Usuário:Vanthorn/Curiosidades

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Curiosidades

Carros[editar | editar código-fonte]

Mais caro do mundo[editar | editar código-fonte]

Koenigsegg CCXR - 1,6 milhões de euros.
Equipado com um motor V8 de 4,7 litros, em alumínio, dotado de dois turbo-compressores, o CCXR utiliza Etanol E85 como combustível, levando a que tenha mais de 1000 cavalos de potência (1018 mais precisamente) e 1060 Nm de binário máximo, às 6100 rpm. Números que permitem, segundo o construtor sueco, uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 2,9 segundos, uma velocidade máxima superior aos 400 km/h e um consumo de 22 litros aos 100.[1]

2º mais caro[editar | editar código-fonte]

Bugatti Veyron 16.4 Grand Sport - 1,4 milhões de euros.
Tejadilho rígido desmontável em policarbonato transparente, este carro tem detalhes que se destacam. É o caso do sistema de luzes diurnas, as portas em fibra de carbono, as duas entradas de ar posteriores, responsáveis pela refrigeração do motor de 16 cilindros, alargadas em 10 centímetros. Com o tecto colocado, o Grand Sport pode alcançar uma velocidade máxima de 407 km/h, semelhante à da variante fechada. Caso seja retirado, fica limitado a 360 km/h. Com a cobertura auxiliar colocada, desce para menos 130 km/h. Serão fabricados 150 exemplares em 2010.[1]

[editar | editar código-fonte]

Pagani Zonda Cinque Roadster - 1,3 milhões de euros.
O Zonda Cinque Roadster tem um motor V12 AMG, de 678 cavalos, 780 Nm de binário, escape de titânio revestido a cerâmica, caixa sequencial de 6 velocidades e controlo de tracção. As jantes da APP são construídas em liga de alumínio/magnésio, tem de dimensões 19 (frente) e 20 (traseira) polegadas. Os pneus escolhidos para transmitir a potência ao asfalto são os Pirelli P-Zero. Para parar o Roadster existem travões em compósito carbo-cerâmico da Brembo. O Zonda Cinque Roadster pesa 1210 kg (o mesmo que a versão fechada), conseguindo acelerar dos 0-100 km/h em 3,4 segundos. Está prevista a produção de apenas 5 unidades para 2010.[1]

[editar | editar código-fonte]

Lamborghini Reventón Roadster - 1 milhão de euros.
É semelhante ao coupé mas inspirado no Murciélago LP640, com um motor V12 de 6,5 litros, com 650 cavalos e 660 Nm de binário máximo da variante fechada. Apesar da ausência de tecto, compensada com diversos reforços estruturais, e, consequentemente, maior peso, as performances não deverão ficar longe das homologadas para o coupé, ou seja, 3,4 segundos dos 0 aos 100 km/h e 340 km/h de velocidade máxima. Tem uma produção limitada de apenas vinte exemplares para 2010.[1]

[editar | editar código-fonte]

Maybach Landaulet - 900 000 euros.
Um carro de super luxo ecológico. O motor V12 biturbo de 6 litros foi desenvolvido com a ajuda da AMG, capaz de fornecer 612 cavalos de potência e um binário de 1000 Nm, disponíveis entre as 2000 e as 4000 rpm. A suspensão pneumática, com gestão electrónica AIRMATIC DC (Dual Control), e o sistema de amortecimento adaptativo (ADS II), proporcionam o maior conforto possível aos ocupantes e, ao mesmo tempo, uma dinâmica pouco comum neste tipo de veículos. Exteriormente, este protótipo destaca-se pelas jantes de 20 polegadas, projectadas, exclusivamente, para este automóvel.[1]

[editar | editar código-fonte]

SSC ultimate Aero - 740 000 euros.
Atinge a velocidade de 439 km/h, com um motor V8 biturbo, com 1183 cavalos de potência e uma aerodinâmica apurada nos mais evoluídos túneis de vento, mantendo a elevada dotação de equipamento, com destaque para o sistema de navegação, que incorpora uma câmara traseira de ajuda ao estacionamento. Mas na melhor tentativa, o SSC Ultimate Aero TT chegou apenas aos 370,1 km/h, muito distante de superar os 407 km/h do Bugatti Veyron ou até mesmo os 389,4 km/h do Koenigsegg CCR.[1]

