Vágner Love

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vágner Love
Vágner Love
Vágner Love em 2011 Pelo CSKA Moscou.
Informações pessoais
Nome completo Vágner Silva de Souza
Data de nasc. 11 de junho de 1984 (32 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade  brasileira
Altura 1,71 m
Ambidestro
Apelido Love
Informações profissionais
Clube atual França Monaco
Número 99
Posição Atacante
Site oficial www.vlove.com.br
Clubes de juventude
Brasil Bangu
Brasil Campo Grande
Brasil Vasco da Gama
Brasil Palmeiras
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2002–2004
2004–2012
2009
2010
2012–2013
2013
2013–2014
2015
2016–
Brasil Palmeiras
Rússia CSKA Moscou
Brasil Palmeiras (emp.)
Brasil Flamengo (emp.)
Brasil Flamengo
Rússia CSKA Moscou
China Shandong Luneng
Brasil Corinthians
França Monaco
0066 00000(49)
0241 0000(117)
0012 000000(5)
0029 00000(23)
0052 00000(24)
0015 000000(7)
0043 00000(28)
0050 00000(16)
0011 000000(4)
Seleção nacional3
2003
2004–2010
Brasil Brasil Sub-20
Brasil Brasil
0005 000000(4)
0020 000000(4)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 10 de abril de 2016.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 21 de novembro de 2007.

Medalhas
Jogos Pan-Americanos
Prata Jogos Pan-Americanos 2003

Vágner Silva de Souza, mais conhecido como Vágner Love, (Rio de Janeiro, 11 de junho de 1984) é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Defende atualmente o Monaco.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Nascido em Bangu, bairro da cidade do Rio de Janeiro, Vágner Love teve uma origem pobre e, em sua juventude, jogou por times como o Bangu, Campo Grande e Vasco da Gama.

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Em seguida, no ano de 2002, foi parar em São Paulo, jogando pelo Palmeiras, onde se tornou o artilheiro do Campeonato Paulista de Juniores deste ano, com 32 gols. Nesse mesmo ano, durante a disputa da tradicional Copa São Paulo de Juniores, foi pego com uma garota na concentração, o que lhe valeu o apelido de Love (Amor em inglês). Afastado da competição, voltaria a atuar somente nas finais, a pedido de seus companheiros.

Em 2003, já como profissional, Vágner Love ajudou o Palmeiras, em sua campanha de retorno a Série A do Campeonato Brasileiro, onde obteve grande destaque. Em junho de 2004, transferiu-se para o CSKA Moscou por 9 milhões de dólares (7,5 para o Palmeiras e 1,5 para o jogador).[1] Ainda em 2004, o atacante esteve na conquista da Copa América, com a Seleção Brasileira.

CSKA Moscou[editar | editar código-fonte]

No CSKA Moscou, Vágner Love já participou das conquistas de dois Campeonatos Russos, cinco Copas da Rússia e de três Supercopas da Rússia. Contudo, sem sombra de dúvida, o título mais relevante foi obtido com a conquista da Copa da UEFA de 2004-05, quando pela primeira vez na história, um clube russo sagrava-se campeão desta competição.

Volta ao Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Treino do Palmeiras em 2009

No final de agosto de 2009, Love acertou sua volta ao Palmeiras por empréstimo. Em sua segunda passagem pelo clube paulista, o atacante teve rendimento muito abaixo do esperado e chegou a ser agredido por torcedores quando deixava uma agência bancária,[2] fato que abalou o relacionamento do jogador com o clube. Além de ser duramente criticado por muitos torcedores, o Palmeiras ainda perdeu a vaga para a Libertadores na última rodada do Brasileirão de 2009 ao perder de 2–1 para o Botafogo. Com o relacionamento desgastado, o Flamengo mostrou interesse em contar com o jogador, que já havia se declarado flamenguista.

