Valery Gergiev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Valery Gergiev
Gergiev no Time 100 (2010)
Informação geral
Nome completo Valery Abisalovich Gergiev
Nascimento 2 de maio de 1953 (65 anos)
Origem Moscou
País  Rússia
Gênero(s) Música clássica, ópera
Instrumento(s) Piano
Período em atividade 1978 - atualmente
Afiliação(ões) Teatro Mariinsky
Orquestra Sinfônica de Londres

Valery Abisalovich Gergiev (em russo: Вале́рий Абиса́лович Ге́ргиев; em osseta: Гергиты Абисалы фырт Валери, transl. Gergity Abisaly Fyrt Valeri; Moscou, 2 de maio de 1953) é um regente de orquestra russo de origem osseta. É diretor-geral e diretor artístico do Teatro Mariinsky, regente titular da Filarmônica de Munique e diretor artístico do Festival Noites Brancas, em São Petersburgo.[1] Recebeu o título de Artista do Povo da Rússia em 1996.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gergiev nasceu em Moscou, filho de Tamara Tatarkanovna e Abisal Zaurbekovich.[2] Estudou piano na escola secundária, antes de estudar no Conservatório de São Petesburgo, de 1972 até 1977. Seu principal professor de regência foi Ilya Musin, um dos maiores teóricos de regência da história da Rússia. Sua irmã, Larissa Gergiev é pianista e diretora da academia de cantores do Mariinsky.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1978, Gergiev se tornou maestro assistente da Ópera Kirov, atual Ópera de Mariinsky, quando o maestro titular era Yuri Temirkanov). Fez sua estréia como maestro nesta companhia, conduzindo Guerra e Paz de Prokofiev. Foi o maestro titular da Orquestra Filarmônica da Armênia, de 1981 até 1985, ano em que fez sua estréia no Reino Unido, juntamente com o pianista Evgeny Kissin e os violinistas Maxim Vengerov e Vadim Repin, no Festival Lichfield.

Em 1988, fez sua primeira aparição à frente da Orquestra Sinfônica de Londres. Voltaria a reger essa orquestra somente em 2004, apresentando as sinfonias de Prokofiev.

Em 1991, Gergiev regeu pela primeira vez uma companhia de ópera do oeste europeu - a Ópera do Estado Bávaro - apresentando Boris Godunov, de Modest Mussorgsky, em Munique. No mesmo ano ele fez sua estréia americana, regendo Guerra e Paz, com a Ópera de São Francisco.

Tornou-se o regente titular e diretor artístico do Mariinsky em 1988, tornando-se diretor-geral em 1996, por indicação do governo russo.

De 1995 até 2008, Gergiev foi o maestro titular da Orquestra Filarmônica de Rotterdam. Em 1997, tornou-se o principal maestro convidado do Metropolitan Opera de Nova York. Sua estréia na companhia incluiu uma nova versão de Boris Godunov, de Mussorgsky.

Em 2002, Gergiev aparece no filme Arca Russa, de Alexandr Sokurov.

Em 2003, no Teatro Mariinsky, regeu o Ciclo do Anel, de Wagner, obra encenada pela primeira vez na Rússia em mais de 90 anos.

Em 2005, foi indicado para suceder Sir Colin Davis, à frente da Orquestra Sinfônica de Londres. Seu contrato inicial estipulava o prazo de três anos. Em 23 de janeiro de 2007 apresentou-se pela primeira vez como regente titular da orquestra, posição em que permaneceu até 2015.[4][5]

Envolvimento político e social[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2007, Gergiev foi um dos oito maestros de orquestras britânicas a assinar um manifesto oelo aumento da presença da música clássica no Reino Unido, inclusive com entrada franca dos escolares, nos concertos de música clássica.[6]

Durante a guerra da Ossétia do Norte, em 2008, Gergiev acusou o governo da Ossétia de promover um massacre e organizou um concerto em prol das vítimas da guerra.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 1999, Gergiev casou-se com a músicista Natalya Debisova, que é vinte e sete anos mais nova do que ele. Eles tem três filhos: dois garotos (Abisal e Valery) e uma menina (Tamara).

Gergiev é amigo de Vladimir Putin.

Gravações[editar | editar código-fonte]

Ballets[editar | editar código-fonte]

Álbum Orquestra Gravadora Discos Ano
PROKOFIEV: Romeo and Juliet (ballet completo) Kirov Orchestra Philips 2 2001
TCHAIKOVSKY: The Sleeping Beauty (ballet completo) Kirov Orchestra Philips 2 1993
TCHAIKOVSKY: The Nutcracker (ballet completo) Kirov Orchestra Philips 1 1998
TCHAIKOVSKY: Swan Lake (ballet completo) Mariinsky Theatre Orchestra Decca 2 2007

Óperas[editar | editar código-fonte]

