Usuário:Zac Salvatore/Testes/5

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
"If You Had My Love"
Single de Jennifer Lopez
do álbum On the 6
Lado B "No me ames"
Lançamento 11 de maio de 1999 (1999-05-11)
Formato(s) CD single, fita cassete, maxi single, vinil
Gravação 1999;
Sony Music Studios
(Nova Iorque)
The Hit Factory
(Nova Iorque)
Gênero(s) Pop, R&B
Duração 4:25
Gravadora(s) Work, Columbia
Composição Rodney Jerkins, LaShawn Daniels, Cory Rooney
Produção Rodney Jerkins
Cronologia de singles de Jennifer Lopez
"No me ames"
(1999)
Lista de faixas de On the 6
"Should've Never
(2)

"If You Had My Love" é uma canção da cantora americana Jennifer Lopez, contida em seu álbum de estreia On the 6 (1999). Foi composta e produzida por Rodney Jerkins, com escrita adicional por LaShawn Daniels e Cory Rooney. Inspirada a iniciar uma carreira musical após interpretar Selena em seu filme homônimo autobiográfico, Lopez gravou uma demo em espanhol e iniciou as gravações de seu primeiro disco após ser contratada pela Work Group, com o presidente Tommy Mottola incentivando-a a gravar faixas em inglês. Durante as últimas sessões do projeto, Rooney e Jerkins apresentaram ao cantor Michael Jackson um CD com trilhas instrumentais que esperavam ser trabalhadas, dentre as quais estava a de "If You Had My Love"; ele inicialmente mostrou interesse em gravá-la, porém sentiu que seria mais adequada para uma cantora, fazendo Rooney entregá-la para Lopez, considerando a composição "perfeita" para ela. Uma história diferente, no entanto, foi publicada pelo jornalista Damien Shields em 2015, que afirmou que Lopez já teria gravado o tema quando Jackson o ouviu.

A faixa foi lançada como o single de estreia de Lopez em 11 de maio de 1999, através da Work Group e da Columbia Records, sendo comercializada em CD single, fita cassete, maxi single e vinil. Gravada nos Sony Music Studios e The Hit Factory, ambos situados em Nova Iorque, "If You Had My Love" é uma canção de ritmo moderado musicalmente derivada dos gêneros pop e R&B, com influências de salsa e hip hop, com sua estrutura sendo constituída por um metrônomo de 94 batidas por minuto e instrumentação que inclui piano, guitarra e cordas. Suas letras são similares à uma conversa e tratam do início de um novo relacionamento, com a cantora confrontando seu admirador com uma série de regras. Controvérsia foi criada acerca de sua composição devido ao fato de Jerkins ter elaborado uma "música quase idêntica" à cantora Chanté Moore.

"If You Had My Love" obteve análises positivas de críticos musicais, que elogiaram seu ritmo e sua produção, vencendo o Teen Choice Award de Song of the Summer em 1999. A canção também foi bem recebida criticamente, liderando as tabelas da Austrália, do Canadá, da Dinamarca, da Espanha, da Finlândia e da Nova Zelândia e listando-se entre as dez melhores posições em uma série de países como Alemanha, Bélgica, França, Itália, Reino Unido, Suécia e Suíça. Nos Estados Unidos, liderou a Billboard Hot 100 por cinco semanas consecutivas e foi considerada uma das músicas do verão de 1999, vindo a encerrar o ciclo anual como a 12.ª mais vendida com 1.2 milhões de cópias vendidas. Este desempenho positivo resultou em várias certificações para a faixa, incluindo platina atribuídas pela Australian Recording Industry Association (ARIA), Belgian Entertainment Association (BEA), Syndicat National de l'Édition Phonographique (SNEP) e Recording Industry Association of America (RIAA) e prata pela BPI (BPI).

Dirigido por Paul Hunter e lançado em 17 de maio de 1999 no programa Total Request Live, o vídeo musical correspondente possui um conceito voyeurístico virtual no qual visitantes de uma página na Internet direcionam as ações de Lopez. Bem recebido criticamente, foi indicado em quatro MTV Video Music Awards naquele ano e recebeu grande transmissão pela MTV tanto nos Estados Unidos quanto internacionalmente, ajudando Lopez a "abrir o envelope" em um cenário até então predominantemente dominado por Janet Jackson e Madonna, tendo sido notado por seu impacto em vídeos musicais contemporâneos. Lopez apresentou "If You Had My Love" nos Blockbuster Entertainment Awards e VH1/Vogue Fashion Awards de 199, vindo a interpretá-la em sua primeira turnê mundial Dance Again World Tour (2012) em uma versão acústica e incluindo-a na abertura de sua residência Jennifer Lopez: All I Have (2016-17). O sucesso da obra foi uma surpresa para críticos, contribuindo com a crescente popularidade de artistas latinos em mercados anglófonos e fazendo de Lopez uma das poucas artistas a fazer um crossover bem sucedido na indústria musical. É também considerada uma das canções assinatura e uma das melhores da cantora, constando também na trilha sonora da nona temporada da série brasileira Malhação.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

"If You Had My Love" foi originalmente oferecida ao cantor Michael Jackson

Após uma série de papéis secundários em filmes, Lopez conquistou fama ao interpretar a cantora Selena em seu filme homônimo autobiográfico, lançado em 1997.[1] O seu trabalho na película inspirou-a a iniciar uma carreira musical, conforme explicado pela mesma: "Eu comecei minha carreira em teatros musicais, no palco. Então, fazer o filme me fez lembrar do quanto eu sentia falta de cantar, dançar, e de coisas do tipo...". Após concluir as filmagens de Selena, Lopez estava "sentindo bastante [suas] raízes latinas" e gravou uma demo em espanhol.[2] Em seguida, seu empresário enviou a canção, intitulada "Vivir Sin Ti", para a Work Group, subsidiária da Sony Music Entertainment, que se interessou em contratá-la.[3] Tommy Mottola, presidente da gravadora, sugeriu que Lopez cantasse músicas em língua inglesa, e ela deu início às gravações de seu álbum de estreia On the 6.[3] Durante a produção do álbum, Lopez estava ciente do fato de que havia recebido um contrato discográfico com base em sua aparência e por já ter um nome estabelecido na indústria do entretenimento, e queria provar que tinha talento musical.[4] Sua decisão de adentar no mercado musical, porém, foi vista como um ato arriscado, pois estrelas da indústria cinematográfica tiveram "resultados desiguais" quando se tratava de se lançarem na indústria da música,[1] com críticos predizendo que "se o álbum fosse um fracasso, isso não apenas envergonharia Lopez mas também prejudicaria sua carreira".[5]

