Universidade Sagrado Coração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por {{{1}}}, veja [[{{{2}}}]].
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde novembro de 2013).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Unisagrado
Unisagrado
Lema Ensino Superior de Excelência
Fundação 20 de outubro de 1953 (66 anos)
Tipo de instituição Privada
Localização Bauru, São Paulo
Reitor(a) Prof.ª Dra. Irmã Susana de Jesus Fadel
Total de estudantes Mais de 7000
Página oficial www.unisagrado.edu.br

Unisagrado é uma instituição de ensino superior privada brasileira com sede em Bauru, São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

A história da Unisagrado começou com a vinda das primeiras religiosas do Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus para o Brasil em 1900. A partir desta data, outras freiras Apóstolas chegaram da Europa. Nas cidades em que se estabeleciam, foram levando o Amor do Coração de Jesus por meio de suas obras, conforme as necessidades de cada região. Chegaram a Bauru em 1926 a pedido o Padre Francisco Van der Maas, um missionário holandês, que deu início às obras do Externato São José, em 1921. Foi confiada as Freiras Apóstolas a missão de manter e ampliar a obra educacional e mais, zelar pela formação espiritual das crianças da cidade. Até os anos 50 do século XX, as Apóstolas haviam mantido, solidificado e expandido sua obra educacional na cidade e chegara a hora de enfrentar um novo desafio: um curso de nível superior – a primeira Faculdade de Filosofia do interior do Estado.

O projeto das Apóstolas foi conduzido pela Irmã Arminda Sbríssia, que projetou e consolidou a constituição física, jurídica e institucional da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras do Sagrado Coração – FAFIL – sendo sua primeira diretora. Em 1951, foi apresentado ao Conselho Nacional de Educação, no Rio de Janeiro, os primeiros documentos para viabilizar a criação de uma faculdade de Filosofia, Ciências e Letras atendendo à solicitação de Dom Henrique Golland Trindade, bispo da diocese na época. Tinha por objetivo oferecer ensino superior direcionado à formação profissional, intelectual e espiritual dos jovens desta região do Brasil e, sobretudo, formar professores para a melhoria da Educação. No Ano de 1953, nascia a Faculdade pioneira no interior de São Paulo, com os cursos de Letras, Pedagogia, Geografia e História, todos da área de ciências humanas. Hoje, esta área conta com outros cursos: Filosofia, Artes Cênicas, Educação Musical e Psicologia.

As Apóstolas, em 1966, lançaram a pedra fundamental da nova construção da FAFIL, com Celebração Eucarística presidida pelo Bispo de Bauru, Dom Vicente Ângelo Marchetti Zioni. Sob a coordenação de Irmã Rosalva e de Irmã Elvira Milani, as obras começariam em 1969, concretizando um projeto confiado ao arquiteto Jurandyr Bueno Filho e que privilegiava a integração: os prédios se colocavam em torno de um Setor Vivência, afastando-se do modelo então predominante de isolamento das diferentes unidades. Em 1970 foi inaugurada a nova instalação da FAFIL, localizada à Rua Irmã Arminda, 10-50, no Jardim Brasil. A ampliação da faculdade se deu também em nível da pós-graduação e, em 1968, foi criado o primeiro curso Lato Sensu em Administração Escolar.

Ao mesmo tempo em que as instalações físicas eram ampliadas, crescia a demanda para novos cursos e, naturalmente, o número de alunos. Até então, todos os cursos da Instituição estavam sob o guarda-chuva da FAFIL. A partir daí, teve início uma diversificação que seria fundamental para a criação da Universidade: em meados da década de 70, a Diretora Irmã Elvira Milani percebeu que, assim como o interior se ressentia da falta de professores formados, também sofria com a falta de profissionais habilitados na área da Saúde. Mas não seria possível estabelecer um curso de Enfermagem dentro do escopo que permitia a entidade existente, dedicada à Filosofia. Seria necessário, mais do que um novo curso, criar toda uma nova Faculdade.

No ano de 1980, surgiram as Faculdades do Sagrado Coração, reunindo a antiga FAFIL, a faculdade de Música Pio XII (FACMUS) e a Faculdade de Enfermagem (FESC), iniciando a abertura da área das Ciências da Saúde, consolidando cada vez mais seu desenvolvimento acadêmico e comunitário. Em 1983, foi encaminhado ao Conselho Federal de Educação o primeiro documento para o processo de reconhecimento de uma Universidade, a chamada Carta-Consulta, contendo dados essenciais a respeito das concepções e características da Instituição e da sua tradição em ensino, pesquisa e extensão. Era o passo inicial num trajeto exigente e difícil. Aprovada a Carta-Consulta em 1985, teve início a fase de verificação, que envolve um período de acompanhamento durante o qual comissões designadas pelo Conselho Federal de Educação verificam e confirmam a aptidão da Instituição, além de efetuar correções e ajustes no projeto.

