Usuário(a):Paulo Vagner Oliveira Prado/Testes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Transportes

No setor de transportes, Ilhéus apresenta uma boa capacidade logística em termo de acesso, pois possui a peculiaridade de ser a única cidade fora da Região Metropolitana de Salvador a contar com um Aeroporto e um Porto Marítimo.

O transporte público municipal é operado por duas empresas, Viametro e São Miguel, recentemente o Uber começou a operar na cidade.

simultaneamente com o transporte coletivo, também funciona na cidade Táxi e Moto Táxi.

Também está presente na cidade uma rodoviária de onde partem ônibus intermunicipais e interestaduais.

As rodovias da cidade dão acesso á Uruçuca, Itacaré, Itabuna e Canavieiras, sendo possível chegar a BR 101, uma das mais movimentadas do país.

Aeroporto de Ilhéus - Jorge Amado

Transporte Aéreo

O Aeroporto Jorge Amado, é atualmente administrado pela Infraero, mas será repassado ao Governo da Bahia,

que vai iniciar o processo de concessão do terminal à iniciativa privada do Governo do Estado da Bahia,

pois segundo a Infraero o mesmo lhe dava prejuízos em torno de 6 milhões por ano.[1]

Quatro grandes empresas aéreas operam na cidade, segundo INFRAERO 2017: Avianca Brasil, Azul Linhas Aéreas, GOL Transportes Aéreos e LATAM Airlines Brasil operando vôos regulares.[2]

Transporte Marítimo

Porto de Ilhéus

Origem:

O primeiro contrato para a realização de melhoramentos no antigo atracadouro da foz do rio Cachoeira foi celebrado em 6 de maio de 1911, entre a prefeitura municipal de Ilhéus e o empresário Bento Berillo de Oliveira.

Em 17 de maio de 1919, teve início a construção do cais de saneamento e da primeira ponte de acostagem, sendo inaugurados em 7 de setembro de 1920.

Em 10 de dezembro do mesmo ano, a municipalidade transferiu a concessão à Companhia Industrial de Ilhéus, que deu prosseguimento à execução do cais e dos armazéns.

Em 26 de janeiro de 1926, ocorreu o primeiro embarque de cacau, por longo curso, pelo navio Falco, de bandeira sueca.

A partir de 1942 surgiu o plano de substituição das antigas instalações por outras novas na ponta do Malhado. Em 28 de fevereiro de 1963, houve intervenção federal na concessionária do porto, sendo então constituída a Administração do Porto de Ilhéus. Terminadas as obras da ponta do Malhado, o novo porto entrou em operação comercial a partir de 31 de janeiro de 1971. Mais tarde, a partir de 17 de fevereiro de 1977, com a criação da Companhia das Docas do Estado da Bahia – CODEBA o porto passou a ser administrado por esta empresa.

Administração e Localização:

É administrado pela Companhia das Docas do Estado da Bahia – CODEBA.

Está localizado na Ponta do Malhado, na cidade de Ilhéus, no litoral sul do Estado da Bahia.

Acessos:

• RODOVIÁRIO: Pela rodovia estadual BA-262, que encontra a BR-101 a 47 km do porto, e pelas rodovias BA-415/BR-415, que interceptam a BR-101 em Itabuna (BA).

• FLUVIAL: Formado pelos rios Almada e Cachoeira, navegáveis, mas servindo apenas a pequenas embarcações pesqueiras e de recreação, que não influem na movimentação de cargas do porto.

• MARÍTIMO: A barra de entrada tem largura de 200 m e profundidade de 10 m. O canal de acesso se desenvolve na direção norte, paralelamente à extremidade do molhe de proteção ao porto; tem extensão total aproximada de 1.000 m, largura de 200 m e profundidade de 10 m.[3]

  1. «Aeroporto de Ilhéus será delegado ao governo baiano. Depois, concedido». Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. 2017. Consultado em 1 de dezembro de 2017 
  2. «Companhias Aéreas». Infraero Aeroportos. 2017. Consultado em 1 de dezembro de 2017 
  3. «PORTO DE ILHÉUS» (PDF). COMPANHIA DAS DOCAS DO ESTADO DA BAHIA (CODEBA). 2012. Consultado em 1 de dezembro de 2017