Vania Beatriz Merlotti Herédia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Vania Beatriz Merlotti Herédia (Caxias do Sul, 18 de novembro de 1952) é uma professora, pesquisadora, socióloga e historiadora brasileira.

É licenciada e mestre em Filosofia, bacharel e licenciada em Ciências Sociais, e doutora em História das Américas (Universidade de Gênova, 1992). Realizou pós-doutorados em História Econômica na Universidade de Pádua (2002) e na Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013). Atua como professora titular da graduação e da pós-graduação da Universidade de Caxias do Sul, onde já foi chefe do Departamento de Sociologia, coordenadora dos cursos de Sociologia Industrial e Sociologia do Trabalho, ambos da pós-graduação, e coordenadora de pesquisa. Foi membro do Conselho Editorial das revistas Coletânea Cultura e Saber, Sensu — Pós-Graduação em Revista e Barbaroi. Foi coordenadora do Comitê Assessor de Ciências Humanas e Sociais da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul e participou de comitês de avaliação do CNPq. Atualmente participa do Conselho da revista Conexão - Comunicação e Cultura, é membro do Instituto Histórico de São Leopoldo, e presidente do Departamento de Gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia — seção Rio Grande do Sul.[1][2]

Foi um dos coordenadores do VII Congresso Latino Americano de Geriatria e Gerontologia,[3] do V Encontro Regional Sul da Unitrabalho, do Seminário Regional sobre Abolição da Escravatura, do Seminário Regional sobre Espoliação Urbana, da II Conferência Internacional de Turismo e História,[4] do IV Simpósio Internacional e XII Fórum de Estudos Ítalo Brasileiros[5] e vários outros eventos.

Suas pesquisas se concentram no idoso e no envelhecimento, no trabalho, na imigração italiana e nas migrações, e na história econômica e industrialização do Rio Grande do Sul e Caxias do Sul,[1] temas nos quais Herédia é uma referência.[6][7][8][9] Seu trabalho já repercutiu sobre o grande público tanto pelos vários livros que publicou como pelas entrevistas ou depoimentos que deu para veículos populares falando sobre tópicos que centralizam suas atenções acadêmicas.[10][11][12][13][14][15] Tem muitos artigos publicados em revistas especializadas e anais de congressos, escreveu capítulos de livros,[16] e entre seus livros se destacam:

  • Migrações Internacionais: O caso dos senegaleses no Sul do Brasil. Quatrilho, 2015 (organizadora e contribuidora)
  • A História de Muitas Histórias: a força do empresariado na cidade e na cultura. Belas-Letras, 2014
  • Mobilidade Humana e Dinâmicas migratórias. Letras&Vida, 2011 (organizadora e contribuidora, com Maria Clara Mocellin e Maria do Carmo Santos Gonçalves)
  • Idoso Asilado - Um Estudo Gerontológico. EDUCS, 2010 (com Ivone Corteletti e Miriam Bonho Casara).
  • História da imigração italiana no Rio Grande do Sul. EST, 2007 (com Loraine Slomp Giron).
  • Hércules Galló: vida e obra de um empreendedor. EDUCS, 2003
  • 130 Anos de Cultura Italiana no RS. Prefeitura de Caxias do Sul, 2005 (com Armindo Trevisan, Luis Alberto De Boni e Loraine Slomp Giron).
  • 100 Anos de História. Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul. Maneco, 2001 (com Maria Abel Machado).
  • Tempos Vividos, Identidade, Memória e Cultura do Idoso. EDUCS, 2000 (com Miriam Bonho Casara).
  • Retrato do idoso. Perfil do Idoso Urbano do Rio Grande do Sul. EDUCS, 1998. (com Miriam Bonho Casara).
  • As implicações tecnológicas nos Processos de Trabalho e suas alterações nas políticas sociais na indústria de transformação na Microrregião de Caxias do Sul. EDUCS, 1998
  • O Processo de Industrialização na zona colonial italiana. EDUCS, 1997
  • Retratos de um saber: 100 anos de História da Rede Municipal de Ensino em Caxias do Sul. Um, 1997 (com Marisa Formollo Dalla Vecchia e Felisbela Ramos).
  • O mito do padre entre descendentes de imigrantes italianos. EST, 1979

Referências

  1. a b Conexão - Comunicação e Cultura. Equipe Editorial: Vania Beatriz Merlotti Herédia
  2. XIII Encontro Estadual de História da ANPUH-RS. Mesa-Redonda - Confirmada: Migração, deslocamentos e direitos humanos, 20/12/2015
  3. VII COMLAT. Programação Científica
  4. II International Conference Tourism & History. Comissão Organizadora
  5. Aristides, Elton Marcelo. "A religiosidade na formação da identidade dos imigrantes italianos. Entrevista com a professora de Ciências Sociais, Vania Herédia". Diocese de Caxias do Sul, 11/06/2015
  6. Mocellin, Maria Clara. Trajetórias em Rede: representações da italianidade entre empresários e intelectuais da região de Caxias do Sul. Tese de Doutorado. Universidade Estadual de Campinas, 2008, pp. 37-39
  7. "A Imigração italiana no Rio Grande do Sul: Fontes, História e Historiografia". PUCRS, 09/06/2016
  8. "Do imigrante ao migrante". In: Percursos, 2011:3
  9. Trivilin, Samanta. A família operária: o processo de industrialização e a inserção da família no espaço industrial da vinícola Armando Peterlongo (1915-1966). Dissertação de Mestrado. Unisinos, 2009, pp. 19-20
  10. Sartori, Tríssia Ordovás. "Historiadora de Caxias lança livro sobre a chegada dos senegaleses ao Sul do país". Pioneiro, 13/12/2015
  11. "Aumento de população idosa exigirá mais investimentos do Estado". Valor Econômico, 03/01/2012
  12. Lopes, Rodrigo. "Vania Herédia: os desafios e as demandas de uma sociedade que envelhece". Pioneiro, 11/07/2016
  13. "Professora da UCS fala do fenômeno migratório de haitianos e senegaleses em Caxias". Pioneiro, 17/05/2014
  14. Magrin, Nathália. "Vania Herédia: quando a sociedade se abre ela é receptiva". Jornal 14, 31/10/2014
  15. "Vânia Herédia, professora da UCS e doutora em História, fala sobre os 140 anos da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul". Rádio Caxias, 20/05/2015
  16. "Perfil dos Autores". In: D'Alencar, Raimunda Silva & Diederiche, Márcia Valéria (orgs.). Velhice saudável: múltiplos olhares e múltiplos saberes. Editus, 2014