Em 1986, formaliza-se a constituição da Universidade do Sagrado Coração. Irmã Elvira Milani, então diretora, passa a ser a primeira reitora da nova Universidade. Quando começaram os anos 90, a Universidade do Sagrado Coração primava pela indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão como princípio fundamental da sua essência como Universidade, primando pela qualidade do conhecimento que transmite e desenvolve e das relações que mantém com a sociedade. Neste período, Irmã Jacinta Turolo Garcia tornou-se a segunda reitora, expandido a Pós-Graduação, valorizando a Coordenação Pedagógica, os Programas de Extensão e a Avaliação na Instituição e a Pastoral da Universidade, além da abertura de novos cursos nas áreas de Ciências Exatas e Sociais Aplicadas, como Administração, Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas.

Na década de 2000, foram criados novos cursos, bacharelado e licenciatura em Ciência da Computação; Letras Português-Espanhol, Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Química, Engenharia de Computação, Engenharia de Produção, e os de Tecnologia em Gastronomia, Estética e Cosmética e Design de Moda. Em 2006, a Unisagrado iniciou um processo de reestruturação e modernização de sua estrutura acadêmico-administrativa, com o objetivo de fortalecer e ampliar sua produção acadêmica e os serviços prestados à sociedade. A partir de então, a Unisagrado passa por um processo de avaliação interna e melhorias contínuas para enfrentar os desafios atuais e futuros do Ensino Superior brasileiro.

A partir de 2011, foram criados os cursos de Engenharia Agronômica, Engenharia Civil, Relações Internacionais, Engenharia Ambiental e Sanitária, Design, Biomedicina, Ciências Contábeis, Marketing e Gestão de Recursos Humanos. Em janeiro de 2011, assumiu a terceira e atual Reitora, Irmã Susana de Jesus Fadel. Na área de Ciências da Saúde, além do curso de Enfermagem, a Unisagrado possui: Ciências Biológicas – bacharelado e licenciatura, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia e Terapia Ocupacional. Na área de Ciências Exatas, possui ainda Matemática e Química – bacharelado e licenciatura.

Continuando o processo de modernização, em 2013 houve a aprovação do novo Estatuto e do novo Regimento Geral da Instituição e a inauguração do novo Complexo das Engenharias e do Setor de Relações Internacionais. Com 60 anos de existência completados em outubro de 2013, a identidade amadurecida da Unisagrado determina uma perspectiva ética e humanística no processo de ensinar e aprender. Reafirma seu compromisso social e a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Permanece no caminho do crescimento com qualidade, com 7 mil estudantes, ampliando a oferta de cursos, expandindo a pós-graduação e nova modalidade de ensino, contextualizada na região, valorizando a tradição e a inovação, com olhar atento para o futuro. [1]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Com sólida administração, a Unisagrado continua a se expandir em diversos segmentos, tanto acadêmicos, de extensão, pesquisa, administrativos, quanto de infraestrutura, sempre de acordo a atender a realidade de Bauru e região. Conheça a Unisagrado de um jeito diferente!

 Campus[editar | editar código-fonte]

115.312,67 m² – Terreno

66.423,67 m² – Área construída

48.769,90 m² – Área útil para atividade de ensino, pesquisa e extensão

60 hectares – Fazenda Experimental

Teatro[editar | editar código-fonte]

400 lugares

5 anfiteatros[editar | editar código-fonte]

1.225 lugares

71 Laboratórios para a prática dos cursos[editar | editar código-fonte]

2.592 lugares

109 Salas de aula[editar | editar código-fonte]

6.236 lugares

843 Computadores Totais no Parque Tecnológico[editar | editar código-fonte]

17 – Laboratórios de Informática e uso Acadêmico

8 Clínicas[editar | editar código-fonte]

Biblioteca "Cor Jesu"[editar | editar código-fonte]

mais de 250 mil exemplares

Restaurante[editar | editar código-fonte]

400 – lugares

3 lanchonetes

Cursos de graduação[editar | editar código-fonte]

Bacharelado[editar | editar código-fonte]

Tecnólogos[editar | editar código-fonte]

  • Design de Moda
  • Estética e Cosmética
  • Gastronomia
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Marketing

Licenciaturas[editar | editar código-fonte]

Cursos de pós-graduação[editar | editar código-fonte]

[2]

25 cursos nas áreas de:

Nos níveis de:

Referências

  1. BRANDÃO, Ignácio de L. Universidade do Coração: 100 anos de história. Bauru: Editora da Universidade do Sagrado Coração,1998.
  2. PÓS-GRADUAÇÃO

Ligações externas[editar | editar código-fonte]