Valeri Brainin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Valeri Brainin
Nascimento 27 de janeiro de 1948 (70 anos)
Cidadania Alemanha, União Soviética
Ocupação compositor, linguista, poeta, escritor, musicólogo, professor de música, teórico musical, tradutor

Valeri Brainin (russo: Валерий Борисович Брайнин, além disso: Willi Brainin e Brainin-Passek; Nizhny Tagil, 27 de janeiro de 1948) é um musicólogo, compositor, pedagogo de música, gerenciador de música e poeta russo-alemão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em família de um poeta e tradutor, austríaco emigrante político, Boris Brainin (pseudónimo literário - Sepp Österreicher). Pertence à família conhecida vienense Brainin.

Autor de um 'Método de desenvolvimento de inteligência musical e ouvido musical', destinada principalmente para a educação das crianças.[1] Ele também pode investigação na música microtonal.

Presidente da Sociedade de Rússia para Educação Musical[2] - o representante da Sociedade International da Educação Musical ISME[3]

Diretor do laboratório científico 'Novas tecnologias na educação musical' da Universidade Pedagógica Estatal de Moscovo.[4]

Criador e diretor artístico do concurso internacional de interpretação Classica Nova[5] (música do século XX, Hanôver, 1997, foi dedicado à memória de Dmitri Shostakovich) que foi gravada pelo Livro Guinness dos Recordes como a competição musical mais grande no mundo.[6]

Diretor da Escola Musical 'Brainin' em Hanôver,[7] Backnang,[8] Haltern am See,[9] Bickenbach (Alemanha).

Аluno de Arseny Tarkovski (poeta russo, o pai do diretor de cinema Andrei Tarkovsky). Principais publicações poética:

Russo: revistas literárias 'Druzhba narodov' (Moscovo), 'en: Novy mir' (Moscovo), 'Ogonyok' (Moscovo), 'Grani' (Frankfurt am Main), 'Dvadtsat dva' (Jerusalém), 'Arion' (Moscovo), 'Kreshchatik' (Kiev), 'en: Znamya' (Moscovo), antologias 'Verses de Século' (Moscovo, originador Yevgeny Yevtushenko) e 'Verses de Século-2' (Moscovo).

  • Брайнин-Пассек, В. К нежной варварской речи. Стихотворения. Составитель Михаил Безродный. Предисловие Юрия Арабова. — СПб.: Алетейя, 2009. — 94 c. — (Серия «Русское зарубежье. Коллекция поэзии и прозы»). ISBN 978-5-91419-277-5

Inglês: revista literária "en: Partisan Review" (Boston).[10]

Referências