Usinagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A usinagem[1] compreende o processo de desbaste mecânico que visa dar forma a uma peça, seja ela metálica ou não, esse material chamamos de matéria-prima, cujo nome nas industrias pode ser trocado por matéria bruta

Segundo ainda o dicionário Michaelis [2] usinagem significa o ato ou efeito de usinar. Na prática isto significa submeter um material bruto à ação de uma máquina e/ou ferramenta, para ser trabalhado[3].

Existem vários processos de usinagem, entre eles serramento, aplainamento, torneamento, fresamento (ou fresagem), furação, brochamento, eletroerosão, entre outros. A usinagem começou em tempos remotos com processos totalmente manuais e hoje em dia evoluiu muito com o uso de máquinas de alta precisão, como é o caso das chamadas CNC (com comando numérico computadorizado), com uma precisão que chega a ser tão pequena quanto a 1 mícron. Hoje em dia, a usinagem está presente em diversas indústrias, como a automotiva, a naval, a aeroespacial, a eletrônica, a de eletrodomésticos.

História[editar | editar código-fonte]

Já a partir de 700 anos antes de Cristo, o homem trabalhava os materiais brutos, onde praticamente todas as ferramentas eram executadas em ferro. E a partir do século XVII surgiram novas formas de melhorar o processo de fabricação do ferro e na siderurgia do aço, segundo NEHRING[4].

Os primeiros metais conhecidos foram o cobre e o ouro. O homem utilizava tais metais na fabricação de armas e ferramentas já no fim da pré-história.[5]

Estudos mais aprofundados sobre a usinagem iniciaram-se somente no início do século XIX e em 1900, o americano F. W. Taylor descobriu o aço rápido, determinando um passo marcante no desenvolvimento tecnológico da usinagem.[4]

Nesta mesma época surgem as máquinas movidas a vapor, fazendo com que o trabalho do homem fosse extremamente facilitado. Agora, o homem podia trabalhar o metal com um esforço mínimo necessário. E, logo em seguida, vem as máquinas movidas a eletricidade.[6]

Henry Maudslay foi um engenheiro pioneiro no aperfeiçoamento de máquinas ferramentas, dentre os quais, aperfeiçoou o torno mecânico.

Mecânica de Usinagem / Maquinagem[editar | editar código-fonte]

A mecânica de usinagem / maquinagem engloba muitas máquinas, principalmente dentro da indústria metal mecânica.

Dentre elas estão os tornos, as fresadoras, as Retíficadoras, as furadeiras, centros de usinagem, mandriladoras e etc.

Tipos de Centros de Usinagem[editar | editar código-fonte]

Os Centros de Usinagem são divididos, geralmente, pela sua função dentro da linha de produção. Cada tipo de máquina funciona melhor para um serviço específico. Podem ser úteis, desde o desbaste primário da peça ou até mesmo o refinamento da peça final.

Alguns tipos de Centros de Usinagem são: [7]

  1. Vertical
  2. Portal
  3. 5 eixos
  4. Furação e Rosqueamento
  5. Duplo Pallet

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. usinagem in Dicionário da Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2015. [consult. 2015-11-24 14:02:55]. Disponível na Internet: http://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/usinagem
  2. http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=usinagem
  3. http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=usinar
  4. a b José Eduardo NEHRING em seu trabalho intitulado Usinagem Completa (em português)
  5. Usinagem como referencial pré histórico (em português)
  6. A Evolução da Máquina Ferramenta (em português)
  7. www.eurostec.com.br/centros-de-usinagem

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]