Vaca atolada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vaca atolada

A Vaca atolada é um prato típico da comida caipira a base de carne bovina. Tem como principais ingredientes a costela bovina e a mandioca. É muito popular nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Paraíba e também no Piauí, onde é chamado de cozidão ou costela com verduras (geralmente é feito somente com carne e mandioca, mas também com abóbora, batata doce, batata ou cenoura). Neste estado, vaca atolada também é correspondente ao escondidinho de carne de sol. No Rio Grande do Sul é feito com carne bovina, aipim, alho, cebola, tomate e alguns acrescentam pimentão ou pimenta.

Tropeiros do Vale do Paraíba carregavam no embornal carne mergulhada na gordura, o que garantia alimento por um bom tempo, sem deteriorar. Ao longo das trilhas colhiam mandioca, assim podendo misturá-las e cozinhar junto com as carnes, uma comida forte e boa para dias mais frios da serra.

Ao se dirigirem à Minas Gerais, transpondo a Serra da Mantiqueira por terrenos íngremes, frios, irregulares, úmidos e principalmente nos períodos de chuva, o que tornava o solo alagadiço, o gado encalhava e não prosseguia, havia então o momento de remanejamento dos animais, o descanso da tropa e sua alimentação. Assim sendo, foi batizado esse alimento como Vaca Atolada.

No entanto, a receita de Vaca Atolada é tradicionalmente feita com costelas de boi, uma carne que não era aproveitada para compor a comida dos viajantes, e nem servia para fazer o charque ou carne seca. Mas provavelmente é que seja uma comida preparada após o abate do gado, cozinhando as costelas e sua gordura com pedaços de aipim e cebolas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.