Uwais al-Qarani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Uwais al-Qarani (árabe: أويس بن انيس القرني), foi um muçulmano, místico, mártir e filósofo árabe do Iêmen. Ele viveu durante o tempo de vida de Maomé, mas nunca se encontraram pessoalmente.[1] Conforme relatado por ibne Batuta e também no livro Muslim Saints and Mystics, Uwais foi morto em 657 AD na Batalha de Siffin, servindo no exército do imame Ali.[2] O santuário de Uwais, onde ele está enterrado, estava localizado em Raqqa, Síria, antes de ser destruído por islâmicos radicais em maio de 2014. [3]

Outro santuário foi construído em sua honra em Baykan, na província de Siirt, Turquia.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Beale, Oriental Bibliotheca
  2. Attar, Muslim Saints and Mystics, trans. A.J. Arberry, London: Routledge & Kegan Paul, 1983
  3. PressTV. N.p. (ed.). [www.presstv.com/detail/2013/03/12/293239/militants-destroy-muslim-shrine-in-syria «"Militants Blow up Muslim Shrine in Syria's Raqqa."»] Verifique valor |url= (ajuda). Consultado em 21 de junho 2014 
  4. Encyclopedia of Islam, Owais Karni

Ligações externas[editar | editar código-fonte]