De acordo com Cory Rooney, um dos compositores da canção, Lopez estava quase finalizando as gravações de On the 6 quando ele e o produtor Rodney Jerkins apresentaram um CD com trilhas instrumentais para serem trabalhadas ao cantor Michael Jackson, dentre as quais estava a de "If You Had My Love".[6] Rooney acreditou que a faixa era "perfeita para Jennifer" e esperou que Jackson não a selecionasse, tendo lembrado: "A melodia começou e Michael começou a se mexer e a balançar ao som dela e falou, 'Cara, eu gostei dessa'. Meu coração afundou. Depois, ele falou, 'Eu não gostei dela para mim, mas gostei. Vai ser um sucesso na voz de outra pessoa".[6] Rooney disse que ele e LaShawn Daniels elaboraram as letras do número ao final daquele dia.[6] Uma história diferente, no entanto, foi dita pelo jornalista Damien Shields ao portal Idolator em 2015, que declarou que Rooney já havia gravado a composição com Lopez em 1998 e que ela já havia sido reservada para a cantora quando Jackson a ouviu.[7] Segundo Shields, Jackson achou que a obra tinha um "groove muito bom" e brevemente considerou gravá-la, comentando: "Todo mundo ficou tipo, 'Droga, agora teremos que discutir com o Rei do Pop porque essa já será a primeira canção da Jennifer, já está em movimento e será enviada para as rádios em dois meses'. Como você possivelmente diz um 'não' ao Michael Jackson?".[7] Jackson, então, rejeitou a faixa, por acreditar que ficaria mais adequada na voz de uma cantora. Shields observou: "Essa foi a única das canções de Rodney que ele gostou, mas também teve a intuição de saber que uma mulher deveria cantá-la por perceber seu melhor potencial".[7]

Originalmente, Lopez queria que "Feelin' So Good" fosse lançada como o seu primeiro single, porém sua gravadora decidiu escolher "If You Had My Love".[8] Chuck Taylor, da Billboard, deu os primeiros indícios de que a canção seria lançada como a primeira música de trabalho de Lopez em uma resenha antecipada da faixa, publicada na edição de 8 de maio de 1999 da revista, na qual comentou que "a Work está tirando todos os proveitos da imagem sensual dela para ajudar na questão da divulgação".[9] "If You Had My Love" foi finalmente lançada em 11 de maio de 1999 nos Estados Unidos pela Work Group em um CD single apresentando "No me ames" como seu lado B,[10] o qual foi distribuído no Canadá catorze dias depois através da Sony Music Entertainment;[11] na mesma data, foi comercializado um vinil com a mesma faixa do CD single em ambas as nações.[12][13] Na Alemanha, foi lançada em maxi single em 2 de junho de 1999 sob distribuição da Columbia Records,[14] da mesma forma que na Espanha e no Reino Unido no dia 21 do mesmo mês,[15][16] enquanto que no Japão o seu lançamento ocorreu em 23 de junho no formato de CD single, através da Sony Music Entertainment.[17]

Gravação e composição[editar | editar código-fonte]

Demonstração de 30 segundos de "All About That Bass", canção derivada do bubblegum pop e do doo-wop que apresenta elementos de diversos gêneros, como R&B e country.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

"If You Had My Love" foi composta por Cory Rooney, LaShawn Daniels e Rodney Jerkins, sendo produzida pelo último.[18] Lopez gravou seus vocais nos Sony Music Studios em Nova Iorque em um microfone SSL 9000, com vocais de apoio fornecidos por Jennifer Karr e Shawnyette Harrell e sob a engenharia de Franklyn Grant e Robb Williams, que utilizaram um gravador Sony 3348 e uma master tape Quantegy 467.[19] As cordas foram gravadas no The Hit Factory, também em Nova Iorque, e foram arranjadas por Williams, Glen Marchese e Larry Gold, que também responsabilizou-se pela regência.[18] O processo de mixagem, ocorrido no estúdio supracitado, ficou a cargo de Tony Maserati, que usou um console SSL 9000J, um gravador Sony 3348 HR e uma master tape BASF 900.[19] A masterização foi realizada por Herb Powers no Powers House of Sound, em Nova Iorque, com a Sony encarregando-se pela manufatora dos CDs e cassetes.[19] Outros profissionais envolvidos na gravação da faixa foram Bill Makina, Cuck Bailey e Brian Calicchia; o primeiro encarregou-se pela programação e os dois últimos serviram como assistentes no processo de engenharia, ao lado de Williams.[18]

Com duração de quatro minutos e vinte e cinco segundos (4:25), "If You Had My Love" é uma canção de andamento mediano derivada dos gêneros pop e R&B, fundindo elementos da salsa e do hip hop em sua composição e com instrumentação que inclui piano, guitarra e cordas. De acordo com a partitura publicada no portal Musicnotes.com pela EMI Blackwood Music, Inc., a faixa foi composta no tom de si menor, com um metrônomo moderado de 94 batidas por minuto e uma sequência básica formada pelas notas mi menor7, fá sustenido menor7 e si menor7 como sua progressão harmônica. Os vocais de Lopez abrangem-se entre as notas lá sustenido3 e mi sustenido5. Michael Cragg, da BBC Music, avaliou que a voz da artista possui uma "inocência arrulhada". Bett Johnson, da revista Entertainment Weekly, descreveu a obra como um "funk lento".

Liricamente, "If You Had My Love" é similar à uma conversa, na qual Lopez confronta seu admirador de forma "insiste" com uma série de regras básicas antes de eles iniciarem um relacionamento. James Dinh, da MTV, disse que a cantora "permite que suas inseguranças tirem o seu melhor" na faixa. Escrevendo para a Billboard, Leslie Richin analisou que a letra "serviu como um conto preventivo para admirados que talvez um dia tenham chance com a estrela em ascensão. O mais importante: mentirosos e traidores não estão permitidos". Nas linhas iniciais da faixa, a intérprete declara: "Se eu me entregar a você, é assim que terá de ser / Primeiro, não suportarei que você me traia / Me diga em quem poderei confiar se não puder confiar em você / E eu me recuso que você me faça de boba". No refrão, ela questiona: "Se você tivesse meu amor / E eu lhe desse minha confiança / Você me consolaria? / E se você soubesse que seu amor seria desleal / Você mentiria para mim e me chamaria de "amor?"". Lopez explicou em seu livro True Love (2014) que as letras se referem ao "começo de um novo relacionamento, ao que eu espero e ao que eu quero", dizendo: "Há um pouco de medo nelas também, e uma sensação do tipo, 'o que você vai fazer se eu lhe der meu coração?'". As estrofes consistem nela "tentando estabelecer as regras", enquanto o refrão expressa "todo o medo" que ela sente. Jocelyn Vena, da MTV News, notou que "If You Had My Love" iniciou a abordagem lírica de Lopez ao tema do amor, a qual ela continuou ao longo de sua carreira.

Vídeo musical[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O ator Adam Rodriguez aparece no videoclipe.

O videoclipe de "If You Had My Love" foi dirigido por Paul Hunter. Ele apresenta como tema o voyeurismo na internet, em que uma variedade de espectadores assistem a Lopez através de suas webcams acessando a página "Jennifer Lopez Online".[20][21] O Los Angeles Times descreveu o conceito como uma "fusão temática oportuna de números de dança elaborados, o voyeurismo da Internet e os poderes crus de atração que Lopez causa em homens, mulheres e meninas". O videoclipe "interativo" foi lançado em conjunto com o próprio site oficial da artista na época.[20] Sua "qualidade voyeurística" foi ideia de Hunter, enquanto Sean Combs surgiu com o conceito de site que "ligasse a tudo". Lopez, que tinha uma ideia específica de como ela queria que fosse a cena em que iria haver a pausa para dançar, descreveu o videoclipe como uma colaboração entre ela, Hunter, Combs e seu empresário Benny Medina.[22] O clipe estreou em 17 de maio de 1999, durante uma edição do Total Request Live,[23] e foi liberado para agências de videoclipes na semana que terminou em 22 de maio de 1999.[24] O ator Adam Rodriguez, que aparece no videoclipe, disse: "Jennifer e eu já éramos amigos quando ela me ligou para fazer o vídeo dela [...] Lembro-me de ter pensado: 'Por que não iria fazer?' Então descobriu-se que o single foi um grande sucesso e o que realmente catapultou sua carreira para a fama global. Fazer parte disso tornou o verão divertido porque todo mundo conhecia aquele vídeo".[25] As roupas e acessórios usados pela artista na gravação incluíam um top de biquíni branco e calças de moletom de cintura baixa, um colar de ouro "mergulhado", e um minivestido espelhado durante uma das sequências de dança.[25][26][27] Nele, ela também exibia um penteado elegante com reflexos de castanho mel.[28]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O videoclipe gira em torno do conceito "Bem-vindo a Jennifer Lopez Online".[29]

O clipe começa em uma sala escura, onde um homem (Rodriguez) pesquisa "Jennifer Lopez" em seu computador e é redirecionado para o site dela (que é exibido por efeitos especiais emulando números binários). Ele assiste a uma transmissão ao vivo de Lopez na casa dela, cheia de câmeras.[30] Ela aparece em uma série de configurações, incluindo uma sala de estar e rastejando sobre uma mesa, e está visivelmente ciente dos espectadores, acenando para a câmera antes da música começar. O homem não está sozinho em suas ações voyeurísticas, já que clientes de um cyber café, uma menina em seu quarto e mulheres latinas em sua cozinha, entre outros, também estão assitindo a transmissão ao vivo de Lopez por meio de computadores e televisão pela internet.[31][30] Os espectadores podem selecionar onde Lopez está localizada no ciberespaço a partir de uma gama de opções. O homem clica em uma sala que mostra a artista no banheiro e cantando enquanto verifica seu reflexo no espelho.[21][31]

O feed de Lopez também está sendo transmitido ao vivo para uma boate e uma central de atendimento. O homem então clica na opção de dança e é mais uma vez inserido através do binário de efeitos especiais. A artista segue apresentando uma série de coreografias (incluindo jazz, house e soul latino) enquanto a música progride para uma parte remixada (Pablo Flores Remix).[31] O homem então aumenta o zoom na saia de Lopez, enquanto ela dança ao som de ritmos latinos. Ele então aumenta a entonação sexual novamente, solicitando uma cena em que a artista está tomando banho.[21] Um par de mecânicos que também estão assistindo logo viram suas cabeças para Lopez e não prestam atenção em seus carros que estão em chamas enquanto eles estão prestando atenção na tela.[31] Um novo usuário é apresentado e fica implícito que ele joga seu computador debaixo d'água para "diminuir a temperatura" (por assim dizer), onde continua a observá-la. No final original, Rodriguez é mostrado passando a mão esquerda por baixo da camisa e "chupando os dedos da mão direita" enquanto a artista olha para ele pela câmera enquanto toma banho. Esta filmagem foi cortada da versão oficial.[32]

Recepção e impacto[editar | editar código-fonte]

Após seu lançamento, o videoclipe "enfatizando o corpo" foi reproduzido em grande rotação na MTV . [80] A Billboard o chamou de " muy caliente " e uma "fantasia", [27] e a Vibe o considerou um de seus melhores vídeos de dança. [81] Em 2015, BET escreveu: "Não achamos que alguém possa esquecer o número de dança atrevido de Jennifer em seu vídeo de estreia." [75] De acordo com o monitoramento da Nielsen Broadcast Data Systems , o clipe se tornou o mais reproduzido no VH1 em um ponto em agosto de 1999. [82] Em agosto de 1999, um escritor da Billboarddiscutiu o impacto internacional do vídeo, escrevendo que Lopez "não está muito atrás de Ricky Martin como a estrela da música latina na Ásia. Com a força do vídeo de 'If You Had My Love', Lopez disparou de um desconhecido para status de superestrela em mercados tão diversos como Filipinas e Índia. " [6] Jeff Selamutu, uma forma de programação do Channel V , opinou que Lopez "realmente empurrou o envelope para artistas mulheres internacionais" na região da Ásia-Pacífico, observando: "Até agora, foram apenas Janet Jackson e Madonna ." Como resultado, o Canal V estruturou uma campanha de um mês em torno do lançamento de On the 6,com "If You Had My Love" sendo tocada até seis vezes por dia nos feeds internacionais da rede. [6] Em 2014, Christina Lee do Idolator descreveu o vídeo como "Jennifer clássica", dizendo: "A maneira como Jennifer olhava para a câmera - era fácil [...] Em um momento ela é dura, com seus olhares duros e insistentes letras [...] Mas então ela gira os quadris e sorri casualmente por cima do ombro. Ela era uma diva e os pés no chão. " [77]

Nine.com.au chamou a vibração de cyberstalking do videoclipe de "assustadora", [83] com a revista Complex a respeito do vídeo como um dos "Maiores momentos tecnológicos da história do videoclipe". [79] Lisa Nakamura analisou o vídeo em seu livro Digitizing Race: Visual Cultures of the Internet(2008), ressaltando que “dá um novo giro à tradicional posição feminina como objeto do olhar”, onde Lopez se apresenta “como um objetivo de interatividade”. Nakamura acrescentou: "Neste vídeo, temos acesso ao corpo da estrela através da mente do espectador. Nós a vemos como ele a vê, por meio do uso da interface. Essa divisão representa uma dicotomia paradigmática na teoria de gênero: o corpo é o da latina, a mulher negra, e a mente é a de um homem branco. " [78] Em Rewind, Play, Fast Forward: The Past, Present and Future of the Music Video(2015), os autores Henry Keazor e Thorsten Wübbena observaram que "a ideia de uma presença online de uma estrela musical foi concebida e visualizada" no vídeo, escrevendo: "a cantora foi apresentada como uma espécie de 'bela cativa' (como uma poderia colocá-lo citando o título de um romance de Alain Robbe-Grillet ), porque ela parece estar confinada a uma série de salas clínicas brancas onde tudo está sob observação. " Os autores também observaram que o vídeo prenunciava "a realidade como era visível" por meio do fenômeno YouTube . [84] Justin Myers da Official Charts Company disse que o "vídeo inspirado na TV de realidade" que antecedeu a versão britânica do Big Brotherna verdade se assemelhava à primeira série, chamando isso de "#impact de J-Lo". [57] Em 2021, a rapper americana Princesa Nokia prestou homenagem ao vídeo em seu próprio videoclipe para "It's Not My Fault", no qual ela recriou o visual de Lopez e uma série de cenas de "If You Had My Love". [85]

A Fuse.tv incluiu "If You Had My Love" entre os looks de videoclipes mais icônicos de Lopez. [86] Monica Castillo da Cosmopolitan chamou a roupa de Lopez de "inexplicavelmente sexy", [73] enquanto a redatora da revista Latina Nichole Fratangelo disse que ela "parecia angelical de branco, mas é claro, ela deu um toque impertinente". [74] Gaby Wilson da MTV News destacou a influência do vídeo no vídeo de Selena Gomez para " Slow Down ", afirmando que era semelhante a Lopez "dançando solo naquele espaço clinicamente branco / prateado". [87] No MTV Video Music Awards de 1999 ,Melhor Vídeo Feminino , Melhor Vídeo de Dança , Melhor Vídeo Pop e Melhor Artista Revelação em Vídeo . [6] No Billboard Music Video Awards de 1999, "If You Had My Love" foi nomeado para o prêmio Maximum Vision, Melhor Dance Clip, Melhor Novo Artista Dance Clip, Melhor Pop Clip e Melhor Novo Artista Pop Clip. Lopez foi o artista com mais indicações naquele ano. [88] [89]

Apresentações ao vivo e versões cover[editar | editar código-fonte]

O artista canadense Drake reproduziu o refrão da música em "Teenage Fever", uma música de sua mixtape More Life (2017).[33] A cantora americana Melanie Martinez usou um sample de "If You Had My Love" em sua música "Brain and Heart" para seu EP After School, lançado em 2020.

Impacto e legado[editar | editar código-fonte]

O legado de J. Lo como uma das maiores estrelas pop pode ser atribuído em grande parte a "If You Had My Love", um dos melhores primeiros passos do pop dos anos 90. [..] o single de estreia de Lopez foi um golpe relâmpago que exalava tanta confiança que você esquece que foi apenas isso: uma estreia. A faixa foi a dose mais potente da fórmula única de J. Lo: uma grande produção paralela à tendência em curso no pop (o violão pesado de "No Scrubs" do TLC), uma performance vocal que consegue ser apaixonada apesar de sua fraqueza, e o gancho direto que se enterra em sua memória em duas escutas.

—Brian Josephs, da Complex[34]

Após o lançamento de "If You Had My Love", que de acordo com a Billboard foi precedido por uma "tempestade de exageros que bateu palmas como um trovão por meses",[35] Lopez ganhou visibilidade internacional e foi alçada para o estrelato pop.[36][37][38] O periódico New York Daily News observou que "o mundo sabia que J.Lo tinha algo especial".[39] O Radar Online afirmou que com o êxito da música ela "se tornou uma sensação pop da noite para o dia".[40] Embora ela já tivesse alcançado notoriedade como atriz, o sucesso da canção é o que fez de Lopez um nome familiar.[41] A boa repercussão de "If You Had My Love" e On the 6 permitiram que Lopez se juntasse a um "círculo de elite" de atores que haviam feito com sucesso a transição para a música, tornando-se a primeira desde Vanessa Williams em 1992 e Martika em 1989.[42] Em 2008, o News.com.au escreveu que a transição de atriz a cantora "sempre foi uma precária tentativa de carreira, fazendo muitas vítimas", identificando Lopez como uma das "histórias de sucesso que mantém um fluxo constante de atrizes tentando fazer essa carreira transitória". O site também escreveu: "Para cada história de sucesso, há mais do que um punhado de fracassos, ou na proporção celebridade a celebridade, uma Jennifer Lopez para três Minnie Driver".[43] A revista Rolling Stone observou que o single marcou o início do próprio império midiático de Lopez.[44] Escrevendo para Dazed, Kat George opinou que a artista era uma celebridade feminista, uma premissa que foi definida por "If You Had My Love", que tinha uma "mensagem sucinta e exigente sobre a feminilidade".[45]

O sucesso da canção, considerado improvável,[46] coincidiu com a "explosão latina" de 1999, liderada por Ricky Martin.[47][48] Chris Poppe, vice-presidente de marketing da Epic Records, observou: "Foi fácil para a mídia incluir Jennifer nisso, embora este não seja tecnicamente um álbum latino. Isso atraiu muita atenção positiva para "If You Had My Love". O rádio reagiu quase imediatamente à música".[36] Alguns críticos presumiram que Lopez estava tentando capitalizar sobre a crescente popularidade da música produzida por artistas hispânicos nos Estados Unidos. Seu subsequente sucesso nas paradas foi uma surpresa para eles; Herón Marquez escreveu em Latin Sensations (2001) que "a tornou a atriz popular ainda mais popular. De repente, a indústria da música e o público ficaram intrigados com essa mulher que parecia ter tantos talentos diferentes".[49] O interesse em Martin e Lopez foi ainda creditado por "impulsionar o perfil da música latina no Canadá" e ajudou a SONY Music Canada a lançar outro cantor, Marc Anthony.[42] Jennifer Charles, da estação de rádio KSZR, disse: "Se você tinha dúvidas sobre a ideia de Jennifer Lopez como artista [musical], elas sumiram assim que o ritmo começou e ela começou a cantar".[36]

Considerada icônica,[50] várias fontes listaram "If You Had My Love" como uma das melhores do catálogo de Lopez. A revista Complex nomeou-a como seu maior sucesso em 2012.[51] O jornalista musical do portal About.com, Bill Lamb também classificou-a como a melhor canção da artista, elogiando sua "sensação elegante atada com cordas agitadas".[52] Os ouvintes da AOL Radio também a escolheram como sua melhor música.[53] Stacy Lambe do VH1 listou-a como a quinta melhor canção de trabalho da artista, escrevendo: "O single de estreia de Lopez inspirou-se em tudo o que era popular em 1999. Ele fundiu os sintetizadores que se tornaram populares por TLC, destacando o alargamento latino tornado lucrativo por Ricky Martin e veio embalado com o reconhecimento da marca cinematográfica e o apelo sexual de Lopez. A música pop fez o que deveria fazer, estreou em número 1 na Billboard Hot 100 e anunciou que a cantora Jennifer havia chegado".[54] Para o Bustle, Jordana Lipsitz, a chamou de uma das canções que definiram o verão de 1999, acrescentando: "Essa música foi a trilha sonora com que você e suas amigas praticavam suas rotinas de dança. Admita".[55] A Rolling Stone incluiu "If You Had My Love" em uma lista das "20 Maiores Canções do Verão" da década de 1990.[44] Em 2012, Lewis Corner da Digital Spy descreveu-a como um "clássico do R&B", que serve como "uma lembrança firme de sua natureza romântica ferozmente independente, mas sem esperança, que parece refletir sua vida pessoal colorida".[56] O rapper T-Pain afirmou que foi com p remix Darkchild de "If You Had My Love", que ele lembra ter usado o Auto-Tune "por um segundo", o que inspirou seu uso predecessor como corretor de tom.[57]

Créditos[editar | editar código-fonte]

Todo o processo de elaboração de "If You Had My Love" atribui os seguintes créditos:[18]

Gravação
  • Gravada nos Sony Music Studios (Nova Iorque)
  • Cordas gravadas no The Hit Factory (Nova Iorque)
  • Mixada no The Hit Factory (Nova Iorque)
  • Masterizada nos Powers House of Sound (Nova Iorque)
Publicação
  • Publicada pelas empresas EMI Blackwood Music, Inc. e Rodney Jerkins Productions, Inc. (BMI)
  • Todos os direitos administrados pelas empresas EMI Blackwood Music, Inc., EMI April Music, Inc., LaShawn Daniels Productions (ASCAP), Sony/ATV Songs LLC E Cori Tiffani Publishing (BMI)
  • Todos os direitos pertencentes à Sony/ATV Music Publishing
Produção

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Ao atingir o posto máximo da Billboard Hot 100 dos Estados Unidos, "If You Had My Love" substituiu "Livin' La Vida Loca" de Ricky Martin que ocupava essa posição à cinco semanas consecutivas, tornando-se a segunda vez que um artista hispânico sucedeu outro na história da tabela desde 1991.

Após seu lançamento em 11 de maio de 1999, "If You Had My Love" atraiu atenção instantânea das estações de rádio.[58][36] Na semana que terminou em 15 do mesmo mês, a gravação estreou no número 72 da parada Billboard Hot 100 dos Estados Unidos, e saltou para a 64ª colocação na atualização seguinte.[59] Na terceira semana, a canção vendeu 66 mil cópias, debutando em quinto lugar na parada de vendas de singles. Isso, junto com um aumento de 16,7% nas execuções de rádio, permitiu que a obra ascendesse para a oitava posição no Hot 100; além disso, alcançou o top dez da parada de faixas R&B/Hip-Hop na mesma semana.[60] Em sua quarta atualização, alcançou o primeiro lugar na parada de vendas de singles, com 120 mil unidades adquiridas durante a semana (representando um aumento de 80% nas vendas). Posteriormente, deslocou-se para o número dois do Hot 100, ganhando o título de "maior salto" da semana.[61] Na semana de 12 de junho, "If You Had My Love" alcançou o posto máximo da tabela. Ele experimentou um acréscimo de 30% em suas vendas e um aumento de 5,6 milhões em impressões de audiência.[42][62] Com isso, retirou "Livin' La Vida Loca" de Ricky Martin da liderança, tornando-se a primeira vez na história que um artista hispânico substituiu outro artista hispânico no topo do Hot 100 desde que "Coming Out of the Dark" de Gloria Estefan sucedeu "One More Try" de Timmy T em 1991. Lopez se tornou a primeira artista a chegar ao topo do Hot 100 com um single de estreia desde que Britney Spears o fez com "...Baby One More Time", apenas quatro meses antes. Além disso, "If You Had My Love" deu ao WORK Group seu primeiro lançamento número um na parada.[42] Em sua sexta semana, a composição vendeu mais 170,500 cópias. Nessa atualização, tornou-se a segunda música da história da revista a chegar ao primeiro lugar no Hot 100 e o "maior salto" tanto em vendas como em airplay, depois de "Livin 'La Vida Loca" em maio.[63]

Na semana que terminou em 17 de julho de 1999, a canção caiu para o número dois no Hot 100, tendo sido destronado por "Bills, Bills, Bills" do Destiny's Child. Apesar disso, atingiu a maior audiência de rádio até hoje, com 84,2 milhões de ouvintes.[64] Ele passou cinco semanas no comando do Hot 100, igualando-se a "Genie in a Bottle" de Christina Aguilera como o hit mais duradouro na liderança do verão de 1999.[65] "If You Had My Love" permaneceu no top dez até setembro daquele ano.[66] A obra também alcançou o pico de número dois na parada de canções pop,[41] seis na tabela R&B/Hip-Hop,[41] cinco na parada dance e vigésimo sétimo na tabela latina.[41][41] Foi a sexta canção mais comercializada nos Estados Unidos em 1999 com 1,2 milhões de unidades vendidas, angariando um certificado de platina pela Recording Industry Association of America (RIAA).[67] Em 2015, a Billboard classificou-o como o segundo maior sucesso do verão de 1999, apenas atrás de "Genie in a Bottle".[68]

Em território canadense, alcançou a liderança em três tabelas do país; a parada oficial de singles publicada pela RPM, a de músicas dance e a de canções urbanas.[41][41][41] Na Austrália, "If You Had My Love" estreou na data de 17 de maio ocupando o décimo primeiro posto do gráfico de singles ARIA Charts.[41] Saltou para o número 3 na atualização seguinte e, em 18 de julho, atingiu a posição máxima, onde permaneceu por três semanas.[41] Esteve por dezessete semanas na tabela e foi certificado como platina pela Australian Recording Industry Association (ARIA), devido às 70 mil unidades comercializadas em terras australianas.[58][59] Em 1 de agosto, o número debutou na Nova Zelândia diretamente no comando do gráfico da Recorded Music NZ (RMNZ), posição na qual esteve por apenas um única atualização.[41][41] Foram registradas 12 semanas consecutivas de permanência no gráfico, deixando-o na 45ª ocupação em 17 de outubro.[58] Posteriormente, a mesma empresa emitiu um certificado de ouro a gravação em reconhecimento às 5 mil cópias adquiridas no território.[59]

A obra debutou em quarto lugar na UK Singles Chart — tabela musical do Reino Unido —, vendendo 77 mil réplicas em sua primeira semana..[58] Na mesma atualização, estreou na vice liderança da tabela britânica de R&B, mantendo-se no posto por apenas uma única edição.[57] Constou na 53ª ocupação entre as canções mais bem sucedidas de 1999.[61] Até 2016, sua comercialização já havia excedido 366 mil cópias.[57] Mais tarde, a British Phonographic Industry (BPI) certificou-o com platina denotando cem mil cópias distribuídas na região.[61] De acordo com a The Official Charts Company, o tema possuiu vendas de 477 mil cópias na região até janeiro de 2020.[61] Na França, "If You Had My Love" debutou na 85ª colocação em 26 de maio, conseguindo mover-se para o 4º posto como melhor em novembro.[61] Com isso, foi condecorado como ouro pela Syndicat National de l'Édition Phonographique pela distribuição de 100 mil unidades.[64] Apesar do desempenho tímido em países europeus, a gravação conseguiu conquistar o primeiro lugar na Grécia, Hungria e na tabela Single Top 100 dos Países Baixos.[34][34][34] Também obteve um certificado de ouro na Alemanha, Suíça e platina na Bélgica.[65][66][67] Refletindo sobre o sucesso da música em 2011, Lopez disse: "Ainda penso nisso e ainda é tipo uau, o primeiro álbum que fiz foi para o número um. É apenas uma sensação avassaladora. Isso não acontece o tempo todo. Isso é uma coisa muito especial".[68] Até 2017, o single já havia registrado mais de 5 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.[69]

Tabelas semanais[editar | editar código-fonte]

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data Formato Gravadora(s)
 Estados Unidos 11 de maio de 1999 CD single Work
 Canadá 25 de maio de 1999 Columbia
vinil
 Estados Unidos Work
 Alemanha 2 de junho de 1999 Maxi single Columbia
Flag of Spain.svg Espanha 21 de junho de 1999
 Reino Unido
 Japão 23 de junho de 1999 CD single Sony

