Vantagem competitiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde setembro de 2011).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Vantagem competitiva pode ser entendida como uma vantagem que uma empresa tem em relação aos seus concorrentes e descreve atributos que permitem uma organização superar seus concorrentes. Esses atributos podem incluir o acesso aos recursos naturais, como minérios de alto grau ou energia barata, pessoal altamente qualificado, localização geográfica, altas barreiras de entrada, etc. As novas tecnologias, como a robótica e tecnologia da informação, também pode fornecer vantagem competitiva, seja como parte do produto em si, como uma vantagem para a fabricação do produto, ou como uma ajuda competitiva no processo de negócios (por exemplo, uma melhor identificação e compreensão dos clientes) e a economia do país. Existem diferentes correntes teóricas que explicam a vantagem competitiva.[1]

Simpleicons Business increasing-line-graphic-of-business

De modo mais técnico pode-se dizer que a vantagem competitiva é a ocorrência de níveis de performance econômica acima da média de mercado em função das estratégias adotadas pelas firmas.

Teorias de Vantagens Competitivas[editar | editar código-fonte]

Algumas correntes explicativas já foram vinculadas à explicação da vantagem competitiva. Dentre elas há uma divisão entre as teorias que explicam a vantagem competitiva explicada por fatores externos (mercados, estruturas da indústria) e a vantagem competitiva explicada por fatores internos específicos às organizações.

Em relação à correntes relacionadas aos fatores externos exitem duas correntes explicativas: Análise Estrutural da indústria (modelo SCP e 5 forças de Michael Porter) e Processos de Mercado (Escola Austríaca). Já quanto à corrente de fatores internos há a teoria de Recursos e Competências (RBV) e a de Capacidades Dinâmicas (teoria de capacidades dinâmicas)

Análise Estrutural da Indústria[editar | editar código-fonte]

Essa corrente explicativa diz respeito a realizar uma análise externa à organização. As razões pelas quais as empresas devem realizar essa análise é para a identificação de ameaças e oportunidades; verificação se é possível obterem um luco acima do normal do setor; entender melhor a concorrência em um setor, e fazer escolhas estratégicas mais bem informadas.

  1. difícil de imitar
  2. única
  3. sustentável
  4. superior à competição
  5. aplicável a múltiplas situações

Exemplos de características de empresas que poderiam constituir uma vantagem competitiva incluem:

  • foco no cliente, valor para o cliente
  • qualidade superior do produto
  • distribuição ampla
  • alto valor de marca e reputação positiva da empresa
  • técnicas de produção com baixo custo
  • patentes, direitos autorais e de propriedade industrial
  • proteção do governo (subsídios e monopólio)
  • equipe gerencial e de funcionários superior

Para que se possa desenvolver esta vantagem, é preciso enfrentar algumas forças, que de acordo com Porter, são elas:

  • Ameaça de novos entrantes
  • Poder de barganha dos fornecedores
  • Ameaça de produtos substitutos
  • Poder de barganha dos compradores
  • Rivalidade entre os concorrentes

Para as empresas que iniciam sua carreira de forma competitiva ela se depara com algumas barreiras de entradas, são elas:

  • Economias de escala
  • Diferenciação de produto
  • Necessidade de capital
  • Custos de mudança
  • Acesso aos canais de Distribuição
  • Desvantagens de custo independentes de escala


Há estudiosos que defendem que em um mundo competitivo que muda rápido, nenhuma destas vantagens pode ser mantida a longo prazo. Eles alegam que a única vantagem competitiva sustentável é construir uma empresa que esteja tão alerta e ágil que sempre irá encontrar uma vantagem, não importa que mudanças ocorram.

Referências

PORTER, Michael E, Vantagem competitiva, Editora Campus, 2004

Ver também[editar | editar código-fonte]


Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Economia e negócios