Vale Flor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Vale Flor  
—  Freguesia portuguesa extinta  —
Vale Flor está localizado em: Portugal Continental
Vale Flor
Localização de Vale Flor em Portugal Continental
Coordenadas 40° 54' 46" N 7° 16' 56" O
Concelho primitivo Mêda
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 16,76 km²
Orago São Pedro

Vale Flor é uma antiga freguesia portuguesa do concelho da Mêda, com 16,76 km² de área e 150 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 8,9 hab/km².
A freguesia foi extinta (agregada) pela reorganização administrativa de 2012/2013,[1] sendo o seu território integrado na União de Freguesias de Vale Flor, Carvalhal e Pai Penela.

Fez parte do concelho de Aveloso, tendo em 1836 passado para o de Marialva, extinto em 24 de Outubro de 1855. Nessa altura foi incorporada no concelho de Vila Nova de Foz Côa, só passando definitivamente a Mêda em 4 de Dezembro de 1872.

Até 16 de Janeiro de 1941 chamou-se Vale de Ladrões, vendo a sua designação alterada pelo decreto n.º 31106.

Sobre a freguesia foi publicada uma importante monografia de 232 páginas com o título "De Vale de Ladroens a Valflor. A História e as suas gentes" da autoria de Jaime Ricardo Teixeira Gouveia, Élio Secundino Amado Correia e António Valflor, com edição de Quartzo Editora. A apresentação do livro ocorreu no dia 11 de Agosto de 2013. Os pedidos de aquisição podem ser feitos para a Junta de Freguesia de Valflor, Rua de Santo António, ValFlor - 6430-371 VALFLOR (Mêda).

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Vale Flor [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
642 681 679 755 762 626 658 936 744 609 484 399 237 227 150

No censo de 1864 figura no concelho de Vila Nova de Foz Côa. Passou para o actual concelho por decreto de 04/12/1872. Nos anos de 1864 a 1930 designava-se por Vale de Ladrões, e passou a ter a actual designação pelo decreto.lei nº 31.106, de 16/01/1941

Referências

  1. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.