Várzea (Teresópolis)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Várzea
Brasao teresopolis.svg Bairro de Teresópolis
Aniversário 6 de junho
Pontos turísticos Calçada da Fama, Palácio Teresa Cristina,
Matriz de Santa Teresa, Palacete Granado,
Museu Municipal do Esporte[1]
Principais logradouros Av. Lúcio Meira, Av. Feliciano Sodré
Hidrografia Rio Paquequer
Vegetação Mata Atlântica
Órgãos públicos Prefeitura Municipal, Câmara Municipal
Total de habitantes 8.008 (IBGE/2010)[2]
Distância até o centro 0 km

A Várzea é um bairro do município brasileiro de Teresópolis, interior do estado do Rio de Janeiro. Abriga o coração financeiro da cidade.

Apesar de possuir residências, o bairro é eminentemente comercial. Possui desde prédios históricos, como o Palácio Teresa Cristina, onde situa-se a Prefeitura Municipal, até grandes edifícios.[3]

História[editar | editar código-fonte]

"Contavam-se a dedo as casas de negócio. (...) Mais adiante umas três casas até alcançar-se a Praça de Santa Teresa (Baltazar da Silveira). Nesta praça, uma igrejinha dedicada a Santa Teresa, de pau-a-pique como as outras casas. (...) Eis o que era a Várzea.

Armando Vieira descrevendo suas impressões sobre o bairro.

Desde os primeiros registros de povoado na Serra dos Órgãos, a região de Teresópolis passou por inúmeras transformações, e vem se tornando cada vez mais urbana, bem diferente de suas primeiras definições como um "sertão ocupado por índios bravos". O bairro da Várzea é um grande exemplo deste crescimento. Criado em 1855, foi inicialmente denominado de "Provincial Policarpo de Azevedo", que, após alguns anos, abrigou a Avenida Amazonas (atual Feliciano Sodré), que era a principal via da cidade naquela época.[4] Então, em 1860, o bairro vinha a ser denominado oficialmente como "Várzea".

A chegada do trem[editar | editar código-fonte]

Em 1921, o trem chega à Várzea, tendo como primeira estação a da Fazendinha, que foi por algum tempo o ponto final da Estrada de Ferro de Teresópolis. Em 1929, a estação foi desativada para dar lugar a Estação José Augusto Vieira; a "famosa" Estação da Várzea foi inaugurada, três quilômetros à frente da Estação da Fazendinha, que foi desativada em 1929.[5]

O trem era o principal transporte urbano da cidade de Teresópolis na época, fazendo a ligação dos bairros e da cidade à capital.

Referências

  1. Pontos turísticos do bairro Várzea
  2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (16 de novembro de 2011). «Sinopse dos dados - Setor: 330580205000001 - Várzea». Consultado em 12 de agosto de 2012. 
  3. GuiaTerê. «Prefeitura em Teresópolis». Consultado em 26 de janeiro de 2012. 
  4. Portal Terê. «Portal Terê - A Cidade em Preto e Branco». Consultado em 26 de janeiro de 2012. 
  5. Estações Ferroviárias.com.br. «Fazendinha - Estações Ferroviárias do Brasil». Consultado em 26 de janeiro de 2012.