Álbum Orquestra Gravadora Discos Ano
BORODIN: Prince Igor Kirov Philips 3 1995
GLINKA: Ruslan and Lyudmila Kirov Philips 3 1997
MUSSORGSKY: Boris Godunov (1869 & 1872 version) Kirov Philips 5 1999
MUSSORGSKY: Khovanshchina Kirov Philips 3 1992
PROKOFIEV: The Love for Three Oranges Kirov Philips 2 2001
PROKOFIEV: Semyon Kotko Kirov Philips 2 2000
PROKOFIEV: The Gambler Kirov Philips 2 1999
PROKOFIEV: The Fiery Angel Kirov Philips 2 1995
PROKOFIEV: War and Peace Kirov Philips 3 1993
PROKOFIEV: Betrothal in a Monastery Kirov Philips 3 1998
TCHAIKOVSKY: Pique Dame Kirov Philips 3 1993
TCHAIKOVSKY: Mazeppa Kirov Philips 3 1998
TCHAIKOVSKY: Iolanta Kirov Philips 2 1998

Orquestrais[editar | editar código-fonte]

Álbum Orquestra Gravadora Discos Ano
BORODIN: Symphonies 1 & 2 Rotterdam Philharmonic Polygram 1 1991
MUSSORGSKY: Pictures at an Exhibition Vienna Philharmonic Philips 1 2002
PROKOFIEV: Scythian Suite, Alexander Nevsky Kirov Philips 1 2003
PROKOFIEV: Completes Symphonies (1-7) LSO Philips 4 2006
RACHMANINOV: Symphony no.2 Kirov Philips 1 1994
RIMSKY-KORSAKOV: Scheherazade,

BORODIN: In the Steppes of Central Asia, BALAKIREV: Islamey

Kirov Philips 1 2001
SHOSTAKOVICH: The War Symphonies (4-9)

Each one available separately

Kirov Philips 5 2005
STRAVINSKY: The Firebird - SCRIABIN: Prometheus Kirov Philips 1 1998
STRAVINSKY: The Rite of Spring - SCRIABIN: The Poem of Ecstasy Kirov Philips 1 2001
TCHAIKOVSKY: Symphonies 4, 5, 6

Each one available separately

Vienna Philharmonic Philips 3 2005
TCHAIKOVKSY: Symphony no.5 Vienna Philharmonic Philips 1 1999
TCHAIKOVSKY: Symphony no.6, Francesca da Rimini, Romeo and Juliet Kirov Philips 1 2000
TCHAIKOVSKY: 1812 Overture and others Kirov Philips 1 1994
MAHLER: Symphony No. 1 LSO LSO Live 1 2008
MAHLER: Symphony Nos. 2 & 10 (Adagio) LSO LSO Live 2 2009
MAHLER: Symphony No. 3 LSO LSO Live 2 2008
MAHLER: Symphony No. 6 LSO LSO Live 1 2008
MAHLER: Symphony No. 7 LSO LSO Live 1 2008
MAHLER: Symphony No. 8 LSO LSO Live 1 2009

Orquestral Com Solista[editar | editar código-fonte]

Albim Solista Orquestra Gravadora Discos Ano
RACHMANINOV: Piano Concerto no.2, Paganini Rhapsody Lang Lang Kirov Deutsche Grammophon 1 2003
TCHAIKOVSKY, MIASKOVSKY: Violin Concertos Vadim Repin Kirov Philips 1 2003
PROKOFIEV: Complete Piano Concertos (1-5) Alexander Toradze Kirov Philips 2 1998

Trabalhos vocais[editar | editar código-fonte]

Álbum Solista Orquestra Gravadora Discos Ano
Tchaikovsky & Verdi Arias Dmitri Hvorostovsky Rotterdam Philharmonic Philips 1 1990
Tchaikovsky & Verdi Arias Galina Gorchakova Kirov Philips 1 1996
Homage: The Age Of The Diva Renée Fleming Marinsky Theatre Orchestra Philips 1 2007
PROKOFIEV: Ivan The Terrible Cantata Kirov Philips 1 1998

Referências

  1. (em inglês) Mariinsky.today
  2. John O'Mahony (18 de setembro de 1999). «Demon king of the pit». The Guardian 
  3. Duchen, Jessica (19 de janeiro de 2007). «Valery Gergiev: Light the red touchpaper, stand back». London, UK: The Independent. Arquivado do original em 23 de janeiro de 2007 
  4. LSO Chronology 2000s
  5. LSO. Chronology 2010s
  6. Charlotte Higgins (26 de abril de 2007). «Orchestras urge free concerts for children». Londres: The Guardian 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Valery Gergiev


Precedido por
David Khanjian
Regente titular da Orquestra Filarmônica da Armênia
1981–1985
Sucedido por
Rafael Mangassarian
Precedido por
Yuri Temirkanov
Diretor artístico e regente titular da Ópera de Kirov
1988–presente
Sucedido por
Sem sucessor
Precedido por
Jeffrey Tate
Regente titular da Orquestra Filarmônica de Roterdã
1956–1964
Sucedido por
Yannick Nézet-Séguin
Precedido por
Sir Colin Davis
Regente titular da Orquestra Sinfônica de Londres
2007–presente
Sucedido por
Sir Simon Rattle