Ununséptio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pix.gif Ununséptio Stylised atom with three Bohr model orbits and stylised nucleus.svg
LivermórioUnunséptioUnunóctio
At
   
 
117
Uus
 
               
               
                                   
                                   
                                                               
                                                               
Uus
Tabela completaTabela estendida
Aparência
Desconhecida
Informações gerais
Nome, símbolo, número Ununséptio, Uus, 117
Série química presumivelmente: halogênio
Grupo, período, bloco 17 (VIIA), 7, p
Densidade, dureza densidade desconhecida kg/m3, dureza desconhecida
Número CAS 54101-14-3
Número EINECS  ?
Propriedade atómicas
Massa atômica provavelmente:
294 u
Raio atómico (calculado) pm
Raio covalente pm
Raio de Van der Waals pm
Configuração electrónica provavelmente:
[Rn] 5f14 6d10 7s2 7p5
Elétrons (por nível de energia) provavelmente:
2, 8, 18, 32, 32, 18, 7 (ver imagem)
Estado(s) de oxidação
Óxido
Estrutura cristalina
Propriedades físicas
Estado da matéria provavelmente:
sólido
Ponto de fusão  K
Ponto de ebulição  K
Entalpia de fusão kJ/mol
Entalpia de vaporização kJ/mol
Temperatura crítica  K
Pressão crítica  Pa
Volume molar m3/mol
Pressão de vapor
Velocidade do som m/s a 20 °C
Classe magnética
Susceptibilidade magnética
Permeabilidade magnética
Temperatura de Curie  K
Diversos
Eletronegatividade (Pauling)
Calor específico J/(kg·K)
Condutividade elétrica S/m
Condutividade térmica W/(m·K)
Potencial de ionização {{{potencial_ionização1}}} kJ/mol
2º Potencial de ionização {{{potencial_ionização2}}} kJ/mol
3º Potencial de ionização {{{potencial_ionização3}}} kJ/mol
4º Potencial de ionização {{{potencial_ionização4}}} kJ/mol
5º Potencial de ionização {{{potencial_ionização5}}} kJ/mol
6º Potencial de ionização {{{potencial_ionização6}}} kJ/mol
7º Potencial de ionização {{{potencial_ionização7}}} kJ/mol
8º Potencial de ionização {{{potencial_ionização8}}} kJ/mol
9º Potencial de ionização {{{potencial_ionização9}}} kJ/mol
10º Potencial de ionização {{{potencial_ionização10}}} kJ/mol
Isótopos mais estáveis
iso AN Meia-vida MD Ed PD
MeV
294Uus sintético 78 (+370, -36) ms α 10,81 290Uup
293Uus sintético 14 (+11, -4) ms α 11,11
11,00
10,91
289Uup
Unidades do SI & CNTP, salvo indicação contrária.

Ununséptio (do latim um, um, sete) ou Eka-Astato (provavelmente semelhante ao halogênio astato) é o nome provisório do elemento químico 117[1]. Recebe o simbolo provisório de Uus, apresentado número atômico 117 (117 prótons e 117 elétrons), ocupando o grupo 17 (VIIA) da tabela periódica.[2]

Elemento transurânico, provavelmente um sólido de coloração escura. é um átomo superpesado com massa atômica prevista de [291] u, altamente instável. Em 2015, a IUPAC e a IUPAP confirmaram descoberta dos elementos unúntrio, ununpêntio, ununséptio e ununóctio.[3] No dia 8 de junho de 2016, a IUPAC sugeriu que o elemento 117 fosse batizado de Tennessino[4][5] , e é esperado que um nome seja selecionado de maneira definitiva até 8 de novembro de 2016.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Uma equipe internacional de cientistas da Rússia e dos Estados Unidos descobriu o elemento de número atômico 117 em abril de 2010.

A equipe o encontrou medindo padrões de decaimento observados depois que um alvo de berquélio radioativo foi bombardeado com íons de cálcio, no ciclotron JINR (Joint Institute Nuclear Research), em Dubna, na Rússia. O experimento produziu seis átomos do elemento 117 depois de bombardearem o alvo continuamente por 150 dias. Para cada átomo, observava-se o decaimento alfa do elemento 117 para 115, depois para 113, e assim por diante, até que seu núcleo passasse por uma fissão, dividindo-se em dois elementos mais leves.

A descoberta contou com a participação de cientistas do Joint Institute of Nuclear Research (Dubna, Rússia), Research Institute for Advanced Reactors (Dimitrovgrad, Rússia), Lawrence Livermore National Laboratory, Oak Ridge National Laboratory, Universidade Vanderbilt e Universidade de Nevada, nos Estados Unidos.

Ele era o último elemento que faltava na linha sete da tabela e é um elemento preparado sinteticamente.

O nome provisório "ununseptium" é dado segundo os critérios de nomenclatura da IUPAC.

Obtenção[editar | editar código-fonte]

Ate agora foram produzidos 6 átomos ununséptio, cinco Uus-293 e apenas um de Uus-294, eles foram produzidos em aceleradores de partículas utilizando íons de cálcio de forma similar a produção do ununquádio, e a reação de fusão nuclear é representada pelas seguintes equações:

Uus-293

Uus-294

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências