Uvaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaUvaia
Uvaia Fruto1.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Myrtales
Família: Myrtaceae
Género: Eugenia
Espécie: pyriformis
Nome binomial
Eugenia pyriformis
(Cambess.)
Sinónimos
  • Eugenia albotomentosa Cambess.
  • Eugenia conceptionis (Kuntze) K.Schum.
  • Eugenia dumicola Barb.Rodr.
  • Eugenia hassleriana Barb.Rodr.
  • Eugenia phlebotomonides Kiaersk.
  • Eugenia turbinata O.Berg
  • Eugenia uvalha' Cambess.
  • Eugenia vauthiereana O.Berg
  • Eugenia viminalis O.Berg
  • Luma turbinata (O.Berg) Herter
  • Myrciaria dumicola (Barb.Rodr.) Chodat & Hassl.
  • Myrtus conceptionis Kuntze
  • Myrtus pyriformis (Cambess.) Parodi
  • Pseudomyrcianthes pyriformis (Cambess.) Kausel
  • Stenocalyx lanceolatus O.Berg[1]

A uvaia, também conhecida como ubaia, uvalha, uvaieira ou uaieira[2], é uma planta da família Myrtaceae. Eugenia pyriformis é a espécie mais comum de uvaia, embora existam mais de 20 espécies[3]. Algumas das espécides são: Uvaia-Rugosa, Uvaia-Rugosa-Azeda, Uvaia-Rugosa-Doce-Tardia, Uvaia-Amarela-Clara-Doce (quase sem acidez), Uvaia-Pera (Eugenia pyriformis), Uvaião (fruta bonita, ácida, com sabor residual que lembra cebola), Uvaia-Rugosa-Precoce, Uvaia-Perinha (Eugenia lutescens, que junto com a Uvaia-Rugosa, originou a Uvaia-Rugosa-Doce), Uvaia-de-Patos, Uvaia-da-Casca-Dura e muitas mais variedades raras[4].

O seu fruto também é chamado de "uvaia" e "ubaia". Pode chegar aos 13 metros de altura (no bioma Caatinga não costuma ultrapassar os 5m) e com 30 a 50 centímetros de diâmetro do tronco. É uma espécie com origem no Brasil, ocorrendo nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Uvaia" e "ubaia" derivam do tupi iwa'ya, que significa "fruto ácido, azedo".[2]

Sinonímia botânica[editar | editar código-fonte]

Lista de sinônimos botânicos segundo o Reflora.[5]

  • Heterotípico Eugenia albotomentosa Cambess.
  • Heterotípico Eugenia conceptionis (Kuntze) K.Schum.
  • Heterotípico Eugenia dumicola Barb.Rodr.
  • Heterotípico Eugenia hassleriana Barb.Rodr.
  • Heterotípico Eugenia phlebotomonides Kiaersk.
  • Heterotípico Eugenia turbinata O.Berg
  • Heterotípico Eugenia uvalha Cambess.
  • Heterotípico Eugenia vauthiereana O.Berg
  • Heterotípico Eugenia viminalis O.Berg
  • Heterotípico Luma turbinata (O.Berg) Herter
  • Heterotípico Myrciaria dumicola (Barb.Rodr.) Chodat & Hassl.
  • Heterotípico Myrtus conceptionis Kuntze
  • Heterotípico Stenocalyx lanceolatus O.Berg
  • Homotípico Myrtus pyriformis (Cambess.) Parodi
  • Homotípico Pseudomyrcianthes pyriformis (Cambess.) Kausel

Descrição[editar | editar código-fonte]

A uvaieria é normalmente um arbusto ou árvore pequena, mas nas condições certas pode ter até 18 metros de altura. e tronco (único ou biforcado) de 35cm de diâmetro. Tem folhas simples (2 cm a  6 cm de comprimento  e 1 cm a 2 cm de largura),  consistência cartácea de formato oblongo-lanceolada.[6]

A floração ocorre entre os meses de agosto e dezembro, frutificando entre setembro e janeiro. As flores são brancas, de natureza hermafrodita, solitárias ou em cachos. É típica de florestas ombrófilas densas, florestas estacionais semideciduais, mata ciliar, caatinga e cerrado.

O fruto é amarelo, arredondado, contendo uma a três grandes sementes em seu interior (2 a 4cm de diâmetro). Este pode estar coberto com uma pele lisa ou aveludada (dependendo da espécie). O fruto é muito perecível, principalmente quando apanhado com as mãos nuas. Em poucas horas fica estragado.

Valor nutricional
Valor nutricional Quantidade
Energia (Kcal) 24-50
Carboidratos (g/100g) 6,8
Gordura total (g/100g) 0,4
Acidez (%) 1,53
Proteínas (g/100g) 1,7-2,0
Fibras totais 1,4-2,0
Sólidos solúveis totais (ºBrix) 6-12,5
Fonte: Portal TODAFRUTA [7]

Utilização[editar | editar código-fonte]

A uvaia tem alto teor de vitamina C (cerca de quatro vezes mais do que a laranja). Tem a polpa muito delicada, com a casca bem fina, de um amarelo-ouro ligeiramente aveludado. O aroma é suave e muito agradável. Um dos grandes problemas desse fruto é que amassa, oxida e resseca com facilidade, por isso não é muito encontrada em supermercados. Seus frutos são comestíveis, embora muito ácidos, mas apreciados para o consumo na forma de sucos, razão pela qual ser cultivada em pomares domésticos.

São também avidamente consumidos por várias espécies de pássaros, o que a torna bastante recomendável para reflorestamentos heterogêneos destinados à recomposição de áreas degradadas de preservação permanente. A uvaia é utilizada em projetos de reflorestamento (áreas degradadas, preservação permanente e plantios mistos) e paisagismo (ornamental e pomar doméstico). Sua madeira é empregada apenas localmente para moirões, estacas, postes e lenha.

Plantio[editar | editar código-fonte]

A coleta de suas sementes é feita diretamente da árvore quando começa a queda espontânea dos frutos, ou então elas são recolhidas do chão (durante a época da frutificação). As sementes tornam-se pouco viáveis após secagem, razão pela qual se tem mais sucesso em semear logo após apanhar (após lavagem da semente)[8]. O crescimento da muda é médio. O plantio é em mata ciliar e área aberta.

Referências

  1. The plant list. Disponível em http://www.theplantlist.org/tpl1.1/record/kew-76552. Acesso em 3 de fevereiro de 2015.
  2. a b FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 745.
  3. Sartori, Sérgio (4 de Novembro de 2016). «UVAIA». Portal TODAFRUTA. Consultado em 18 de Dezembro de 2020 
  4. Sartori, Sérgio (4 de Novembro de 2016). «UVAIA». Portal TODAFRUTA. Consultado em 18 de Dezembro de 2020 
  5. «Eugenia in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro.». Flora do Brasil 2020 - Algas, Fungos e Plantas. Consultado em 20 de agosto de 2020 
  6. Lopes, Gerson. «Compêndio Online Gerson Luiz Lopes, Laboratório de Manejo Florestal». UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro-Oeste. Consultado em 18 de Dezembro de 2020 
  7. Sartori, Sérgio (4 de Novembro de 2016). «UVAIA». Portal TODAFRUTA. Consultado em 18 de Dezembro de 2020 
  8. JUSTO, Cristina Filomena et al. - EFEITO DA SECAGEM, DO ARMAZENAMENTO E DA GERMINAÇÃO SOBRE A MICROMORFOLOGIA DE SEMENTES DE EUGENIA PYRIFORMIS CAMBESS. [Online]. São João del-Rei MG, Brasil: UFSJ, 2007. Disponível em WWW:<URL:https://www.researchgate.net/figure/Figura-1-Aspectos-gerais-de-Eugenia-pyriformis-Camb-A-Ramo-com-flores-B-Ramo-com_fig1_250021640>.
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Uvaia
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Uvaia