Uprising (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Uprising"
Single de Muse
do álbum The Resistance
Lançamento 7 de setembro de 2009
Formato(s) CD, 7" vinil, DVD single, download digital
Gravação 2008-2009 em Lago de Como, Itália
Gênero(s) Rock alternativo, rock progressivo
Duração 5:02
Gravadora(s) Helium 3, Warner Bros.
Composição Matthew Bellamy
Produção Muse
Cronologia de singles de Muse
Último
Último
"Map of the Problematique"
(2007)
"Undisclosed Desires"
(2009)
Próximo
Próximo
Capa do Vinil

"Uprising" é uma canção da banda inglesa de rock alternativo Muse, e faz parte do quinto álbum do grupo, The Resistance. A música foi o primeiro single deste disco e foi lançado oficialmente em 7 de setembro de 2009.

Produção e gravação[editar | editar código-fonte]

"Uprising" foi liberado em 3 de julho de 2009, depois que os nomes das músicas do CD novo começaram a ser liberadas esporadicamente no Twitter da banda. A música é a primeira faixa do disco e é seguida pela canção "Resistance".[1] O estilo músical é muito pareceida com a canção "Atlas", do the Battles. Em uma entrevista de pré-lançamento feita na edição de agosto da revista Mojo, o vocalista e guitarrista Matthew Bellamy descreveu a música "como heavy-rock do Goldfrapp," e também disse "é como um grito de torcida organizada em um jogo de futebol […] é também uma forma de protesto contra a recente crise financeira, de certa forma."[2] A música foi descrita da seguinte forma pela JudeBox (um canal frances):

A voz de Matt Bellamy está mais "profunda" do que o normal. Se falando da letra, também está muito similar ao Muse de sempre: conspirações, apocalipse, ele [Bellamy] fala coisas do tipo "eles nunca nos controlarão." O som, continua muito intenso e pesado, e a estrutura de forma geral está boa.[3] [4]

Lançamento e recepção[editar | editar código-fonte]

Enquanto "United States of Eurasia" foi inicialmente cogitado pelos fãs do Muse para ser o primeiro single do álbum, a banda revelou, via post no Twitter, que de fato "Uprising" seria lançado primeiro.[5] Foi revelado em julho de 2009 que a banda se apresentaria no MTV Video Music Awards de 2009, onde a canção em questão seria tocada ao vivo pela primeira vez.[6] A BBC Radio 1 seria a primeira radio a tocar a música em 20 de julho de 2009 no programa do Zane Lowe; contudo, "United States of Eurasia" foi a música tocada. Zane Lowe tocou apenas 32 segundos da canção na BBC Radio 1 em 28 de julho de 2009 e tocou a música completa em 3 de agosto de 2009, no qual Lowe anunciou em seu Twitter dias antes.[7]

A música foi lançada mundialmente em 3 de agosto de 2009 e foi liberada para ser escutado no website da banda. Porém a canção acabou vazando horas antes e foi distribuída por vários sites pelo mundo.

Segundo muitos, a música parece ter forte influência da música tema de Doctor Who[8] e da canção de Billy Idol, "White Wedding".[9]

Em 7 de agosto de 2009, "Uprising" foi lançado nos Estados Unidos no programa de radio de Glenn Beck. Beck, um fã da banda,[10] descreveu que a letra como grande, invasiva e de um estilo 'um governo fascista-controlador'. Beck disse que a música mostra como o Reino Unido e a Europa estão bem a frente dos Estados Unidos em termos de desilusão com o governo.[10]

Desde o seu lançamento oficial nos EUA, o single chegou a primeira posição na Billboard Hot Alternative Songs em 9 de setembro de 2009,[11] sendo esta a sexta vez que um dos seus singles chega ao Top 10 e o primeiro a ficar na Primeira posição nessa parada. Ainda, se tornou o primeiro single da banda a perdurar na Billboard Hot 100, chegando a posição n° 37,[12] apesar de não ter ganhado muito espaço nas rádios,[13] ao invés disso ficou apenas nas vendas do iTunes e passou a ser tocada em radios especializados em rock alternativo. A canção também se saiu bem nas paradas no Reino Unido, chegando na posição n° 9, sendo este o quarto single da banda no top 10 britânico.

