Universidade Autónoma de Lisboa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Universidade Autónoma de Lisboa (UAL)
UAL
UAL
Lema A Única Universidade no Centro de Lisboa
Fundação 1985
Tipo de instituição Ensino Superior Particular e Cooperativo
Localização Lisboa
Docentes 405
Reitor(a) Professor Doutor José Amado da Silva
Total de Estudantes 4500
Página oficial autonoma.pt

A Universidade Autónoma de Lisboa é um estabelecimento de ensino superior privado português, localizado em Lisboa.

História[editar | editar código-fonte]

A Universidade Autónoma de Lisboa é um estabelecimento de Ensino Superior Privado reconhecido nos termos legais pelo Ministério da Educação como instituição de interesse público. A Autónoma foi criada pela Cooperativa de Ensino Universitário (CEU), em 13 de Dezembro de 1985, a qual é responsável pela gestão económica e financeira da Universidade, enquanto centro de criação, transmissão, crítica e difusão da cultura, ciência e tecnologia.

Enquanto mentora deste projecto cultural, a CEU tem participado na criação de mecanismos que permitam conceber a investigação como processo metodológico de fonte do saber, atuando no domínio das pós-licenciaturas, através de actividades, quer na aquisição de graus académicos, quer na obtenção de competências para o mundo do trabalho.

Na via de um corpo docente privativo, desenvolve - entre outras vias - a formação avançada de doutorandos e mestrandos, ao abrigo do Programa de Desenvolvimento Educativo para Portugal (Prodep II). A UAL conta ainda com uma gama de serviços de apoio na esfera didáctico-pedagógica, assim como no plano dos serviços de apoio, designadamente: acesso à alimentação em cantinas e bares, reprografias, apoio bibliográfico e informático, isenção ou redução de propinas, seguro escolar, atribuição de bolsas de estudo, apoios a estágios e gestão de carreiras ou actividades desportivas e culturais.

Em 2015, serve de cenário para as gravações da novela «A Única Mulher» da TVI.

Cursos[editar | editar código-fonte]

  • Administração e Gestão Desportiva
  • Arquitectura (Mestrado Integrado)
  • Ciências da Comunicação
  • Direito
  • Economia
  • Engenharia Informática
  • Gestão
  • Gestão e Administração Pública
  • História
  • Informática de Gestão
  • Psicologia
  • Relações Internacionais

Erasmus[editar | editar código-fonte]

O Gabinete de Relações Internacionais Institucionais (GRII) coordena a participação da UAL em programas e redes internacionais de mobilidade de alunos e de professores através do programa Erasmus, e de protocolos com universidades fora da Europa, com particular destaque para o Brasil.

O objectivo é proporcionar aos seus alunos a oportunidade de estudar um ou dois semestres em universidades parceiras internacionais e beneficiar de um ambiente multicultural. O mesmo se aplica aos seus docentes, visto o programa Erasmus contemplar igualmente o apoio à mobilidade de professores através da atribuição de bolsas para missões de ensino de curta estadia (mínimo 8 horas de docência até um máximo de 5 dias por semana) em universidades com as quais a UAL tem protocolos.

A experiência internacional dos alunos é apoiada tanto pela Agência Nacional como pela UAL. Os alunos em mobilidade têm a possibilidade de receber uma bolsa mensal cujo valor varia consoante o país (bolsa mínima: 200 Euros/mês), não pagam propinas nas universidades de acolhimento e obtêm redução de 50% nas propinas que continuam a pagar na UAL. Os alunos que vão para o Brasil, ou outros países fora da Europa com os quais a UAL está protocolada, não recebem bolsa por se tratar de uma mobilidade extra Erasmus, mas têm uma redução de 75% no pagamento de propinas na UAL.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.