Valve Anti-Cheat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Valve Anti-Cheat
Desenvolvedor Valve Corporation
Plataforma Windows
Linux
Lançamento 2002
Sistema operacional Windows
MacOS
Linux
Gênero(s) Software anti-trapaça
Licença Proprietário
Estado do desenvolvimento Ativo

Valve Anti-Cheat (abreviado como VAC) é um software anti-trapaça desenvolvido pela Valve Corporation como um componente da plataforma Steam, lançado pela primeira vez no jogo Counter-Strike em 2002.

Quando o software detecta uma trapaça no sistema operacional de um jogador, irá bani-lo no futuro, com o banimento podendo acontecer dias ou semanas após a detecção original.[1] Ele também pode expulsar jogadores do jogo se detectar erros na memória ou no hardware do sistema. Nenhuma informação, como data de detecção ou tipo de trapaça detectada, é divulgada ao jogador. Depois que o jogador é notificado, o seu acesso aos servidores "protegidos pelo VAC" online do jogo é revogado permanentemente, além disso, restrições adicionais são aplicadas na conta Steam do jogador.

Durante uma semana de novembro de 2006, o sistema detectou mais de 10.000 tentativas de trapaça. A partir de julho de 2014, estima-se que mais de 2,2 milhões de contas Steam tenham sido banidas pelo sistema.[2][3]

Referências

  1. «I've been VAC banned - Valve Anti-Cheat (VAC) System - Knowledge Base - Steam Support». support.steampowered.com (em inglês). Consultado em 13 de fevereiro de 2018 
  2. «gameME - Make gaming competitive! - Bans». www.gameme.com (em inglês). Consultado em 13 de fevereiro de 2018 
  3. ca.ferriol@gmail.com, Surian -. «VACBanned.com - See the VAC status of any Steam account (Counter Strike, Left 4 Dead, Call of Duty: Modern Warfare 2, etc)». vacbanned.com (em inglês). Consultado em 13 de fevereiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.