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

O video clipe, dirigido por Hydra, estreou na MTV2 em 17 de setembro de 2009. O video mostra a banda tocando em uma mini-cidade, com um pequeno fusível aceso seguindo eles. No final do vídeo, vários ursos de pelúcia saem do chão e começam a destruir a cidade em miniatura, muito similar ao monstro de Marshmallow do filme Ghostbusters.[14]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Tabelas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
"Notion" por Kings of Leon
Canção número um na Alternative Songs
26 de setembro de 2009 - 3 de outubro de 2009
Sucedido por
"Check My Brain" por Alice in Chains

Referências

  1. "The Resistance: The Tracklisting", Muse, 4 de julho de 2009. Página visitada em 20 de julho de 2009.
  2. "Muse na Mojo", Muselive, 5 de julho de 2009. Página visitada em 8 de julho de 2009.
  3. "The Resistance Mini-Review", Muselive, 9 de julho de 2009. Página visitada em 20 de julho de 2009.
  4. The Resistance Mini-Review. muselive.com. Muselive (9 de julho de 2009). Página visitada em 20 de julho de 2009.
  5. To clarify!: Treasure hunt …. Muse (Twitter) (14 de julho de 2009). Página visitada em 20 de julho de 2009.
  6. "Adam Lambert On VMA Performers Muse: 'Their Music Is Unbelievable'", 'MTV', 17 de julho de 2009. Página visitada em 20 de julho de 2009.
  7. http://twitter.com/zanelowe/statuses/2872190506
  8. [1]
  9. [2]
  10. a b "Glenn Beck: EU moving…right?", 'glennbeck.com', 8 de junho de 2009. Página visitada em 8 de agosto de 2009.
  11. http://www.americasmusiccharts.com/index.cgi?fmt=R3
  12. http://www.billboard.com/#/charts/hot-100?begin=31&order=position
  13. http://music.ign.com/articles/102/1028315p1.html
  14. "Which Band Will Reunite Next? Placing Odds on 14 Groups, from Led Zeppelin to N'Sync". Página acesada em 7 de agosto de 2013.
  15. Muse - Uprising. australian-charts.com. Página visitada em 9 de setembro de 2009.
  16. Top 50 Singles Chart - Australian Recording Industry Association
  17. Austria Singles Top 75. Página acessada em 7 de agosto de 2013.
  18. a b MUSE - UPRISING (SONG). Página acessada em 7 de agosto de 2013.
  19. Ultratop.be - Muse - Uprising. Página acessada em 7 de agosto de 2013.
  20. finnishcharts.com. Página acessada em 7 de agosto de 2013.
  21. French Download Single Top 50 - 27/02/2010 (em frances). Lescharts. Página visitada em 6 de março de 2010.
  22. a b Muse - Uprising. swisscharts.com. Página visitada em 9 de setembro de 2009.
  23. Top 20 New Zealand Singles Chart. Página acessada em 7 de agosto de 2013.
  24. Muse - Uprising. swedishcharts.com. Página visitada em 9 de setembro de 2009.
  25. Paradas musicais americanas. americasmusiccharts.com. Página visitada em 9 de setembro de 2009.
  26. Nederlandse Top 40
  27. Muse - Uprising (em holandês). dutchcharts.nl. Página visitada em 9 de setembro de 2009.
  28. Muse - Uprising. danishcharts.com. Página visitada em 9 de setembro de 2009.
  29. Muse - Uprising. eskarock.pl. Página visitada em 11 de setembro 2009.
  30. Muse - Uprising. norwegiancharts.com. Página visitada em 9 de setembro de 2009.
  31. "ARIA Charts – Accreditations – 2010 Singles". Australian Recording Industry Association. Página acessada em 18 de outubro de 2013.
  32. "Ultratop − Goud en Platina – 2011". Belgian Entertainment Association. Página acessada em 18 de outubro de 2013.
  33. "Canadian single certifications – Muse – Uprising". Music Canada. Página acessada em 18 de outubro de 2013.
  34. "Année 2012 - Certifications au 1/1/2013". Syndicat National de l'Édition Phonographique. Página acessada em 18 de outubro de 2013.
  35. "The Official Swiss Charts and Music Community: Awards (Muse; 'Uprising')". Hung Medien. Página acessada em 18 de outubro de 2013.
  36. BPI: Certified Awards Search. British Phonographic Industry. Página visitada em 18 de outubro de 2013.
  37. American single certifications – Muse – Uprising. Recording Industry Association of America. Página visitada em 18 de outubro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um single de Muse é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.