Referências

  1. a b Peter Vincent (27 de junho de 2014). «Jennifer Lopez on being J.Lo: Jard times made me what I am». The Sydney Morning Herald (em inglês). Fairfax Media. Consultado em 8 de maio de 2017 
  2. Mendible, Mira (2012). From bananas to buttocks: the Latina body in popular film and culture. [S.l.]: University in Texas Press. ISBN 9780292778498 
  3. a b Leila Cobo (3 de fevereiro de 2007). «On the Down Lo». Billboard (em inglês). 119 (5). 27 páginas. ISSN 0006-2510. Consultado em 8 de maio de 2017 
  4. Deanne et al. 2005, p. 104
  5. Marquez 2001, p. 47
  6. a b c Jesus Trivino (16 de junho de 2016). «This Producer Took Jennifer Lopez, The Actrees, to J.Lo, Global Music Superstar». Latina (em inglês). Latina Media Ventures. Consultado em 8 de maio de 2017 
  7. a b c Mike Wass (3 de junho de 2015). «Michael Jackson Almost Recorded Jennifer Lopez's "If You Had My Love" & Other Insights From 'Xscape Origins' Author Damien Shields» (em inglês). Idolator. SpinMedia. Consultado em 8 de maio de 2017 
  8. Jennifer Lopez. Jennifer Lopez: Feelin' So Good (DVD). SMV Enterprises. 50997050211944 
  9. Chuck Taylor (8 de maio de 1999). «New & Noteworthy». Billboard. 111 (19): 19. ISSN 0006-2510. Consultado em 8 de maio de 2017 
  10. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome amazon
  11. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome amazon.ca
  12. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome amazon.ca vinyl
  13. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome amazon vinil
  14. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome amazon.de
  15. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome amazon.es
  16. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome amazon.uk
  17. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome HMV
  18. a b c d (1999) Créditos do álbum On the 6 por Jennifer Lopez, pg. 2–3. Work Group/Columbia Records (494930-2).
  19. a b c «Production Credits». Billboard (em inglês). 111 (31): 49. 31 de julho de 1999. ISSN 0006-2510. Consultado em 8 de maio de 2017 
  20. a b Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome LA Times 99
  21. a b c Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Billboard 2015
  22. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Feelin' So Good
  23. «Will Smith, Britney Spears, Jennifer Lopez, "Star Wars" Among Videos Set to Debut». MTV News. MTV Networks. April 29, 1999. Consultado em November 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  24. «The Clip List». Nielsen Business Media. Billboard. 111 (21): 92. May 22, 1999. ISSN 0006-2510. Consultado em November 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  25. a b Castillo, Monica (April 20, 2015). «J.Lo's 13 Sexiest Music Video Outfits, Ranked». Hearst. Cosmopolitan. Consultado em November 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  26. Fratangelo, Nichole (May 18, 2016). «Jennifer Lopez's Best Music Video Outfits». Latina. Latina Media Ventures. Consultado em November 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  27. «A Guide to Jennifer Lopez's Sizzling Music Video Style». BET. BET Interactive. Consultado em January 6, 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  28. Waller, Phoebe (February 17, 2016). «17 Of Jennifer Lopez's Music Video Hairstyles Ranked In Celebration Of Jenny From The Block — PHOTOS». Bustle. Consultado em November 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  29. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Idolator 2014
  30. a b Riches, Sam (February 22, 2014). «Great Tech Moments in Music Video History». Complex. Complex Media, Inc. Consultado em November 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  31. a b c d Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome LN
  32. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome CBS Radio
  33. Barna, Daniel (March 19, 2017). «Drake Samples a Classic by Jennifer Lopez on "Teenage Fever"». Complex. Consultado em October 22, 2017  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  34. Michael Arceneaux (3 de outubro de 2014). «The 50 Best R&B Songs of the '90s». Complex (em inglês). Complex Media. Consultado em 23 de maio de 2019 
  35. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Billboard Review
  36. a b c d «Third Single Shows Lopez Has Legs». Billboard. 112 (2): 1, 108. January 8, 2000. ISSN 0006-2510. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  37. Kok, Melissa (September 22, 2014). «Concert review: With a lot of booty-shaking, Jennifer Lopez shows she's still got it». The Straits Times. Singapore Press Holdings. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  38. Jong, Hans Nicholas (December 4, 2012). «Jennifer Lopez: A simple girl from the Bronx». The Jakarta Post. PT Bina Media Tenggara. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  39. «Jennifer Lopez, 1999 – Photos – Red Carpet throwbacks from the Billboard Music Awards». New York Daily News. Mortimer Zuckerman. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  40. «From Fly Girl To Fashion Icon: Jennifer Lopez's Star Style Evolution». Radar Online. American Media. April 23, 2010. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  41. Zupkus, Lauren (March 7, 2014). «A Reminder That Latinos Dominated Pop Music In 1999». The Huffington Post. AOL. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  42. a b c d Billboard Magazine Vol. 111, No. 24. [S.l.]: Nielsen Business Media, Inc. June 12, 1999. p. 90. Consultado em July 2, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  43. «Scarlett Johansson: Lost in music». News.com.au. News Corp Australia. March 10, 2008. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  44. a b «20 Biggest Songs of the Summer: The 1990s». Rolling Stone. Wenner Media. July 23, 2014. Consultado em November 27, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  45. George, Kat (March 15, 2016). «J-Lo is the feminist celebrity icon you never knew you had». Dazed. Waddell Limited. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  46. Hope, Clover (March 27, 2014). «J. Lo The Improbable: A Career Retrospective». Vibe. SpinMedia. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  47. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Catlin
  48. Baird, Pat (October 31, 1999). «Jennifer Lopez The Crossover Dream Comes True». Broadcast Music, Inc. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  49. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Latin Sensations
  50. Lewis, Corner (January 21, 2016). «Jennifer Lopez sparkles in Las Vegas for opening night of All I Have residency». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  51. «The 100 Hottest Female Singers of All Time». Complex. Complex Media, Inc. December 10, 2012. Consultado em 1 December 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  52. Lamb, Bill. «Top 10 Jennifer Lopez Songs». About.com. IAC. Consultado em November 28, 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  53. «Top 10 Jennifer Lopez Songs». AOL Radio. May 9, 2012. Consultado em November 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  54. Lambe, Stacy (June 17, 2014). «Ranked: Every Jennifer Lopez Single From Worst To Best». VH1. Viacom Media Networks. Consultado em February 23, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  55. Lipsitz, Jordana (February 16, 2016). «These 11 Songs Absolutely Defined The Summer Of 1999». Bustle. Consultado em November 26, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  56. Corner, Lewis (July 23, 2012). «Jennifer Lopez: 'Dance Again... The Hits' – Album review». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em November 28, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  57. Knopper, Steve (March 27, 2014). «T-Pain has troubles, just like you and me». Chicago Tribune. Tronc, Inc. Consultado em December 1, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  58. a b Myers, Myers (July 2, 2015). «Jennifer Lopez's If You Had My Love is 16 years old!». Official Charts Company. Consultado em November 27, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  59. Billboard Magazine Vol. 111, No. 21. [S.l.]: Nielsen Business Media, Inc. May 22, 1999. p. 30. Consultado em July 2, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  60. «Hot 100 Singles Spotlight». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. 1111 (22): 97 May 29, 1999. ISSN 0006-2510. Consultado em January 27, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  61. Billboard Magazine Vol. 111, No. 23. [S.l.]: Nielsen Business Media, Inc. June 5, 1999. Consultado em July 2, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  62. «News – Articles – 1431407». MTV News. MTV Networks. June 18, 1999. Consultado em March 11, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  63. Pietroluongo, Silvio (June 19, 1999). «Hot 100 Singles Spotlight». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. 111 (25): 81. ISSN 0006-2510. Consultado em January 27, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  64. Billboard Magazine Vol. 111, No. 29. [S.l.]: Nielsen Business Media, Inc. July 17, 1999. p. 112. Consultado em July 2, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  65. «Summer hits from the past 30 years». CNN. Turner Broadcasting System. June 27, 2013. Consultado em November 27, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  66. Billboard Magazine. [S.l.]: Nielsen Business Media, Inc. September 11, 1999. p. 102  Verifique data em: |data= (ajuda)
  67. a b «Certificações (Estados Unidos) (single) – Jennifer Lopez – If You Had My Love» (em inglês). Se necessário, clique em Advanced, depois clique em Format, depois selecione Album, depois clique em SEARCH. Recording Industry Association of America. Consultado em 19 de dezembro de 2019 
  68. «Summer Songs 1958–2015: The Top 10 Tunes of Each Summer». Billboard. Prometheus Global Media. May 8, 2015. Consultado em November 27, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  69. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (GfK Entertainment Charts)» (em alemão). GfK Entertainment Charts. Consultado em 27 de dezembro de 2019 
