VP9

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

VP9 é um formato de codificação de vídeo aberto e livre de royalties desenvolvido pela Google.[1]

VP9 é o sucessor do VP8 e compete principalmente com o High Efficiency Video Coding (HEVC/H.265). No começo, o VP9 era usado principalmente na plataforma de vídeos da Google, o YouTube. O aparecimento da Alliance for Open Media, e seu suporte para o desenvolvimento contínuo do sucessor AV1, levou a um crescente interesse no formato.

Ao contrário do HEVC, o suporte do VP9 é comum entre navegadores web. A combinação de um vídeo VP9 e um áudio Opus no container WebM, como servido no YouTube, é suportado por aproximadamente ​34 do mercado de navegadores (dispositivos móveis inclusos) no começo de 2017.[2] O Android tem suporte desde a versão 4.4 KitKat, apesar de a aceleração por hardware variar.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Roettgers, Janko (2 de janeiro de 2014). «YouTube goes 4K, Google signs up long list of hardware partners for VP9 support». gigaom.com (em inglês). Consultado em 2 de março de 2018 
  2. «Can I use... Support tables for HTML5, CSS3, etc». caniuse.com (em inglês). Consultado em 2 de março de 2018