Várzea Nova (Santa Rita)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Várzea Nova (Paraíba))
Ir para: navegação, pesquisa
Várzea Nova
—  Distrito do Brasil  —
Estado  Paraíba
Município Santa Rita (Microrregião de João Pessoa)
Criado em Por volta de 1600
População
 - Total 35 000 (IBGE 2 010)
Limites Norte: Rio Preto e várzea do Paraíba
Sul: BR 230 e Aeroporto Castro Pinto
Leste: BR 101 e município de Bayeux
Oeste: Bairro do Açude e Centro

Várzea Nova é um distrito do município de Santa Rita, no estado brasileiro da Paraíba. Um dos maiores distritos do estado, Várzea Nova conta hoje com mais de 35 mil habitantes, o que representa em torno de um terço dos 120 mil moradores que vivem em Santa Rita, segundo estimativas do censo demográfico feito em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tornando-o na prática maior do que mais de 140 cidades paraibanas.[1][2]

De sua população, 12.107 mil são eleitores em 2011, segundo o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba.[3] Seu Código de Endereçamento Postal (CEP) é 58304-500.[4]

História[editar | editar código-fonte]

A história do distrito está intimamente ligada à história da cidade de Santa Rita e de toda Várzea Paraibana. Na década de 1580 foi construído nas proximidades de onde hoje fica os bairros de Várzea Nova e Tibiri Fábrica o Engenho Real Tibiry, às margens do rio de mesmo nome (Rio Tibiri). Era um engenho de grande desempenho e alta tecnologia para a época, movido a água. A região era paragem obrigatória para tropas com mercadorias e exploradores que circulavam entre a capital e o interior do estado.

No livro Descrição Geral da Capitania da Paraíba, escrito entre 1636 e 1644 por Elias Herckmans, há a seguinte citação sobre a fértil várzea de aluviões onde Várzea Nova está assentada:

Entre o [rio] Tibiri e o Paraíba fica uma pequena várzea que, na sua parte mais larga, mede apenas meia légua, isto é, desde os mencionados engenhos até onde as águas dos dois rios se confundem. É em geral terra para cana e de cana está plantada.[5][nota 1]

Em 1745 o jesuíta italiano Gabriel Malagrida, voltando por terra ao Maranhão após concluir viagem ao Recife, chega à Paraíba e inicia algumas missões.[6] Em Várzea Nova, reconstrói com a ajuda do povo o Seminário de São Gonçalo, igreja a qual não mais existe.[6] Tal visita consta do Dicionário corográfico do estado da Paraíba, escrito pelo historiador Coriolando de Medeiros na década de 1940, no qual há a seguinte citação sobre o fato:

Localização de Várzea Nova na região da foz do rio Paraíba
(...) [Várzea Nova] foi antiga aldeia de tabajaras. Em 1745 o jesuíta Gabriel Malagrida deu-lhe certo incremento, reedificando-lhe a igreja, atraindo habitantes com a assistência que ali fez. Conta mais de trezentos habitantes que se entregam à pesca e à agricultura. (...).[7]

Em 28 de dezembro de 1883 é inaugurada na Paraíba, pela Conde D'Eu Railway Company Limited (atual CBTU), a Estação Ferroviária do Tibiri (atual Estação de Várzea Nova).[8] Pela estação, até a década de 1970, passavam trens de passageiros de longa distância que ligavam João Pessoa, Campina Grande, Recife e Natal.[8]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A região apresenta clima do tipo tropical quente e úmido, com chuvas regulares durante o período de inverno, que vai de fevereiro a agosto. A precipitação média é de 2.000 mm ao ano.

Várzea Nova se assenta predominantemente sobre a planície de aluvião da Várzea Paraibana e seu perímetro territorial é cortado pelos rios Preto e pelo Paraíba. As marés deste último sobem até a localidade, que dista trinta quilômetros de sua foz.[9][10]

Características gerais[editar | editar código-fonte]

Urbanização[editar | editar código-fonte]

Trecho da BR-101, rodovia que passa por Várzea Nova

Várzea Nova possui um comércio relevante, com mais de 80 empresas inscritas na Secretaria de Finanças do Estado da Paraíba, afora o comércio informal existente. O distrito apresenta cerca de 2.300 moradias.

