Ustulação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ustulação é um processo químico utilizado na metalurgiua que consiste em aquecer um sulfeto na presença de gás de oxigênio, conhecido também como "queima de sulfeto", geralmente aplicado para obtenção de metais como: chumbo, cobre, prata, zinco e mercúrio, em minérios com teor elevado de enxofre, antimônio e arsénio.

A ustulação de sulfetos cujo cátion vem de um metal de baixa eletropositividade (metal nobre) dá origem a esse metal. Já os sulfetos de metais de alta eletropositividade dá origem ao óxido metálico (ustulação oxidativa). Em ambos processos ocorre o desprendimento de gases tóxicos, como dióxido de enxofre e trióxido de arsênio.

É a queima de sulfetos em laboratórios pode ser realizada com maçarico. Em grande escala se dá em fornos especiais com passagem de corrente de ar quente.

Processos de ustulação[editar | editar código-fonte]

Ustulação redutiva[editar | editar código-fonte]

A redução dos sulfetos metálicos aos metáis elementares (MenSm → Me) ocorre em dois passos: primeiramente dois terços dos sulfetos metálicos são convertidos em óxidos, na presença de oxigênio (O2). No segundo processo ocorre o aquecimento sem oxigênio, através do qual o sulfeto metálico restante reage com o óxido metálico resultando no metal elementar e outros dióxido de exofre.

A redução também pode ser realizada através de carbono ou monóxido.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

(ustulação)
(redução)
Redução alternativa, com a adição de carbono:
(redução)
  • Sendo deste modo também possível a obtenção, por exemplo, de mercúrio a partir do seu sulfeto sulfeto de mercurio.
  • Também antimônio e bismuto podem ser obtidos a partir da ustulação redutiva, utilizando-se os os minerais sulfídricos correspondentes.


Ustulação oxidativa[editar | editar código-fonte]

Exemplos[editar | editar código-fonte]

 :
O óxido de ferro (III) é então reduzido em alto-forno ao ferro metálico e o dióxido de enxofre pode ser reutilizado na fabricação de ácido sulfúrico.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • A. F. Holleman, E. Wiberg, N. Wiberg: 'Lehrbuch der Anorganischen Chemie'. 101a edição, Editora de Gruyter, Berlim 1995, ISBN 3-11-012641-9. Página 1321. (Em alemão);
  • Verbete "Rösten". In: Römpp Online. Editora Georg Thieme, visitado 20/06/2014. (Em alemão).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]