Flamengo[editar | editar código-fonte]

No começo de 2010, o Flamengo intensificou o seu interesse por Love, o que fez com que o atacante não viajasse a pré-temporada com o grupo, esperando uma liberação. O jogador chegou a viajar para Atibaia com a equipe do Palmeiras, dependendo ainda de liberação do presidente do clube, Luiz Gonzaga Belluzzo. Por fim, no dia 14 de janeiro de 2010, o CSKA Moscou emprestou gratuitamente Love ao Flamengo até o dia 10 de julho de 2010.[3] Vágner também tinha uma proposta do Hamburgo, mas optou pelo clube carioca.[4] Para concretizar o empréstimo, ele teve de renovar seu contrato com o CSKA Moscou por mais dois anos.[4]

Fez sua estreia no dia 23 de janeiro, durante o Campeonato Carioca, num jogo contra o Bangu (clube do bairro em que nasceu), marcando os dois gols na vitória do Flamengo por 2–1. Foi artilheiro do Campeonato Carioca, com 15 gols, e ganhou o prêmio de Craque da Galera. Mas não ganhou nenhum título pelo clube rubro-negro e retornou ao CSKA Moscou ao fim do empréstimo. Após isso o Flamengo tentou fracassadamente contratar o jogador em definitivo no ano de 2011.

Retorno ao Flamengo[editar | editar código-fonte]

No dia 25 de janeiro de 2012, Vágner Love acertou seu retorno ao Flamengo dessa vez em definitivo, Love chorou em sua apresentação.[5] O jogador assinou um contrato de três temporadas utilizando a camisa 99.[6]

Fez sua reestreia no dia 12 de fevereiro de 2012 contra a equipe do Nova Iguaçu, curiosamente a mesma equipe que Ronaldinho estreou pelo Flamengo em 2011. Vágner junto com Ronaldinho criaram juntos o gol da vitória do Flamengo por 1–0, marcado por Deivid. No seu segundo jogo pelo Flamengo, contra o Resende no dia 18 de fevereiro, Love fez o gol da virada e de grande contribuição para a equipe rubro-negra chegar a semi-final da Taça Guanabara, no jogo que terminou em 3–1 para o Flamengo.

No dia 18 de novembro, Vágner Love foi o autor do gol que declarou o rebaixamento do seu ex-clube o Palmeiras para a Série B. O jogo terminou 1–1.[7] Vágner Love terminou como artilheiro do Rubro-Negro na temporada com 24 gols.

De volta ao CSKA de Moscou[editar | editar código-fonte]

Love comemorando o título da Supercopa da Rússia de 2013.

No dia 12 de janeiro de 2013, Vágner Love revelou que havia acertado sua volta ao clube russo. O negócio que já vinha sendo acontecendo há tempo, foi confirmado depois de uma "conversa misteriosa" com a diretoria do Flamengo. Acaba a segunda passagem do jogador pelo Flamengo, após fazer 24 gols em 52 jogos. Em seu retorno ao clube, num amistoso diante do norueguês Vålerenga, Vágner marcou um golaço.[8]Fez dois gols em 12 de maio de 2013, contra o Lokomotiv na vitória de goleada por 4–1 e sua equipe foi para a liderança do campeonato russo. O triunfo levou o CSKA a 63 pontos, seis a mais que o Zenit.[9]No jogo seguinte sua equipe conquistou o título nacional após empatar com o Kuban Krasnodar sem gols. Com o resultado, a equipe de Moscou chegou aos 64 pontos, seis à frente do Zenit, que ainda tem dois jogos pela frente. A equipe de Moscou não conquistava o Campeonato Russo desde 2006. Antes disso, o CSKA já havia levantado a taça em 2003 e 2005. Na final da Copa da Rússia, Vágner conquistou mais um título em Grozny, ao vencer o Anzhi Makhachkala nos pênaltis (4–3), depois de empate em 1–1 no tempo regulamentar e na prorrogação. Ahmed Musa e Lassana Diarra marcaram os gols do jogo. Na disputa de pênaltis, os vilões para o Anzhi foram o russo Zhirkov e o brasileiro Jucilei, que desperdiçaram suas cobranças. Musa também falhou para o CSKA, que acabou vencendo por 4–3 nas penalidades.[10]

Shandong Luneng[editar | editar código-fonte]