Muitas das ruas da região urbana estão esburacadas, com esgoto correndo a céu aberto e lixo em consequência da falta de infraestrutura urbana adequada.[2] Tal ausência de saneamento básico já levou o Ministério Público da Paraíba a instaurar inquérito civil público para cobrar providências aos governos estadual e municipal.[2] Para sanar isso, no inicio de 2013 iniciaram-se obras de esgotamento no distrito, as quais devem ser entregues em dezembro do mesmo ano. De acordo com a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), serão investidos mais de R$ 4 milhões de reais.[11]

Suas principais vias urbanas são a Rua da Alegria, a Rua Coronel Mendes Ribeiro, a Rua da Mangueira e a Avenida Thirso Furtado. O distrito conta com seis praças urbanas para recreação[12] e a feira livre da Rua da Alegria.[13]

Educação[editar | editar código-fonte]

Segundo dados de 2006, o distrito dispõe de duas escolas estaduais, cinco escolas municipais e duas escolas privadas, além de três creches urbanas.[14][15]

A linha da CBTU cruza Várzea Nova, que possui estação de trem

Saúde[editar | editar código-fonte]

Até 2006, Várzea Nova contava com um Centro de Saúde e um Centro de Atendimento Psicossocial (CAPs), três Programas Saúde da Família (PSF) e duas farmácias.[16]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A estação ferroviária da RFFSA corta o distrito e é um importante meio de transporte para boa parte da população,[8] e as linhas regulares de transportes urbanos que ligam Santa Rita a João Pessoa passam por Várzea Nova. O distrito é também cortado também pelas BR 230 e BR 101 e em suas proximidades está o Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, que faz parte do município de Santa Rita.[8]

Notas

  1. Em referência aos engenhos Santa Catarina e São Felipe e Jacó.[5]

Referências

  1. Adm. do portal (2010). «Censo 2010 – Paraíba» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 29 de maio de 2013 
  2. a b c FERREIRA, Nathielle (4 de setembro de 2012). «Lixo e esgoto em Várzea Nova». Jornal da Paraíba. Consultado em 29 de maio de 2013 
  3. Adm. do TR (2016). «Eleições 2016» (PDF). Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. Consultado em 3 de julho de 2017 
  4. Adm. do portal (2008). «Busca de CEP». Correios. Consultado em 30 de maio de 2013 
  5. a b Elias Herckmans (1639). «Descripção geral da Capitania da Parahyba (Herckman 1886)». Biblioteca Etnolinguística. Consultado em 7 de março de 2014 
  6. a b TAVARES, Eurivaldo Caldas (1985). Itinerário da Paraíba católica: batismo do Cacique à chegada do lº Bispo, 1585-1894. [S.l.]: Governo do Estado da Paraíba. 84 páginas 
  7. MEDEIROS, Coriolando de (1950). Dicionário corográfico do estado da Paraíba. [S.l.]: Departamento de Imprensa Nacional. 269 páginas 
  8. a b c d GIESBRECHT, Ralph Mennucci (2005). «Estação de Várzea Nova – PB». Estações Ferroviárias do Brasil. Consultado em 12 de maio de 2013 
  9. Adm. do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (2005). «Gestão Integrada da Orla Marítima» (PDF). Ministério do Meio Ambiente — arquivos. Consultado em 27 de janeiro de 2014 
  10. TAKAHASHI, Maurício (2008). «Conhecimentos locais e a cadeia produtiva do goiamum» (PDF). UFPB. Consultado em 27 de janeiro de 2014 
  11. Da redação (4 de setembro de 2012). «Prefeitura diz que já iniciou trabalhos». Jornal da Paraíba. Consultado em 29 de maio de 2013 
  12. Coordenação do Plano Diretor do Município (2006). «Praças Urbanas de Santa Rita» (PDF). Consultado em 29 de maio de 2013 
  13. Coordenação do Plano Diretor do Município (2006). «Feiras Livres, Mercados e Matadouros de Santa Rita» (PDF). Consultado em 29 de maio de 2013 
  14. Coordenação do Plano Diretor do Município (2006). «Escolas Urbanas - Abrangência do Atendimento» (PDF). Consultado em 29 de maio de 2013 
  15. Coordenação do Plano Diretor do Município (2006). «Creches Urbanas» (PDF). Consultado em 29 de maio de 2013 
  16. Coordenação do Plano Diretor do Município (2006). «Saúde Urbana» (PDF). Consultado em 29 de maio de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira de Santa Rita Bairros e distritos de Santa Rita

Paraíba, Nordeste, Brasil Bandeira da Paraíba Bandeira do Brasil

Zona Norte


Aguiarlândia | Distrito Industrial | Jardim Miritânia | Liberdade | Santa Cruz | Teixeirão | Tibiri Fábrica | Vila Tibiri |

Zona Sul


Bairro dos Municípios | Boa Vista | Heitel Santiago | Jardim Carolina | Jardim Europa(I, II e III) | Loteamento Plano de Vida | Marcos Moura | Nova Esperança | Sol Nascente | Tibiri(I, II e III)

Zona Leste


Alto dos Eucaliptos | Augustolândia | Castanheiro | Flaviano Ribeiro | Mutirão

Zona Oeste


Açude | Alto das Populares | Bairro do Onze | Centro | Loteamento Nice | Paraíso Tropical | Paulo VI

Distritos


Bebelândia | Cicerolândia | Odilândia | Lerolândia | Livramento | Forte Velho | Várzea Nova

Ícone de esboço Este artigo sobre um distrito ou povoado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.