[editar | editar código-fonte]

Maybach 62 Zeppelin - 406 000 euros.
A pintura exterior em dois tons, as jantes de 20 polegadas, os bancos em couro creme, com pespontos pretos, são características que já fazem do Maybach 62 Zeppelin um carro atractivo. Depois, tem ainda o motor V12 biturbo, de 6,0 litros, e tem 640 cavalos de potência e 1000 Nm de binário máximo. A marca está a aceitar encomendas desde o início deste mês, altura em que fez a primeira apresentação pública, em Genebra, deste modelo. Os primeiros exemplares serão entregues em setembro de 2010.[1]

Mais rápido do mundo[editar | editar código-fonte]

Bugatti Veyron - 437.16 km/h (na versão SS)[2]

Diamantes[editar | editar código-fonte]

Maior do mundo (amarelo)[editar | editar código-fonte]

"Gota de Sol", com 110.3 carat's, é o maior do mundo a apresentar a cor amarela, a mais elevada na escala de cor para diamantes. Está avaliado entre 8 a 11 milhões de euros. A pedra foi encontrada na África do Sul pela empresa Cora International em 2010. Foi cortada e polida até assumir a sua forma atual, semelhante a uma pêra. Desde então foi exibida no Museu de História Natural, em Londres, e em Hong Kong. Nunca teve dono.[3]

Divórcios[editar | editar código-fonte]

Mais caro do mundo[editar | editar código-fonte]

Dmitry e Elenea Rybolovleva (2014). 4,5 biliões de dólares.[4]

2º mais caro[editar | editar código-fonte]

Alec e Jocelyn Wildenstein. 2,5 biliões de dólares (1999). Jocelyn conseguiu também uns extra 100 milhões anuais durante 13 anos para custear as cirurgias plásticas a que se submete regularmente.[4]

3º mais caro[editar | editar código-fonte]

Rupert Murdoch e Anna Murdoch (1999). 1,7 biliões de dólares do património do marido (1999). Anna Murdoch Mann recebeu 110 milhões directamente em dinheiro após o acordo.[5][4]

[editar | editar código-fonte]

Bernie Ecclestone e Slavica Ecclestone. 1,2 biliões de dólares (2009). Foi revelado posteriormente que Bernie Ecclestone estaria a receber 100 milhões/ano do fundo da ex-mulher.[5][4]

[editar | editar código-fonte]

Harold e Sue Ann Hamm. 995,5 milhões de dólares (2014). Foi estabelecido que 1/3 dos fundos teria de ser pago até ao final de 2014 e após Sue Ann Hamm receberia 7 milhões por mês.[4]

[editar | editar código-fonte]

Mel e Robyn Gibson. 850 milhões de dólares (2011). É considerado o mais caro divórcio de Hollywood.[4]

[editar | editar código-fonte]

Roman Abramovich e Irina Abramovich. 300 milhões de dólares.[5]

[editar | editar código-fonte]

Michael Jordan e Juanita Jordan (2006). 168 milhões de dólares após 17 anos de casamento.[5]

[editar | editar código-fonte]

Steven Spielberg e Amy Irving (1988). 100 milhões de dólares.[5]

10º[editar | editar código-fonte]

Madonna e Guy Ritchie (2008). Estimado o valor entre 76 e 92 milhões de dólares.[5]

Fotografias[editar | editar código-fonte]

Mais cara do mundo[editar | editar código-fonte]

A fotografia “Untitled #96”, da fotógrafa e diretora de cinema americana Cindy Sherman, foi vendida num leilão da Christie’s por 3,9 milhões dólares. O comprador foi um comerciante de Nova Iorque. Cindy Sherman começou a fotografar em 1977. Fugindo da estética da fotografia tradicional, seu trabalho é comparável ao de alguns artistas famosos como Barbara Kruger, Richard Prince e Jenny Holze. A fotografia, que agora detém o título de a mais cara do mundo, foi feita em 1981 e é um autoretrato da fotógrafa.[6]

Hotéis[editar | editar código-fonte]

O barómetro Hotels.com apresenta uma lista de hotéis em todo o mundo, conhecidos por alguma característica que os diferencia de todos os outros. Pode ser o mais bonito, o mais caro ou mesmo o mais frio do mundo. A lista pode ajudar a planear umas férias diferentes, num hotel que marque pela diferença.[7]

Maior do mundo[editar | editar código-fonte]

Palazzo Resort Hotel & Casino

Las Vegas, Estados Unidos

O Pallazzo Resort abriu em Abril e tem 7 mil quartos. O hotel acaba por ser uma cidade dentro da própria cidade. Dispõe de 50 restaurantes, comércio e o seu próprio casino.

Mais Caro do mundo[editar | editar código-fonte]

Burj Al Arab Dubai, Emirados Árabes Unidos

O hotel é composto por 202 suites, sendo que a mais pequena tem 169 m2 e a maior 780 m2. Para passar uma noite no hotel mais caro do mundo, tem que estar disposto a pagar no mínimo 1000 dólares e no máximo 15 mil dólares.

Mais Alto do mundo[editar | editar código-fonte]

Park Hyatt Shangai Shangai, China

A vista que este hotel oferece é o seu cartão de visita. Com os seus 101 pisos, quase a 150 metros do chão, o Park Hyatt, em Shangai, é actualmente o hotel mais alto do mundo.

Mais Frio do mundo[editar | editar código-fonte]

Ice Hotel

Jukkasjärvi, Suécia Este foi o primeiro hotel a oferecer alojamento de gelo aos clientes. A temperatura no hotel varia entre os 5 e os 8 graus.

Mais Isolado do mundo[editar | editar código-fonte]

Mövenpick Resort Petra Petra, Jordânia

Situado na fronteira do deserto arábico na Jordânia, tem a classificação de um dos hotéis mais isolados do mundo. É um hotel de 5 estrelas com vista para o complexo de templos de Petra, uma das novas Maravilhas do Mundo.

Mais Rápido do mundo[editar | editar código-fonte]

New York New York Hotel & Casino Las Vegas, EUA

Este é o hotel mais rápido do mundo graças ao Manhattan Express, uma montanha-russa que leva os clientes a uma viagem alucinante pelo edifício.

Mais Inquietante do mundo[editar | editar código-fonte]

The Jailhotel

Lucerna, Suíça Este hotel foi uma prisão de mulheres, que mantém da construção original as grades nas janelas. Apesar de totalmente renovado e transformado, o hotel foge um pouco à visão idílica das montanhas suiças.

Mais a Norte do mundo[editar | editar código-fonte]

Park Inn Poliarnie

Murmansk, Rússia

Este hotel situa-se na cidade mais a norte do mundo, situada no extremo norte do oeste da Rússia, perto da Fronteira com a Finlândia.

Mais a Sul do mundo[editar | editar código-fonte]

Los Cauquenes Resort & SPA

Ushuaia, Argentina

Em Ushuaia, a cidade mais a sul do mundo, é possível desfrutar de um sugestivo panorama em frente às praias do Canal de Beagle.

Mais bonito do mundo[editar | editar código-fonte]

Villa d’Este

Cernobbio, Itália Se fosse um concurso de misses este hotel sairia vencedor. Situado no Lago do Como, em Itália, este hotel já recebeu alguns dos hóspedes mais famosos do mundo: Alfred Hitchcock, Elizabeth Taylor, Frank Sinatra, Barbra Streisand, Madonna, Mick Jagger, Bruce Springsteen, Ava Gardner, Robert De Niro e George Clooney.

Pinturas mais caras da história[editar | editar código-fonte]

O Art Encyclopedia 2011 publicou a lista atualizada das 20 obras de arte que alcançaram o maior valor em leilões e vendas privadas da história. Não fazem parte da lista obras dos grandes mestres da pintura universal como Michelangelo, Raphael, Leonardo, Rembrandt e Vermeer, pertencentes a museus e igrejas e que teriam um valor inestimável. Estima-se, por exemplo, que a “Mona Lisa”, de Leonardo da Vinci, pertencente ao Museu do Louvre, valeria entre 700 milhões e 1000 milhões de dólares. A lista compreende apenas obras que foram comercializadas em leilões e vendas privadas.[8]

1ª mais cara do mundo[editar | editar código-fonte]

A primeira tela e também obra de arte mais cara de todos os tempos é When Will You Marry? de Paul Gauguin.[9]

Ano: 2015

Valor: 300 milhões de dólares

Vendedor: família de Rudolf Staechelin

Comprador: desconhecido (provavelmente museu do Qatar)

2ª mais cara do mundo[editar | editar código-fonte]

A segunda pintura mais cara de todos os tempos é Os Jogadores de Cartas de Paul Cézanne.[10]

Ano: 2012

Valor: 250 milhões de dólares

Vendedor: anónimo

Comprador: Qatar

3ª mais cara do mundo[editar | editar código-fonte]

A terceira tela mais cara de todos os tempos e a primeira mais cara vendida em leilão é As Mulheres de Argel (Versão 0) de Pablo Picasso pintada em 1955. Entre as obras de Picasso que são propriedade privada, essa era considerada a mais importante tendo leilão do quadro demorado apenas 11 minutos. O quadro tinha um preço fixado inicialmente em 140 milhões de dólares.[11]

Ano: 2015

Valor: 179,3 milhões de dólares

Vendedor: anónimo

Comprador: anónimo

4ª mais cara do mundo[editar | editar código-fonte]

A quarta tela mais cara de todos os tempos é Three Studies of Lucian Freud de Francis Bacon.[12]

Ano: 2013

Valor: 142,4 milhões de dólares

Vendedor: anónimo

Comprador: anónimo

5ª mais cara[editar | editar código-fonte]

A quinta tela mais cara de todos os tempos é Nº. 5, de Jackson Pollock de 1948.[13]

Ano: 2006

Valor: 140 milhões de dólares

Vendedor: David Geffen

Comprador: David Martinez

[editar | editar código-fonte]

A sexta pintura mais cara é Woman III, de Willem de Kooning de 1953.[13]

Ano: 2006

Valor: 137 milhões de dólares

Vendedor: David Geffen

Comprador: Steven A. Cohen

[editar | editar código-fonte]

Portrait of Adele Bloch-Bauer I, de Gustav Klimt, de 1907.[13]

Ano: 2006

Valor: 135 milhões de dólares

Vendedor: Maria Altmann

Comprador: Ronald Lauder

[editar | editar código-fonte]

O Grito, de Edvard Munch, versão de 1895.[14]

Ano: 2012

Valor: 119,9 milhões de dólares

Vendedor: Petter Olsen

Comprador: desconhecido

[editar | editar código-fonte]

Nude, Green Leaves and Bust, de Pablo Picasso, de 1932.[13]

Ano: 2010

Valor: 106,5 milhões de dólares

Vendedor: Frances Brody

Comprador: desconhecido

10ª[editar | editar código-fonte]

Garçon à la Pipe, de Pablo Picasso, de 1905.[13]

Ano: 2004

Valor: 104,2 milhões de dólares

Vendedor: Família Whitney

Comprador: desconhecido

11ª[editar | editar código-fonte]

Eight Elvises, de Andy Warhol, de 1963.[13]

Ano: 2009

Valor: 100 milhões de dólares

Vendedor: desconhecido

Comprador: desconhecido

12ª[editar | editar código-fonte]

Dora Maar au Chat, de Pablo Picasso, de 1941.[13]

Ano: 2006

Valor: 95,2 milhões de dólares

Vendedor: Família Gidwitz

Comprador: desconhecido

13ª[editar | editar código-fonte]

Retrato de Adele Bloch-Bauer II, de Gustav Klimt, de 1912.[13]

Ano: 2006

Valor: 87,9 milhões de dólares

Vendedor: Maria Altmann

Comprador: desconhecido

14ª[editar | editar código-fonte]

Triptych, de Francis Bacon, de 1976.[13]

Ano: 2008

Valor: 86,3 milhões de dólares

Vendedor: European art collection

Comprador: Roman Abramovich

15ª[editar | editar código-fonte]

Portrait of Dr Gachet, de Vincent Van Gogh, de 1890.[13]

Ano: 1990

Valor: 82,5 milhões de dólares

Vendedor: Família de Siegfried Kramarsky

Comprador: Ryoei Saito


16ª[editar | editar código-fonte]

False Start, de Jasper Johns, de 1959.[15]

Ano: 2006

Valor: 80 milhões de dólares

Vendedor: David Geffen

Comprador: Kenneth C. Griffin

17ª[editar | editar código-fonte]

Bal au Moulin de la Galette, de Pierre-Auguste Renoir, de 1876.[15]

Ano: 1990

Valor: 78,1 milhões de dólares

Vendedor: Betsey Whitney

Comprador: Ryoei Saito

18ª[editar | editar código-fonte]

Massacre of the Innocents, de Peter Paul Rubens, de 1611.[15]

Ano: 2002

Valor: 76,7 milhões de dólares

Vendedor: Colecionador de arte austríaco

Comprador: Kenneth Thomson

19ª[editar | editar código-fonte]

White Center, de Mark Rothko, de 1950.[15]

Ano: 2007

Valor: 72,8 milhões de dólares

Vendedor: David Rockefeller

Comprador: Família Real do Qatar

20ª[editar | editar código-fonte]

Le Bassin aux Nympheas, de Claude Monet, de 1919.[15]

Ano: 2008

Valor: 72 milhões de dólares

Vendedor: desconhecido

Comprador: desconhecido

21ª[editar | editar código-fonte]

Green Car Crash, de Andy Warhol, de 1963.[15]

Ano: 2007

Valor: 71,7 milhões de dólares

Vendedor: David Rockefeller

Comprador: desconhecido

22ª[editar | editar código-fonte]

Portrait de l'artiste sans barbe, de Vincent Van Gogh, de 1889.[15]

Ano: 1998

Valor: 71,5 milhões de dólares

Vendedor: Família de Jacques Koerfer

Comprador: desconhecido

23ª[editar | editar código-fonte]

Police Gazette, de Willem de Kooning, de 1955.[15]

Ano: 2006

Valor: 63,5 milhões de dólares

Vendedor: David Geffen

Comprador: Steven A. Cohen

24ª[editar | editar código-fonte]

Men in Her Life, de Andy Warhol, de 1962.[15]

Ano: 2010

Valor: 63,3 milhões de dólares

Vendedor: desconhecido

Comprador: desconhecido

25ª[editar | editar código-fonte]

Rideau, Cruchon et Compotier, de Paul Cézanne, de 1894.[15]

Ano: 1999

Valor: 60,5 milhões de dólares

Vendedor: Família Whitney

Comprador: desconhecido

26ª[editar | editar código-fonte]

A Wheatfield, with Cypresses, de Vincent Van Gogh, de 1889.[15]

Ano: 1993

Valor: 57 milhões de dólares

Vendedor: Filho de Emil Georg Buhrle

Comprador: Walter H. Annenberg

27ª[editar | editar código-fonte]

Femme aux Bras Croisés, de Pablo Picasso, de 1902.[15]

Ano: 2000

Valor: 55 milhões de dólares

Vendedor: Família McCormick

Comprador: desconhecido

Túneis maiores do Mundo[16][editar | editar código-fonte]

[editar | editar código-fonte]

Túnel de Gothard (Suíça) - 57 km (a concluir em 2017).

[editar | editar código-fonte]

Túnel de Seikan (Japão) - 54 km (1988)

[editar | editar código-fonte]

Eurotúnel (França/Reino Unido) - 50,5 km

[editar | editar código-fonte]

Túnel de Loetschberg (Suíça) - 34,5 km

[editar | editar código-fonte]

Túnel de Guadarram (Espanha) - 29 km

Números mais importantes do mundo[editar | editar código-fonte]

[editar | editar código-fonte]

Velocidade da luz - A velocidade da luz no vácuo, simbolizada pela letra c, é igual a 299 792 458 metros por segundo.

[editar | editar código-fonte]

Pi - é a proporção numérica originada da relação entre as grandezas do perímetro de uma circunferência e seu diâmetro; por outras palavras, se uma circunferência tem perímetro e diâmetro , então aquele número é igual a . 8 dígitos aproxima por 3,1415927.

[editar | editar código-fonte]

Constante de Boltzmann - k ou kB, relaciona temperatura e energia de moléculas. O seu valor experimental, em unidades SI, determinado em 2002, é:

[editar | editar código-fonte]

Constante gravitacional - G, expressa a atração gravitacional em newtons, que se verifica experimentalmente existir entre dois objetos de massa 1 quilograma cada, quando separados pela distância de 1 metro. O melhor valor aceite atualmente é:

[editar | editar código-fonte]

Número de ouro - constante real algébrica irracional denotada pela letra grega Φ (Phi) e com o valor de 1,618 (arredondado a três casas decimais).

