" Manuel Araújo da Silva
1969 4.º Lugar Grupo 3 "Caçador de esmeraldas" Nilton Costa
1970 3.º Lugar Grupo 3 "Bahia e seu reino encantado" Nilton Costa
1971 15.º Lugar Grupo 2 "Ouro verde" Nilton Costa
1972 13.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 2 "Zumbi dos Palmares" Nilton Costa
1973 6.º Lugar Grupo 3 "A botada" Nilton Costa
1974 6.º Lugar Grupo 3 "Lendas e flores" Nilton Costa
1975 6.º Lugar Grupo 3 "Cachemir das rosas" Nilton Costa
1976 Vice-campeã Grupo 3 Lenda da Vitória Régia
1989 4.º Lugar Grupo 4 "Canta Brasil" Walmir Antunes [9]
1990 11.º Lugar Grupo B "Minha terra tem palmeiras onde cantava o sabiá" Waltinho 40 [8]
1991 6.º Lugar Grupo B "Do sonho do futebol, a estrela do carnaval - Neguinho da Beija-Flor"
(Samba-enredo composto por Simonal, Mangueirinha, Fernando, Neném, Damião e Mauricio Pessoa)
Renato Dias [10][8]
1992 5.º Lugar Grupo B "Kid Morangueira - 90 anos de um malandro"
(Samba-enredo composto por Dody, Nery e Valdo)
Paulo Menezes [1]
1993 5.º Lugar Grupo B "E tá danado de bom" Paulo Menezes [8]
1994 11.º Lugar Grupo B "Quatzacoat, uma chocante tentação" Paulo Menezes [8]
1995 14.º Lugar Grupo B "Manguinhos - Ouro, saúde e folia" Paulo Menezes [11][8]
1996 9.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo D "Os discípulos de Zumbi" Paulo Menezes [12][8]
1997 6.º Lugar Grupo E "O encanto das águas, mistérios das profundezas" Adélia Azevedo [8]
1998 4.º Lugar Grupo E "Virgulino Ferreira - O Lampião" Pelé [8]
2000 4.º Lugar Grupo E "Fui inconfidente, sou Brasil, quero ser independente" Leonardo Soares [13]
2001 9.º Lugar Grupo D "Na virada do milênio, Manguinhos é festa de folclore brasileiro" Leonardo Soares [14]
2002 9.º Lugar Grupo D "Ab. Intio, Ab. Eterno, Fiat Lux... E Deus criou o Homem" Leonardo Soares [15]
2003 8.º Lugar Grupo D "No sonho do carnaval, o mangue virou paraíso, e o Manguinhos afirma: o futuro é aqui "
(Samba-enredo composto por Bizuca, Marcelo Clone, Jeovane e Gilson Bernini)
Leonardo Soares [16]
2004 8.º Lugar Grupo D "De Zé Pereira ao Rei Momo atual, a Manguinhos reconta a história do carnaval" Leonardo Soares [17]
2005 11.º Lugar Grupo D "Viajando na própria história, Manguinhos revive... E tá danado de bom"
(Samba-enredo composto por Bizuca e Cy)
Leonardo Soares [18]
2006 4.º Lugar Grupo D "Tia Alice e o seu país das maravilhas..." Leonardo Soares [19]
2007 8.º Lugar Grupo D "Pré-História de uma festa americana!" Leonardo Soares [20]
2008 Vice-campeã Grupo D "A brasilidade rítmica de Ivo Meirelles a encantar o samba de Manguinhos!"
(Samba-enredo composto por Arlindo Cruz, Babi e Arlindo Júnior)
Leonardo Soares [21]
2009 11.º Lugar Grupo RJ-2 "O poeta de MadureiraArlindo Cruz"
(Samba-enredo composto por Arlindo Neto, Vadinho Freire e Juninho Coick)
Leonardo Soares [22]
2010 14.º Lugar Grupo RJ-2 "Manguinhos, sagrados e profano Unidos no folclore brasileiro" Diangelo Fernandes [23]
2011 4.º Lugar Grupo D "Carnaval, folia, Manguinhos, eterna magia"
(Samba-enredo composto por Leozinho Nunes e Leo Percussa)
Diangelo Fernandes [24]
2012 11.º Lugar Grupo D "Manguinhos canta: Mulheres mangueirenses, orgulho da comunidade...orgulho da nação..." Diangelo Fernandes [25]
2013 5.º Lugar Grupo D "De 'repente' Manguinhos" Leonardo Soares [26] [27][28]
2014 3.º Lugar Grupo D "Unidos da Tijuca... Não é segredo eu amar você!" Leonardo Soares e Diangelo Fernandes [3][6]
2015 9.º Lugar
(Rebaixada)
Série C "A festa do negro soberano!" Diangelo Fernandes [7]
2016 11.º Lugar Série D "Bebeto, o rei do suingue!" Tarcísio Zanon [29]
2017 11.º Lugar
(Rebaixada)
Série D "GRES Unidos de Manguinhos apresenta… No só para quem pode, Boêmios e Periquitos da Mangueira" Tarcísio Zanon
2018 7º Lugar Série E Hoje a festa é do povo da floresta Filipe Pereira [30]
2019 Série E

Premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmios recebidos pelo GRES Unidos de Manguinhos.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
2006 Troféu Jorge Lafond Ala das baianas Grupo D [31]
2007 Troféu Jorge Lafond Intérprete (Ronielson) Grupo D [32]
2008 Troféu Jorge Lafond Samba-enredo

("A brasilidade rítmica de Ivo Meirelles a encantar o samba de Manguinhos!" - Compositores: Arlindo Cruz, Babi e Arlindo Júnior)

Grupo D [33]
Ala das baianas
2009 Troféu Jorge Lafond Ala de passistas Grupo RJ-2 [34]
2013 Plumas & Paetês Coreógrafo (Dino Nogueira Cruz) Grupo D [35]
2018 Samba na Veia

Estrela de Ouro

Conjunto alegórico, Galeria da velha guarda, Harmonia, Personalidade, Melhor escola

Galeria da Velha Guarda

Série E

Referências

  1. a b Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 1992». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  2. Esquina do Samba (23 de fevereiro de 2012). «DESFILE DA UNIDOS DE MANGUINHOS 2012». 8:57. Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  3. a b OBatuque (4 de setembro de 2013). «Unidos da Tijuca é enredo da Unidos de Manguinhos». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  4. Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 26 de maio de 2014. 
  5. [1]
  6. a b c d Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome tititi 2014
  7. a b [2]
  8. a b c d e f g h i j k l m Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos - Enredos». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  9. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 1989». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  10. Academia do Samba. «1991». Consultado em 14 de janeiro de 2011. 
  11. Academia do Samba. «1995». Consultado em 14 de janeiro de 2011. 
  12. Academia do Samba. «1996». Consultado em 14 de janeiro de 2011. 
  13. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2000». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  14. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2001». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  15. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2002». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  16. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2003». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  17. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2004». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  18. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2005». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  19. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2006». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  20. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2007». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  21. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2008». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  22. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2009». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  23. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2010». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  24. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2011». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  25. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2012». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  26. “De ‘repente’ é Manguinhos”
  27. Desfile Unidos de Manguinhos 2013
  28. Academia do Samba. «Unidos de Manguinhos 2013». Consultado em 16 de novembro de 2013. 
  29. http://www.radioarquibancada.com.br/?platform=hootsuite
  30. «Unidos de Manguinhos». Apoteose.com. Consultado em 25 de janeiro de 2018. 
  31. «Troféu Jorge Lafond 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016. 
  32. «Troféu Jorge Lafond 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016. 
  33. «Troféu Jorge Lafond 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 24 de junho de 2016. 
  34. «Troféu Jorge Lafond 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016. 
  35. «9ª edição do Troféu Plumas & Paetês será na Cidade do Samba». CARNAVAL CARIOCA - O melhor carnaval do mundo - Ano 7. Consultado em 13 de junho de 2016.