Em 23 de julho de 2013, foi confirmado como novo reforço do Shandong Luneng, da China. O clube já vinha negociando o passe do jogador há três meses.[11]Como a camisa 9 já tinha dono, o atacante preferiu utilizar o número 40, Love disse que não havia nenhum significado especial na escolha.[12] Logo em sua estreia, foi decisivo marcando dois gols na vitória por a 3–2 sobre o Guangzhou Evergrande.[13]

No dia 11 de março de 2014, Vágner Love marcou dois gols na vitória por 3–1 diante do Cerezo Osaka, em partida válida pela Liga dos Campeões da Ásia.[14] Em 18 de março, Love marcou novamente dois gols sendo os dois de pênalti, mas o Shandong Luneng ficou no empate por 2–2 com o Pohang Steelers.[15]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Em 10 de fevereiro de 2015 firmou contrato com o Corinthians por dezenove meses.[16] Após um início ruim pelo clube paulista, Love começou a se destacar pelo time, principalmente depois da saída do atacante peruano Paolo Guerrero. No fim da temporada, o atacante acabou por ser peça chave do elenco campeão brasileiro, além de ser o artilheiro do time, com 14 gols.

Jogos pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Monaco[editar | editar código-fonte]

Em 7 de janeiro de 2016, Vagner acertou sua saída do Corinthians, firmando contrato de um ano junto ao Monaco, da França.[17][18]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Sub-20[editar | editar código-fonte]

Em 2004, veio a primeira convocação para a Seleção Sub-20. Naquela ocasião Love defendeu o Brasil nos Jogos Pan-americanos de Santo Domingo, conquistou a medalha de prata, e abriu as portas para a Seleção Principal. Love foi o artilheiro da competição, com 4 gols marcados.[19][20][21][22][23]

Seleção principal[editar | editar código-fonte]

Na Copa América 2007, Vágner compôs o ataque titular da Seleção Brasileira, ao lado de Robinho. Sem contar com Kaká e Ronaldinho Gaúcho, a muito criticada Seleção de Dunga acabaria sagrando-se bicampeã da competição, ganhando da Argentina pelo placar de 3–0 na grande final.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 10 de abril de 2016.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Palmeiras 2002 2 0 0 0 0 0 2 0 0
2003 29 19 0 1 2 0 3 2 0 33 23 0
2004 11 8 0 7 6 0 13 12 0 31 26 0
Total 42 27 0 8 8 0 0 0 0 16 14 0 66 49 0
CSKA Moscou 2004 12 9 0 0 0 0 9 4 2 21 13 2
2005 21 7 2 7 0 0 15 7 3 43 14 5
2006 23 9 4 7 4 0 7 2 0 1 0 0 38 15 4
2007 23 13 5 1 0 0 3 3 1 1 1 0 28 17 6
2008 26 20 5 1 1 0 6 8 1 33 29 6
2009 13 3 1 3 1 0 4 3 0 1 0 0 21 7 1
Total 118 61 17 19 6 0 44 27 7 3 1 0 184 95 24
Palmeiras 2009 12 5 0 12 5 0
Total 12 5 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 12 5 0
Flamengo 2010 5 4 0 10 4 1 14 15 4 29 23 5
Total 5 4 0 0 0 0 10 4 1 14 15 4 29 23 5
CSKA Moscou 2010 15 9 6 0 0 0 5 2 0 20 11 6
2011–12 25 9 7 5 1 1 6 1 4 1 0 0 37 11 12
Total 40 18 13 5 1 1 11 3 4 1 0 0 57 22 18
Flamengo 2012 36 13 3 5 2 1 11 9 0 52 24 4
Total 36 13 3 0 0 0 5 2 1 11 9 0 52 24 4
CSKA Moscou 2012–13 9 5 6 3 1 0 12 6 6
2013–14 2 1 0 1 0 1 3 1 1
Total 11 6 6 3 1 0 0 0 0 1 0 1 15 7 7
Shandong Luneng 2013 10 6 1 10 6 1
2014 21 13 3 7 4 7 5 5 1 33 22 11
Total 31 19 4 7 4 7 5 5 1 0 0 0 43 28 12
Corinthians 2015 31 14 5 2 0 0 3 0 0 14 2 0 50 16 5
Total 31 14 5 2 0 0 3 0 0 14 2 0 50 16 5
Monaco 2015–16 10 4 0 1 0 0 11 4 0
Total 10 4 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 11 4 0
Total na carreira 336 171 48 45 20 8 78 41 14 60 41 5 519 273 75