  70. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (ARIA Charts)» (em inglês). ARIA Charts. Consultado em 18 de março de 2010 
  71. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Ö3 Austria Top 40)» (em alemão). Ö3 Austria Top 40. Consultado em 4 de janeiro de 2010 
  72. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Ultratop 50)» (em inglês). Ultratop 50. Hung Median. Consultado em 18 de março de 2010 
  73. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Ultratop 40)» (em inglês). Ultratop 40. Hung Median. Consultado em 18 de março de 2010 
  74. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (RPM Adult Contemporary)» (em inglês). RPM. Consultado em 4 de maio de 2016 
  75. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (RPM Dance/Urban)» (em inglês). RPM. Consultado em 4 de maio de 2016 
  76. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (RPM Single Chart)» (em inglês). RPM. Consultado em 4 de maio de 2016 
  77. Billboard (August 14, 1999). Billboard Aug 14, 1999. [S.l.]: Billboard. Consultado em October 23, 2010  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  78. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (The Official Charts Company)» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 30 de abril de 2016 
  79. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Productores de Música de España)» (em inglês). Productores de Música de España. Consultado em 10 de fevereiro de 2016 
  80. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Adult Top 40)» (em inglês). Adult Top 40. Billboard. Consultado em 15 de maio de 2020 
  81. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Billboard 100)» (em inglês). Billboard 100. Billboard. Consultado em 15 de maio de 2020 
  82. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Dance Club Songs)» (em inglês). Dance Club Songs. Billboard. Consultado em 15 de maio de 2020 
  83. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Latin Songs)» (em inglês). Latin Songs. Billboard. Consultado em 15 de maio de 2020 
  84. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Mainstream Top 40)» (em inglês). Mainstream Top 40. Billboard. Consultado em 15 de maio de 2020 
  85. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Rhythmic Songs)» (em inglês). Rhythmic Songs. Billboard. Consultado em 15 de maio de 2020 
  86. «Eurochart Hot 100 Singles» (PDF). Music & Media. 16 (31). July 31, 1999. p. 8. Consultado em June 16, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  87. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (IFPI Finlândia)» (em inglês). IFPI Finlândia. Consultado em 18 de março de 2010 
  88. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Syndicat National de l'Édition Phonographique)» (em inglês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 18 de março de 2010 
  89. «Top National Sellers» (PDF). Music & Media. 16 (32). August 7, 1999. p. 10. Consultado em May 7, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  90. «Top National Sellers» (PDF). Music & Media. 16 (38). September 18, 1999. p. 18. Consultado em May 7, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  91. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Irish Recorded Music Association)» (em irlandês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 27 de abril de 2010 
  92. «Íslenski Listinn Topp 40 (NR. 336 Vikuna 12.8. – 19.8. 1999)». Dagblaðið Vísir (em islandês). August 13, 1999. p. 10. Consultado em July 13, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  93. «Top National Sellers» (PDF). Music & Media. 16 (34). August 21, 1999. p. 13. Consultado em November 28, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  94. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (VG-lista)» (em inglês). VG-lista. Consultado em 18 de abril de 2011 
  95. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Recording Iindustry Association of New Zealand)» (em inglês). Recording Industry Association of New Zealand. Consultado em 4 de janeiro de 2010 
  96. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Dutch Top 40)». Media Markt Top 40. Consultado em 4 de dezembro de 2019 
  97. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Single Top 100)» (em inglês). MegaCharts. Consultado em 10 de novembro de 2017 
  98. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Official Charts Company)» (em inglês). UK Singles Chart. The Official Charts Company. Consultado em 30 de abril de 2016 
  99. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (UK R&B Chart)» (em inglês). UK R&B Chart. The Official Charts Company. Consultado em 30 de abril de 2016 
  100. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Sverigetopplistan)» (em inglês). Sverigetopplistan. Consultado em 4 de janeiro de 2010 
  101. «Jennifer Lopez – If You Had My Love (Schweizer Hitparade)» (em inglês). Schweizer Hitparade. Consultado em 18 de março de 2010 
  102. «1999 ARIA Singles Chart». ARIA. Consultado em October 23, 2020  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  103. «Jaaroverzichten 1999» (em neerlandês). Ultratop. Consultado em August 16, 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  104. «Rapports annuels 1999» (em francês). Ultratop. Consultado em August 16, 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  105. «RPM 1999 Top 100 Hit Tracks». RPM. Library and Archives Canada. December 13, 1999. Consultado em July 26, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  106. «RPM 1999 Top 100 Adult Contemporary». RPM. Library and Archives Canada. December 13, 1999. Consultado em July 26, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  107. «RPM 1999 Top 50 Dance Tracks». RPM. Library and Archives Canada. December 13, 1999. Consultado em July 26, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  108. «Year in Focus – Eurochart Hot 100 Singles 1999» (PDF). Music & Media. 17 (1). January 1, 2000. p. 11. Consultado em February 7, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  109. «Tops de L'année | Top Singles 1999» (em francês). SNEP. Consultado em October 23, 2020  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  110. «Top 100 Single – Jahrescharts 1999» (em alemão). GfK Entertainment. Consultado em April 21, 2018  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  111. «Top 100–Jaaroverzicht van 1999». Dutch Top 40. Consultado em March 16, 2020  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  112. «Jaaroverzichten – Single 1999» (em neerlandês). MegaCharts. Consultado em July 26, 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  113. «End of Year Chart 1999». Recorded Music NZ. Consultado em March 25, 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  114. «Romanian Top 100: Top of the Year 1999» (em romeno). Romanian Top 100. Cópia arquivada em January 22, 2005  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda); Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  115. «Årslista Singlar, 1999» (em sueco). Sverigetopplistan. Consultado em October 23, 2020  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  116. «Schweizer Jahreshitparade 1999» (em alemão). Consultado em July 26, 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  117. «Best Sellers of 1999: Singles Top 100». Music Week. January 22, 2000. p. 27  Verifique data em: |data= (ajuda)
  118. «Billboard Top 100 – 1999». Billboard. Longbored Surfer. Consultado em August 28, 2010. Cópia arquivada em July 9, 2009  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda); Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  119. «Hot R&B/Hip-Hop Songs – Year-End 1999». Billboard. Consultado em March 16, 2020  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  120. «Most Played Mainstream Top 40 Songs Of 1999» (PDF). Billboard. 7 (52). December 24, 1999. p. 54. Consultado em April 26, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  121. «Most Played Rhythmic Top 40 Songs Of 1999» (PDF). Billboard. 7 (52). December 24, 1999. p. 53. Consultado em April 26, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  122. Geoff Mayfield (December 25, 1999). 1999 The Year in Music Totally '90s: Diary of a Decade – The listing of Top Pop Albums of the '90s & Hot 100 Singles of the '90s. [S.l.]: Billboard. Consultado em October 15, 2010  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  123. «Certificações (Alemanha) (single) – Jennifer Lopez – If You Had My Love» (em alemão). Bundesverband Musikindustrie. Consultado em 19 de dezembro de 2019 
  124. «ARIA Charts – Accreditations – 1999 Singles» (em inglês). Australian Recording Industry Association. Consultado em 19 de dezembro de 2019. Arquivado do original em 19 de fevereiro de 2020 
  125. «Ultratop − Goud en Platina – singles 1999» (em inglês). Ultratop. Hung Medien. Consultado em 19 de dezembro de 2019 
  126. «Best-Selling Records of 1999». BPI Communications Inc. Billboard. 112 (4): 63 January 22, 2000. ISSN 0006-2510. Consultado em June 4, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  127. «Certificações (França) (single) – Jennifer Lopez – If You Had My Love» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 19 de dezembro de 2019 
  128. Goncalves, Julien (May 10, 2015). «Story of a hit: Jennifer Lopez's "If You Had My Love" turns 16». Pure Charts. Consultado em November 8, 2017. Cópia arquivada em July 13, 2017  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  129. «Certificações (Nova Zelândia) (single) – Jennifer Lopez – If You Had My Love» (em inglês). Recorded Music NZ. Consultado em 19 de dezembro de 2019 
  130. «Certificações (Reino Unido) (single) – Jennifer Lopez – If You Had My Love» (em inglês). British Phonographic Industry. Consultado em 19 de dezembro de 2019 
  131. Myers, Justin (January 31, 2020). «Jennifer Lopez and Shakira's biggest hits». Official Charts Company. Consultado em January 31, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  132. «Certificações (Suíça) (single) – Jennifer Lopez – If You Had My Love» (em inglês). IFPI Suíça. Hung Medien. Consultado em 19 de dezembro de 2019