Vírus Legado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Vírus Legado é uma doença ficcional, criada para as histórias do Universo Marvel, publicadas pela Marvel Comics

O Vírus, conhecido como a "Praga Mutante", foi criado por Apocalipse no futuro onde Cable foi criado, sendo trazido para o presente por Conflyto, que o liberou na atmosfera.

O vírus caracterizava-se por enfraquecer lentamente seu hospedeiro, culminando num total descontrole de suas habilidades mutantes, além de considerável baixa em suas defesas imunológicas, o que resultava em infecções generalizadas. Dependendo da natureza da mutação do doente, o mesmo ficava completamente desfigurado quando em estado avançado de infecção. Como exemplo de personagens infectados pela doença temos: Maverick, Chris Bradley, Pyro e Illyana Rasputin. Destes, os dois últimos vieram a falecer devido a enfermidade.

Inicialmente infectando apenas mutantes, (aparentemente de maneira aleatória) a primeira (e única) vítima humana do vírus foi a Dra. Moira McTaggert, que também veio a falecer em decorrência da doença. Porém, antes de sua morte, realizou grandes avanços na pesquisa para uma cura. Foram as descobertas de Moira que possibilitaram ao mutante Fera, até então também obcecado em encontrar uma cura, encontrar uma solução para a doença. Porém, para a anulação da infecção em todo o planeta era necessária a utilização de um mutante como vetor.

Amargurado após a morte de sua irmã Illyana, o X-Man Colossus se sacrificou, garantindo a erradicação total da praga, mas ele mesmo não morreu.