Vagner Antônio Brandalise

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vagner
Vagner
Vagner com a Chapecoense em 2020.
Informações pessoais
Nome completo Vagner Antônio Brandalise
Data de nasc. 24 de agosto de 1989 (32 anos)
Local de nasc. Bom Sucesso do Sul, (PR), Brasil
Nacionalidade brasileira
italiana[1]
Altura 1,91 m
destro
Informações profissionais
Período em atividade 2009presente (12 anos)
Clube atual Chapecoense
Número 89
Posição goleiro
Clubes de juventude
2009 Paulista
Clubes profissionais
Anos Clubes
2009–2012
2011
2011
2013–2014
2014–2015
2014–2015
2016–2019
2017
2017
2018
2018
2019
2019
2020–
Paulista
Vila Nova (emp.)
Criciúma (emp.)
Ituano
Tombense
Avaí (emp.)
Palmeiras
Mirassol (emp.)
Guarani (emp.)
Ituano (emp.)
Londrina (emp.)
Grêmio Novorizontino (emp.)
Chapecoense (emp.)
Chapecoense

Vagner Antônio Brandalise, mais conhecido como Vagner (Bom Sucesso do Sul, 24 de agosto de 1989), é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente joga na Chapecoense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Paulista[editar | editar código-fonte]

Vagner foi formado nas categorias de base do Paulista.[2] Pelo Galo, disputou a Copa Paulista de 2009, onde foi vice-campeão, e a de 2010.[2]

Empréstimos para Vila Nova e Criciúma[editar | editar código-fonte]

Em 2011, foi emprestado para o Vila Nova, onde foi eleito revelação do Campeonato Mineiro daquele ano.[2] Retornou brevemente à equipe paulista,[3] mas logo foi novamente emprestado, desta vez para o Criciúma, até o fim da temporada.[4]

Retorno[editar | editar código-fonte]

Vagner retornou de empréstimo em 2012 para o Paulista, onde disputou o Campeonato Paulista e foi considerado um dos destaques do time na competição.[2] Entretanto, não teve seu contrato renovado no fim da temporada e saiu do clube sem custos.[2]

Ituano[editar | editar código-fonte]

Ainda em 2012, assinou contrato de dois anos com o Ituano, onde chegou inicialmente para a disputa do Campeonato Paulista de 2013.[2][5]

Em 2014, foi titular da campanha vitoriosa do Galo de Itu e um dos responsáveis pelo título do Campeonato Paulista daquele ano. Na final contra o Santos, Vagner pegou o pênalti do zagueiro santista Neto e coroou o time do interior como campeão paulista, fato que não acontecia desde 2002.[6][7][8]

Avaí[editar | editar código-fonte]

Valorizado por ser um dos destaques do Ituano no título,[9] Vagner rejeitou propostas de gigantes do futebol paulista como Palmeiras e São Paulo e foi anunciado, em abril de 2014, como reforço do Avaí para a disputa da Série B de 2014.[10] Sua estreia pelo time aconteceu no dia 3 de maio, num jogo contra o Vila Nova válido pela terceira rodada da Série B, quando o Avaí saiu vencedor por 1 a 0 no Estádio Serra Dourada.[11][12]

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2015, Vagner assinou um contrato até o fim de 2019 com o Palmeiras. O goleiro foi um dos primeiros reforços para a temporada de 2016.[13]

Entretanto, a passagem de Vagner pelo Palmeiras não foi conhecida como uma das melhores.[14] Em julho de 2016, o arqueiro titular Fernando Prass foi convocado para a Seleção olímpica do Brasil para a disputa dos Jogos Olímpicos daquele ano (e posteriormente se lesionando e ficando fora até o fim da temporada),[15] e Vagner foi relacionado como titular para a partida seguinte, contra o Atlético Mineiro.[16] Entretanto, a sua estreia foi com derrota, com o time mineiro vencendo por 1x0, em pleno Allianz Parque.[17] Na partida seguinte, contra o Botafogo, o Palmeiras novamente perdeu. Desta vez, Vagner cometeu um pênalti em cima do atacante alvinegro Vinicius Tanque, que selou a derrota palmeirense.[18]

Com a lesão de Prass e a insegurança de seu reserva, o Palmeiras não descartou a contratação de um novo goleiro, mas decidiu respaldar Vagner.[19] Em outra partida, contra a Chapecoense, Vagner falhou no gol marcado pela equipe catarinense, e demonstrou insegurança durante o jogo, que terminou empatado.[20] Tais apresentações fizeram a comissão técnica promover o então reserva Jailson para a titularidade do restante da temporada.[21] A insegurança e a pressão que pairavam sobre Vagner eram tamanhas que até quando o titular Jailson esteve suspenso em jogo contra o Santos, na reta final do campeonato, a comissão técnica resolveu dar oportunidade para o goleiro da base Vinicius Silvestre ao invés de Vagner.[22]

A última partida de Vagner pelo Palmeiras na temporada foi pela Copa do Brasil, quando o Palmeiras jogou contra o Botafogo-PB com um time reserva.[23]

Empréstimos[editar | editar código-fonte]

Com a moral no Palmeiras em baixa e com o contrato ainda em vigor, Vagner foi emprestado diversas vezes pela equipe paulista. Em janeiro de 2017, foi emprestado para o Mirassol para a disputa do Campeonato Paulista de 2017.[24] Após o torneio, em maio, foi emprestado para o Guarani até o fim do Campeonato Brasileiro da Série B.[25] Em dezembro, acertou seu retorno ao Ituano, para a disputa do Campeonato Paulista de 2018.[26]

Após o torneio regional, em abril, assinou contrato com o Londrina, até o fim da temporada.[27] Em dezembro, foi emprestado para o GE Novorizontino para disputar o Campeonato Paulista de 2019.[28]

Chapecoense[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2019, acertou empréstimo com a Chapecoense, até o final da temporada.[29] Em dezembro, seu contrato com o Palmeiras terminou,[30] mas o goleiro permaneceu em Chapecó.[31] Em novembro de 2020, seu contrato com o clube catarinense foi prorrogado até o fim de janeiro de 2021.[32]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Paulista
Palmeiras
Ituano
Chapecoense

Referências

  1. «Perfil Vagner». Transfermarkt. Consultado em 9 de abril de 2016 
  2. a b c d e f «Vagner, goleiro do Ituano, é ex-Paulista». Jornal de Jundiaí. 7 de maio de 2014. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  3. «Goleiro Vagner está de volta à meta do Paulista». Lance!. 3 de agosto de 2011. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  4. «Criciúma apresenta goleiro e lateral-esquerdo para a sequência da Série B». UOL Esportes. 14 de setembro de 2011. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  5. «Goleiro Vagner chega ao Ituano de olho na posição de titular e na Série D». Globo Esporte. 8 de novembro de 2012. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  6. «Ituano bate Santos nos pênaltis, é campeão e cala Pacaembu». Terra Esportes. 13 de abril de 2014. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  7. «Ituano vence o Santos nos pênaltis e é bicampeão paulista». Itu Esportes. 14 de abril de 2014. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  8. «NOS PÊNALTIS, ITUANO DERRUBA SANTOS E É CAMPEÃO PAULISTA PELA SEGUNDA VEZ». Globo Esporte. 13 de abril de 2014. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  9. «Desmanche à vista no campeão paulista Ituano». Band Esportes. 15 de abril de 2014. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  10. «Herói do Ituano no Paulista, Vagner disputará a Série B pelo Avaí». Globoesporte.com. 17 de abril de 2014. Consultado em 17 de abril de 2014 
  11. «Vila Nova cai diante do Avaí por 1 a 0 no Serra Dourada». Globoesporte.com. 5 de maio de 2014. Consultado em 7 de maio de 2014 
  12. «Após título Paulista, Vágner estreia com elogios do técnico no Avaí». Terra Networks. 5 de maio de 2014. Consultado em 7 de maio de 2014 
  13. «Palmeiras anuncia as contratações de Vagner e Roger Carvalho». Globo Esporte. 10 de dezembro de 2015. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  14. «Relembre: 5 goleiros que decepcionaram com a camisa do Palmeiras». Gazeta Esportiva. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  15. «Cortado da Seleção, Prass volta a São Paulo abatido e agradece apoio». Sportv. 31 de julho de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  16. «Vagner tem papo com Cuca e admite ansiedade por "oportunidade da vida"». Globo Esporte. 21 de julho de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  17. «Atlético-MG vence Palmeiras e embola o Campeonato Brasileiro». UOL Esportes. 24 de julho de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  18. «Botafogo se impõe, vence o Palmeiras, sai da zona e tira o rival da liderança». Lance!. 31 de julho de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  19. «Goleiros são oferecidos para substituir Fernando Prass no Palmeiras». Verdão Web. 3 de agosto de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  20. «Palmeiras supera falha de Vagner e arranca empate contra a Chapecoense». Gazeta Esportiva. 4 de agosto de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  21. «Vagner deixa time titular do Palmeiras e Jailson estreará na Série A». Gazeta Esportiva. 7 de agosto de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  22. «Cuca justifica escolha por Vinicius Silvestre e faz elogios: "Estava leve"». UOL Esportes. 30 de outubro de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  23. «Com time reserva, Palmeiras perde para o Botafogo-PB, mas se classifica». Globo Esporte. 21 de setembro de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  24. «Palmeiras empresta goleiro Vagner para o Mirassol». Lance!. 11 de janeiro de 2017. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  25. «Guarani anuncia ex-palmeirense Vagner como reforço para a Série B». Gazeta Esportiva. 2 de maio de 2017. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  26. «Emprestado pelo Palmeiras, goleiro Vágner jogará Paulistão pelo Ituano». Lance!. 14 de dezembro de 2017. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  27. «Londrina apresenta pacotão com Dagoberto e mais cinco reforços para a Série B». Globo Esporte. 3 de abril de 2018. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  28. «Novorizontino anuncia contratação do goleiro Vagner, ex-Palmeiras». Gazeta Esportiva. 22 de dezembro de 2018. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  29. «Chapecoense anuncia a contratação de Vagner, goleiro do Palmeiras». Globo Esporte. 5 de abril de 2019. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  30. «Palmeiras tem saída de "barca" com 11 jogadores em fim de contrato». Torcedores.com. 31 de dezembro de 2019. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  31. «Chapecoense se apresenta com um dos quatro reforços». NSC Total. 2 de janeiro de 2020. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  32. «Chapecoense prorroga contrato do goleiro Vagner e volante Alan Santos». Globo Esporte. 18 de novembro de 2020. Consultado em 3 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]