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos jogos e gols do futebolista pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Sub-20

Ano
Jogos Gols Assist. Média
2003 5 4 0 0,8
Total 5 4 0 0,8

Seleção principal

Ano
Jogos Gols Assist. Média
2004 1 0 0 0
2005 0 0 0 0
2006 3 1 0 0,33
2007 16 3 4 0,18
Total 20 4 4 0,2

Títulos[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
CSKA Moscou
Shandong Luneng
Corinthians
Seleção Brasileira

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Artilharias

Vice-Artilharias

Individuais

  • Melhor jogador do Campeonato Russo: 2008
  • Brasileirão Craque da 16° rodada pelo Troféu Armando Nogueira: 2012
  • Melhor jogador do mês da Rússia: março 2013

Referências

  1. Corinthians pode fechar hoje a contratação de Love
  2. «Vágner Love se envolve em briga com torcedores palmeirenses». 
  3. PEIXOTO, Eduardo; BENCHIMOL, Rodrigo (14 de janeiro de 2010). «Fim da novela: Love fecha com o Fla». Globoesporte.com. Consultado em 14 de janeiro de 2010. 
  4. a b Eduardo Peixoto e Rodrigo Benchimol (23/01/2010). «Love no Flamengo: artilheiro negou até ‘cheque em branco’ para realizar sonho». GloboEsporte.com. Consultado em 23/01/2010. 
  5. «Amor por escrito: Fla anuncia Love». GloboEsporte.com. 25 de janeiro de 2012. Consultado em 25 de janeiro de 2012. 
  6. «Love vai usar a camisa 99 em sua volta ao Flamengo». GloboEsporte.com. 27 de janeiro de 2012. Consultado em 27 de janeiro de 2012. 
  7. «Vágner Love quebra jejum, empata no fim e ajuda a rebaixar o Palmeiras». GloboEsporte.com. 18 de novembro de 2012. Consultado em 18 de novembro de 2012. 
  8. Vágner Love deixa zagueiro na saudade e marca em sua volta ao CSKA
  9. «Com dois gols de Vagner Love, CSKA goleia e segue na liderança do Russo». Consultado em 12 de Maio de 2013. 
  10. «CSKA vence Anzhi nos pênaltis, leva Copa da Rússia e faz 'dobradinha'». Consultado em 1 de Junho de 2013. 
  11. «Vagner Love troca CSKA por ex-clube de Obina na China». GloboEsporte.com. 23 de julho de 2013. Consultado em 23 de julho de 2013. 
  12. «China: Love recebe a camisa 40, é elogiado por técnico e vê time vencer». GloboEsporte.com. 1 de agosto de 2013. Consultado em 1 de agosto de 2013. 
  13. «China: Love faz dois em sua estreia, e Shandong Luneng vence de virada». GloboEsporte.com. 10 de agosto de 2013. Consultado em 10 de agosto de 2013. 
  14. «Love marca duas vezes, e time de Cuca vence pela Champions da Ásia». GloboEsporte.com. 11 de março de 2014. Consultado em 11 de março de 2014. 
  15. «Love faz dois, vira artilheiro, mas Shandong empata na Champions». GloboEsporte.com. 18 de março de 2014. Consultado em 18 de março de 2014. 
  16. «Vagner Love assina contrato com o Corinthians». Sítio oficial SC Corinthians Paulista. 10 de fevereiro de 2015. 
  17. «Vagner Love acerta com futebol francês e deixa o Timão». www.meutimao.com.br. Consultado em 2016-01-07. 
  18. «Vagner Love signs until 2017 | News | AS Monaco FC». www.asmonaco.com. Consultado em 2016-01-13. 
  19. br.sambafoot.com: Colômbia – Brasil
  20. br.sambafoot.com: República Dominicana – Brasil
  21. br.sambafoot.com: Cuba – Brasil
  22. br.sambafoot.com: México – Brasil
  23. br.sambafoot.com: Argentina – Brasil

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Vágner Love