[editar | editar código-fonte]

Unidade imaginária - representada por ou , é uma solução para situações que exigem raízes quadradas negativas. Aparece em equações derivadas de , em que é um número complexo, e são números reais e é a unidade imaginária. Sua propriedade fundamental é que .

[editar | editar código-fonte]

Constante de Planck - representada por h, é uma das constantes fundamentais da Física. Tem um papel fundamental na Mecânica quântica. Seu valor é de aproximadamente:

[editar | editar código-fonte]

Número de Euler - é a base dos logaritmos naturais.

, cujo valor é aproximadamente 2,718 281 828 459 045 235 360 287.

[editar | editar código-fonte]

Constante de Hubble - determina a relação entre o deslocamento do comprimento de onda e a distância de uma galáxia.

Em 2006 calculou-se valor de 70 (km/s)/Mpc, +2.4/-3.2, deste modo a previsão para a idade do universo fica próxima dos 14.000 milhões de anos.

10º[editar | editar código-fonte]

Constante de Avogadro - definida como o número de átomos de carbono-12 em 12 gramas (0,012 kg) de carbono-12, o que é aproximadamente igual a 6,02 × 1023.

Referências

  1. a b c d e f g Os 7 carros mais caros do mundo Jornal Diário Económico de 31 de março de 2010. Página visitada em 31 de março de 2010
  2. "Bugatti Supersport: Der 1200-PS-Boooahgatti auf Rekordfahrt - Auto (em alemão)
  3. "Gota de Sol" leiloada pela Sotheby`s RTP, Página visitada em 9 de novembro de 2011
  4. a b c d e f «The world's most expensive divorces». Financial Review (em inglês). afr.com. 28 de novembro de 2014. Consultado em 28 de novembro de 2014 
  5. a b c d e f Os divórcios mais caros do mundo Jornal Diário Económico de 12 de fevereiro de 2010. Página visitada em 12 de fevereiro de 2010
  6. Carlos Willian Leite A foto mais cara do mundo: 3,9 milhões dólares Revista Bula — Literatura e Jornalismo Cultural de 3 de agosto de 2011. Acessado em 11 de dezembro de 2011
  7. Marta Cerqueira Hotels.com-Hotéis que batem recordes Jornal I de 18 de Agosto de 2009
  8. Carlos Willian Leite As 20 obras de arte mais caras da história Revista Bula — Literatura e Jornalismo Cultural de 3 de agosto de 2011. Acessado em 11 de dezembro de 2011
  9. Scott Reyburn, Doreen Carvajal (5 de fevereiro de 2015). «Gauguin Painting Is Said to Fetch Nearly $300 Million». The New York Times (em inglês). Consultado em 17 de maio de 2015 
  10. Alexandra Peers (2 de fevereiro de 2012). «Qatar Purchases Cézanne's The Card Players for More Than $250 Million, Highest Price Ever for a Work of Art» (em inglês). Vanity Fair. Consultado em 28 de dezembro de 2013 
  11. «Quadro de Picasso leiloado por valor recorde». TVI24. tvi24.iol.pt. 12 de maio de 2015. Consultado em 17 de maio de 2015 
  12. Lucinda Canelas (13 de novembro de 2013). «Tríptico de Bacon é a pintura mais cara de sempre vendida em leilão». Jornal Público. publico.pt. Consultado em 13 de novembro de 2013 
  13. a b c d e f g h i j The World's Most Expensive Paintings (Part 1) Encyclopedia of Art. Acessado em 11 de dezembro de 2011. (em inglês)
  14. «Com US$ 120 milhões, quadro 'O Grito' quebra recorde em leilão». G1. 2 de maio de 2012. Consultado em 13 de novembro de 2013 
  15. a b c d e f g h i j k l The World's Most Expensive Paintings (Part 2) Encyclopedia of Art. Acessado em 11 de dezembro de 2011. (em inglês)
  16. Maior túnel do Mundo Jornal Metro, Página visitada em 22 de outubro de 2010