Unserdeutsch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O Unserdeutsch ("Nosso Alemão"), ou o Crioulo Alemão Rabaul, é um idioma crioulo baseado em alemão, falado principalmente na Papua Nova Guiné e no nordeste da Austrália.[1][2]

Originou-se entre os filhos da Nova Guiné que frequentaram um orfanato dirigido por alemães.

A língua é descendente de uma forma pidgin de alemão padrão que se originou na península de Gazelle na Nova Bretanha durante o tempo de ocupação colonial alemã entre a comunidade cristã de raça mista (Vunapope).

A maioria das pessoas que falam Unserdeutsch é bilíngue; com alemão ou inglês padrão, tok pisin ou kuanua. A maioria dos falantes é de meia-idade ou idosa, embora alguns membros mais jovens da comunidade possam entender o idioma.[3]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Peter Mühlhäusler: Tracing the roots of pidgin German. In: Language and Communication , 4/(1)/1984, S. 27–57. ISSN 0271-5309
  • Craig A. Volker: Rabaul Creole German Syntax. In: Working Papers in Linguistics, University of Hawaii 21/1989, S.153-189
  • Craig A. Volker: The rise and decline of Rabaul Creole German, Language and Linguistics in Melanesia. In: John Lynch (ed.): Oceanic studies : proceedings of the first international conference on oceanic linguistics Australian Nat. Univ., Canberra 1996, ISBN 0-85883-440-5

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Strazny, Philipp, ed. (2013). «Encyclopedia of Linguistics». 803 páginas – via Chicago: Routledge. ProQuest Ebook Central 
  2. «Rabaul Creole German (Unserdeutsch)». University of Bern. Consultado em 11 de março de 2018 
  3. Miyaoka, Osahito, Sakiyama, Osamu, and Krauss, Michael E. (2007). Vanishing Languages of the Pacific Rim. [S.l.]: Oxford: Oxford University Press. 136 páginas 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.