Várzea da Pedra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Várzea da Pedra
  Distrito do Brasil  
Localização
Estado Bahia Bahia
Município Araci e Santaluz
Características geográficas
Área total km²
População total (2016) 3 000 habitantes hab.
Densidade hab. hab./km²

Várzea da Pedra é um distrito integrante no limite municipal brasileiro entre Araci[1] e Santaluz, estado da Bahia. Localiza-se a aproximadamente 36 km da sede do município de araci e 18 km de Santaluz, e cerca de 247 km da capital Salvador[2]. Conta com uma população de aproximadamente 3 000 habitantes.

Religiosidade[editar | editar código-fonte]

No distrito encontra-secapela católica e segundo costume e/ou cultura desta denominação religiosa, tem instituído lá, como padroeiro deste distrito, a dita Senhora Sant'Ana. Dispõe também de templo da Igreja Adventista do Sétimo Dia e da igreja Assembléia de Deus.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O distrito assim como sua sede está inserido numa região semiárida e vegetação predominante é de caatinga. O acesso ao distrito feito pela rodovia estadual BA 408.

Orgãos[editar | editar código-fonte]

Foi Instalado em Várzea da Pedra um prédio a ser utilizado como unidade básica de saúde, que ainda não entrou em funcionamento[3]. Há também alguns órgãos para defesa do interesse da população, tais como:

  • Associação de Pais e Mestres da Escola Pedro Barbosa[4]
  • Associação Beneficente de Várzea da Pedra[5]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Distritos aracienses» (PDF). Portal do Governo de Araci. Consultado em 3 de agosto de 2017. Arquivado do original (PDF) em 4 de agosto de 2017 
  2. «Distância entre cidades». Consultado em 7 de abril de 2018 
  3. «Moradores de Várzea da Pedra reclamam que UBS está abandonada e nunca funcionou; prefeitura argumenta». A Voz do Campo. 24 de março de 2017 
  4. «Associação de pais e mestre do Distrito de Várzea da Pedra». Arquivo Empresarial 
  5. «Moradores de Várzea da Pedra reclamam que UBS construída pela Prefeitura de Araci está abandonada e nunca funcionou». noticiasdesantaluz.com.br. Consultado em 21 de abril de 2018